Your SlideShare is downloading. ×
Texto seminário
Texto seminário
Texto seminário
Texto seminário
Texto seminário
Texto seminário
Texto seminário
Texto seminário
Texto seminário
Texto seminário
Texto seminário
Texto seminário
Texto seminário
Texto seminário
Texto seminário
Texto seminário
Texto seminário
Texto seminário
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Texto seminário

10,946

Published on

Published in: Education
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
10,946
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
197
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Volume03Março2012 Seminário Manual de Publicações Científicas Prof.ª Izabel Lamenha
  • 2. Manual de Publicações Volume 03 Março 2012 SUMÁRIO Prof.ª Ms. Izabel LamenhaAPRESENTAÇÃO ..................................................................................................................... 31 CONSIDERAÇÕES SOBRE SEMINÁRIO ................................................................................... 62 NORMAS E FORMATAÇÃO DO SEMINÁRIO........................................................................... 82.1 NORMAS TÉCNICAS DE APRESENTAÇÃO .................................................................................... 82.1.1 Elementos Pré-Textuais ................................................................................................. 82.1.2 Elementos Textuais...................................................................................................... 102.1.3 Elementos Pós-Textuais ............................................................................................... 113.2 FORMATAÇÃO ..........................................................................................................................133.2.1 Configuração de página ............................................................................................... 133.2.2 Configuração de fonte ................................................................................................. 143.3 FORMATAÇÃO DE PARÁGRAFO ................................................................................................143.3.1 Espaçamento ............................................................................................................... 153.3.2 Paginação.................................................................................................................... 163.3.3 Numeração progressiva ............................................................................................... 163.3.4 Citações ...................................................................................................................... 163.3.5 Ilustração .................................................................................................................... 174 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO ................................................................................................. 18REFERÊNCIAS ....................................................................................................................... 18
  • 3. 1 APRESENTAÇÃO Uma das formas mais tradicionais de avaliação é o Seminário.Geralmente, é adotado numa determinada fase do período letivo, paraque grupos de alunos apresentem temas pesquisados, concernentes aocontexto de uma unidade curricular. Muitas condutas estão arraigadas no Seminário e merecem serderrubados a fim de que se atinja o objetivo que lhe é proposto. Uma dascondutas errôneas, mais comum, são as decorebas textuais, merasreproduções plagiadas de ideias, de modo que os alunos reproduzemuma apresentação fiel do autor e do livro sem colocar-se nesseentendimento, o que se vê, é a pura falta de interpretação e construçãodo próprio conhecimento. A cultura do decorar (falso conhecimento) veio se perpetuandoao longo de tudo Ensino Escolar, fruto da aula condutivista e do professorcomo único transmissor de informações, pouco estimulando o aluno apensar, refletir e construir suas próprias produções. O papel do professor,enquanto avaliador incentivou a fidelidade textual, atribuindo notamáxima aqueles que assim fizessem com o seu décor. Em contrapartida, o Seminário obedece a várias formas deconstrução do conhecimento, tendo em todas elas, um objetivo comum:
  • 4. o processo da leitura e pesquisa, análise e interpretação do contexto(fenômenos, variáveis, dados quantitativos e qualitativos) a fim de seremapresentados. Deste modo, o intuito principal é discutir pormenores e minúciasque poderão contribuir para apresentação de um Seminário,aproximando-o de condutas científicas. Com o Manual de Publicações Científicas será possível construiradequadamente um Seminário de acordo com as normas depublicações e com dicas de estruturação, apresentação e postura dosapresentadores. Izabel Lamenha
  • 5. Considerações sobre o SEMINÁRIO
  • 6. Manual de Publicações Volume 03 Março 2012 Capítulo I2 CONSIDERAÇÕES SOBRE UM SEMINÁRIO O seminário é um procedimento metodológico de demonstrar asinformações e dados mais relevantes pesquisa, em grupo, sobre umrespectivo tema preestabelecido. O seminário deverá possuir as seguintes estruturas: 1. Apresentação do grupo e tema; 2. Justificativa do tema; 3. Agenda de apresentação; 3.1 técnica de mobilização (quando for o caso) 4. Desenvolvimento de apresentação; 4.1 aplicações (quando for o caso); 5. Considerações finais; 6. Arguições da plenária; 7. Avaliação.
  • 7. Normas e Formatação do SEMINÁRIO
  • 8. Manual de Publicações Volume 03 Março 2012 Capítulo II3 NORMAS E FORMATAÇÃO DO TRABALHO ESCRITO PARA O SEMINÁRIO Comumente nos SEMINÁRIOS é solicitado aos participantes umaprodução acadêmica com o objetivo de apresentar oralmente o temade exposição. Neste caso, será necessário o conhecimento de alguns preceitosde normatização e formatação textual desenvolvido de acordo com asnormas da ABNT NBR 6023, 10520 e 14724. A construção deste trabalho tem o intuito de proporcionar aosalunos a oportunidade de demonstrar habilidades e competênciasadquiridas por meio do processo de estudo e pesquisa, partindo dapremissa em estimular à produção científica e o aprofundamentotemático.3.1 NORMAS TÉCNICAS DE APRESENTAÇÃO O texto do trabalho é estruturado em três partes principais: osElementos Pré-Textuais, o Texto e os Elementos Pós-Textuais.3.1.1 OS ELEMENTOS PRÉ-TEXTUAIS A capa deve conter as seguintes informações:  nome da Instituição na primeira linha superior;  nome dos(as) Autores(as) logo abaixo do Nome da Instituição;
  • 9.  Título, no meio da página; Subtítulo, se houver, logo abaixo do Título;  Cidade da Instituição onde será apresentado, na penúltima linha; Ano de entrega, na última linha. Todas as informações devem ser transcritas EM CAIXA ALTA, negritoe centralizado, para maior destaque. A Folha de rosto, também obrigatória, contém todas asinformações essenciais para identificação da obra. Deve conter asseguintes informações:  Autores(as): na(s) primeira(s) linha(s), em CAIXA ALTA, centralizado e em negrito;  Título: no meio da página, em CAIXA ALTA, centralizado e em negrito; Subtítulo: logo abaixo do título, precedido de dois pontos e um espaço (: ), também em CAIXA ALTA, centralizado e em negrito;  Natureza (Trabalho Acadêmico) Instituição a que é submetida: a partir da metade da folha para a margem direita, com início após uma linha em branco do título/subtítulo, justificado, em negrito e com entrelinhamento simples;  Professor a partir da metade da folha para a margem direita, com início a uma linha após a natureza do trabalho, em negrito;  Cidade onde o trabalho é apresentado: na penúltima linha, em CAIXA ALTA, centralizado e em negrito; Ano da entrega: na última linha, centralizado e em negrito.
  • 10. Para a normalização do cabeçalho nos trabalho, segue-se o esquemaabaixo: CENTRO UNIVERSITÁRIO DE JOÃO PESSOA-UNIPÊ CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA GRUPO TÍTULO DO TRABALHO João Pessoa 20123.1.2 OS ELEMENTOS TEXTUAIS A. INTRODUÇÃO Parte inicial do texto, onde deve dar ao leitor uma visão geral dotema desenvolvido, delimitando o assunto tratado, apresentando osobjetivos da pesquisa e fazer referência aos principais tópicos do texto,situando o tema do trabalho.
  • 11. B. DESENVOLVIMENTO Parte principal do texto contém a exposição ordenada epormenorizada do assunto. Divide-se em capítulos, partes e/ou seções,devidamente numerados. No desenvolvimento do trabalho deve constartambém o referencial teórico, ou revisão de literatura, onde o autor fazreferência a outras pesquisas similares, situando o leitor na atual fase dedesenvolvimento do tema pesquisado. Cada capítulo principal do textodeve ser iniciado em uma nova página e deve-se evitar as linhas isoladasou títulos e capítulos sem texto. C. CONSIDERAÇÕES FINAIS Parte final do texto, onde se apresentam as conclusõescorrespondentes aos objetivos e hipóteses da pesquisa. Deve ser claro eobjetivo e fazer referência a projeções ou possíveis estudos futuros.3.1.3 ELEMENTOS PÓS-TEXTUAISReferências Trata-se de uma lista com indicação de todas as obras citadas notrabalho, que permitem a identificação dos documentos originais;devem ser apresentadas em folha distinta, com o título REFERÊNCIAScentralizado, em CAIXA ALTA e negrito. Trata-se de um título não numerado. Caso haja necessidade deacrescentar uma lista com obras consultadas ou a fim de indicação deleitura, esta deve ser apresentada em folha distinta, após as Referências,
  • 12. com a indicação OBRAS CONSULTADAS ou INDICAÇÃO DE LEITURA,centralizada, em CAIXA ALTA e negrito. As referências são alinhadas somente à margem esquerda dotexto, em espaço simples e separadas entre si por espaçamento de 1,5linha. A primeira linha de cada referência é iniciada junto à margemesquerda, bem como a segunda e linhas subseqüentes. A pontuaçãodeve ser uniforme e padronizada. As referências devem ser apresentadasem ordem alfabética de autoria. Para citar as referencias deve-se seguir o seguinte roteiro: NOME, Sobrenome. Título da Obra. Edição. Cidade: Editora, ano. pp. ______. NOME, Sobrenome. Título da Obra. Disponível em: http://www.______._____/_______. Acessado em ____/_____/_____, às ____:____h.Apêndice e Anexos O primeiro consiste em textos ou documentos elaborados peloautor. São identificados por letras maiúsculas e pelo respectivo título.Devem ser numerados, identificados e referenciados no texto. A principaldiferença entre os anexos e os apêndices é que os anexos não sãoelaborados pelo autor, enquanto os apêndices são de sua autoria. Os anexos seguem a mesma formatação dos apêndices. Quandoa quantidade de anexos ou apêndices for excessiva, pode-se formar umvolume separado; a paginação, entretanto, deve dar seqüência ànumeração do texto. Exemplos:
  • 13. APÊNDICE A – Questionário para Avaliação do perfil das empresas ANEXO A – Representação gráfica das empresas3.2 FORMATAÇÃOOs trabalhos acadêmicos precisam obedecer a seguinte formatação:3.2.1 CONFIGURAÇÃO DA PÁGINA Os textos apresentados devem está no papel de cor branca, noformato A4 (21cm x 29,7cm), digitados na cor preta, exceção apenasdas ilustrações. Margens - As folhas devem apresentar margem esquerda esuperior de 3cm; direita e inferior de 2cm.Para configurar a página no BrOffice Writer, siga as seguintes instruções:  Clique no menu “Formatar” e em seguida escolha a opção “página”;  Escolha no campo de configuração a opção “página” novamente;  Na opção Margens, configure a página de acordo com o solicitado;
  • 14. Após a configuração, clique em OK.3.2.2 Configuração da fonte No que se refere a digitação, solicita-se o uso de fonte Times NewRoman ou Arial, tamanho 12 para o texto normal e tamanho 11 paracitações de mais de três linhas, notas de rodapé, paginação e legendasdas ilustrações e tabelas. Para citações de mais de três linhas, recomenda-se uso do recuode 4cm da margem esquerda. Descrição Entrelinhamento Tipo e tamanho de fonte Texto 1,5 Times New Roman -12 Citação longa Simples Times New Roman –10/11 Notas de Rodapé Simples Times New Roman –10 Tabelas e Quadros Simples Times New Roman –10/11 Resumo Simples Times New Roman -123.3 FORMATAÇÃO DE PARÁGRAFO Todo o texto deve ser digitado com alinhamento justificado eespaçamento de 1,5 linha. As citações de mais de três linhas, o resumo,as notas, as referências, as legendas das ilustrações e tabelas, a fichacatalográfica, a natureza do trabalho, as listas e o glossário são digitadoscom entrelinhamento simples. As referências ao final do trabalho e as listas, no começo, devemser separadas entre si por espaçamento de 1,5 linha. Os títulos das partes devem ser separados do texto por doisespaços de 1,5 linha. Cada parágrafo inicia-se a 1,25 cm da margemesquerda.
  • 15. Vejamos: Título de Apresentação ExemploSeção primária (capítulos) Em letra minúscula com negrito, 1 METODOLOGIA fonte 14Seção secundária Em letra maiúscula, sem negrito, 1.1 AMOSTRA fonte 14Seção terciária Somente as iniciais em 1.1.1 Pesquisa de Campo maiúscula, fonte 14Seção quaternária e quinária Somente a inicial da primeira Tabulação dos dados palavra em letra maiúscula, fonte 14 QUADRO 2 – Recursos gráficos Fonte: NBR 6024, 2002 3.3.1 Espaçamento Todo o texto deve ser digitado com espaço 1,5. Os títulos dassubseções devem ser separados do texto que os precede ou que ossucede por dois espaços 1,5. Para configurar o espaçamento no BrOffice Writer, siga as seguintesinstruções:  Clique no menu “Formatar” e em seguida escolha a opção “parágrafo”;  Escolha no campo de configuração a opção “recuo e espaçamento”;  Na opção “Espaçamento simples”, clique na barra e selecione a opção desejada;  Após a configuração, clique em OK.3.1 Notas de rodapé - As notas devem ser digitadas dentro das margens,ficando separadas do texto por um espaço simples de entrelinhas e porfilete de 3cm, a partir da margem esquerda.
  • 16. 3.3.2 Paginação Todas as folhas do trabalho, a partir da folha de rosto, devem sercontadas seqüencialmente, mas não numeradas. A numeração é colocada, a partir da primeira folha da partetextual, em algarismos arábicos, no canto superior direito da folha, a1,25cm da borda superior, ficando o último algarismo a 1,25cm da bordadireita da folha. 3.3.3 Numeração progressiva Para evidenciar a sistematização do conteúdo do trabalho, deve-se adotar a numeração progressiva para as seções do texto. Os títulosdas seções primárias, por serem as principais divisões de um texto, deveminiciar em folha distinta. Destacam-se gradativamente os títulos dasseções, utilizando-se os recursos de negrito, itálico ou grifo e redondo,caixa alta ou versal, e outro, no sumário e de forma idêntica, no texto. 3.3.4 Citações Citação é a menção, no texto, de informações extraídas de outrafonte para esclarecer, ilustrar ou sustentar o assunto apresentado. Devem ser evitadas citações referentes a assuntos amplamentedivulgados, rotineiros ou de domínio público, bem como, aquelesprovenientes de publicações de natureza didática, que reproduzem deforma resumida os documentos originais, tais como apostilas e anotaçõesde aulas. As citações com mais de três linhas, devem ser colocadas emparágrafo específico à 4cm da margem, em espaço simples e fontetamanho 11 e, devem ser separadas por um espaço 1,5 entre osparágrafos.
  • 17. 3.3.5 Ilustrações Qualquer que seja seu tipo (desenhos, esquemas, fluxogramas,fotografias, gráficos, tabelas, mapas, organogramas, plantas, quadros,retratos e outros) sua identificação aparece na parte inferior, precedidada palavra designativa, seguida de seu número de ordem de ocorrênciano texto, em algarismos arábicos, do respectivo título e/ou legendaexplicativa de forma breve e clara, dispensando consulta ao texto, e dafonte. A ilustração deve ser inserida o mais próximo possível do trecho aque se refere, conforme o projeto gráfico.
  • 18. REFERÊNCIASASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS – ABNT. NBR6023. Informação e documentação: referências: elaboração. Rio deJaneiro, 2002.ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS – ABNT. NBR 6024Informação e documentação: numeração progressiva das seções deum documento escrito: apresentação. Rio de Janeiro, 2003.ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS – ABNT. NBR14724. Informação e documentação: trabalhos acadêmicos:apresentação. Rio de Janeiro, 2002.ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS – ABNT. NBR6027. Informação e documentação: Sumário: Apresentação. Rio deJaneiro, mai., 2003.ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS – ABNT. NBR 6028Resumos. Rio de Janeiro, nov., 2003.FERREIRA, M. Cristina. Manual para apresentação de trabalhosacadêmicos. Curitiba: Faculdade Católica de Administração eEconomia, 2002.FRANÇA, Júnia Lessa; VASCONCELLOS, Ana Cristina de. Manual paranormalização de publicações técnico-científicas. 7.ed. BeloHorizonte: Ed. UFMG, 2004.Marconi, Marina de Almeida; Lakatos, Eva Maria. Metodologia doTrabalho Científico. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2001OLIVEIRA, Bernardina Maria Juvenal Freire de. Conversas sobrenormalização de textos acadêmicos. João Pessoa: EditoraUniversitária/UFPB, 2007.

×