Práticas e Modelos na Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares




                                       Enunciados Gerai...
Práticas e Modelos na Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares



                                                       -...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

A

120

Published on

Published in: Technology
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
120
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "A"

  1. 1. Práticas e Modelos na Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares Enunciados Gerais e Específicos Análise dos enunciados 3 e 4, apontando as suas fragilidades e propondo eventuais alterações que os transformem em enunciados específicos e que concretizem hipóteses reais de acções para a melhoria. Enunciado Fragilidades Propostas de alteração Este enunciado é muito - No início do ano lectivo, realizar reuniões com os 3.Reforçar o geral, impreciso e vago, Departamentos Curriculares e professores responsáveis pelas trabalho não permitindo identificar ACND, para a sensibilização do valor, da missão e dos articulado. a forma de articulação e objectivos da BE. operacionalização. Não indica os intervenientes, as - Planificar periodicamente, em articulação com os áreas de intervenção, as Departamentos Curriculares, um conjunto actividades de apoio estratégias que fomentam ao currículo, para uma melhoria das aprendizagens dos alunos. a articulação, o público- alvo, o tempo, a finalidade - Elaborar uma lista dos recursos disponíveis na BE que a atingir. possam apoiar currículo, em articulação com os coordenadores dos diferentes Departamentos, para estabelecer conexões entre os conteúdos de aprendizagem e as competências em informação. - Em articulação com o coordenador TIC, definir um conjunto de acções de formação na área da utilização das TIC, fomentando a sua utilização ao serviço do ensino e aprendizagem, ao longo do ano. 1 Isilda Menezes
  2. 2. Práticas e Modelos na Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares - Dinamizar, em articulação com os professores responsáveis pela Área de Projecto, de sessões de formação para todos os alunos sobre o modelo de pesquisa da informação (Big6) e uso ético da informação, durante o 1.º período. Neste enunciado apenas se - Durante o 1.º período, produzir instrumentos para serem 4.Reforçar a refere a necessidade de utilizados pelos professores e alunos do 2.º e 3.º ciclo, para produção de produzir mais instrumentos apoiar o desenvolvimento de competências em informação, em instrumentos de de apoio, mas não apoio a ser usados contexto lectivo e não lectivo, nomeadamente: Guião de identifica o tipo de por professores e pesquisa de informação (baseado no modelo Big6); “Como instrumentos, o público- alunos. realizar um trabalho escrito”; “Como fazer referências alvo (alunos e professores é demasiado vago), a bibliográficas”; “Como fazer citações”; “Como evitar o plágio”e finalidade e o tempo. “Como avaliar sítios da Web”. - Ao longo do ano lectivo, realizar a promoção da colecção, junto da comunidade escolar através da elaboração de boletins informativos, do jornal escolar, de folhetos, de cartazes, de exposições e do blogue da BE. - Em articulação com os coordenadores de projectos, organizar dossiês temáticos e listas de sites, ao longo do ano lectivo, para apoiar o desenvolvimento de projectos a dinamizar na escola (Parlamento dos jovens, PES, Comemoração do Centenário da República…). 2 Isilda Menezes
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×