Guia de literacia da informação

  • 1,832 views
Uploaded on

Guia

Guia

More in: Education , Travel , Business
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
No Downloads

Views

Total Views
1,832
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
74
Comments
0
Likes
2

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Literacia da informação Biblioteca Escolar /EBSMC / 2011
  • 2. Literacia da informaçãoO objectivo deste guia é dar um contributo para odesenvolvimento de competências ao nível da literaciada informação. 2
  • 3. Literacia da informaçãoSociedade da informação – designação da sociedade em quevivemos actualmente.Este novo modelo social refere-se a um modo de relacionamentosocial e económico em que a aquisição, o armazenamento, oprocessamento, a valorização, a transmissão e a distribuição deinformação desempenham um papel central na actividadehumana, na criação de riqueza, na definição da qualidade de vidados cidadãos e das suas práticas culturais. 3
  • 4. Literacia da informaçãoActualmente, saber encontrar, compreender e utilizar informação(competências de literacia da informação) é imprescindível para osucesso escolar, pessoal e profissional. Neste contexto é essencial adquirir competências adequadas à pesquisa, recuperação e análise da informação para que esta se transforme em conhecimento, isto é, adquirir competências em literacia da Informação. 4
  • 5. Literacia da informaçãoLiteracia da informação é um conjunto de competências deaprendizagem e pensamento crítico necessárias paraaceder, avaliar, e usar a informação de forma eficiente.Aceder, avaliar e recuperar informação pressupõe a utilização deum método de pesquisa. 5
  • 6. Literacia da informaçãoPor decisão do Conselho Pedagógico, no Agrupamento de Escolasde Macedo de cavaleiros, foi adoptado o modelo de pesquisadesignado por The “Big6 TM” is copyright © (1987). Michael B. and Robert E. Berkowitz. For more infomation visit WWW.big6.com ©2001-2005 Big6 Associates, LLC. All Rights Reserved 6
  • 7. Literacia da informaçãoAs seis etapas do1. Definição da tarefa2. Estratégias de pesquisa da informação3. Localização e acesso à informação4. Utilização da informação5. Síntese6. Avaliação http://www.big6.com/2003/05/07/the-big6-in-many-languages/#Portuguese 7
  • 8. Literacia da informação 1ª EtapaDefinição do Problema 8
  • 9. Literacia da informação1.1 Definição do tema: • Definir claramente o tema / problema do trabalho a realizar (pode ser feito através de uma questão/pergunta de partida); • Se surgir alguma dúvida deve ser solicitada a ajuda do professor para clarificar se o tema está bem definido. • Escrever uma lista de perguntas à quais o trabalho deve dar resposta (estas perguntas funcionam como linha orientadora da pesquisa a realizar);1.2 Elaboração de um plano de trabalho. 9
  • 10. Literacia da informação 2ª EtapaEstratégias de pesquisa da informação 10
  • 11. Literacia da informação 2.1 Elaboração de uma lista de todas as possíveis fontes de informação que possam fornecer dados para responder às questões formuladas. Fontes de informação a considerar: Livros, enciclopédias, dicionários, jornais, revistas, Internet, C D-áudio, CD-Rom, DVD, especialistas na matéria, observação directa.Nota - A Biblioteca Escolar será um bom ponto de partida para a busca de fontes de Informação. O professor bibliotecário pode dar uma boa ajuda nesta pesquisa. A Rede de Bibliotecas de Macedo de Cavaleiros permite fazer pesquisa no catálogo colectivo em linha: http://194.65.230.40/Redebmc/index.php/catalogo.html 11
  • 12. Literacia da informaçãoA lista de fontes elaborada deve ser cuidadosamente analisada eescolhidas as fontes que estão disponíveis e que são mais facilmenteusadas;Se algum tipo de fonte de informação se apresenta de uso maisdifícil deve ser solicitada ajuda ao professor que mandou fazer otrabalho ou ao professor bibliotecário da Biblioteca Escolar.Quando se trate de informação disponível na internet deve seraveriguada a credibilidade da página Web em causa. As páginas deinstituições reconhecidas oferecem maior credibilidade. 12
  • 13. Literacia da informação 3ª EtapaLocalização e acesso à informação 13
  • 14. Literacia da informação3.1 Localização das fontes de informação:• Na lista elaborada, ao lado de cada fonte, deve escrever-se a sua localização (Estante, cota…)• Se se tratar de um sítio na Internet deve anotar-se o endereço electrónico• Se a fonte seleccionada for um especialista na matéria em estudo deve definir-se: - Onde encontrar a pessoa - Como e quando estabelecer o contacto 14
  • 15. Literacia da informação3.2 Encontrar a informação nas fontes:• A elaboração de uma lista de palavras-chave é uma boa estratégia para a pesquisa de informação. As palavras-chave são sinónimos ou termos relacionados com o tema de pesquisa. Muitas das palavras-chave encontram-se nas questões/ perguntas elaboradas na 1ª etapa. 15
  • 16. Literacia da informaçãoDicas de pesquisa em: Livros e manuais Escolares Enciclopédias Jornais e revistas Atlas Mapas Documentos digitais 16
  • 17. Literacia da informação 4ª EtapaUtilização da informação 17
  • 18. Literacia da informação4.1 Exploração da fontes de informação:• A informação deve ser lida, ouvida ou visionada com muita atenção• A informação deve ser procurada nos títulos, subtítulos e tópicos que contenham as palavras-chave ou se relacionem com o tema em estudo. Muitas vezes não é necessário consultar tudo o que a fonte contém.• Nos textos deve ler-se a primeira frase de cada parágrafo e avaliar se responde ao que se procura. 18
  • 19. Literacia da informação4.2 Registo da informação encontrada nas fontes:• Tomar notas (registar excertos do texto, fazer o resumo do conteúdo ou elaborar um esquema síntese)• À medida que se vão tomando notas deve registar-se o nº da página onde se encontra a informação.• Relativamente a cada fonte consultada devem registar-se os elementos necessários à elaboração da bibliografia: -Nome do autor - Editora - Título da obra -Data da publicação - nº de edição (excepto quando é a 1ª) - nº do volume - Local da publicação - ISBN Se se tratar de uma página da Internet : registar o título, endereço e a data de consulta 19
  • 20. Literacia da informação 5ª Etapa Síntese 20
  • 21. Literacia da informação5.1 Organização da informação recolhida:• A informação pode ser organizada em resumo, esquema, quadro ou gráfico.• A informação recolhida deve dar origem a um texto próprio podendo, no entanto, introduzir-se citações, imagens, tabelas e gráficos (mencionando sempre a sua autoria).• No trabalho devem constar as reflexões e conclusões de quem o elabora. 21
  • 22. Literacia da informação5.2 Estrutura e redacção do trabalho:5.2.1 Estrutura: Índice /Sumário Índices de Imagens, Gráficos, Tabelas… Agradecimentos (se os houver) Resumo Introdução (deve fazer referência à metodologia usada) Enquadramento teórico (Fundamentada nas fontes consultadas) Resultados Bibliografia Anexos (se existirem) Glossário (se existir) Ver exemplo 22
  • 23. Literacia da informação5.2 Estrutura e redacção do trabalho:5.2.2 Redacção:• A informação recolhida deve dar origem a um texto próprio podendo, no entanto, introduzir-se citações, imagens, tabelas e gráficos (mencionando sempre a sua autoria).• O texto deve reflectir as ideias e conclusões do autor do trabalho baseadas / fundamentadas na informação recolhida;• Um termo ou conceito deve ser sempre definido quando é utilizado pela 1ª vez no trabalho;• O estilo de escrita deve se impessoal: Em vez de : “Podemos concluir que” Em vez de : “O autor que referi” Usar: “Pode concluir-se que” Usar: “O autor referido” 23
  • 24. Literacia da informação5.2.3 Referências Bibliográficas e citações • Existem normas próprias para fazer citações e referências bibliográficas que determinam uma ordem obrigatória para os elementos de referência e estabelecem as regras para a apresentação de bibliografia e citações. • Das diversas normas existentes para citações e referências bibliográficas deve optar-se por uma e utilizar exclusivamente essa ao longo de todo o trabalho. • Se a citação tiver uma extensão inferior a três linhas pode ser inserida no corpo do parágrafo entre aspas. • As citações devem ser fiéis. Se se eliminar alguma parte do texto, isso deve ser assinalado com reticências (…). 24
  • 25. Literacia da informação5.3 Escolha da forma de apresentação do trabalho:• A apresentação do trabalho deve estar de acordo com as orientações do professor;• No caso de se ter liberdade de escolha, deve seleccionar-se a forma mais adequada ao tema e às competências de quem o apresenta;• Sugestões de apresentação: trabalho escrito, apresentação oral, exposição, blogue ou página Web, vídeo ou CD-Áudio. 25
  • 26. Literacia da informação6ª Etapa – Avaliação6.1 Avaliação do trabalho Antes de o trabalho ser entregue deve-se avaliar se: • Corresponde ao que o professor solicitou; • Está bem estruturado • Está bem redigido • Respeita os direitos de autor • Tem boa apresentação 26
  • 27. Literacia da informação6.2 Avaliação do processo de elaboração Depois do trabalho concluído há que reflectir sobre: • Que competências foram desenvolvidas para as poder usar novamente; • O que deverá ser feito de forma diferente aquando da realização de um novo trabalho; • Que fontes de informação foram mais úteis; • Que fontes de informação não foi possível obter (sugerir a sua aquisição aos responsáveis da Biblioteca Escolar) 27
  • 28. Literacia da informaçãoReferências bibliográficasAs referências bibliográficas obedecem a normas. Destacamos duas:Norma Portuguesa 405A norma portuguesa para referências bibliográficas (NP 405) especifica oselementos de referências bibliográficas assim como a ordem em que esseselementos devem ser apresentados. Estas normas estão disponíveis em linha noseguinte endereço: http://www.fcsh.unl.pt/bibliotecas/normasAPA (American Psychological Association)A American Psychological Association definiu um estilo de escrita para textoscientíficos no qual está incluído um formato normalizado de referenciaçãobibliográfica . 28
  • 29. Literacia da informaçãoExemplos:Norma Portuguesa 405RETO, Luís; LOPES, Albino – Identidade da empresa e gestão pela cultura. Lisboa: Sílabo, 1990. ISBN 972-618-034-1APA (American Psychological Association)Reto, L. & Lopes, A. (1990). Identidade da empresa e gestão pela cultura. Lisboa: SílaboNota: formatos normalizados para a escrita de referências bibliográficas. 29
  • 30. Literacia da informaçãoNorma Portuguesa (NP 405)Referências Bibliográficas1.1 – O autorO nome do autor deve ser escrito da mesma forma que consta na página de rostodo texto, mas invertido, surgindo em primeiro lugar , em maiúsculas, o últimoapelido , ou penúltimo no caso dos apelidos compostos ou com relaçõesfamiliares.Exemplo:SILVA, Maria Cardeira da – Um Islão prático: o quotidiano feminino em meio familiar muçulmano. Oeiras : Celta, 1999. ISBN 972-774-027-8 30
  • 31. Literacia da informaçãoNorma Portuguesa (NP 405)Referências BibliográficasNo caso de autores espanhóis, o primeiro apelido a surgir na referênciabibliográfica é aquele que aparece a seguir ao nome próprio.Exemplo:YÁÑEZ CASAL, Adolfo – Para uma epistemologia do discurso e da prática antropológica. Lisboa : Cosmos, 1996. ISBN 972-762-023-X 31
  • 32. Literacia da informaçãoNorma Portuguesa (NP 405)Referências Bibliográficas (dois ou três autores)Caso a publicação tenha mais que um autor devem seguir-se as normas geraisseguintes:• Os nomes dos autores são escritos da mesma forma que surgem na página de rosto da publicação, pela mesma ordem.• Se a página de rosto contém os nomes dos editores, compiladores ou organizadores do texto, seguem-se as normas indicadas para os autores mas deve colocar-se uma virgula após o ultimo nome seguida da abreviatura apropriada (ed., compil., org.). 32
  • 33. Literacia da informaçãoNorma Portuguesa (NP 405)•Os nomes devem ser invertidos e escritos segundo os princípios indicados para as referências com um autor.• Os nomes dos diversos autores escrevem-se separados por espaços e pelo sinal de ponto e vírgula.Exemplo:GOUVEIA, José ; MAGALHÃES, Alberto – Redes de computadores. Lisboa : FCA – Editora de Informática, Lda., 2009. ISBN 978-972-722-582-8 33
  • 34. Literacia da informaçãoNorma Portuguesa (NP 405)Referências bibliográficas ( mais de três autores)Se o número de autores é superior a três, escreve-se apenas o nome do primeiroautor, invertido, seguido de uma vírgula e da expressão [et al.], entre parêntesesrectos.Exemplo:SMUTS, Bárbara B., [et al.], eds. – Primate societies. Chicago : Univ. of Chicago Press, 1987. ISBN 0-226-76716-7. 34
  • 35. Literacia da informaçãoNorma Portuguesa (NP 405)Referências bibliográficas1.2 – O livroUma referência bibliográfica de um livro, além do autor, é composta por mais trêselementos: título, informação de publicação e ISBN• TítuloA norma recomenda que após o título deve escrever-se o complemento de título(caso exista), separado pelo sinal de dois pontos.A indicação do título finaliza sempre com ponto. 35
  • 36. Literacia da informaçãoNorma Portuguesa (NP 405)• Indicação de publicaçãoDepois do título indica-se o local de publicação terminado por um espaço e pelosinal de dois pontos ao que se segue um espaço e o nome da editora. Acrescenta-se uma vírgula, um espaço e o ano de publicação. Termina-se com um ponto.• ISBNÉ o último elemento da referência. Coloca-se a designação ISBN seguida donúmero correspondente e de um ponto finalExemplo:ROLDÃO, Víctor Sequeira – Gestão de projectos: Abordagem instrumental ao planeamento, organização e controlo. Lisboa : Monitor, 2007. ISBN 972-9413-62-2 36
  • 37. Literacia da informaçãoNorma Portuguesa (NP 405)Referências bibliográficas1.3 – Um capítuloA referenciação de um capítulo ou parte de um livro, nomeadamente de livroscompostos por textos de vários autores, deve obedecer ao seguinte formato:• O nome do autor do capítulo ou parte surge em primeiro lugar seguindo asnormas já indicadas;• em segundo lugar escreve-se o título do capítulo ou parte seguido do termo In ea referência completa do livro. 37
  • 38. Literacia da informaçãoNorma Portuguesa (NP 405)Referências bibliográficas• Por último acrescenta-se a localização do capítulo ou parte do livro que é composta pela abreviatura “p.” seguida de um espaço e dos números da página inicial e final do capítulo, separadas por um hífen. Termina com um ponto final.Exemplos:KANO, Takayoshi – The bonobos´peaceable Kingdom. In CIOCHON, Russell L. ; NISBETT, Richard A., eds. – The primate anthology. New Jersey : Prentice-Hall, 1998. ISBN 0-13-613845-4. p.66-73. 38
  • 39. Literacia da informaçãoNorma Portuguesa (NP 405)Referências bibliográficasREIS, Carlos – Técnicas de análise textual. 3ª ed. rev. Coimbra: Almedina, 1981. pt. 3, cap. 1, p. 145-238.REIS, Carlos – Análise estilística. In Técnicas de análise textual. 3ª ed. rev. Coimbra: Almedina, 1981. pt. 3, cap 1, p. 145-238. 39
  • 40. Literacia da informaçãoNorma Portuguesa (NP 405)Referências bibliográficas1.4 – Um artigoA referência de um artigo constante numa revista ou jornal obedece, em grandeparte, às normas mencionadas para os livros. Compreende quatro elementos:nome do autor, título do artigo, informação de publicação e localização do artigona publicação.O nome do autor e o título do artigo seguem as normas referidas para os livros.A informação de publicação inclui o título do jornal ou revista, sublinhado, emnegrito ou entre aspas, seguido de ponto final. Imediatamente a seguir escreve-se olocal de publicação seguido do editor, separado por espaço, dois pontos, espaço . 40
  • 41. Literacia da informaçãoNorma Portuguesa (NP 405)Acrescenta-se a designação ISSN 1 seguida do respectivo número , terminandocom um ponto final.A informação de localização inclui o volume e o número da publicação separadospelo sinal de dois pontos. Segue-se o ano de publicação entre parênteses, ou, nocaso dos jornais, o dia, mês e ano. Termina com a indicação do número dapágina inicial e página final do artigo separadas por hífen, seguidas de ponto final.Exemplo:CARVALHO, Miguel – Pedro, passos para conhecê-lo. Visão. Lisboa : Impresa Publishing. 953 (9-11 Jun. 2011) 54-58. 1 International Standard Serial Number. Caso a publicação não possua este elemento, deverá ser ignorado. 41
  • 42. Literacia da informaçãoFormato APAReferências BibliográficasO formato APA torna-se fácil de utilizar porque permite fazerreferenciação automática através de ferramentas do Word. Livros com um autor: Autor (apelido, nome Data de edição Título da obra Castells, M. (2002). A era da informação: economia, sociedade e cultura. A sociedade em rede (Vol. I). Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian. Nº do Volume Local de Nome da Editora (Caso a obra seja Edição constituída por mais que 1 vol. 42
  • 43. Literacia da informaçãoReferências bibliográficas - Livros Uma entrada bibliográfica contém: - Nome do autor, este deve ser referido pelo apelido seguido da inicial, ou iniciais, do nome. - O ano de publicação, entre parênteses, - O título do livro em itálico; - Outra informação adicional tal como: “2ª ed.” ou “3º Vol.” entre parênteses, imediatamente após o título. - Informação sobre a publicação: cidade de edição (caso a publicação refira mais do que um local, utiliza-se o primeiro ou a cidade sede da editora). Coloca-se o sinal de dois pontos após o nome da cidade e identifica-se a editora de forma breve. 43
  • 44. Literacia da informaçãoReferências bibliográficas1.1 - Autor Um autor: Castells, M. (2002). A era da informação: economia, sociedade e cultura. A sociedade em rede (Vol. 1). Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian.• Dois a seis autores: Caso o número de autores esteja compreendido entre dois e seis, inclusive, devem citar-se todos os autores. Cada nome deve ser apresentado começando com o apelido, seguido da inicial, ou iniciais, do nome. Os nomes dos diversos autores são separados por virgulas sendo o último precedido do caracter &. Quivy, R., & Champenhaudt, L. V. (2005). Manual de investigação em Ciências Sociais (4ª ed.). Lisboa: Gradiva. 44
  • 45. Literacia da informaçãoReferências bibliográficas• Com mais de seis autores: Caso o número de autores seja superior a seis, devem citar-se os primeiros seis autores seguidos de “et al.”¹ Wolchik,L., West, S.G., Sandler,I.N., Tein, J., Coatsword, D., Lengua, L., et al. (2000). An experimental evaluation of theory-based mother-child programs for children of divorce. Journal of Consultingand Clinical Psycology, 68, 843-856. ¹ Expressão latina abreviada de “et alii” que significa “e outros” 45
  • 46. Literacia da informaçãoReferências bibliográficas • Autor colectividade Quando o autor de uma obra é uma instituição o seu nome escreve-se como aparece na fonte. Seguem-se as mesmas regras enunciadas anteriormente.Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior. (2005). Ligar Portugal. Um programa de acção integrado no plano tecnológico do XVII Governo: mobilizar a sociedade de informação e do conhecimento. Lisboa: Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior 46
  • 47. Literacia da informaçãoReferências bibliográficas1.2 – O livroO título do livro deve estar em itálico. A única letra maiúscula é a primeira letrado título ( e a primeira do subtítulo, caso exista), para além dos nomes próprios.Deve incluir-se toda a informação adicional necessária (tal como “2ª ed.” ou “3ºVol.“) entre parênteses, imediatamente após o título. Termina-se com um pontofinal.Segue-se a informação de publicação. Identifica-se a cidade de edição seguida dosinal de dois pontos, espaço e depois a editora. Caso a publicação refira mais doque um local, utiliza-se o primeiro, ou a cidade sede da editora. Terminar comum ponto final. 47
  • 48. Literacia da informaçãoReferências bibliográficasNo caso de o livro referenciado ser uma reedição, deve acrescentar-se a expressão“Edição Original) entre parênteses, indicando a data do original. Terminar comum ponto final.Exemplo:Freud, S. (1961). The ego and the id. In Strachey (Ed. e Trad.), The standard edition of the complete psychological works of Sigmind Feud (Vol 19, pp. 3- 66). London: Hogarth Press. (Edição original 1923).Se uma referência se estende por mais que uma linha , a segunda linha e seguintes devem estar recolhidas cerca de seis espaços. 48
  • 49. Literacia da informaçãoReferências bibliográficas – Livro• Volume / capítulo / parte de livro: Castells, M. (2005). A sociedade em rede. In G. Cardoso, A sociedade em rede em Portugal (pp.10-20). Porto: Campo das Letras. 49
  • 50. Literacia da informaçãoReferências bibliográficas – revista / jornal• Artigo de jornal ou revistaA referenciação segue, em grande parte, as regras já enunciadas para os livros.O primeiro elemento é o autor do artigo (apelido e iniciais do nome), segue-a sea data de publicação, entre parênteses. O título do artigo, em letra normal, seguido do título da revista ou jornal e do nºdo volume em itálico (sem usar a expressão vol.). Indicam-se de seguida aspaginas inicial e final, separadas por hífen.Page, E. (1968). The use of the computer in analyzing student essays. International Review of Education, 14, 253-263 50
  • 51. Literacia da informaçãoReferências bibliográficas – Documentos electrónicos • Documento consultado na InternetA referenciação de documentos consultados num sítio Web deve ter o seguinteformato:Autor. (data). Título. Consultado em «data», em «Empresa, agência ou instituiçãohospedeira»: «URL».Os elementos Autor, Data e Título seguem as regras apresentadas para os livros.Se o autor não for identificado, inicia-se a referência com o título do documentoCarrilho, M. j., & Patrício, L. (2008). Situação Demográfica Recente em Portugal. Revista de Estudos Demográficos, nº 44 , 35-75. (INE, Ed.) Lisboa. Obtido em 29 de Junho de 2009, de Portal do Instituto Nacional de Estatística: http://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes 51
  • 52. Literacia da informaçãoCitações- Citação inserida no próprio texto: A grande diferença do novo modelo tecnológico, relativamente aos anteriores, reside no facto de oconhecimento e a informação estarem disseminados e os próprios utilizadores das novas tecnologias poderem produzire distribuir novos bens e serviços, uma vez que “as novas tecnologias da informação não são simplesmente ferramentasa serem aplicadas, mas processos a serem desenvolvidos” (Castells, 2002, p. 37).Se o autor é referido na frase, utiliza-se apenas o ano de publicação e página entreparênteses. A grande diferença do novo modelo tecnológico, relativamente aos anteriores, reside no facto de oconhecimento e a informação estarem disseminados e os próprios utilizadores das novas tecnologias poderem produzire distribuir novos bens e serviços, uma vez que, como afima Castells, “as novas tecnologias da informação não sãosimplesmente ferramentas a serem aplicadas, mas processos a serem desenvolvidos” (2002, p. 37). 52
  • 53. Literacia da informação Citações- Destacada: Na mesma linha de pensamento, José Rascão referindo-se às profundastransformações ocorridas na actualidade usa a expressão “revolução” e diferencia-a dasanteriores “pela sua rapidez, agilidade e amplitude”. O autor sustenta que: “Não se trata apenas de um salto qualitativo no acumular do conhecimento, similar ao que aconteceu em épocas anteriores. O ritmo da acumulação de conhecimento ganhou nova velocidade, uma vez que os avanços nas diferentes áreas científicas interagem e potencializam a produção mais rápida de novos conhecimentos.”(2008, p. 144). Voltar 53
  • 54. Literacia da informaçãoPesquisa em livros e manuais escolares: • Começar por consultar as páginas que explicam como está organizado o manual e indicam como o utilizar • Quer se trate de um manual escolar ou de um livro de outra natureza deve consultar-se o Índice • Procurar as palavras-chave do tema em estudo no índice. Pode assim encontrar-se com facilidade a parte do livro que interessa para a realização do trabalho 54
  • 55. Literacia da informação• Passa-se depois à análise de todos os elementos informativos que o manual ou livro contém e que podem interessar: Texto, mapas, esquemas, gráficos, imagens, tabelas, etc.• Da informação oportuna deve fazer-se o resumo ou transcrever excertos para utilizar como citação no trabalho.• Deve anotar-se sempre o autor, o título do manual / livro, data e nº de edição e nº da página onde se encontra a informação recolhida. Voltar 55
  • 56. Literacia da informaçãoPesquisa em enciclopédias:• Uma enciclopédia é uma obra que engloba um vasto conjunto de informações relativas ao conhecimento humano.• As enciclopédias podem ser gerais, contendo artigos sobre os mais variados temas (Enciclopédia Luso-Brasileira da Cultura), ou específicas (Enciclopédia de Arte).• As enciclopédias podem estar organizadas alfabeticamente, por temas ou por épocas. 56
  • 57. Literacia da informação• Para consultar uma enciclopédia organizada alfabeticamente deve proceder-se como nos dicionários.• Para consultar uma enciclopédia organizada por temas deve procurar-se no índice as palavras-chave que foram definidas para o tema em estudo• Existem também enciclopédias em suporte digital: CD-ROM e DVD-ROM e em linha na Internet. A consulta destes documentos segue as regras da consulta em documentos digitais. Voltar 57
  • 58. Literacia da informaçãoPesquisa em jornais e revistas:• Os jornais e revistas são boas fontes de informação, no entanto, deve ter-se em atenção que nem sempre os artigos que neles se encontra, são elaborados com rigor científico (a não ser que trate de revistas de especialidade).• Nos jornais e revistas existem vários tipos de artigos: - notícias e reportagens: descrevem com alguma isenção os acontecimentos; - editoriais, artigos de opinião, crónicas e críticas: Apresentam a opinião de quem escreve sobre os assuntos. 58
  • 59. Literacia da informação• A análise da informação de jornais e revistas exige que se dê atenção aos seguintes aspectos: - Tipo de jornal ou revista - Qual a fonte da notícia - Quem escreveu a notícia - Quando foi escrita• Para encontrar a informação que se pretende num jornal ou revista é necessário compreender como está organizado (por secções, por temas) e consultar o índice de conteúdos ou sumário se este existir.• Actualmente há jornais em linha que contêm informação actualizada. 59
  • 60. Literacia da informação• Para consultar jornais e revistas em linha devem ser seguidas as regras da consulta de documentos digitais• Quando a informação contida em jornais e revistas é pertinente para o trabalho a realizar deve tirar-se notas, fazer o resumo ou transcrever excertos para utilizar como citação.• Deve anotar-se o título do jornal ou revista, o número, o título do artigo, o nome do autor e a data de publicação. Voltar 60
  • 61. Literacia da informaçãoPesquisa em Atlas:• Um atlas geográfico é uma colecção de cartas geográficas e de mapas editadas em livro ou em suporte digital.• Um atlas pode conter, para além dos mapas, informação sobre a formação do Universo, o sistema solar, a formação da Terra, a história da vida na Terra, o clima, a população, as actividades desenvolvidas pelo homem nas várias zonas do nosso planeta, etc.• Para pesquisar num atlas é aconselhável consultar o índice.• Para pesquisar num atlas em suporte digital devem seguir-se as mesmas regras da consulta de documentos em suporte digital. Voltar 61
  • 62. Literacia da informaçãoPesquisa em Mapas:• Um mapa é uma representação de um território numa superfície plana numa escala reduzida.• Para ler e compreender um mapa devem analisar-se os elementos que o compõem: - Título: indica o que se encontra representado no mapa. Localiza-se geralmente na parte superior. - Legenda: indica as cores e os símbolos do mapa. Localiza-se quase sempre na parte inferior. - Orientação: indicada pela rosa-dos-ventos ou por uma seta que indica o Norte - Escala: indica a relação de dimensões entre o mapa e o local representado 62
  • 63. Literacia da informação• Existem vários tipos de mapa:- Mapas de pequena escala: representam grandes áreas de superfície terrestre (Mapa Mundo);- Mapas de grande escala: representam uma pequena área com grande pormenor;- Mapas gerais: abordam vários temas / assuntos- Mapas temáticos: dizem respeito a um único tema;- Mapas físicos: Representam fenómenos físicos e naturais como o relevo e o clima;- Mapas políticos: representam os países, as suas fronteiras e, por vezes, a sua divisão administrativa;- Mapas humanos: representam fenómenos humanos como por exemplo população, fluxos migratórios, distribuição do desemprego, etc. 63
  • 64. Literacia da informação• Para pesquisar em mapas é necessário procurar o tipo de mapa que se relaciona com o tema do trabalho a realizar;• A informação contida num mapa pode ser apresentada em forma de texto, quadro ou gráfico de acordo a conveniência do trabalho;• Deve sempre anotar-se o título do mapa, autor e data. Voltar 64
  • 65. Literacia da informaçãoPesquisa em documentos digitais:• Existem documentos digitais - Offline: CD-ROM e DVD-ROM - Online: Internet 65
  • 66. Literacia da informaçãoPesquisa em CD-ROM e DVD-ROM• O CD-ROM e o DVD-ROM utilizam o mesmo formato que o CD áudio, no entanto, além do som, apresentam a informação em texto, imagem, animação, vídeo, etc.;• Este tipo de documentos abrem com um ecrã principal a partir do qual se pode explorar e consultar toda a obra;• Pode escolher-se o percurso de consulta e voltar atrás sempre que seja necessário;• Neste tipo de documentos aparecem palavras e imagens activas (hiperligações) que estabelecem uma ligação a informação relacionada; 66
  • 67. Literacia da informação• Este tipo de documentos permite descarregar informação e imprimi-la ou guardá-la no próprio computador em suporte periférico como uma pen-drive;• Como em qualquer outra fonte de informação deve anotar-se o título, autor, data de publicação do documento. 67
  • 68. Literacia da informaçãoPesquisa na Internet• A internet é uma rede global que permite a comunicação e a troca de informação entre todos os utilizadores em qualquer parte do mundo.• Através da internet acede-se à World Wide Web (WWW) uma rede de biliões de páginas ligadas entre si.• A Internet permite ainda comunicar com outros utilizadores de forma assíncrona ou síncrona e disponibilizar informação através de uma página Web ou um blogue (Web 2.0). 68
  • 69. Literacia da informação • Existem muitas páginas Web que podem ser excelentes fontes de informação. Podem consultar-se dicionários, enciclopédias, atlas, sítios de bibliotecas e universidades e outras instituições dedicadas a variadíssimas áreas do conhecimento, museus, etc.• Sabendo o endereço electrónico de um sítio Web basta colocá-lo na barra de endereço e pressionar a tecla “enter”.• Não sabendo o endereço electrónico pode recorrer-se a um motor de busca: - Google (www.google.com) - Altavista (www.altavista.com) - Sapo (www.sapo.pt) - Yahoo (www.yahoo.com) - Aeiou (www.aeiou.pt) - Ecoogle (www.ecoogle.com) 69
  • 70. Literacia da informação• Escolhido o motor de busca escreve-se a palavra-chave do tema a pesquisar e selecciona-se da lista apresentada o endereço que forneça mais proximidade com a informação que se procura.• A maioria dos sítios contém informação actualizada, no entanto, muitos deles não foram escritos por especialistas e a informação pode não ter rigor.É preferível recorrer a sítios que são da responsabilidade de instituições ou de pessoas a quem se reconheça credibilidade. 70
  • 71. Literacia da informação• Dos sítios consultados deve sempre anotar-se o título do sítio, o título da página, o endereço electrónico e a data de consulta.• Os sítios consultados devem ser indicados na bibliografia do trabalho. Voltar 71
  • 72. Literacia da informação Capa Folha em branco Folha de rostoNome de quem faz o trabalho Nome de quem faz o trabalho Título do trabalho Título do trabalho Disciplina Professor que solicitou o trabalhoLogótipo e nome da instituição Logótipo e nome da instituição Data de realização Data de realização 72
  • 73. Literacia da informaçãoResumo Índice Introdução Índice de imagens Capítulo 1 (corpo do texto) Nº pág. 73
  • 74. Literacia da informaçãoBibliografia Anexos Voltar 74