Your SlideShare is downloading. ×
Civilização Romana
Civilização Romana
Civilização Romana
Civilização Romana
Civilização Romana
Civilização Romana
Civilização Romana
Civilização Romana
Civilização Romana
Civilização Romana
Civilização Romana
Civilização Romana
Civilização Romana
Civilização Romana
Civilização Romana
Civilização Romana
Civilização Romana
Civilização Romana
Civilização Romana
Civilização Romana
Civilização Romana
Civilização Romana
Civilização Romana
Civilização Romana
Civilização Romana
Civilização Romana
Civilização Romana
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Civilização Romana

4,957

Published on

1 Comment
3 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total Views
4,957
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
6
Actions
Shares
0
Downloads
188
Comments
1
Likes
3
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Teatro Romano de Mérida Portugal
  • 2. Os antigos romanos surgiram em uma pequena aldeia às margens do rio Tibre, na região do Lácio, na península itálica. Eram originariamente “latinos”.Próximos a eles viviam outros povos originários também daquela região; Etruscos, Lucânios, Ômbrios, Sabinos e Sumnitas. Os etruscos eram um daqueles povos que habitavam a península itálica.
  • 3. As evidências históricas indicam que Roma surgiu pela unificação dos etruscos no século VII a.C.Segundo a tradição literária (Mito), no entanto, o fundador teria sido Rômulo. Segundo a narrativa, ele e seu irmão gêmeo, Remo, seriam descendentes de Enéias, filho de Anquises, rei de Tróia, e da deusa Vênus. Rômulo e Remo sendo amamentados por uma loba, segundo as antigas tradições romanas.
  • 4. INFLUÊNCIAS ETRUSCASRoma se transformou em uma aldeia fortificada Roma se transformou em um grande pólo comercial Houve uma gradual adaptação dos alfabetos Etrusco e Grego, originando o alfabeto Latino, Os etruscos ensinaram os que utilizamos até hoje. Latinos a pavimentar estradas, drenar pântanos, construir pontes e redes de esgotos
  • 5. SOCIEDADE Por essa época a sociedade romana era formada majoritariamente de indivíduos livres, divididos entre: PATRÍCIOS Eram o grupo detentor de maior poder.Formado por grandes proprietários de terras, CLIENTES que acreditavam descender de Rômulo. Em geral, ex-escravos. Dependiam completamente PLEBEUS dos patrícios. Composto de artesãos, comerciantes e pequenos proprietários. Não podiam casar com patrícios nem exercer cargos públicos ou religiosos. ESCRAVOS Tinham que servir no exército. Prisioneiros de guerra ou devedores. Eram usados nos trabalhos pesados. Seus donos tinham poder de vida e de morte sobre eles
  • 6. MONARQUIA(753 a.C. á 509 a.C.) REPÚBLICAGovernada por reis etruscos que (509 a.C. à 27 a.C) IMPÉRIOdetinham poderes quase absolutos: Era governada por uma complexa (27 a.C. à 476 d.C.)Governava a cidade, o exército, estrutura político-administrativa Período de maior expansão eos júris e os cultos religiosos. formada por: Magistraturas (executivo), brilho da civilização romana.Um desses reis, Numa Pompílio, Senado: (legislativo) o mais poderoso Neste período Roma passa afoi o responsável pela criação do e Assembléias: que elegia senadores ser governada por imperadorescalendário lunar.Em 509 a.C. os e cônsules. que centralizam os poderes emetruscos forma expulsos do Lácio, Período de grande expansão territorial suas mãos chegando a serema monarquia foi extinta e substituída e de domínio sobre os demais povos confundidos com deusespela república. da Europa na época.
  • 7. Fazer parte do exército romano era motivo de orgulho e sinal de status. Além de prestar serviço militar gratuitamente, os membros da força armada deveriam equipar-se por conta própria. Qualquer homem livre poderia e deveria servir ao exército romano. Isto muitas vezes trazia problemas econômicos.A disciplina era a base para o sucesso do exército. Eram constantemente treinados com armas e especialmentetreinados em marchas, marchas forçadas com toda a carga e em formação de guerra. Foi a maior força militarda antiguidade e responsável direto pela grandeza e poder da civilização romana.
  • 8. REI auxiliado do auxilia COMITIA CURIATA SENADO (com poderes absolutos) Assembléia de representantes Era um Conselho de Anciãos: de famílias livres.Davam conselhos e indicavam reis. Aprovava ou rejeitava a indicação Era formado por patrícios dos reis Em 509 a.C. Patrícios e Plebeus se uniram para expulsar os etruscos do Lácio. Extinguiram a Monarquia e criaram a República (Res Publica = coisa pública)
  • 9. ESTRUTURA POLÍTICA MAGISTRADOS SENADO ASSEMBLÉIAS (executivo)Cônsules = administração e Senadores = homens originários tribal = elegia alguns magistrados exército de famílias patrícias.Censores = encarregados de centurial = elegia os Senadores O cargo de senador era vitalício. e decidia sobre a guerra e a paz realizar o censo Os senadores faziam as leis e tomavamEdis = cuidavam da segurança as decisões políticas mais importantes Com essa nova estrutura política, Roma iniciou um lento e contínuo processo de expansão amparado em uma poderosa força militar. Por meio de muitas guerras, conquistou toda a Península Itálica e as colônia gregas ao sul.
  • 10. ASCENSÃO DA PLEBEA expansão territorial republicana A condição desumana da vida dos fez aumentar ainda mais as escravos fez com que muitos se desigualdades entre patrícios Assim conquistaram o cargo de revoltassem. Uma das maiores e plebeus. Tribuno da Plebe (2, depois 10), revoltas ocorreu entre 73 a.C. e 71 a.C. com poderes não de criar novas leis, sob a liderança do gladiador Espártaco. mas de vetar decisões do Senado. As guerras fizeram aumentar a desigualdade social e o Também conquistaram o fim da escravidão por dívidas, o direito número de desocupados nas cidades que sofriam com ao casamento com patrícios, a a miséria crescente. elaboração de um código de leisAlgumas pessoas defendiam que para sair da crise seriam e acesso às magistraturas. necessárias mudanças na sociedade. Entre esses, se destacaram os irmãos Caio e Tibério Graco.
  • 11. OS IRMÃOS GRACO Tibério Graco lutava por uma reforma agrária que pudesse pôr fim ao êxodo rural e estabelecessem limites à propriedade da terra. Revoltados com a idéia os senadores assassinaram Tibério e 300 de seus seguidores As propostas de Tibério foram retomadas Depois, por seu irmão, Caio. Inspirado na democracia ateniense, Caio propôs que as A morte dosdecisões da República saíssem principais Graco agravou as diferenças entre patrícios e plebeus, do Senado para uma assembléia popular. levando a uma Guerra Civil por quase Também defendia a divisão das terrasum século que corroeu o sistema republicano públicas e sua distribuição entre os pobres. Sentindo seus interesses ameaçados os patrícios mobilizaram forças contra Caio Graco. Sem ter como escapar, Caio pediu a um escravo que o matasse. A isso, seguiu-se a matança de 3 mil dos que o apoiavam. Assassinato de Tibério Graco
  • 12. Para conquistar os votos das camadas mais baixas, os nobres distribuíam esmolase organizavam festas e espetáculos que atraíam grande número de pobres. Surgiram assim as lutas de gladiadores que alcançariam grande sucesso. Essa política, conhecida mais tarde como “PÃO E CIRCO”, contribuiu para que a nobreza acumulasse poder e passasse a controlar o Senado e os principais cargos públicos.
  • 13. O DIREITO ROMANODurante a monarquia e nos primeiros tempos da República, as leis eram transmitidas oralmente. Isso tornava possível aos patrícios manipular a justiça conforme seus interesses. Em 451 a.C., porém, os plebeus conseguiram, por meio de protestos, que as leis fossem escritas. O resultado foi a LEI DAS DOZE TÁBUAS, que continha as principais questões relativas ao direito penal, público, privado, etc. Assim, a lei deixou de ser uma tradição sagrada (vontade dos deuses) passando a representar a vontade dos que a fizeram.
  • 14. A HELENIZAÇÃO DE ROMA A conquista da Grécia durante a fase republicana, fez com que, pouco a pouco, a partir do século III a.C., valores culturais, literários, filosóficos e científicos da civilização grega passaram a fazer parte do cotidiano de Roma.Zeus = Júpiter Atenas = Minerva Afrodite = Vênus
  • 15. AS GUERRAS PÚNICAS “delenda est Carthago”A vitória romana nas Guerras Púnicas e as conquistas territoriais na região do Mediterrâneo e na Península Ibérica foram decisivas para a consolidação do poderio romano.
  • 16. A CRISE DA REPÚBLICA E A PASSAGEM PARA O IMPÉRIO Eleito como ditador perpétuo pelo Senado, deu início a uma onda de terror e perseguições, restringiu a autoridade dos tribunos e das assembléias Lúcio Cornélio Sila 82 a.C. Pompeu Júlio César Marco Crasso 60 a.C. 60 a.C. 60 a.C. Assassinado Otávio Augusto governou entre 63 a.C a 14 a.C. em 44 a.C.São solucionados os principais problemas sociais através de reformas políticas (apoio do Senado) e religiosas. Durante o seu governo Roma viveu sob a paz e aProsperidade. As obras públicas, a reforma moral, a pacificação das fronteiras e os melhoramentosadministrativos são algumas das suas iniciativas de êxito Marco Antônio Caio Otávio Lépido 43 a.C. 43 a.C. 43 a.C. Em 34 a.C. Otávio se torna senhor absoluto do maior império que o mundo já vira.
  • 17. Otávio Augusto Otávio Augusto Calígula Cláudio 27 a.C – 14 d.C 14 d.C – 37 d.C 37 – 41 41 54 Nero 54 – 68 Vespasiano deu início à dinastia dos Flávios e Antoninos que governaram entre 69 e 192. Tendo sido este o período de maior esplendor e grandiosidade de toda a história romana, conhecido como a Pax Romana.Vespasiano É o momento no qual surgem os primeiros sinais de crise. Ex. somente 1 entre 26 imperadores tiveram morte natural. Todos os demais foram assassinados. Altos impostos, crise agrícola e econômica sem precedentes. Governaram entre 193 e 235Séptimo Severo Transferiu a capital para a antiga Dividiu o império em “Império Romano do Oriente”, cidade grega de Bizâncio, com capital em Constantinopla, e “Império Romano que então passou a do Ocidente”, com capital em Milão. chamar-se Constantinopla. Constantino Teodósio 313 – 337 395
  • 18. Os romanos se reuniam para adorar seus ancestrais no culto aos deuses lares. Em todas as casas haviauma capela – o lararium – e um altar com o fogo aceso. Alí faziam oferendas e orações. A religião pública dos romanos, a religião e a política se misturavam. Os sacerdotes também davam conselhos políticos e faziam parte da elite. A maioria dos deuses romanos eram estrangeiros, principalmente gregos, e após Otávio o imperador passou a ser cultuado como sendo também uma Divindade.
  • 19. No início do período imperial, viveu Jesus de Nazaré que afirmava ser “O Messias”,Filho de Deus e enviado por Ele para ensinar às pessoas o Amor Universal, semdistinção entre ricos e pobres.Pelo que pregava, Jesus logo entrou em conflito com os sacerdotes judeus, que nãoo reconheciam como messias, e com as autoridades romanas, para as quais apenaso imperador tinha caráter divino.Considerado perigoso pelos grupos dominantes, Jesus foi condenado a morrer na cruz.
  • 20. Após sua morte, seus seguidores (discípulos) se espalharam por diversas regiões doimpério e passaram a divulgar seus ensinamentos. Rapidamente surgiu o “cristianismo”.Durante certo tempo, os imperadores romanos viram na nova religião uma ameaça aseu poder e passaram a perseguir os cristãos.
  • 21. No início do século V, as legiões foram expulsas da Bretanha pelos SaxõesStonehenge Saxões Filme: Rei Arthur Por volta de 400, os visigodos devastaram a península itálica e saquearam Roma. Em 452 os hunos arrasaram Pádua e Milão
  • 22. Os hérulos saqueiam Roma Rômulo Augústulo se rende Muitos filmes foram feitos a Odoacro, rei dos hérulos por Hollywood Em 476, Rômulo Augústulo foi destronado por Odoacro, rei dos hérulos. É o fim do Império Romano do Ocidente, o fim de um tempo... O mundo nunca mais seria o mesmo
  • 23. Os romanos, pela força e persuasão, uniram centenas de povos que viviam espalhados por 3 continentes sob as leis romanas. Este mundo tinha ordem e sentido – unidade. Por este vasto território impuseram sua cultura – latim, helenismo, direito, arquitetura, cristianismo...
  • 24. Lembrando...

×