• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content

Loading…

Flash Player 9 (or above) is needed to view presentations.
We have detected that you do not have it on your computer. To install it, go here.

Like this document? Why not share!

Regulamento interno 2009/2010

on

  • 902 views

 

Statistics

Views

Total Views
902
Views on SlideShare
902
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
0
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Regulamento interno 2009/2010 Regulamento interno 2009/2010 Document Transcript

    • Agrupamento de Escolas Brás Garcia de Mascarenhas Bibliotecas escolares/Centros de Recursos Educativos Regulamento Interno Bibliotecas Escolares/Centros de Recursos Educativos Regulamento Interno
    • Agrupamento de Escolas Brás Garcia de Mascarenhas Bibliotecas escolares/Centros de Recursos Educativos I 1 Biblioteca Escolar/Centro de Recursos Educativos As escolas deste agrupamento são apoiadas por duas Bibliotecas escolares:  BE/CRE do Agrupamento  BE/CRE do centro Escolar de Oliveira do Hospital 1.1 Definição A BE/CRE é uma estrutura essencial da política educativa e curricular e deve ser entendida como um centro de iniciativas inseridas na vida pedagógica da escola ao serviço de todas as escolas do agrupamento e funciona em regime aberto a toda a comunidade educativa. Neste espaço são conservados, tratados e disponibilizados todos os tipos de documentos, independentemente da sua natureza ou suporte, que constituem recursos pedagógicos para actividades quotidianas de ensino, actividades curriculares não lectivas, ou para ocupação de tempos livres e de lazer. “A biblioteca escolar proporciona informação e ideias fundamentais para sermos bem sucedidos na sociedade actual, baseada na informação e no conhecimento. A biblioteca escolar desenvolve nos alunos competências para a aprendizagem ao longo da vida e estimula a imaginação, permitindo-lhes tornarem-se cidadãos responsáveis.”Manifesto da Unesco (1999) 1.2 Missão É através das bibliotecas escolares que os jovens e adolescentes podem e devem ganhar o gosto pela leitura, fazendo desta actividade uma constante dos seus passatempos. Cabe, assim, às bibliotecas escolares «desenvolver hábitos de leitura e trabalho criativo, que uma vez adquiridos, acompanham o indivíduo durante toda a vida, motivando-o para utilizar os diferentes tipos de bibliotecas» Nunes (1987). As bibliotecas escolares apresentam-se, em suma, como espaços capazes de criarem hábitos de leitura duradouros e promoverem a leitura para divertimento, formando leitores e frequentadores de bibliotecas. Aliada a esta promoção da leitura, as mesmas bibliotecas desenvolvem no aluno capacidades de manusear a informação (no fundo, estratégias de leitura), que lhe serão úteis no futuro, como a curiosidade intelectual, o espírito crítico, a inquirição e a selecção de informação. Ao desenvolverem estas competências, as bibliotecas contribuem para o desenvolvimento integral do aluno, já que não procuram que o aluno assimile conhecimentos ministrados por um professor ou contidos num manual, mas lutam para que aquele se interrogue, busque outras fontes de informação, critique, no fundo, aprenda a aprender. 1.3 Objectivos 1. Preparar as crianças/jovens para a frequência das Bibliotecas. 2. Desenvolver nos alunos competências e hábitos de trabalho baseados na consulta, tratamento e produção de informação, tais como: seleccionar, analisar, criticar e utilizar documentos; Regulamento Interno 2009/ 2013
    • Agrupamento de Escolas Brás Garcia de Mascarenhas Bibliotecas escolares/Centros de Recursos Educativos desenvolver um trabalho de pesquisa ou estudo, individualmente ou em grupo, por solicitação do professor ou de sua própria iniciativa; produzir sínteses informativas em diferentes suportes. 3. Proporcionar aos alunos um espaço aberto e facultativo onde poderão encontrar apoio. 4. Facilitar o acesso dos utilizadores à consulta e leitura de livros, jornais e revistas e outro tipo de documentação, procurando, assim, dar resposta às suas necessidades de pesquisa/informação e lazer. 5. Fomentar o gosto pela leitura como instrumento de trabalho, de ocupação de tempos livres e de prazer, contribuindo para o desenvolvimento cultural dos utilizadores; 6. Promover condições que permitam a reflexão, o debate, a crítica e o convívio entre autores e leitores; 7. Modernizar/actualizar a biblioteca para que se constitua como um Centro de Recursos de informação de diversa índole capaz de estimular o trabalho pedagógico; 8. Contribuir activamente para a diversificação de estratégias e métodos educativos de forma a promover o desenvolvimento e a aprendizagem das crianças e dos jovens; 9. Desenvolver o respeito pelo uso da propriedade comum incutindo um espírito de cooperação e de partilha; 10. Facilitar o acesso ao livro através da realização de feiras/mostras do livro; 11. Facilitar o acesso a outras fontes de informação; 12. Divulgar o fundo documental existente na Biblioteca; 13. Promover actividades de animação/formação em articulação com todos os elementos da comunidade educativa e em condições específicas com outros elementos da comunidade. 1.4 Localização A Biblioteca Escolar/Centro de Recursos Educativos do Agrupamento de Escolas Brás Garcia de Mascarenhas é constituída por um espaço amplo no Pavilhão D, 1º andar, da Escola sede. A Biblioteca do Centro Escolar de Oliveira do Hospital é constituída por dois espaços ligados por uma galeria, no 1º andar do edifício. 1.5 Áreas funcionais Encontram-se estruturadas em cinco zonas funcionais com características diferentes: 1- Zona de Trabalho Técnico/Acolhimento. 2 - Zona de estudo/investigação:  Área de apoio ao desenvolvimento de estudo e de outros trabalhos;  Área de trabalho de grupo;  Área de estudo individual;  Área para consulta de documentação Regulamento Interno 2009/ 2013
    • Agrupamento de Escolas Brás Garcia de Mascarenhas Bibliotecas escolares/Centros de Recursos Educativos 3 – Zona de Leitura Informal:  Área de leitura de publicações periódicas.  Área do “conto do conto” 4 – Zona “Cantinho dos Jogos Didácticos”.  Área de realização de diferentes actividades lúdico-pedagógicas. 5 – Zona Audiovisual/Multimédia:  Área de visualização de vídeos/TV.  Área de utilização de computador  Área de utilização de computador/Internet.  Área de produção/utilização do Scanner. II 2 Recursos Humanos 2.1 Da BE/CRE do Agrupamento  Os serviços da BE/CRE são assegurados por duas professoras bibliotecárias, por uma equipa de professores, designada pelo Director, que as coadjuva e por uma assistente operacional.  As professoras bibliotecárias são designadas por um período de quatro anos, de acordo com a portaria Nº 567/2009  A coordenadora da equipa da biblioteca escolar é designada pelo director de entre os professores bibliotecários. 2.2 Da BE do Centro Escolar  Os serviços da BE/CRE são assegurados pelas professoras bibliotecárias da escola sede em articulação com a coordenadora do Centro Escolar e por uma assistente operacional. 2.3 Competências 2.3.1 Das Professoras Bibliotecárias  Elaborar e actualizar o Regimento Interno de funcionamento da BE/CRE;  Elaborar o plano de actividades da BE/CRE, coordenando as actividades desenvolvidas pela equipa de apoio à Biblioteca, em termos de conteúdos, calendarização e métodos de trabalho; Regulamento Interno 2009/ 2013
    • Agrupamento de Escolas Brás Garcia de Mascarenhas Bibliotecas escolares/Centros de Recursos Educativos  Articular as actividades da BE/CRE com as linhas orientadoras definidas no Projecto Educativo;  Promover a comunicação e formas de trabalho cooperativo entre a BE/CRE e toda a comunidade escolar, bem como com as Bibliotecas de outras escolas com quem se estabelecerem protocolos;  Apresentar ao Conselho Pedagógico o plano anual de actividades da BE/CRE  Apresentar ao órgão de Direcção um relatório crítico, anual, do trabalho desenvolvido;  Participar no Grupo de trabalho Concelhio.  Fazer a auto-avaliação das BE/CRE’s 2.3.2 Dos Professores da Equipa:  Colaborar na elaboração do plano de actividades da BE/CRE;  Desenvolver e avaliar as actividades previstas no plano definido;  Apoiar os alunos nas pesquisas que estes pretendam realizar;  Zelar pelo cumprimento do regimento da BE/CRE. 2.3.3 Das assistentes operacionais:  Fazer o atendimento.  Controlar o empréstimo do material requisitado e proceder à sua correcta arrumação.  Comunicar ao coordenador o desaparecimento ou danificação de qualquer documento/equipamento, indicando, se possível, o responsável.  Manter a ordem e a disciplina.  Orientar os alunos nas pesquisas, dentro das suas possibilidades.  Tratar tecnicamente os documentos. 3 Funcionamento As Bibliotecas são regidas por um regimento próprio, que se encontra disponível para consulta, a cumprir por todos os utilizadores. O desdobrável “Guia do Utilizador”, que informa os utilizadores acerca do funcionamento da Biblioteca, é dado a conhecer a todos os alunos e encarregados de Educação no início de cada ano lectivo. O horário de funcionamento encontra-se afixado na porta de entrada das Bibliotecas. Anualmente é elaborado um Plano Anual de Actividades estruturado com base nas diferentes áreas do Plano de Acção, as quais se centram, fundamentalmente, nas seguintes áreas de intervenção:  Organização e gestão do fundo documental;  Actividades para desenvolvimento de leitura e literacia; Regulamento Interno 2009/ 2013
    • Agrupamento de Escolas Brás Garcia de Mascarenhas Bibliotecas escolares/Centros de Recursos Educativos  Apoio ao currículo;  Apoio a actividades extracurriculares;  Animação / Dinamização da BE/CRE.  As actividades das Bibliotecas articulam-se com o Plano Anual de Actividades e com o Projecto Educativo da Escola. 4 Recursos Documentais O fundo documental é constituído por material livro e não livro abrangendo as diferentes áreas do saber. A política documental da BE/CRE encontra-se definida no documento “Politica de Desenvolvimento da Colecção” 5 Parcerias As BE/CRE’s para além do serviço que prestam na escola sede apoiam todos os jardins-de-infância e todas as escolas do 1º ciclo do Agrupamento e participam em actividades inter-bibliotecas de acordo com as actividades planificadas nas reuniões do Grupo de Trabalho Concelhio. Regulamento Interno 2009/ 2013