BIG DATA, de Fabiana Andrade

1,155 views
1,010 views

Published on

O Big Data ainda é um mistério e, praticamente, o termo ‘hype’ da atualidade. Trata-se basicamente de um conjunto ou uma grande quantidade de dados complexos, estruturados ou não, abastecidos por fontes também complexas e, por isso, torna-se tão difícil processá-los usando-se ferramentas de análise de dados tradicionais. Os desafios envolvendo o Big Data incluem captura, curadoria, armazenamento, busca, compartilhamento, transferência, análise e visualização da informação. Desta forma, gerenciar grandes quantidades de dados envolvem algumas etapas inerentes ao serviço especializado dos bibliotecários. Em meio a este fenômeno, será que o profissional da informação possui as competências necessárias para se inserir neste mercado? Busca-se analisar e refletir se esse é mais um ramo no qual podemos aprofundar nossas habilidades e experiências em gestão da informação, e como podemos aplicá-los frente às questões que as instituições enfrentam na Era do Big Data.

BIG DATA, de Fabiana Andrade

  1. 1. BIG DATA É UM NOVO ÂMBITO DE ATUAÇÃO PARA BIBLIOTECÁRIOS? Fabi A. Pereira
  2. 2. Você é um rebelde?
  3. 3. O que é Big Data? É um conjunto de soluções: recolher, organizar e analisar (em tempo real) os dados estruturados e não estruturados de forma que eles passem a fazer sentido; Fórum Econômico Mundial em 2012*: foi apontado como uma das soluções inovadoras que poderiam ajudar na superação da crise econômica e problemas socioeconômicos; Está em fase preliminar no Brasil (as aplicações se restringe a alguns setores como varejo, telecomunicação, petrolíferas, etc.). *Big Data, Big Impact: New Possibilities for International Development.
  4. 4. O que é Big Data? Compreende: •os dados estruturados: bancos de dados •os dados não estruturados: e-mails, redes sociais, dispositivos móveis, blogs, vídeos, imagens, geolocalização e demais rastros digitais. 85% das grandes empresas da atualidade já utilizam dados não estruturados em seus negócios. Possui 3 atributos principais, conhecidos como 3 V’s: • Velocidade • Variedade • Volume Novas correntes determinam a existência de mais 2 V’s: 4. Veracidade 5. Valor
  5. 5. PARA REFLEXÃO: BIG DATA É UM NOVO ÂMBITO DE ATUAÇÃO?
  6. 6. Big Data é um novo âmbito de atuação? Há muitas novas atividades a serem planejadas para uso do Big Data. É necessário competências emergentes, uma equipe de profissionais qualificados. “The big data employment boom” (O boom de empregos com o big data) Fortune Tech, 4 set. 2013. •Positividade e superação dos obstáculos tecnológicos; •A análise de dados e informações mais profundas que não compreende somente a TI; •Equipe multidisciplinar (não necessariamente com perfis analíticos); •Visões diferenciadas do resultado da análise de grande quantidade de dados; •Profissionais de TI + profissionais experientes e criativos; •Pessoas competentes em análise e tomada de decisões (profissionais de
  7. 7. PARA REFLEXÃO: BIG DATA É UM NOVO ÂMBITO DE ATUAÇÃO PARA BIBLIOTECÁRIOS?
  8. 8. Big Data: um novo âmbito de atuação para bibliotecários? A pesquisa em artigos em revistas e blogs internacionais (2012-2013) da nossa área identificou 2 abordagens diferentes: 1.Estamos construindo grandes coleções digitais e devemos considerar novas formas em que eles devem ser gerenciados e usados, isto é, como fazer uso do conceito em bibliotecas? 2.Podemos vislumbrar postos de trabalho em empresas que tenham as soluções Big Data? Temos competências ?
  9. 9. Big Data: um novo âmbito de atuação para bibliotecários? “Hablemos sobre Big Data” (Vamos falar sobre Big Data) www.biblogtecarios.es (Espanha) - 12 set. 2013 •Grande quantidade de dados, complexos e dinâmicos que as ferramentas convencionais não servem 100% para captação, gerenciamento e armazenamento; •Ao considerar os conceitos e componentes associados ao Big Data, vemos que pode ser um processo que pode constituir na evolução dos nossos serviços, podendo ajudar na previsão de comportamento e na total flexibilidade para o usuário; •Com a nossa experiência, temos a sensação que os especialistas em informação e documentação devem ser intrinsecamente relacionados para lidar com os novos desafios apontados pelo BD.
  10. 10. Big Data: um novo âmbito de atuação para bibliotecários? “Big Data at Libraries” (Big Data em bibliotecas) Leslie Johnston (Library of Congress), jan. 2013. •Os usuários querem utilizar as coleções como um todo, querer trabalhar com um corpus de dados; •Temos as coleções, mas o que temos também é Big Data, que nos obriga a repensar a infraestrutura necessária para suportar serviços que contenham esse princípio; •Os usuários que cada vez mais utilizam informações disponíveis na web em suas pesquisas e estão cada vez mais buscando ambientes digitais; •A Library of Congress armazena tweets públicos desde 2006, que já são amplamente utilizados em pesquisas; •Quais seriam os modelos de serviço para essas demandas? Como lidar com as questões de acesso que envolvem diversas outras questões estamos debatendo? E a capacitação profissional?
  11. 11. Big Data: um novo âmbito de atuação para bibliotecários? “Data, Data Everywhere” (Dados, dados por todos os lados) Joseph Janes American Libraries Magazine, maio/jun. 2012. •É uma oportunidade, pois temos competências em coleta, curadoria, gerenciamento e organização de dados, assim como temos para informações; •Vale a pena perseguir este interesse como extensões do trabalho que estamos familiarizados; •Podemos trabalhar na humanização do campo: privacidade, autoridade, qualidade, autenticidade, racionalidade, entre outros, sobretudo para melhorar a condição humana dos indivíduos.
  12. 12. Big Data: um novo âmbito de atuação para bibliotecários? “Big data: una bibliotecaria con los datos hasta el cuello” (Big data: um bibliotecário com os dados até o pescoço) bibliotecas2029.wordpress.com/ - 18 dez. 2012 •Visão do bibliotecário como aquele que defenderá a democratização da informação; •Considera o BD um campo tangente ao nosso, que têm tudo a ver com o gerenciamento de informações; •O hibridismo faz com que empresas como Google, Facebook, Apple, entre outras, se tornem o sistema operacional de nossas vidas; •Então, o que faremos para competir com eles? Continuamos a ser diferentes! Devemos voltar nossos olhos para o local, para o próximo, para o físico, para o que já temos e continuar a construir a biblioteca pública, uma vez que o espaço virtual já está dominado; •A biblioteca pode oferecer alternativas para a vista parcial da Google, oferecendo outras fontes, principalmente aquelas que os usuários não poderão conseguir acesso via motores de busca.
  13. 13. Big Data: um novo âmbito de atuação para bibliotecários? “Big Data: A Big Opportunity for Librarians” (Big Data: uma grande oportunidade para bibliotecários) Laura Gordon-Murnane Information Today - Online Magazine – Set./Out. 2012 “Quem melhor do que os bibliotecários para preencher essa necessidade? Isto é o que nós fazemos!” Temos habilidades, os conhecimentos e a expertise de serviços que podem auxiliar empresas, governos, universidades e organizações a tirar proveito de tudo o que Big Data tem para oferecer. Estamos bem posicionados para mostrar o que sabemos e aplicar tudo isso aos desafios atuais e às questões que as empresas enfrentam.  
  14. 14. Big Data: um novo âmbito de atuação para bibliotecários? “Big Data: A Big Opportunity for Librarians” Habilidades e ferramentas dos bibliotecários para auxiliar organizações e empresas com Big Data: •Executivos estão enfrentando problemas em extrair o valor dos dados que estão coletando, oriundos sobretudo das coleções mal organizadas, ferramentas de busca ineficientes, falta de acessibilidade e recuperação, a falta de consciência, as questões de direitos autorais e de propriedade intelectual; •Podemos trazer uma gama de habilidades e ferramentas que abordam os mesmos problemas identificados por esses negócios que ofereçam recursos que evitem a sobrecarga de informações para os usuários; •As lições que aprendemos diariamente no desempenho das nossas funções nos centros de informações e bibliotecas podem ser aplicados em organizações.
  15. 15. Big Data: um novo âmbito de atuação para bibliotecários? “Big Data: A Big Opportunity for Librarians” •Passamos a oferecer serviços voltados para a curadoria digital e gerenciamento de dados; •Soma-se a isso a educação, literacia e alfabetização que oferecemos aos usuários para gerenciamento de dados, e às análises que fazemos das suas necessidades; •Podemos oferecer meios que facilitem e permitam a recuperação dos dados, com o diferencial de agregação de valor e qualidade dos dados, por meio de nossas atividades como a catalogação, a indexação e uso de metadados; •Visamos a reutilização a longo prazo, incluindo autenticação, arquivamento, gerenciamento, preservação e representação.  
  16. 16. Big Data: um novo âmbito de atuação para bibliotecários? “Big Data: A Big Opportunity for Librarians” É preciso progredir sempre! •Os bibliotecários são cada vez mais especialistas em gerenciamento de dados por conta de seu conhecimento em novas normas de compartilhamentos e interoperabilidade, e da web semântica; •O mercado está em busca de "cientistas de dados”, então precisamos nos tornar “bibliotecários de dados”; •Educação continuada, especializações, pós-graduação - principalmente que foquem gestão de dados (BI, Data mining, etc.) e curadoria digital; bibliotecários com formação dupla, agregando TI ao currículo; “Bibliotecários são trabalhadores essenciais do conhecimento. Para continuar a demonstrar o nosso valor, temos que abraçar as novas oportunidades. Com o que temos a oferecer, podemos nos destacar como profissionais importantes na estrutura do Big Data, e quem nos ter, também terá vantagem competitiva” (tradução nossa).
  17. 17. Dicas de leituras Leitura básica Para bibliotecários World Economic Forum Para quem gosta de se  aventurar em TI Disponível em: <http://www.weforum.org/reports/big-data- big-impact-new-possibilities-international- development>. Introdutória: Veja, n. 71, 15 maio 2013
  18. 18. Dicas de visualizações  GE lança série de curtas sobre “Big Data” Vídeo “Big Data for Smarter Customer Experiences” produzido pela OgilvyOne http://www.ge.com/datalandia/ Link vídeo:  http://www.youtube.com/watch? v=449twsMTrJI Site: http://adayinbigdata.com/
  19. 19. REFERÊNCIAS BIBLIOTECAS 2029. Big data: una bibliotecaria con los datos hasta el cuello. Blog Bibliotecas 2029, dez. 2012. Disponível em: <http://bibliotecas2029.wordpress.com/2012/12/18/big-data-una- bibliotecaria-con-los-datos-hasta-el-cuello/>. Acesso em: set. 2013. DILLOW, C. The big data employment boom. Fortune Tech, set. 2013. Disponível em: <http://tech.fortune.cnn.com/2013/09/04/big-data-employment-boom/>. Acesso em: set. 2013. EQUIHUA, S. Hablemos sobre Big Data. Biblogtecarios, set. 2013. Disponível em: <http://www.biblogtecarios.es/saulequihua/hablemos-sobre-big-data/>. Acesso em: set. 2013. GORDON-MURNANE, L. Big data: a big opportunity for librarians. Information Today, Academic OneFile, set./out. 2012. Disponível em: <http://go.galegroup.com/ps/i.do?id=GALE %7CA301969491&v=2.1&u=capes58&it=r&p=AONE&sw=w&asid=247a045b40ad46eb7d77d9e9c3c d42d5>. Acesso em: set. 2013. JANES, J. Data, Data Everywhere. American Libraries Magazine, maio/jun. 2012. Disponível em: < http://www.americanlibrariesmagazine.org/article/data-data-everywhere>. Acesso em: set. 2013. JOHNSTON, L. Big Data at Libraries. Georgetown University Law School Symposium on Big Data, jan. 2013. Disponível em: < http://www.slideshare.net/lljohnston/leslie-johnston-big-data-at-libraries>. Acesso em: set. 2013.  
  20. 20. Obrigado! ;)

×