A C

189 views
147 views

Published on

Published in: Technology, Travel
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
189
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

A C

  1. 1. Análise e comentário crítico à presença de referências a respeito das BE, em Relatórios de Avaliação Externa Amostra seleccionada Foram seleccionados três relatórios, de forma aleatória, de três Agrupamentos que foram sujeitos à avaliação externa no ano lectivo transacto (2008/2009), cujas BE integram a Rede de Bibliotecas Escolares. Os agrupamentos pertencem à Delegação Regional do Norte: Agrupamento de Escolas da Areosa Porto, Agrupamento de Escolas das Taipas Guimarães e Agrupamento de Escolas da Nascente do Este Braga. Escola/agrupamento Referências à BE no Relatório da IGE Análise/Observações Agrupamento de Escolas 3.3. Gestão dos recursos materiais e financeiros Referência às boas condições do espaço, mas com da Areosa Porto “A biblioteca escolar/centro de recursos educativos instalada na escola condicionantes de acesso pelos alunos. Este último sede apresenta-se como um espaço agradável que integra a rede aspecto negativo a ser duas vezes referido no relatório nacional de bibliotecas. Porém, a determinação pelos responsáveis do da IGE. Agrupamento de algumas condicionantes no acesso pelos alunos, revela- se desadequada” (p.10) 4.4. Parcerias, protocolos e projectos “O Agrupamento evidencia a importância dada ao desenvolvimento de Os projectos a ter impacto nos resultados escolares, projectos com impacto nos resultados escolares, tais como o Plano de mas sem qualquer referência a evidências dessa 1
  2. 2. Acção para a Matemática, o Plano Nacional de leitura e a Rede de acção. Bibliotecas Escolares”(p. 11) V Considerações finais Pontos fracos “A existência de algumas condicionantes impostas aos alunos quer no acesso a alguns recursos instalados na biblioteca, quer no acesso e/ou permanência aos espaços da EB2,3 quando não têm actividades lectivas nos períodos da tarde”(p.13) Agrupamento de Escolas II Caracterização do Agrupamento das Taipas Guimarães “A biblioteca é um espaço agradável e procurado. ” (p.3) 3. Organização e gestão escolar Referências às boas condições do espaço. “O Agrupamento tem zelado pela manutenção, segurança e salubridade dos espaços. Existem três bibliotecas integradas na Rede De Bibliotecas Escolares.” (p.5) 1.2. Participação e desenvolvimento Cívico “O envolvimento dos alunos passa, também: pela organização e Referência a actividades de animação da biblioteca, dinamização de actividades de animação da Biblioteca, envolvendo os embora não seja muito claro em que vertente é feita. alunos de diferentes anos (Piruetas com Letras e Companhia); …” (p.6) 2.4. Abrangência do currículo e valorização dos saberes e da aprendizagem Referência vaga à participação da biblioteca no apoio “ Todas as EB1 possuem algum equipamento informático, nalguns casos ao currículo. um pouco ultrapassado; as bibliotecas existentes têm dinâmicas diferenciadas.” (p.8) “É de realçar o desenvolvimento de projectos ligados à Educação para a Referência `aos projectos da BE, ainda que de forma Saúde…Biblioteca Escolar/Centro de Recursos Educativos, vaga. demonstrativos de uma oferta educativa que tem em conta as componentes experimentais e as dimensões culturais e sociais.” (p.9) 3.3. Gestão dos recursos materiais e financeiros “De realçar as instalações da Biblioteca que funciona como pólo de atracção dos alunos” (p.10) Envolvimento da comunidade como aspecto a realçar. 3.4. Participação dos pais e de outros elementos da Comunidade 2
  3. 3. Educativa “De registar que há pais a frequentar a Biblioteca e a requisitar a livros para leitura domiciliária. Agrupamento de Escolas II caracterização do Agrupamento As referências à biblioteca são vagas e imprecisas, no da Nascente do Este “ O edifício da EB1/JI de Espinho encontra-se degradado…escasseiam relatório da IGE. Braga espaços para a prática de Educação Física, bibliotecas e salas de informática.” (p.3) Não mostra o valor e acção da Biblioteca, apenas é 2.3. Diferenciação e apoios referida em termos de contributo para a “No que respeita aos apoios para os alunos com dificuldades de aprendizagem nos apoios a alunos com dificuldades. aprendizagem, o Agrupamentos implementou diversas medidas específicas e abrangentes, como pedagogia diferenciada em sala de aula, apoio tutorial, a Oficina de Matemática, a sala Multimédia, a Biblioteca com o apoio dos docentes…” (p.8) 3.3. Gestão dos recursos materiais e financeiros “O Agrupamento tem zelado pela manutenção das instalações e providenciando algumas intervenções de melhoria das condições e dos equipamentos, mais visíveis na escola sede…., da biblioteca…”(p.10) Comentário Crítico A limitação da amostra, não permite fazer generalizações, no entanto, conclui que a biblioteca escolar é mencionada em todos os relatórios analisados. Da análise realizada aos três relatórios da IGE verifiquei que as referências à BE são vagas, estereotipadas e redutoras não traduzindo o real valor da BE no contexto da escola e no contributo para o processo de ensino aprendizagem e para o sucesso educativo. O maior número de referências à BE ocorre no domínio: 3. Organização e gestão escolar. No relatório do segundo Agrupamento analisado encontram-se mais referências à BE do que nos outros dois, 3
  4. 4. nomeadamente nos pontos: 1.2. Participação e desenvolvimento Cívico e 2.4. Abrangência do currículo e valorização dos saberes e da aprendizagem. Embora as referências também não sejam muito precisas. Parece-me pertinente proceder a alguns acertos da IGE com a RBE para que sejam incluídos dados obtidos através do processo de Auto- Avaliação da BE no quadro de referência para a avaliação de escolas e agrupamentos, nomeadamente ao nível dos factores que contribuem para a concretização dos domínios: 1. Resultados 2. Prestação do serviço educativo 3. Organização e gestão escolar 4. Liderança 5. Capacidade de auto-regulação e melhoria da escola. Acho importante dar a conhecer e sensibilizar a IGE para a importância que a BE tem na escola/agrupamento e o contributo para as aprendizagens, para o sucesso educativo e para a aprendizagem ao longo da vida. Talvez as escolas ainda não estejam sensibilizadas para o verdadeiro valor da biblioteca, assim como as equipas da Avaliação Externa, pois a BE é mais reconhecida como recurso físico importante e não como parte integrante no processo de ensino e aprendizagem. No entanto, cabe ao professor bibliotecário o papel de demonstrar e promover a BE dentro da escola, através do impacto das actividades no processo de ensino e de aprendizagem, bem como a eficácia e a qualidade dos serviços prestados. Essa sensibilização deve começar logo no seio da comunidade educativa, dando a conhecer a missão e os objectivos da BE e envolvendo-a no processo de auto-avaliação da BE e incorporando os dados resultantes dessa avaliação no processo de auto-avaliação da própria escola. 4

×