Your SlideShare is downloading. ×
A+bruxa+mimi+no+inverno
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Saving this for later?

Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime - even offline.

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

A+bruxa+mimi+no+inverno

683
views

Published on

literatura infantil

literatura infantil

Published in: Education

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
683
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
97
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. A bruxa Mimi olhou pela janela e estremeceu. O jardim estava coberto de neve. A fonte tinha gelado. Dos beirais da casa pendiam picos de gelo. -Estou farta do Inverno – lamentou-se a Mimi.
  • 2. O gato dela, o Rogério, entrou na cozinha pela portinha. Tinha as patas molhadas e os bigodes enregelados. O Rogério também estava farto do Inverno.
  • 3. De repente, a Mimi teve uma ideia. Interrompeu aquilo que estava a fazer, abriu o livro de feitiços, e leu-o com muita atenção.
  • 4. Depois vestiu o casaco de lã, pôs o cachecol e o gorro felpudo, calçou as botas e as luvas. Agarrou na varinha mágica e saiu para o jardim. O Rogério, que já tinha o seu casaco de peles vestido, foi atrás dela. Tinha a sensação de que ia acontecer qualquer coisa interessante e estava cheio de curiosidade.
  • 5. A Mimi fechou os olhos. Pôs-se em bicos de pés, contou até dez, agitou a varinha cinco vezes e gritou: E então aconteceu uma coisa mágica!
  • 6. Por cima da casa da Mimi, o sol desatou a brilhar alegremente. O céu tornou-se muito azul. A neve desapareceu. Já não era inverno na casa da Mimi. Era verão! A Mimi despiu o casaco de lã, tirou o cachecol e o gorro felpudo, descalçou as botas e as luvas. Pegou na cadeira de encosto e foi para o jardim apanhar banhos de sol. - Que maravilha – disse a Mimi. – O verão é tão agradável! O Rogério deitou-se ao sol e ronronou. “Que maravilha”, pensou ele. “O verão é muito mais agradável do que o inverno.”
  • 7. Por todo o jardim, os raios de sol despertaram uma série de pequenos animais. Tinham estado a hibernar e ficaram muito aborrecidos com aquelas mudanças. Começaram a aparecer por todo o lado, bocejando, muito ensonados. - Ainda é cedo para o verão – resmungaram. - Queremos voltar a dormir! As flores também tinham estado a dormir debaixo da neve. Acordaram e começaram logo a crescer. Primeiro esticaram as folhas e depois abriram as pétalas. Mas o sol era demasiado quente para elas. Em breve começaram a murchar. As belas flores da Mimi estavam a morrer. A Mimi ficou muito preocupada. Os animais e as flores não pareciam gostar do seu lindo verão. E foi então que ouviu um barulho estranho.
  • 8. A Mimi deu meia volta na cadeira e viu uma grande multidão que corria pela estrada em direção à casa dela.
  • 9. As pessoas invadiram o jardim da Mimi. Despiram os casacos, tiraram os cachecóis e os gorros, descalçaram as botas e as luvas. E deitaram-se ao sol. E pisaram as flores. E encheram a relva de cascas de laranja. E saltaram para dentro da fonte.
  • 10. Em breve deixou de haver espaço no jardim para a própria Mimi e o gato Rogério. Por isso decidiram voltar para dentro de casa e puseram-se os dois a olhar pela janela. O barulho era horrível. A confusão era horrível. O lindo verão da Mimi era horrível. E foi então que a Mimi ouviu outro barulho estranho. O som de uma campainha…
  • 11. Havia alguém a vender gelados no jardim. A Mimi ficou furiosa. Agarrou na varinha. Saltou para a varanda. Bateu com o pé no chão, fechou os olhos, contou até dez, agitou a varinha cinco vezes e gritou:
  • 12. O sol sumiu-se. O céu azul desapareceu. E a neve começou a cair outra vez. As pessoas vestiram os casacos, puseram os gorros e os cachecóis, calçaram as botas e as luvas e fugiram do jardim. Os animais voltaram para a cama. As flores adormeceram de novo sob a neve, à espera da primavera.
  • 13. A Mimi e o Rogério voltaram para a cozinha. A Mimi preparou uma caneca de chocolate quente e torrou bolinhos. O Rogério bebeu um pratinho de leite morno. A seguir, a Mimi meteu-se na cama. O Rogério enroscou-se aos seus pés, ronronando. - Que quentinho e agradável – disse a Mimi. - Oh, o inverno também é maravilhoso!
  • 14. PB – 2012/2013 Agrupamento de Escolas Gonçalo Sampaio