• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Joomla como fator de inclusao social digital
 

Joomla como fator de inclusao social digital

on

  • 191 views

Os slides acima não foram criados para ensinar joomla mas sim para demonstrar o que se pode fazer com uma ferramenta na vida de pessoas, podem parecer confusos a quem não tem noções sobre a área ...

Os slides acima não foram criados para ensinar joomla mas sim para demonstrar o que se pode fazer com uma ferramenta na vida de pessoas, podem parecer confusos a quem não tem noções sobre a área social ---- Os slides foram utilizados como base para troca de informações sobre as varias utilidades do cms joomla, tendo como foco a inclusão de adolescentes, adultos e melhor idade na X conferencia latinoamericana de software livre de 2013 realizada em foz do Iguaçu.

Statistics

Views

Total Views
191
Views on SlideShare
191
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
1
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Joomla como fator de inclusao social digital Joomla como fator de inclusao social digital Presentation Transcript

    • O QUE É O JOOMLA A palavra Joomla originada da palavra Swahili - Jumla, que significa todos juntos. JOOMAL É um CMS CONTENT MANAGEMENT SYSTEM, ou Seja = Sistema Gerenciador de Conteúdo. Ele é utilizado por milhares de websites corporativos e portais, comercio online, web sites de pequenos negócios, organizações sem fins lucrativos, aplicações governamentais, intranets e extranets corporativas, web sites de escolas e igrejas, homepages pessoais e familiar, portais de comunidades, revistas e jornais. Em geral, um CMS é composto por módulos que permitem a gestão de diferentes tipos de conteúdo. E licenciado através da licença GNU/GPL e roda em servidor web Apache, banco de dados MySQL e linguagem PHP.
    • A INCLUSÃO DIGITAL A inclusão digital representa um canal privilegiado para a equalização de oportunidades da nossa desigual sociedade em plena era do conhecimento. Ela é cada vês mais parceira da cidadania e da inclusão social, do apertar do voto nas urnas eletrônicas aos cartões eletrônicos do bolsa-escola. É um dos fenômenos de destaque na atual sociedade contemporânea devido ao crescente nível de conexão possibilitadas pelo advento das novas Tecnologias, que, ao redefinirem os conceitos de espaço e de tempo, anulam distâncias e autorizam processos comunicacionais e colaborativos em tempo real, colocando lado a lado territórios, pessoas e culturas.
    • A INCLUSÃO SOCIAL/ DIGITAL A inclusão social/digital envolvem muito mais áreas do que podemos nos podemos imaginar áreas como saúde, educação, habitação, saneamento básico, familiar etc. A educação para a informática precisa ser planejada desde os primeiros dias na entidade. Sem preconceitos ou imposições, sem substituir o analógico pelo digital, mas reforçando a capacidade cognitiva dos alunos e guiando a descoberta de novos horizontes. O acesso a tecnologia deve ser na forma de estimulo a sua capacidade produtiva, apresentando os mais diferentes recursos e serviços disponíveis, sendo que, para isso, é necessária uma atualização constante dos professores, pedagogos e técnicos que trabalham com a área e com o conteúdo em questão. Acredito que desta forma os programas de inclusão social/digital estarão colaborando com a ampliação da cibercultura, forma libertadora e democrática de expressão, de busca de informação e de conhecimento, que vem possibilitando o surgimento de novas formas de pensar, trabalhar, interagir, ensinar, aprender e viver, para os milhões de seres humanos que por intermédio de entidades encontram uma forma de estarem cada dia mais conectados ao ciberespaço.
    • CMS - JOOMLA COMO FATOR DE INCLUSÃO DIGITAL E SOCIAL UMA PERGUNTA A TODOS O QUE VOCES ACHAM DESTA IMAGEM?
    • AS ENTIDADES DA AREA SOCIAL Na maioria das entidades que disponibilizam cursos/oficinas a seus atendidos e que se auto-intitulam como promotores de inclusão digital tem em suas unidades salas com equipamentos doados e ou recondicionados para equipar o seu laboratórios de informática para ali realizarem os cursos/oficinas de introdução à hardware e software básicos através de aulas praticas ou por módulos de edição de textos, uso de slides, planilhas de calculo e acesso à Internet.
    • Inicialmente fui contatado pela diretoria da entidade para uma apresentação sobre meus trabalhos na área social e de TI. O mesmo foi realizado pela entidade. Em um segundo memento fui contratado para realizar uma análise e dar segmento em cursos internos da entidade, para seus adolescentes, adultos e melhor idade. Tendo agora como foco a área de desenvolvimento web. A entidade tem em seu quadro algo em torno de 260 atendidos entre 3 comunidades que a cercam. Variando entre crianças, adolescentes adultos e melhor idade. Após verificar condições, Iniciei algumas atividades com alunos que já estavam realizando os cursos/oficinas .. O que durou 1 semana - foi critico, visão deturpada de (inclusão digital). Fato este que me levou a solicitar uma reunião com os diretores da entidade.
    • Apresentação das constatações, após uma semana de observações : 1. Os alunos eram simplesmente escalados sem critérios – muitos não querem informática 2. A entidade já tinha realizado vários cursos a seu atendidos 3. Laboratório (s) semi sucateado (s) 4. Atendidos já tinham participado de cursos/oficinas ( não assimilaram conteúdo anterior) 5. Conexão e acesso a internet – ruim 6. Corpo docente desatualizado, quanto a questões de informática 7. altos índices de abandono de alunos dos cursos/oficinas anteriores 8. Instrutores sem conhecimento básico sobre causas sociais - muito técnicos 9. Falta de troca de informações sobre a vida social dos atendidos – mudar vai alem da sala de aula 10. Horários dos cursos/oficinas com pouca duração – 30 minutos em media 11. Ente muitos outros fatores que foram apresentados a diretoria da entidade em questão Após a reunião com a diretoria geral da entidade e empresários da região, que fundaram e a mantém, foi colocado a visão real sobre o tema ao qual fui contratado para atuar e executar. Esta reunião culminou na parada total da entidade e de suas atividades por 10 dias, onde todos os processos foram revistos.
    • Aspectos que foram reavaliados na área de inclusão digital da entidade Foi realizado a análise qualitativa e quantitativa dos cursos/oficinas oferecidos buscando avaliar o impacto da entidade social na vida de seus atendidos e também avaliar a forma com que a inclusão digital estava atuando em cada indivíduo. Levando em conta que o atendido teve a análise realizada dentro de seu circulo social, núcleo familiar e própria realidade particular. Definição de níveis e etapas de atuação da inclusão digital na entidade avaliar as habilidades 1. Nível digital - (habilidades mecânicas para lidar com a tecnologia) 2. Nível informacional - (habilidades cognitivas para lidar com a informação). 3. Nível de inclusão - (o da inclusão social)
    • ETAPAS 1ª etapa: Entrevista com cada indivíduo - No intuito de identificar realmente os que estão aptos a tornarem-se alunos, para o processo de inclusão digital (diferenciando curso de oficina). 2ª etapa: Logo após terem concluído o curso ou oficinas de inclusão digital a que tinham se proposto, os mesmos indivíduos antes entrevistados foram, então, submetidos a um ensaio. Busco-se avaliar as habilidades adquiridas referentes aos dois primeiros níveis o nível digital (habilidades mecânicas para lidar com a tecnologia) e o nível informacional (habilidades cognitivas para lidar com a informação). 3ª etapa: Depois de decorrido um período de três a seis meses do término do curso de inclusão digital e da aplicação do ensaio de interação, os usuários serão novamente entrevistados, bem como submetidos a novo ensaio de interação. Objetiva-se verificar se as habilidades do nível digital e informacional, adquiridas durante a inclusão digital e avaliadas na segunda etapa, se aprimoraram, permaneceram as mesmas, ou diminuíram. Busca-se, ainda, verificar se o terceiro nível de inclusão, o da inclusão social, foi atingido, através de uma comparação dos hábitos informacionais anteriores ao processo de inclusão digital com os hábitos informacionais e sociais correntes dos indivíduos estudados.
    • PENSAMENTO A disseminação da informação é de extrema importância para a formação de conhecimento e do cidadão na Sociedade da Informação, sendo que as novas tecnologias de comunicação trazem a possibilidade de democratização e universalização da informação com grande potencialidade para diminuir a exclusão social. inclusão digital que vem sendo praticada no Brasil abrange apenas a necessidade do cidadão em se inserir no mercado de trabalho. Assim, os cursos não garantem a construção de conhecimento que provoque mudança comportamental no indivíduo e em seu grupo social. O papel mais importante da inclusão social é sua utilidade social e não apenas ensinar a utilizar o computador propriamente dito.
    • Entretanto: devido ao tardio reconhecimento da importância do tema no escopo das políticas publicas, a inclusão social/digital deve ser tratada num sentido amplo onde devem se Incluir elementos como acesso ao capital físico ( computador, periféricos ), capital humano ( aulas de informática, educação basica etc) e o capital social (internet, outras formas de associativismo). Reunião com atendidos pela entidade social Turma de inclusão digital – modo antigo
    • APÓS TODOS ESTES PROCESSOS OS CURSOS/OFICINAS CONTINUARAM AGORA COM AS NOVAS MUDANÇAS Foram reorganizadas as novas turmas agora de acordo com as novas diretrizes da entidade como novos horários, media de idade, interesses entre outros fatores.. Turma de administração em CMS-JOOMLA com media de 35 a 50 nos
    • Através desta abordagem alternativa, busca-se um novo olhar sobre a inclusão digital. Ao invés de basear-se nos métodos tradicionais podemos sim buscar a inclusão social/digital através de ferramentas como neste caso o CMSJOOMLA.