Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares <br />Apresentação e Reflexão<br />Agrupamento de Escolas de Sobreira<b...
Modelo de Auto-avaliação das Bibliotecas Escolares – Apresentação e reflexão<br />“Avaliar é a operação pela qual se deter...
Modelo de Auto-avaliação das Bibliotecas Escolares – Apresentação e reflexão<br />Disponibiliza recursos de informação, co...
Modelo de Auto-avaliação das Bibliotecas Escolares – Apresentação e reflexão<br />Mod. de auto-avaliação das BE – Para quê...
 Identificar práticas que têm sucesso e que, como tal, deverão continuar;
 Identificar pontos fracos, que importa melhorar;
 Contribuir para a afirmação e reconhecimento do papel da BE.</li></ul>Agrupamento de Escolas de Sobreira<br />Modelo de A...
Modelo de Auto-avaliação das Bibliotecas Escolares – Apresentação e reflexão<br />Mod. de auto-avaliação das BE – Para quê...
Modelo de Auto-avaliação das Bibliotecas Escolares – Apresentação e reflexão<br />Mod. de auto-avaliação das BE – Instrume...
Modelo de Auto-avaliação das Bibliotecas Escolares – Apresentação e reflexão<br />Mod. de auto-avaliação das BE – Ideias-c...
Modelo de Auto-avaliação das Bibliotecas Escolares – Apresentação e reflexão<br />Mod. de auto-avaliação das BE – Conceito...
Trabalhos realizados pelos alunos;
Materiais de apoio;
Materiais de promoção;
Questionários;
Grelhas de observação;
Estatísticas de utilização;
…
 Plano de acção da BE;
 PAA da BE e do agrupamento;
Regimento da BE;
 Actas de reuniões;
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Modelo de Auto-avaliação das Bibliotecas Escolares

3,162

Published on

Published in: Education, Technology
0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
3,162
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
142
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Modelo de Auto-avaliação das Bibliotecas Escolares

  1. 1. Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares <br />Apresentação e Reflexão<br />Agrupamento de Escolas de Sobreira<br />Modelo de Auto-avaliação das Bibliotecas Escolares – Apresentação e reflexão<br />
  2. 2. Modelo de Auto-avaliação das Bibliotecas Escolares – Apresentação e reflexão<br />“Avaliar é a operação pela qual se determina a congruência entre o desempenho e os objectivos.”<br />“A Avaliação é um instrumento de melhoria da qualidade.”<br />Agrupamento de Escolas de Sobreira<br />Modelo de Auto-avaliação das Bibliotecas Escolares – Apresentação e reflexão<br />
  3. 3. Modelo de Auto-avaliação das Bibliotecas Escolares – Apresentação e reflexão<br />Disponibiliza recursos de informação, contribuindo para a sua utilização nas práticas lectivas;<br />Articula / colabora com os departamentos na planificação de actividades educativas;<br />Forma para as literacias;<br />BE<br />Desenvolve competências de leitura;<br />É um espaço privilegiado de conhecimento e aprendizagem;<br />Contribui Para o sucesso educativo.<br />Agrupamento de Escolas de Sobreira<br />Modelo de Auto-avaliação das Bibliotecas Escolares – Apresentação e reflexão<br />
  4. 4. Modelo de Auto-avaliação das Bibliotecas Escolares – Apresentação e reflexão<br />Mod. de auto-avaliação das BE – Para quê?<br />Objectivos:<br /><ul><li> Determinar até que ponto a missão e os objectivos estabelecidos para a BE estão ou não a ser alcançados;
  5. 5. Identificar práticas que têm sucesso e que, como tal, deverão continuar;
  6. 6. Identificar pontos fracos, que importa melhorar;
  7. 7. Contribuir para a afirmação e reconhecimento do papel da BE.</li></ul>Agrupamento de Escolas de Sobreira<br />Modelo de Auto-avaliação das Bibliotecas Escolares – Apresentação e reflexão<br />
  8. 8. Modelo de Auto-avaliação das Bibliotecas Escolares – Apresentação e reflexão<br />Mod. de auto-avaliação das BE – Para quê?<br />Resumindo,<br />a auto-avaliação permite dotar a BE de um instrumento, que lhe permite a melhoria da qualidade.<br />Avaliação<br />Reflexão<br />Aperfeiçoamento dos serviços e das práticas<br />Agrupamento de Escolas de Sobreira<br />Modelo de Auto-avaliação das Bibliotecas Escolares – Apresentação e reflexão<br />
  9. 9. Modelo de Auto-avaliação das Bibliotecas Escolares – Apresentação e reflexão<br />Mod. de auto-avaliação das BE – Instrumento pedagógico<br />Este modelo de auto-avaliação das BE deve ser entendido como um instrumento pedagógico, porque:<br />Sugere possíveis acções de melhoria;<br />Identifica os pontos fortes e fracos, o que orientará o restabelecimento de prioridades e objectivos;<br />Permite aferir a eficácia dos serviços da BE;<br />Permite aferir o impacto da BE nas aprendizagens e no funcionamento global da escola;<br />Ajuda a BE a identificar o caminho que deve seguir, com vista à melhoria do seu desempenho.<br />Agrupamento de Escolas de Sobreira<br />Modelo de Auto-avaliação das Bibliotecas Escolares – Apresentação e reflexão<br />
  10. 10. Modelo de Auto-avaliação das Bibliotecas Escolares – Apresentação e reflexão<br />Mod. de auto-avaliação das BE – Ideias-chave<br />Ideias-chave na base de construção deste modelo:<br />Aponta para as áreas nucleares, sobre as quais a BE deve incidir;<br />Noção de valor: experiências e benefícios que se retiram da utilização da BE;<br />É um instrumento de regulação e de melhoria;<br />Auto-responsabiliza o coordenador e equipa da BE, professores e órgãos de gestão.<br />É um processo que envolve toda a escola;<br />Agrupamento de Escolas de Sobreira<br />Modelo de Auto-avaliação das Bibliotecas Escolares – Apresentação e reflexão<br />
  11. 11. Modelo de Auto-avaliação das Bibliotecas Escolares – Apresentação e reflexão<br />Mod. de auto-avaliação das BE – Conceitos a fixar<br />Domínio– área de actuação da BE;<br />Evidências– dados concretos que informam sobre o dia-a-dia da BE:<br /><ul><li> Horário da BE;
  12. 12. Trabalhos realizados pelos alunos;
  13. 13. Materiais de apoio;
  14. 14. Materiais de promoção;
  15. 15. Questionários;
  16. 16. Grelhas de observação;
  17. 17. Estatísticas de utilização;
  18. 18.
  19. 19. Plano de acção da BE;
  20. 20. PAA da BE e do agrupamento;
  21. 21. Regimento da BE;
  22. 22. Actas de reuniões;
  23. 23. Registos de contactos;
  24. 24. Planificação das actividades;
  25. 25. Relatório das actividades;</li></ul>Agrupamento de Escolas de Sobreira<br />Modelo de Auto-avaliação das Bibliotecas Escolares – Apresentação e reflexão<br />
  26. 26. Modelo de Auto-avaliação das Bibliotecas Escolares – Apresentação e reflexão<br />Mod. de auto-avaliação das BE – Metodologia a seguir<br />1- Perfil da BE;<br />2- Seleccionar o domínio (um diferente para cada ano lectivo);<br />3- Calendarização do processo; <br />4- Escolha da amostra (20% dos professores, 10% dos alunos); <br />5- Produção dos instrumentos de recolha; <br />6- Recolha e interpretação de evidências; <br />7- Identificar perfil de desempenho;<br />8 – Registar e divulgar a auto-avaliação, incluindo uma síntese na avaliação da escola.<br />Agrupamento de Escolas de Sobreira<br />Modelo de Auto-avaliação das Bibliotecas Escolares – Apresentação e reflexão<br />
  27. 27. Modelo de Auto-avaliação das Bibliotecas Escolares – Apresentação e reflexão<br />Mod. de auto-avaliação das BE – Estrutura<br />O modelo estrutura-se em torno de quatrodomínios e respectivos subdomínios, que representam as áreas essenciais, que a BE deve abarcar:<br />A<br />Apoio ao desenvolvimento curricular<br />B<br />Leitura e Literacias<br />C<br />Projectos, parcerias, actividades livres e de abertura à comunidade<br />D<br />Gestão da BE<br />4 domínios<br />4 anos<br />Agrupamento de Escolas de Sobreira<br />Modelo de Auto-avaliação das Bibliotecas Escolares – Apresentação e reflexão<br />
  28. 28. Modelo de Auto-avaliação das Bibliotecas Escolares – Apresentação e reflexão<br />Mod. de auto-avaliação das BE – Estrutura<br />Domínio A: Apoio ao desenvolvimento curricular<br />A1 - Articulação curricular da BE com as estruturas pedagógicas e os docentes:<br /><ul><li> órgãos de gestão;
  29. 29. áreas curriculares não disciplinares;
  30. 30. apoios educativos;
  31. 31. ocupação dos tempos escolares dos alunos;
  32. 32. articulação com os docentes na planificação de actividades.</li></ul>A2 - Desenvolvimento da Literacia da Informação:<br /><ul><li> formação de utilizadores;
  33. 33. promoção das TIC como recurso de aprendizagem;
  34. 34. impacto da BE – competências técnicas e de informação dos alunos;</li></ul> desenvolvimento de valores.<br />Agrupamento de Escolas de Sobreira<br />Modelo de Auto-avaliação das Bibliotecas Escolares – Apresentação e reflexão<br />
  35. 35. Modelo de Auto-avaliação das Bibliotecas Escolares – Apresentação e reflexão<br />Mod. de auto-avaliação das BE – Estrutura<br />Domínio B: Leitura e Literacias<br />B1 - Trabalho da BE ao serviço da promoção da leitura;<br />B2 - Trabalho articulado da BE com os departamentos e com o exterior, no âmbito da leitura;<br />B3 - Impacto do trabalho da BE nas atitudes e competências dos alunos, no âmbito da leitura e das literacias.<br />Agrupamento de Escolas de Sobreira<br />Modelo de Auto-avaliação das Bibliotecas Escolares – Apresentação e reflexão<br />
  36. 36. Modelo de Auto-avaliação das Bibliotecas Escolares – Apresentação e reflexão<br />Mod. de auto-avaliação das BE – Estrutura<br />Domínio C: Projectos, parcerias e actividades livres e de abertura à comunidade<br />C1 - Apoio a actividades livres, extra-curriculares e de enriquecimento curricular:<br /><ul><li> actividades de carácter lúdico e cultural.</li></ul>C2 - Projectos e parcerias:<br /><ul><li> a BE em projectos do agrupamento;
  37. 37. trabalho colaborativo com entidades exteriores: escolas, BE, BM, …;
  38. 38. estímulo à participação dos Pais / EE.</li></ul>Agrupamento de Escolas de Sobreira<br />Modelo de Auto-avaliação das Bibliotecas Escolares – Apresentação e reflexão<br />
  39. 39. Modelo de Auto-avaliação das Bibliotecas Escolares – Apresentação e reflexão<br />Mod. de auto-avaliação das BE – Estrutura<br />Domínio D: Gestão da BE<br />D1 – Articulação da BE com a escola. Acesso e serviços prestados:<br /><ul><li> integração da BE na escola;
  40. 40. valorização da BE pelos órgãos de gestão e de decisão pedagógica;
  41. 41. avaliação da BE.</li></ul>D2 - Condições humanas e materiais para prestação dos serviços:<br /><ul><li> adequação da equipa em número e qualificação;
  42. 42. adequação do espaço e do equipamento;
  43. 43. liderança do professor coordenador.</li></ul>D3 - Gestão da colecção:<br /><ul><li> adequação dos recursos;
  44. 44. uso da colecção;
  45. 45. organização e informatização da informação;
  46. 46. difusão da informação.</li></ul>Agrupamento de Escolas de Sobreira<br />Modelo de Auto-avaliação das Bibliotecas Escolares – Apresentação e reflexão<br />
  47. 47. Modelo de Auto-avaliação das Bibliotecas Escolares – Apresentação e reflexão<br />Aplicação do MAABE na escola<br />1- Divulgação:<br /><ul><li>Equipa da BE;
  48. 48. Direcção;
  49. 49. Conselho Pedagógico;
  50. 50. Departamentos.</li></ul>2- Implementação<br />3- Comunicação dos resultados<br />Agrupamento de Escolas de Sobreira<br />Modelo de Auto-avaliação das Bibliotecas Escolares – Apresentação e reflexão<br />
  51. 51. Modelo de Auto-avaliação das Bibliotecas Escolares – Apresentação e reflexão<br />Mod. de auto-avaliação das BE – Oportunidades e constrangimentos<br />Reflexão individual: <br />Indique as oportunidades e constrangimentos, que podem advir da aplicação deste modelo na escola.<br />Agrupamento de Escolas de Sobreira<br />Modelo de Auto-avaliação das Bibliotecas Escolares – Apresentação e reflexão<br />
  52. 52. Modelo de Auto-avaliação das Bibliotecas Escolares – Apresentação e reflexão<br />Mod. de auto-avaliação das BE – Oportunidades e constrangimentos<br />Agrupamento de Escolas de Sobreira<br />Modelo de Auto-avaliação das Bibliotecas Escolares – Apresentação e reflexão<br />
  53. 53. Modelo de Auto-avaliação das Bibliotecas Escolares – Apresentação e reflexão<br />Mod. de auto-avaliação das BE – Oportunidades e constrangimentos<br />Agrupamento de Escolas de Sobreira<br />Modelo de Auto-avaliação das Bibliotecas Escolares – Apresentação e reflexão<br />
  54. 54. Modelo de Auto-avaliação das Bibliotecas Escolares – Apresentação e reflexão<br />Mod. de auto-avaliação das BE – Níveis de participação<br />A aplicação deste modelo implica o envolvimento de toda a comunidade educativa:<br />Coordenador e equipa da BE<br />Professores<br />Direcção<br />Conselho Pedagógico<br />Alunos<br />Pais / EE<br />Agrupamento de Escolas de Sobreira<br />Modelo de Auto-avaliação das Bibliotecas Escolares – Apresentação e reflexão<br />
  55. 55. Modelo de Auto-avaliação das Bibliotecas Escolares – Apresentação e reflexão<br />Mod. de auto-avaliação das BE – Práticas que se impõem<br /><ul><li> formação de utilizadores neste modelo;
  56. 56. mobilização de toda a comunidade escolar para a necessidade deste processo avaliativo;
  57. 57. reflexão sobre as evidências, para melhorar as práticas;
  58. 58. diálogo constante com a Direcção, para delineamento de novas estratégias;
  59. 59. trabalho colaborativo entre a BE e os departamentos.</li></ul>Agrupamento de Escolas de Sobreira<br />Modelo de Auto-avaliação das Bibliotecas Escolares – Apresentação e reflexão<br />
  60. 60. Modelo de Auto-avaliação das Bibliotecas Escolares – Apresentação e reflexão<br />Este modelo de auto-avaliação deve ser encarado num contexto de mudança e melhoria contínua, daí a necessidade de envolver toda a comunidade educativa.<br />“Está comprovado que quando os bibliotecários e os professores trabalham em conjunto, os alunos atingem níveis mais elevados de literacia, de leitura, de aprendizagem, de resolução de problemas e competências no domínio das TIC.”<br />(IFLA/UNESCO, Manifesto das Bibliotecas Escolares)<br />Agrupamento de Escolas de Sobreira<br />Modelo de Auto-avaliação das Bibliotecas Escolares – Apresentação e reflexão<br />
  61. 61. Modelo de Auto-avaliação das Bibliotecas Escolares – Apresentação e reflexão<br />Mod. de auto-avaliação das BE<br />T.P.C. (reunião de grupo disciplinar)<br />Tendo em conta os quatro domínios do modelo de auto-avaliação das BE, indiquem a colaboração que poderão prestar, exemplificando com acções a desenvolver em articulação com a BE.<br />Agrupamento de Escolas de Sobreira<br />Modelo de Auto-avaliação das Bibliotecas Escolares – Apresentação e reflexão<br />
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×