Your SlideShare is downloading. ×
0
5. O rapaz desta história foi acusado injustamente. Já passaste alguma vez
por uma situação idêntica? Reconta esse episódi...
2. Ordena as sequências narrativas da lenda, tendo em consideração a ordem
com que ouviste os acontecimentos.
Como tinha c...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Ficha de trabalho - Lenda do Galo de Barcelos

1,256

Published on

Esta ficha de trabalho pertence à sessão n.º2 do projeto de leitura "Contos com cores, sons e sabores".

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
1,256
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
55
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "Ficha de trabalho - Lenda do Galo de Barcelos"

  1. 1. 5. O rapaz desta história foi acusado injustamente. Já passaste alguma vez por uma situação idêntica? Reconta esse episódio e diz como te sentiste. Prof.ª Maria João Pimentel BECRE – Projeto de Leitura [ver apresentação em Prezi - ilustrações da lenda: http://prezi.com/ta08xic-elql/lenda-do-galo-de-barcelos/ ] Escola Básica de Padre José Rota Ano Letivo de 2010/2011 Língua Portuguesa – 6º Ano PROJETO DE LEITURA “CONTOS COM CORES, SONS E SABORES”: A LENDA DO GALO DE BARCELOS 1. Escuta a música sobre a lenda que acabaste de ouvir “O galo cantou para mim” e, simultaneamente, preenche os espaços em branco: Rapaz Até parece mentira Eu estar agora a ______________ : É que ainda há poucas horas Só pensava em ________________. Eu estava em frente ao juiz, E já quase a desesperar, Quando vi o galo assado, E decidi ________________! REFRÃO Dizem que a vida é injusta, Mas hoje não foi bem assim. Recuperei a _________________! O galo ______________ para mim! Rapaz “Excelentíssimo Senhor Doutor juiz e companhia: Este galo vai _________________ Antes de acabar o dia! É que eu estou mesmo _____________, Nunca roubei uma agulha! Não tenho más _________________, Não pensem que sou _______________!” REFRÃO Rapaz Por causa deste cantor Eu não fui para a _______________. Provei que não roubei nada: Nunca fui, nem sou _______________! Este galo é um sucesso, Sei que vai ficar _______________. Ele cantou alto e bom som… Foi um som ___________________! REFRÃO
  2. 2. 2. Ordena as sequências narrativas da lenda, tendo em consideração a ordem com que ouviste os acontecimentos. Como tinha chegado à cidade um rapaz novo, a população culpou-o pelo roubo das pratas. O juiz preparava-se para jantar um galo assado, todavia, decidiu que iria ajudar a população. Um dia, o homem mais rico da região foi roubado. Chamou os criados e ordenou-lhes que soltassem de imediato o rapaz inocente. O povo decidiu levar o pressuposto ladrão a um juiz para ser julgado. O juiz decidiu mandar prender o rapaz, uma vez que era impossível um galo morto voltar a cantar. Os habitantes de Barcelos viviam tranquilamente. 1 O rapaz foi solto, demonstrando que a verdade e a justiça acabam por vencer. Os habitantes começaram a desconfiar uns dos outros, uns diziam que o autor do roubo era o Zé da Adega e outros alegavam que o ladrão não era da zona. O rapaz bem dizia que estava inocente, que só estava em viagem, mas o povo levou-o a casa do juiz. Quando se preparava para iniciar a refeição, o juiz ouviu o galo a cantar, apanhando um valente susto. O rapaz alegou perante o juiz que não tinha culpa nenhuma e, para provar a sua inocência, referiu que o galo que se preparava para comer havia de cantar nessa noite. 3. Seleciona o(s) adjetivo(s) que pode(m) caracterizar psicologicamente o rapaz. Justifica a tua escolha, de acordo com a história. Tímido Maléfico Determinado Sensível Inocente __________________________________________________________ __________________________________________________________ __________________________________________________________ 4. Escolhe a opção correta, tendo em consideração a função sintática que o elemento sublinhado desempenha na frase. a) Os habitantes da terra desconfiavam uns dos outros.  Função de sujeito.  Função de complemento direto.  Função de complemento indireto. b) Chegou à cidade um rapaz galego.  Função de sujeito.  Função de complemento circunstancial de lugar.  Função de complemento direto. c) Este rapaz é o ladrão das pratas. Sr. Dr. Juiz, julgue-o.  Função de complemento indireto.  Função de sujeito.  Função de complemento direto.
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×