Análise de artigo científico sobre a prática da supervisão

3,589 views

Published on

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
3,589
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
28
Actions
Shares
0
Downloads
19
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Análise de artigo científico sobre a prática da supervisão

  1. 1. Pós-Graduação em Supervisão Pedagógica e Formação de Formadores com Acesso ao Mestrado Europeu em Ciências da EducaçãoAnálise de Artigo Científico sobre a Prática da SupervisãoSUPERVISÃO ESCOLAR: Entre os ditames da legislação e os desafios da Prática Pedagógica Autoras: Oliria Mendes Gimenez Adriana Auxiliadora Martins Faculdade Católica de Uberlândia - FCU Trabalho exigido como avaliação da disciplina Teorias e Modelos de Supervisão, sob orientação da Profa. Dra. Maria Regina Peres da Pós-Graduação em Supervisão Pedagógica e Formação de Formadores com acesso ao Mestrado Europeu em Ciências da Educação do Programa de Mestrado em Ciências da Educação na Especialidade de Administração Escolar.Alunas: Elisabete Jorgino Ferreira Coelho e Silvia Regina de Loreto Carvalho Ano: 2011
  2. 2. Objetivos:Alunas da Faculdade Católica de Uberlândia, tiveram como objetivo para arealização deste Artigo, a pesquisa das atribuições do Supervisor Escolar ouCoordenador Pedagógico segundo a LDB comparando com os resultadosde entrevistas com Supervisor de Escola tendo como campo de trabalho arede municipal de ensino de Uberlândia – MG com a finalidade de reflexãodestas.LDB – Legislação de Diretrizes de Bases - Art 67 parágrafo 2Supervisor EscolarLei prevê condições físicas, materiais e didáticas  Legislação vinculada às questões burocráticas e disciplinares  Atuação no espaço escolar  Agente Mediador e Facilitador do processo ensino-aprendizagem  Subsidiar ações dos professores e contribuir para evolução de todo o processo que envolve a aprendizagem  Perfil comportamental: dinâmico e competente  Acompanhar as atividades de elaboração do plano de ensino  Prestar assistência didática pedagógica aos professores em sala de aulaAnexo III da LDB - Atuará em toda a educação básica:  Planejando  Supervisionando  Avaliando  ReformulandoProcessos Educativos SEMPRE articulados com os demais componentesdo sistema educacional, impulsionando a educação integral dos alunos.Lei Complementar nº 347, de 20 de fevereiro de 2004 – AtribuiçõesSupervisão de todo o processo didático:  Triplice aspecto de planejamento
  3. 3.  Controle e avaliação no âmbito do sistema, da escola ou de áreas curriculares Desenvolver pesquisa de campo, promovendo visitas, consultas e debates de sentido sócio-economico-educativo Elaborar currículos Planos de cursos e programas, estabelecendo normas e diretrizes gerais e especificas com base em pesquisas efetuadas (colaboração de outros especialistas de ensino)O LEGISLADOR ESPERA QUE SEJA CUMPRIDO PELO PROFISSIONAL Assegurar ao sistema educacional conteúdos autênticos e definidos, em termos de qualidade e rendimento Desenvolvimento da potencialidade do corpo docente (técnica e pedagogicamente), incentivando a criatividade, espirito de autocritica, espirito de equipe, aperfeiçoamento Aplicação de curriculos, planos e programas, promovendo a inspeção de unidades escolares, acompanhando e controlando o desempenho dos seus componentes Zelar pelo cumprimento das normas e diretrizes assegurando a regularidade e eficáciaSerá que tais atribuições inseridas nesta legislação estão sendo cumpridas?Partiram deste questionamento para a pesquisa em campo na RedeMunicipal do Ensino básico de Uberlândia - MGPesquisa em CampoEntrevista A - “eles não nos veem como um profissional que vem fiscalizare sim alguém que veio para somar, para orientar, para planejar junto”Entrevista B “o excesso de atividades que o pedagogo precisa assumir,dificulta a sua principal função que é a formação do professor”Entrevista C “como a rotina da escola é bastante tumultuada com asurgências, acaba-se perdendo a essência da nossa verdadeira função. Oaluno com indisciplina, sem material, doente, etc”“o supervisor escolar atua também como orientador educacional, o que écomplicado na prática, devido ao grande número de turmas que tem queatender....E, além disso, acontecem situações diversas que não podemesperar para um segundo momento para serem resolvidas”
  4. 4. Entrevista D “faço orientações didático-pedagógica aos professores nosmódulos, atendimento e orientação aos pais, formação continuada deprofessores e educadores infantis, elaboração de cronograma dasatividades pedagógicas da escola”Resultados obtidos Após as pesquisas e estudos reflexivos das autoras diante da legislação versus prática do Supervisor Escolar, observaram o excesso de atividades e responsabilidades nas atribuições diárias dos Supervisores dificultando uma das principais funções deste, que é a formação de professores, informação esta coletada na segunda entrevista a qual qualificaram como B. Visto que é bem diferente a realidade do ideal proposto pela academia e/ou teóricos, ficou nítido que a burocracia das atividades que são atribuídas a suas funções impedem que os Supervisores Escolares desenvolvam os trabalhos de forma eficaz. Outro fator que as autoras conseguiram identificar é que existe um número restrito de Supervisor Escolar o que provoca ainda mais o acúmulo de atribuições a este sem contar com a atribuição da gestão escolar.Consideração das autorasO Supervisor Escolar tem noção das suas verdadeiras atribuições, porém,muitas das vezes não lhe sobra tempo para exercer em sua totalidadedando a preferência por atender as suas necessidades imediatas escolares,apontando ser a gestão escolar as atribuições que contribuem para isto.Analisar a viabilidade da pesquisa considerando a nossa realidadeeducacional e o papel do SupervisorA suposição ao término do artigo é o não comprimento do pedagógicodesviando o fazer da função do supervisor escolar junto à equipe deprofessores.Que o “ideal” dentro da atribuição pedagógica o avaliado dodesenvolvimento do processo ensino-aprendizagem, abrindo espaço pararelações interpessoais bem como o aprimoramento a formação continuada.Possibilitando assegurar ao sistema educacional conteúdos autênticos edefinidos em suas potencialidades.

×