Métodos Naturais
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Like this? Share it with your network

Share
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
No Downloads

Views

Total Views
14,770
On Slideshare
14,583
From Embeds
187
Number of Embeds
8

Actions

Shares
Downloads
116
Comments
0
Likes
1

Embeds 187

http://biocientistas.blogspot.com 96
http://biocientistas.blogspot.com.br 51
http://biocientistas.blogspot.pt 16
http://www.slideshare.net 15
http://www.biocientistas.blogspot.com 6
http://66.102.9.104 1
http://64.233.169.104 1
http://webcache.googleusercontent.com 1

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Métodos Contraceptivos MÉTODOS NATURAIS
  • 2.  O que é?
    • Os métodos naturais são baseados na observação, feita pela mulher, dos sinais e dos sintomas dos períodos férteis e inférteis do ciclo menstrual.
    • Estes métodos necessitam que o casal se abstenha de relações sexuais durante o período fecundo, ou que se proteja através de outro meio (preservativo ou diafragma).
    • Estes métodos também podem ser úteis para favorecer uma gravidez pois permitem um bom conhecimento dos períodos fecundos.
  • 3.  Os diferentes tipos de métodos naturais
    • Avaliação diária da temperatura;
    • Características do muco cervical;
    • Calendarização;
    • Coito interrompido.
  • 4.  Avaliação da temperatura 
    • Este método consiste em:
    • - calcular a altura da ovulação a partir da temperatura do corpo da mulher, medindo essa temperatura todos os dias. A mulher deverá evitar ter relações sexuais logo que ocorra a sua subida, pois esta é o sinal de que se está a iniciar o seu período fértil.
    • A temperatura basal do corpo de uma mulher é variável durante o seu ciclo. Assim, a temperatura nos dias entre a ovulação e a menstruação seguinte sobe cerca de 2 a 5 décimos de grau. Então, só três dias depois desta subida de temperatura ter acontecido, é que é menor o risco da mulher engravidar.
    • É importante não esquecer, que para usar este método como contracepção, tem de conhecer-se bem o funcionamento do nosso corpo. É um método arriscado no que diz respeito à contracepção.
  • 5.  Características do muco cervical 
    • Método no qual a mulher avalia as alterações da quantidade e principalmente da qualidade do seu muco cervical para detectar a fase fértil do ciclo evitando a gravidez. As características do muco, observadas ao longo dos dias, devem ser registadas em gráfico.
    •  Primeira fase Infértil: Após a menstruação, devido aos baixos níveis de estrogénios e progesterona, o muco cervical é muito pouco ou ausente (sensação de secura). È caracterizado por ser espesso, denso e pegajoso. Esta ausência de muco indica infertilidade.
  • 6.
    •  Fase Fértil: Há uma grande produção de estrogénios, estimulando as criptas cervicais a produzirem muco, notando na mulher a sensação de humidade. O muco é fino, esticável, claro, abundante, mais aquoso (contém 98% de água), semelhante à clara de ovo. O pico do muco corresponde ao pico da secreção de estrogénios. Este dia do pico do muco, antecede a ovulação por, não mais, do que 3 dias.
    •  Segunda Fase Infértil: Após a ovulação, há então uma alteração brusca das características do muco, devido à queda dos níveis de estrogénios e aumento da progesterona, diminuindo a quantidade e as características do muco, tornando-se, novamente, espesso e denso. Assim, dando-se 3 dias para a ovulação, mais 1 dia para a fertilidade do óvulo, a segunda fase infértil do ciclo inicia-se, geralmente no quarto dia após o dia do pico de muco.
  • 7.  Calendarização 
    • É um método natural, pois não utiliza nenhum material ou remédio.
    • Consiste em não ter relações sexuais no período fértil, ou seja, no período em que existe um óvulo maduro no organismo da mulher. Só dá certo se a mulher for bem regulada, ou seja, se sua menstruação não atrasa. - Para usar o calendário, a mulher deve anotar numa folha o início da menstruação: é o primeiro dia do ciclo. Numa mulher que menstrue de 28 em 28 dias, o 14º dia será o dia da ovulação. Se menstruar de 30 em 30 dias, será o 15º. - Não se deve ter relações 4 dias antes e 4 dias depois da ovulação. Os dias mais seguros de ter relações sexuais sem engravidar são:
    • - Sete dias antes da menstruação; - Os dias da menstruação;
    • - Três dias após a menstruação.
  • 8.  Coito interrompido 
    • - Não entra em nenhuma categoria dos anteriores (embora possa ser considerado “método natural”), mas que é usado por muitos casais adultos.
    • - Implica um bom conhecimento do corpo e das suas reacções face à sexualidade.
    • - Consiste em retirar o pénis do interior da vagina quando o homem sente que a ejaculação está próxima.
    • - É um método pouco seguro, dado que os fluidos seminais produzidos antes da ejaculação e que têm uma função lubrificante, já podem conter espermatozóides. Para alguns casais, ele pode interferir no processo do prazer e do orgasmo.
    • - Não protege das Infecções Sexualmente Transmissíveis.
  • 9.  Vantagens
    • - Pode ser usado para evitar ou alcançar uma gravidez;
    • - Não exige controlo médico;
    • - A mulher aprende a reconhecer as modificações fisiológicas do ciclo menstrual;
    • - Permite que o homem tenha uma maior responsabilidade na contracepção;
    • - Não apresenta efeitos colaterais físicos;
    • - É gratuito;
    • - Aumenta o conhecimento da mulher sobre o seu sistema reprodutivo;
    • - Retorno imediato da fertilidade.
  • 10.  Desvantagens
      • - Alta incidência de falha (de 14 a 47%);
      • - Difícil para algumas mulheres detectar o período fértil;
      • - Não protege contra a SIDA e doenças sexualmente transmissíveis (DSTs), a Hepatite B, a Sífilis, etc.
      • - Têm de fazer-se longos períodos de abstinência (vários dias sem ter relações sexuais);
      • - Tem de haver um bom controlo dos ciclos;
      • - O tempo de aprendizagem é demorado;
      • - É confuso e pouco prático;
      • - Não funciona em raparigas com períodos irregulares.
  • 11.  Eficácia
    • A eficácia dos Métodos Naturais é de aproximadamente 75%, sendo este mesmo o método de menor eficácia em relação aos métodos não naturais, como é o caso do preservativo (95%), do diafragma (85%), das pílulas contraceptivas (98%), entre outros…
    Pouco Eficiente        
  • 12.  Bibliografia  http://web.rcts.pt/~pr1248/metodosanticoncepcionais.htm  http ://site.arealeditores.pt/app/eextender.ee?Area=devel&Tema=m_todos_contraceptivos_984758417085&template=arealeditores/vida/vida_tema_sabermais.htm#inconvenientes  http://www.diocesedecoimbra.pt/sdpfamiliar/pfnaturalentrevista.htm  http ://boasaude.uol.com.br/lib/showdoc.cfm?libdocid=3249&fromcomm=4&commrr=src  http://www.notapositiva.com/trab_estudantes/trab_estudantes/cienciasnaturais/ciencias_trab/metodcontracnatur.htm  http :// www.unifesp.br / dgineco / planfamiliar / anticoncepcao / naturais _content.h tm  web.rcts.pt /~pr1248/ metodosanticoncepcionais.htm  http://boasaude.uol.com.br/lib/showdoc.cfm?LibCatID=-1&Search=contraceptivos&CurrentPage=0&LibDocID=3951
  • 13. Fim... Realizado por: - Ana Fonseca Nº3 - Ana Costa Nº4 - Luís Sardinha Nº12 - Ricardo Quelhas Nº15 Biologia 12ºA Os Biocientistas