SISTEMA   DIGESTÓRIOProfª. Ana Carolina Athayde Braz
2                   O sistema digestório é constituído pelo trato digestório e pelos órgãosanexos. O trato digestório é um...
3BOCA:               Localizada na parte inicial do sistema digestivo. Seus limitestopográficos são: Superiormente o palat...
4                A face inferior possui uma mucosa entre o assoalho da boca e alíngua na linha mediana que forma uma prega...
5Parte Nasal - situa-se posteriormente ao nariz e acima do palato mole e sediferencia da outras duas partes por sua cavida...
6               A presença de alimento no interior do esôfago estimula a atividadeperistáltica, e faz com que o alimento m...
7INTESTINO DELGADO:                O Intestino Delgado tem início no estômago, unido pelo piloro e seestende até a junção ...
8               A maior parte do jejuno situa-se no quadrante superior esquerdo,enquanto a maior parte do íleo situa-se no...
9do colo, onde curva-se inferiormente para tornar-se colo descendente. A flexuraesquerda do colo (flexura esplênica), norm...
10Submandibulares: Localizadas na face medial do ângulo da mandíbula, podem serpalpadas. Os ductos submandibulares são os ...
11              o Metabolismo dos carboidratos;              o Metabolismo dos lipídios;              o Metabolismo das pr...
12Sistema Digestório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
13Sistema Digestório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
14Sistema Digestório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
15Sistema Digestório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
16Sistema Digestório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
17Sistema Digestório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
18Sistema Digestório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
19Sistema Digestório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
20Sistema Digestório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
21Sistema Digestório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
22Sistema Digestório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
23Sistema Digestório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
24Sistema Digestório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
25Sistema Digestório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
26Sistema Digestório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Sistema digestorio

6,140

Published on

anato

0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
6,140
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
141
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "Sistema digestorio"

  1. 1. SISTEMA DIGESTÓRIOProfª. Ana Carolina Athayde Braz
  2. 2. 2 O sistema digestório é constituído pelo trato digestório e pelos órgãosanexos. O trato digestório é um tubo oco (tubo digestivo) que se estende dacavidade bucal ao ânus, também chamado de canal alimentar ou tratogastrintestinal. O trato gastrointestinal é um tubo longo e sinuoso deaproximadamente 10 a 12 metros de comprimento desde a extremidade cefálica(cavidade oral) até a caudal (ânus). As estruturas do trato digestório incluem: boca, faringe, esôfago,estômago, intestino delgado, intestino grosso, reto e ânus. As principais glândulasanexas são: glândulas salivares (parótidas, submandibulares e sublinguais), fígado epâncreas.FUNÇÕES DO SISTEMA DIGESTÓRIO:o Aproveitamento de substâncias estranhas que asseguram a manutenção dos processos vitais.o Transformação mecânica e química das macromóléculas alimentares ingeridas (proteínas, carboidratos, entre outras) em moléculas de tamanhos e formas adequadas para serem absorvidas pelo intestino.o Transporte de alimentos, água e sais minerais da luz intestinal para os capilares sangüíneos da mucosa do intestino.o Eliminação de resíduos não digeridos e não absorvidosAÇÕES:Mastigação: Desintegração parcial dos alimentos, processo mecânico e químico.Deglutição: Condução dos alimentos através da faringe para o esôfago.Ingestão: Introdução do alimento no estômago.Digestão: Desdobramento do alimento em moléculas mais simples.Absorção: Processo realizado pelos intestinos.Defecação: Eliminação de substâncias não digeridas do trato gastrointestinal. Sistema Digestório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
  3. 3. 3BOCA: Localizada na parte inicial do sistema digestivo. Seus limitestopográficos são: Superiormente o palato; inferiormente o assoalho da boca;lateralmente as bochechas; anteriormente os lábios; posteriormente o ístmo dasfauces dando continuidade à faringe. A cavidade da boca consiste em duas partes: o vestíbulo da boca e acavidade própria da boca (ou cavidade bucal). O vestíbulo da boca é o espaço entreos dentes e a gengiva e os lábios e as bochechas. A cavidade bucal é o espaçoentre os arcos dentais superior e inferior. O teto da cavidade bucal é formado pelopalato. O palato separa a boca da cavidade nasal para evitar que as matériasalimentícias passem para a mesma. O alimento é ingerido na cavidade bucal e preparado para a digestãono estômago e intestino delgado. O alimento é mastigado pelos dentes, e a saliva,proveniente das glândulas salivares, facilita a formação de um bolo alimentarcontrolável. A deglutição é iniciada voluntariamente na cavidade da boca. A fasevoluntária do processo empurra o bolo da cavidade da boca para a faringe – a parteexpandida do trato digestório – onde ocorra a fase automática da deglutição. Quando a boca está fechada e em repouso, a cavidade bucal éocupada pela língua.LÍNGUA A língua é o principal órgão do sentido do gosto e um importanteórgão da fala, além de auxiliar na mastigação e deglutição dos alimentos. Localiza-se no assoalho da boca, dentro da curva do corpo da mandíbula. É formada pormúsculos intrínsecos e extrínsecos (que permitem os movimentos) e revestida poruma mucosa adaptada à deglutição e gustação. A raiz é a parte posterior, por onde se liga ao osso hióide pelosmúsculos hioglosso e genioglosso e pela membrana glossohióidea; à epiglote, portrês pregas da mucosa; ao palato mole, pelos arcos palato-glossos, e a faringe,pelos músculos constritores superiores da faringe e pela mucosa. O ápice é a extremidade anterior, um tanto arredondada, que seapóia contra a face lingual dos dentes incisivos inferiores. Sistema Digestório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
  4. 4. 4 A face inferior possui uma mucosa entre o assoalho da boca e alíngua na linha mediana que forma uma prega vertical nítida, o frênulo da língua. As Papilas Linguais são abundantemente distribuídas nos 2/3anteriores da língua, dão a essa região uma aspereza característica. Os tipos depapilas são: papilas valadas, fungiformes, filiformes e simples. A língua é dividida em metades por um septo fibroso mediano que seestende por todo o seu comprimento e se fixa inferiormente no osso hióide. Em cadametade há dois conjuntos de músculos, extrínsecos e intrínsecos. Os músculosextrínsecos são: genioglosso, hioglosso, condroglosso, estiloglosso e palatoglosso.Os intrínsecos são: longitudinal superior, longitudinal inferior, transverso e vertical. Percebemos quatro sabores: o amargo, o doce, o ácido e o salgado.O amargo é sentido na base da língua; o doce na ponta, o ácido na ponta e nasbordas; e o salgado em toda a superfície. Certas áreas da língua são insensíveis. Ossabores complexos dos alimentos, como o sabor de peixe, alho, vinho, etc. resultadoda união das sensações gustativas com as olfativas; por isso quando estamosresfriados a comida nos parece insípida.FARINGE Também pertence ao sistema respiratório. É um conduto,continuação do tubo digestivo que segue à boca, de aproximadamente 13 cm e que,por meio de uma válvula, a epiglote, fecha a entrada do bolo alimentício às viasrespiratórias. A faringe se comunica com as fossas nasais, os ouvidos e o esôfago.Começa na base do crânio e termina na borda inferior da cartilagem cricóide deonde segue o esôfago. A faringe apresenta suas paredes muito espessas devido ao volumedos músculos que a revestem externamente, por dentro, o órgão é forrado pelamucosa faríngea, um epitélio liso, que facilita a rápida passagem do alimento. O movimento do alimento, da boca para o estômago, é realizado peloato da deglutição. A deglutição é facilitada pela saliva e muco e envolve a boca, afaringe e o esôfago. A faringe pode ainda ser dividida em três partes: nasal (nasofaringe),oral (orofaringe) e laríngea ou laríngica (laringofaringe). Sistema Digestório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
  5. 5. 5Parte Nasal - situa-se posteriormente ao nariz e acima do palato mole e sediferencia da outras duas partes por sua cavidade permanecer sempre aberta.Comunica-se anteriormente com as cavidades nasais através das coanas. Naparede posterior encontra-se a tonsila faríngea (adenóide em crianças).Parte Oral - estende-se do palato mole até o osso hióide. Em sua parede lateralencontra-se a tonsila palatina.Parte Laríngea - estende-se do osso hióide à cartilagem cricóide. De cada lado doorifício laríngeo encontra-se um recesso denominado seio piriforme.Limites da Faringe:Superior - corpo do esfenóide e porção basilar do osso occipitalInferior - esôfagoPosterior - coluna vertebral e fáscia dos músculos longo do pescoço e longo dacabeçaAnterior - processo pterigóideo, mandíbula, língua, osso hióide e cartilagens tireóidee cricóideLateral - processo estilóide e seus músculos A faringe comunica-se com as vias nasal, respiratória e digestória. Oato da deglutição normalmente direciona o alimento da garganta para o esôfago, umlongo tubo que se esvazia no estômago. Durante a deglutição, o alimentonormalmente não pode entrar nas vias nasal e respiratória em razão do fechamentotemporário das aberturas dessas vias. Assim durante a deglutição, o palato molemove-se em direção a abertura da parte nasal da faringe; a abertura da laringe éfechada quando a traquéia move-se para cima e permite a uma prega de tecido,chamada de epiglote, cubra a entrada da via respiratória.ESÔFAGO O esôfago é um tubo fibro-músculo-mucoso que se estende dafaringe ao estômago. Está localizado posteriomente à traquéia começando na alturada 7ª vértebra cervical. Atravessa o diafragma pela abertura denominada hiatoesofágico e termina na parte superior do estômago através do óstio cárdico. Medecerca de 25 centímetros de comprimento. Sistema Digestório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
  6. 6. 6 A presença de alimento no interior do esôfago estimula a atividadeperistáltica, e faz com que o alimento mova-se para o estômago. As contrações sãorepetidas em ondas que empurram o alimento em direção ao estômago.O esôfago é formado por três porções:Porção Cervical: porção que está em contato íntimo com a traquéia.Porção Torácica: é a porção mais importante, passa por trás do brônquio esquerdo(mediastino superior, entre a traquéia e a coluna vertebral).Porção Abdominal: repousa sobre o diafragma e pressiona o fígado, formando nelea impressão esofágica.ESTÔMAGO O estômago está situado no abdome, abaixo do diafragma,anteriomente ao pâncreas, superiormente ao duodeno e a esquerda do fígado; estálocalizado no quadrante superior esquerdo do abdome, entre o fígado e o baço. Existem dois esfíncteres no estômago, um na entrada – cárdia – eoutro na saída – piloro. O estômago é o segmento mais dilatado do tubo digestório,em virtude dos alimentos permanecerem nele por algum tempo, necessita ser umreservatório entre o esôfago e o intestino delgado. O estômago é divido em 4 áreas (regiões) principais: cárdia, fundo,corpo e região pilórica. O fundo, apesar do nome, situa-se no alto, acima do óstiocárdico. O corpo representa cerca de 2/3 do volume total. A região pilórica é comoum funil e está próxima ao esfíncter pilórico.FUNÇÕESo Digestão do alimentoo Secreção do suco gástrico, que inclui enzimas digestórias e ácido hidroclorídrico como substâncias mais importantes.o Secreção de hormônio gástrico e fator intrínseco.o Regulação do padrão no qual o alimento é parcialmente digerido e entregue ao intestino delgado.o Absorção de pequenas quantidades de água e substâncias dissolvidas. Sistema Digestório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
  7. 7. 7INTESTINO DELGADO: O Intestino Delgado tem início no estômago, unido pelo piloro e seestende até a junção iliocólica (ileocecal), que se reúne com o intestino grosso.Consiste em duodeno, jejuno e íleo. Os principais eventos da digestão e absorçãoocorrem no intestino delgado, portanto sua estrutura é especialmente adaptada paraessa função. Sua extensão fornece grande área de superfície para a digestão eabsorção, sendo ainda muito aumentada pelas pregas circulares, vilosidades emicrovilosidades. O intestino delgado tem aproximadamente 7 metros de comprimento,podendo variar entre 5 e 8 metros (o comprimento de intestino delgado e grosso emconjunto após a morte é de 9 metros).Duodeno: é a primeira porção do intestino delgado. Tem aproximadamente 25centímetros. É a única porção do intestino delgado que é fixa, está preso à paredeposterior do abdome. Tem a forma da letra C e é dividido em 4 porções.1) Parte Superior ou 1ª porção - origina-se no piloro e estende-se até o colo da vesícula biliar.2) Parte Descendente ou 2ª porção – Nesta parte abre-se um ducto formado pelajunção dos: Ducto colédoco - provêm da vesícula biliar e do fígado (bile) Ducto pancreático - provêm do pâncreas (suco ou secreção pancreática)3) Parte Horizontal ou 3ª porção4) Parte Ascendente ou 4ª porção Jejuno: é a parte do intestino delgado que faz continuação aoduodeno, recebe este nome porque sempre que é aberto se apresenta vazio. É maislargo (aproximadamente 4 centímetros), sua parede é mais espessa, mais vasculare de cor mais forte que o íleo. Íleo: é o último segmento do intestino delgado que faz continuação aojejuno. Recebe este nome por relação com osso ilíaco. É mais estreito e suastúnicas são mais finas e menos vascularizadas que o jejuno.Distalmente, o íleodesemboca no intestino grosso num orifício que recebe o nome de óstio ileocecal. Sistema Digestório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
  8. 8. 8 A maior parte do jejuno situa-se no quadrante superior esquerdo,enquanto a maior parte do íleo situa-se no quadrante inferior direito. O jejuno e oíleo, ao contrário do duodeno, são móveis e macroscopicamente não apresentamuma divisão nítida.INTESTINO GROSSO: O intestino grosso é um tubo com aproximadamente 1,5 metros decomprimento, mais calibroso que o intestino delgado com cerca de 5-6 centímetrosde diâmetro. O intestino grosso absorve a água com tanta rapidez que, em cerca de14 horas, o material alimentar toma a consistência típica do bolo fecal. O intestino grosso apresenta algumas diferenças em relação aointestino delgado: o calíbre, as tênias, os haustros e os apêndices epiplóicos. As tênias do cólon (fitas longitudinais) são três faixas deaproximadamente 1 centímetro de largura e que percorrem o intestino grosso emtoda sua extensão. São mais evidentes no ceco e no cólon ascendente. Os haustros do cólon (saculações) são abaulamentos ampularesseparados por sulcos transversais. Os apêndices epiplóicos são pequenos pingentes amareladosconstituídos por tecido conjuntivo rico em gordura. Aparecem principalmente nocólon sigmóide. O intestino grosso é dividido em 4 partes principais: ceco (cecum),cólon (ascendente, transverso, descendente e sigmóide), reto e ânus. A primeira é o ceco, segmento de maior calibre, que se comunicacom o íleo. Para impedir o refluxo do material proveniente do intestino delgado,existe uma válvula localizada na junção do íleo com o ceco - válvula ileocecal(iliocólica). No fundo do ceco, encontramos o Apêndice Vermiforme A porção seguinte do intestino grosso é o cólon, segmento que seprolonga do ceco até o ânus. Colo Ascendente – é a segunda parte do intestino grosso. Passapara cima do lado direito do abdome a partir do ceco para o lobo direito do fígado,onde se curva para a esquerda na flexura direita do colo (flexura hepática). Colo Transverso – é a parte mais larga e mais móvel do intestinogrosso. Ele cruza o abdome a partir da flexura direita do colo até a flexura esquerda Sistema Digestório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
  9. 9. 9do colo, onde curva-se inferiormente para tornar-se colo descendente. A flexuraesquerda do colo (flexura esplênica), normalmente mais superior, mais aguda emenos móvel do que a flexura direita do colo. Colo Descendente – passa retroperitonealmente a partir da flexuraesquerda do colo para a fossa ilíaca esquerda, onde ele é contínuo com o colosigmóide. Colo Sigmóide – é caracterizado pela sua alça em forma de “S”, decomprimento variável. O colo sigmóide une o colo descendente ao reto. Aterminação das tênias do colo, aproximadamente a 15cm do ânus, indica a junçãoreto-sigmóide. O reto recebe este nome por ser quase retilíneo. Este segmento dointestino grosso termina ao perfurar o diafragma da pelve (músculos levantadores doânus) passando a se chamar de canal anal. O canal anal apesar de bastante curto (3 centímetros decomprimento) é importante por apresentar algumas formações essenciais para ofuncionamento intestinal, das quais citamos os esfíncteres anais. O esfíncter anal interno é o mais profundo, e resulta de umespessamento de fibras musculares lisas circulares, sendo conseqüentementeinvoluntário. O esfíncter anal externo é constituído por fibras musculares estriadasque se dispõem circularmente em torno do esfíncter anal interno, sendo estevoluntário.GLÂNDULAS ANEXASGLÂNDULAS SALIVARES:As glândulas salivares são responsáveis pela produção da saliva. São anexas aotubo digestivo e constituem 3 pares de glândulas: sublingual, parótida esubmandibular.Parótidas: São as maiores, estão localizadas à frente e abaixo da orelha. O ductoparótido é excretor da saliva, que após sair da glândula atravessa o músculobucinador e se abre no vestíbulo bucal, próximo ao segundo molar superior. Sistema Digestório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
  10. 10. 10Submandibulares: Localizadas na face medial do ângulo da mandíbula, podem serpalpadas. Os ductos submandibulares são os canais de excreção dessa glândula ,estes dirigem-se para frente e se abrem na cavidade bucal abaixo da língua, ao ladodo frênulo lingual.Sublinguais: Localizadas no assoalho da boca onde formam elevações ao lado dofrênulo lingual, são visíveis. Estas glândulas tem vários ductos de excreção e estesse abrem no assoalho da boca.FÍGADO: O fígado está localizado abaixo do diafragma, especificamente naregião do hipocôndrio direito. É um grande órgão, que apresenta duas faces, a facediafragmática e a face visceral, esta última apresenta depressões e deformaçõescausadas pelas relações com órgãos visinhos, como: impressões gástrica, cólica,cística e renal. Os ligamentos falciforme, coronário, triangular direito e esquerdosustentam o órgão. O Fígado está dividido em 4 lobos: direito, esquerdo, quadrado ecaudado. Na face visceral encontra-se uma abertura chamada hilo hepático, poronde passa o pedículo hepático. Sendo este formado pela veia porta, artériahepática e vias biliares. As vias biliares conduzem a bile secretada no fígado. É formadapelos ductos hepáticos direito e esquerdo que vêm do fígado, que se unemformando o ducto hepático comum. A vesícula biliar continua-se com o ducto cístico,que une-se ao ducto hepático comum e forma o ducto colédoco, terminando nasegunda porção do duodeno. O fígado produz cerca de um litro de bile por dia. Esse líquidoamargo fica armazenado na vesícula biliar e ajuda o organismo a digerir as gordurasdos alimentos. Depois que comemos, a bile sai da vesícula e dirige-se ao duodeno(primeira parte do intestino delgado), aonde penetra pela ampola de Vater. Aliencontra os alimentos e "quebra", ou separa, as gorduras para que possam serdigeridas mais facilmente. Numa comparação, os detergentes usados na cozinhatrabalham de maneira parecida: "quebram" a gordura dos pratos sujos e facilitam alavagem. Outras funções do fígado são: Sistema Digestório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
  11. 11. 11 o Metabolismo dos carboidratos; o Metabolismo dos lipídios; o Metabolismo das proteínas; o Processamento de fármacos e hormônios; o Excreção da bilirrubina; o Excreção de sais biliares; o Armazenagem; o Fagocitose; o Ativação da vitamina D.PÂNCREAS:O pâncreas é um órgão alongado no sentido transversal e pode ser dividido emcabeça, corpo e cauda. A cabeça está encaixada na concavidade do duodeno com oqual está intimamente aderido. A cauda está à esquerda, próxima ao baço. O sucopancreático secretado é excretado pelo ducto pancreático na luz do duodeno. Esteducto, próximo ao duodeno, junta-se ao ducto colédoco, dilatando-se para formar aampola hepatopancreática e abrir-se no duodeno, em uma elevação denominada depapila duodenal. O pâncreas produz através de uma secreção exócrina o sucopancreático que entra no duodeno através dos ductos pancreáticos, uma secreçãoendócrina produz glucagon e insulina que entram no sangue. O pâncreas produzdiariamente 1200 – 1500ml de suco pancreático. Sistema Digestório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
  12. 12. 12Sistema Digestório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
  13. 13. 13Sistema Digestório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
  14. 14. 14Sistema Digestório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
  15. 15. 15Sistema Digestório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
  16. 16. 16Sistema Digestório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
  17. 17. 17Sistema Digestório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
  18. 18. 18Sistema Digestório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
  19. 19. 19Sistema Digestório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
  20. 20. 20Sistema Digestório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
  21. 21. 21Sistema Digestório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
  22. 22. 22Sistema Digestório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
  23. 23. 23Sistema Digestório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
  24. 24. 24Sistema Digestório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
  25. 25. 25Sistema Digestório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
  26. 26. 26Sistema Digestório – Profª Ana Carolina Athayde Braz

×