AVALIAÇÃO DE DESENVOLVIMENTO DOCENTE: TEORIA E MODELOS. Profa. Dra. Ana Paula Silva Aluna: Elisabete Jorgino Ferreira Coel...
SUMÁRIO <ul><li>1.- Revisão da Literatura de Apoio Fornecida, enfocada sobre os tópicos tratados nas aulas. </li></ul><ul>...
A IMPORTANCIA DA AVALIAÇÃO, SUA COMPLEXIDADE E SUA APLICABILIDADE NO DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL DOS PROFESSORES <ul><li>...
SEGUINDO ESTA TRILHA DE RASCIOCIO E ANALISANDO AS CINCO RAZOES APONTADAS PELO CONSELHO CIENTIFICO PARA A AVALIACAO DE PROF...
<ul><li>Não vejo como falar de avaliação de professores sem mencionar sobre a problemática da avaliação e foi tema apresen...
<ul><li>“ ... é na falta de uma análise mais fina, é possível concluir que não existe um modelo único, comum a todos os pa...
<ul><li>A aplicação deste instrumento deve ser de forma imparcial tomando como base ora a observação, ora a auditoria na c...
INSTRUMENTOS DE RECOLHA E REGISTRO DE EVIDÊNCIAS <ul><li>1.- FINALIDADE DA AVALIAÇÃO: </li></ul><ul><li>Entendemos que tod...
2.- ORGANIZAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO PROCESSO: <ul><li>O processo foi organizado para elencar as competências avaliando “c...
3.- INSTRUMENTO DE RECOLHA E REGISTRO DE EVIDÊNCIAS: VIDE ARQUIVO WORD. <ul><li>4.- REFERÊNCIAS DO JUÍZO AVALIATIVO: </li>...
<ul><li>Considerando a avaliação do desempenho como uma ferramenta na promoção do desenvolvimento docente e na construção ...
REFLEXÃO FINAL, COM PROPOSTA DE CLASSIFICAÇÃO FUNDAMENTADA   .  <ul><li>Entendemos que de fato a Avaliação de desenvolvime...
BIBLIOGRAFIA <ul><li>FREITAS, Helena Costa Lopes de. Formação de Professores no Brasil: 10 anos de embate entre projetos d...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

30 09 PORTIFOLIO Avaliação de Desempenho Docente aluna Elisabete Jorgino

4,263
-1

Published on

Disciplina Avaliação de Desempenho de Docente

Published in: Education
0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
4,263
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
40
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

30 09 PORTIFOLIO Avaliação de Desempenho Docente aluna Elisabete Jorgino

  1. 1. AVALIAÇÃO DE DESENVOLVIMENTO DOCENTE: TEORIA E MODELOS. Profa. Dra. Ana Paula Silva Aluna: Elisabete Jorgino Ferreira Coelho 30/09/2011.
  2. 2. SUMÁRIO <ul><li>1.- Revisão da Literatura de Apoio Fornecida, enfocada sobre os tópicos tratados nas aulas. </li></ul><ul><li>1.1. - A Importância da avaliação, sua complexidade e sua aplicabilidade no desenvolvimento profissional dos professores </li></ul><ul><li>2.- Instrumentos de Recolha e Registro de Evidências </li></ul><ul><li>3.- Reflexão final, como proposta de classificação fundamentada. </li></ul><ul><li>3.1.- Finalidade da Avaliação </li></ul><ul><li>3.2.- Organização e Desenvolvimento do Processo </li></ul><ul><li>3.3.- Instrumento de Recolha e Registro de Evidências. </li></ul><ul><li>4.- Referências do Juízo Avaliativo. </li></ul><ul><li>5.- Bibliografia. </li></ul>
  3. 3. A IMPORTANCIA DA AVALIAÇÃO, SUA COMPLEXIDADE E SUA APLICABILIDADE NO DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL DOS PROFESSORES <ul><li>  Quando apresentado a “Emergência da Avaliação de Professores” como o primeiro tópico desta disciplina, foi como ressaltar assuntos que são abertos entre nós professores, onde apresentado que trata-se de uma história de longas décadas (três últimas), temos a impressão que é uma emergência que trata-se a partir desta década, afinal falar de melhoria dos currículos, dos processos de organização e gestão das escolas e ainda do desenvolvimento de novos programas de ensino, não era uma prioridade das décadas passadas, por este motivo que o conteúdo foi trazido de uma forma bem intrigante, pois falar de “emergência” estamos falando do agora, já, neste minuto. 30 09 2011 PARTE individual REVISAO DA LITERATURA DE APOIO FORNECEIDA ENFOCADA SOBRE TOPICOS TRATADOS NAS AULAS concluido.pdf </li></ul>Chama ainda a atenção o que os organizadores: Maria Palmira Alves e Eusebio Andre Machado trás no livro O Polo de Excelência caminhos para a Avaliação do Desempenho Docente. “ ... a avaliação do desempenho profissional é reconhecida como importante para a gestão da qualidade, mas, são mesmo tempo, revela-se difícil, provoca numerosas polemicas e pode mesmo gerar efeitos perversos não desejados. No domínio do ensino, passa-se o mesmo; do nosso ponto de vista, é uma questão de opção conceptual e de problemática, por um lado, e de opção de postura, por outro. (pág 13).
  4. 4. SEGUINDO ESTA TRILHA DE RASCIOCIO E ANALISANDO AS CINCO RAZOES APONTADAS PELO CONSELHO CIENTIFICO PARA A AVALIACAO DE PROFESSORES – VISÃO E REALIDADES DA ATA DA CONFERENCIA INTERNACIONAL, LISBOA, MAIO DE 2007, NÃO HÁ COMO DISCORDAR QUE ESTAMOS FALANDO DE UM PROCESSO COMPLEXO CONFORME APONTAM: <ul><li>“ Cinco razoes fundamentais estão na origem deste evento: 1ª. Conhecer, e dar a conhecer, o estado da arte do conhecimento existente em matéria de avaliação de professores, relativamente a alguns modelos praticados no âmbito de diferentes visões e realidades, a nível internacional (como acentuamos no titulo desta conferencia), embora co o objetivo de enquadrar a concretização deste processo em Portugal. 2ª. Apelar a participação neste processo de um leque bastante alargado de atores qualificados, com diferentes perspectivas, saberes e experiências, numa atividade aberta e dialogante em redor do tema avaliação de professores. E a atitude que foi tomada na organização desta conferencia e que se pretende continuar como pratica habitual do CCAP. 3ª. Receber os mais diversos contributos, tanto nacionais como de outros países e sistemas, que possam impulsionar a concretização do modelo português que se quer instituir. 4ª. Introduzir, na agenda dos atores educativos, um tema – a avaliação de professores, decerto muito falado, e a justo titulo, mas raramente discutido de forma fundamentada entre os diferentes protagonistas nas escolas, mação, mas também ao nível macro, quer da administração educativa central e regional, quer da ivestigacao em educação. 5ª. Construir convosco, desde o inicio, um processo de escuta, dialogo e interação que permita o acompanhamento e a monitorizacao do sistema de avaliacao de professores, da responsabilidade do CCAP. (pag.12).” </li></ul>
  5. 5. <ul><li>Não vejo como falar de avaliação de professores sem mencionar sobre a problemática da avaliação e foi tema apresentado por esta disciplina do qual demonstra extrema complexidade. </li></ul><ul><li>Para que um professor seja enquadrado referente ao desempenho deste é necessário a elaboração de um questionário onde possamos mensurar pontos chaves dos quais são imprescindíveis como função docente. Esta problemática da avaliação, como foi apresentado pela Profa. Dra. Ana Paula, como quando identificamos que não é necessário apenas questões técnicas ou avaliação da performance deste ou daquele professor, mas maiormente entender qual a importância daquela escola na sociedade e qual a sua política de ensino, percebo que muito que é muito mais que isto ao investigar as literaturas deste assunto onde chama a minha atenção o artigo do F.Javier Murillo da Unesco – Uma visão panorâmica da Avaliação do Desempenho Docente na Europa e na América do Sul na sua página 39 dia: </li></ul>
  6. 6. <ul><li>“ ... é na falta de uma análise mais fina, é possível concluir que não existe um modelo único, comum a todos os países, relativamnete ao que se considera um “docente de qaulidade”. De tal forma que atividades análogas e em contextos semelhantes são encaradas de maneira diferente, assim como calorizadas e reconhecidas de odo diferenciado. É uma idéia que deveria ser submetida a uma séria reflexão por parte dos responsáveis políticos em matéria de avaliação. </li></ul><ul><li>Ainda sobre este tema complexo este autor apresenta aspectos relevantes a serem observados e apontados em um Instrumento de avaliação do desempenho docente, como: </li></ul><ul><li>“ ...a observação em sala de aula; entrevista ou questionários ao docente; relatório da direção da escola; questionários dirigido aos alunos ou às suas famílias; testes e provas normalizadas; portifólio do professor; resultados das provas de avaliação aos alunos e diferentes processos de auto-avaliação do docente. </li></ul>
  7. 7. <ul><li>A aplicação deste instrumento deve ser de forma imparcial tomando como base ora a observação, ora a auditoria na conduta e aplicação da disciplina e currículo do docente àquela disciplina e àquela comunidade. </li></ul><ul><li>Um aspecto apresentado nesta disciplina que e extrema importância ao assunto aqui relatado, e o modelo de avaliação que pode estar mais focado em avaliar a qualidade dos professores, isto e, focado na analise da COMPETÊNCIA, DESEMPENHO e EFICACIA dos professores através da apreciação dos resultados dos seus alunos. Na tem como isolar esta avaliação, através do alunos associado ao desempenho do professor traz relevância para a avaliação. </li></ul><ul><li>Quando do estudo do Quadro 1 e do Quadro 2 do que trata-se de categorias X competências e de domínios X competências podemos abrir mais o leque de entendimento e ao mesmo tempo a analise sobre a problemática de como e difícil a tarefa de avaliar o docente.. </li></ul>
  8. 8. INSTRUMENTOS DE RECOLHA E REGISTRO DE EVIDÊNCIAS <ul><li>1.- FINALIDADE DA AVALIAÇÃO: </li></ul><ul><li>Entendemos que todo o processo que tem o objetivo de transformação necessita de avaliação constante. No entanto, as transformações desejadas devem estar apoiadas na racionalidade técnica, política e ética de forma que o avaliado atue como sujeito da sua ação e possa refletir criticamente sobre esse processo visando seu desenvolvimento profissional e consequentemente a melhora da qualidade do seu trabalho. 30 09 2011 PARTE grupo INSTRUMENTO DE RECOLHA E REGISTRO DE EVIDENCIAS concluido.pdf </li></ul><ul><li>A avaliação do desempenho docente é um componente fundamental da agenda educacional, bem como seus efeitos na aprendizagem. Desta forma, pretende-se realizar a interpretação dos dados e uma ação orientada. </li></ul><ul><li>Em busca de um Instrumento que identifica a performance dos professores, elaboramos um dispositivo de avaliação como instrumento de recolha e registro de evidências tendo como objetivo qualificar a ação docente em prol de um ensino adequado e de qualidade. </li></ul>
  9. 9. 2.- ORGANIZAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO PROCESSO: <ul><li>O processo foi organizado para elencar as competências avaliando “como” o professor atua na prática docente e que medidas são necessárias para melhorias futuras. </li></ul><ul><li>Para que a avaliação tenha o resultado esperado ao avaliador, as questões foram elaboradas de forma pertinentes a cada competência apontada no Quadro 1 (Referencial de competências para a formação inicial dos professores do Quebeque do ensino pré-escolar, do ensino primário e do ensino secundário), abrangendo os Fundamentos, Ato de ensinar, Contexto social e escolar além da Identidade profissional. </li></ul><ul><li>Este instrumento de recolha será aplicado por uma equipe avaliadora formada pelo Diretor, Coordenador e um docente designado pelos pares, através de registros de evidências no que tange a observação: </li></ul><ul><li>do professor no exercício de sua função (em sala de aula), </li></ul><ul><li>dos resultado das avaliações dos alunos, </li></ul><ul><li>dos planos de aulas de acordo com o Projeto Pedagógico, </li></ul><ul><li>do portfólio do professor (registros e entrevista individual), e </li></ul><ul><li>da autoavaliação do professor. </li></ul><ul><li>Objetivando uma avaliação justa todos os procedimentos adotados garantem o rigor e a transparência, constituindo um desafio de mudança e melhora escolar em todos os níveis educacionais. </li></ul><ul><li>Mediante à recolha dos dados, os professores avaliados serão classificados numa a escala de valor, cujas competências apresentam o mesmo peso. </li></ul>
  10. 10. 3.- INSTRUMENTO DE RECOLHA E REGISTRO DE EVIDÊNCIAS: VIDE ARQUIVO WORD. <ul><li>4.- REFERÊNCIAS DO JUÍZO AVALIATIVO: </li></ul><ul><li>Os indicadores de desempenho apresentados no instrumento de recolha e registro proposto neste trabalho, são possíveis de serem observados. As classificações aferidas aos professores são convertidas em menções quantitativas com análise qualitativa nos seguintes termos: </li></ul><ul><li>Ordenação de todas as classificações por ordem crescentes, </li></ul><ul><li>Atribuição de menções: </li></ul><ul><li>Abaixo do Esperado : quando o docente atinge a pontuação de zero a 47 pontos, ele está abaixo do esperado, entendemos que os aspectos fundamentais das competências não são demonstrados ou apenas o são de modo inconsistente. Para atingir o nível adequado necessita, em elevação grau, de formação em aspectos básicos e de acompanhamento. </li></ul><ul><li>Atinge Parcialmente o Esperado: quando o docente atinge a pontuação entre 48 e 83 pontos, ele atinge parcialmente as competências esperadas, necessitando assim de aperfeiçoamento. </li></ul><ul><li>Atinge o Esperado: quando o docente atinge a pontuação entre 84 e 107 pontos, ele atinge o esperado, necessitando de estímulo as práticas inovadoras. </li></ul><ul><li>Acima do Esperado: quando o docente atinge a pontuação entre 108 e 120 pontos, correspondendo, sem exceção, aos indicadores da competência, valoração da meritocracia. </li></ul>
  11. 11. <ul><li>Considerando a avaliação do desempenho como uma ferramenta na promoção do desenvolvimento docente e na construção social, será apresentado o feedback com os resultados e os encaminhamentos necessários para o professor de forma que este assuma a responsabilidade de refletir criticamente sobre sua própria ação, com o objetivo de reconduzi-la ou melhorá-la, bem como, assumir a autonomia para uma educação transformadora. </li></ul>
  12. 12. REFLEXÃO FINAL, COM PROPOSTA DE CLASSIFICAÇÃO FUNDAMENTADA . <ul><li>Entendemos que de fato a Avaliação de desenvolvimento profissional dos professores, embora complexo é de extrema importância para conceituação da evolução e qualidade do ensino. O processo que tem o objetivo de transformação do ensino e do alcance a qualidade necessita de avaliação constante. 30 09 2011 PARTE individual REFLEXAO FINAL COM PROPOSTA DE CLASSIFICACAO FUNDAMENTADA concluido.pdf </li></ul><ul><li>Estas transformações desejadas devem estar apoiadas na racionalidade técnica, política e ética de forma que o avaliado atue como sujeito da sua ação e possa refletir criticamente sobre esse processo visando seu desenvolvimento profissional e consequentemente a melhora da qualidade do seu trabalho. </li></ul><ul><li>Trata-se de um componente fundamental da agenda educacional, o que reflete os efeitos na aprendizagem.   </li></ul>
  13. 13. BIBLIOGRAFIA <ul><li>FREITAS, Helena Costa Lopes de. Formação de Professores no Brasil: 10 anos de embate entre projetos de formação. http://www.cedes.unicamp.br ; </li></ul><ul><li>DANIELSON, Charlotte. Avaliação de Professores da Educação Básica: Uma agenda em discussão. Fundação Gesgranrio. </li></ul><ul><li>MURILLO, F. Javier. Uma visão Panorâmica da Avaliação do desempenho Docente na Europa e na América. UNESCO. </li></ul><ul><li>RAMOS, Conceição Castro. A Importância da Avaliação do Desempenho de Professores. Presidente do Conselho Cientifico para a Avaliação de Professores (CCAP). </li></ul><ul><li>Conselho Cientifico para a Avaliação de Professores – Visões e realidades. Atas da Conferencia internacional. Lisboa, maio de 2007. </li></ul><ul><li>MACHADO, Eusébio André; ALVES, Maria Palmira. O Polo de Excelência – Caminhos para a Avaliação do desempenho Docente.Areal. </li></ul>
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×