Apresentação Marta Lígia Pomin Valentim
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Apresentação Marta Lígia Pomin Valentim

on

  • 2,785 views

 

Statistics

Views

Total Views
2,785
Views on SlideShare
2,785
Embed Views
0

Actions

Likes
1
Downloads
27
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Apresentação Marta Lígia Pomin Valentim Apresentação Marta Lígia Pomin Valentim Presentation Transcript

  • HISTÓRICO, ESTRUTURA ATUAL, PROGRAMAS E PERSPECTIVAS DA REDE DE BIBLIOTECAS DA UNESP São Carlos 2010
  • REDE DE BIBLIOTECAS Histórico
    • 1976 – Aprovação da Biblioteca Central;
    • 1977 – Criação do Curso de Biblioteconomia no Câmpus de Marília;
    • Final da Década 70 – Formação do Catálogo Coletivo de livros em formato ficha (centralizar as informações dos catálogos das bibliotecas);
    • 1985 – Comissão para Sistematização e Desenvolvimento dos Trabalhos das Bibliotecas da Unesp:
      • Item 1.6 – Integrar a Rede de Bibliotecas da Unesp ao Centro de Computação e Informática.
    c2010
  • REDE DE BIBLIOTECAS Histórico
    • 1987 – Discussão na Rede sobre empréstimo entre bibliotecas;
    • 1989 – Biblioteca Central passa a se denominar Coordenadoria Geral de Bibliotecas (CGB);
    • 1990 – Criada a “Comissão Projeto Biblioteca”:
      • Item 7. Automação - Projeto – Informatização do Sistema de Bibliotecas da Unesp.
    • 1991 – A CGB é transferida para São Paulo, mas mantém o Escritório de Marília;
    c2010
  • REDE DE BIBLIOTECAS Histórico
    • 1991/1992 – Assinatura de contrato com a Rede Bibliodata, por meio de um estudo estatístico elaborado a partir de uma metodologia criada pela Profa. Vânia Goodein da University Libraries of Michigan . O estudo indicou que aproximadamente 49% do acervo da Rede de Bibliotecas da Unesp estaria catalogado no Bibliodata. Destaca-se que o Bibliodata era utilizado em uma versão DOS. Naquela ocasião cada Biblioteca da Rede possuía duas distintas siglas: UN (unidades que usavam CDD) e UL (unidades que usavam CDU).
    c2010
  • REDE DE BIBLIOTECAS Histórico
    • 1992 – Formação do Banco de Dados Bibliográficos utilizando o processo de Conversão Retrospectiva (RECON);
      • Informatizou-se o catálogo das 23 bibliotecas que na época faziam parte da Rede;
      • Utilizou-se registros padronizados de acordo com normas internacionais (Formato MARC21), com a finalidade de intercambiar registros e participar de sistemas nacionais e internacionais de cooperação bibliográfica.
    c2010
  • REDE DE BIBLIOTECAS Histórico
    • 1992 – Passamos a fazer parte da Rede Nacional de Pesquisa (RNP), através do nó da FAPESP;
    • 1992/1993 – Processo da escolha de softwares (VTLS, Aleph, Ortodocs, Pergamum);
    • 1993/1994 – Início do processo de automação com a Rede Bibliodata;
    • 1994 – Unesp interliga sua Rede de Bibliotecas através da Rede Computacional da Reitoria;
    • 1994 – Aquisição do software Ortodocs (início e fim);
      • Após a importação dos dados o software não suportou o volume, ocasionando perda de dados e falta de consistência entre os módulos.
    c2010
  • REDE DE BIBLIOTECAS Histórico
    • 1994 – Edital FAPESP/Infra que possibilitou às Bibliotecas do Estado de São Paulo a aquisição de recursos informáticos;
    • 1995 – Implantação do MicroIsis para gerenciamento de empréstimo e outras atividades;
    • 1996 – Catalogação original das teses e dissertações em formulários, posteriormente gravados em disquete e remetidos para o Bibliodata/Calco para inserção dos registros na Base;
    c2010
  • REDE DE BIBLIOTECAS Histórico
    • 1997 – Aquisição do software Aleph, através de projeto FAPESP;
    • 1998 – Implantação do módulos de catalogação;
      • Conversão de uma parte do acervo restrospectivo, resultado da cooperação com o Bibliodata/Calco, bem como as catalogações originais das teses e dissertações;
      • Capacitação da equipe da CGB para uso do sistema;
      • Conversão de outra parte do acervo utilizando a Kansas Library , a Library of Congress (LC) e a Online Computer Library Center (OCLC).
    c2010
  • REDE DE BIBLIOTECAS Histórico
    • 1998 – Criação do Laboratório de Tecnologias Informacionais (LTI) na CGB/Marília, visando aproveitar estagiários do Curso de Biblioteconomia para elaborar a conversão retrospectiva dos acervos das Bibliotecas da Rede;
    • 1999 – Inauguração da interface Web do OPAC Athena;
    • 2000 – Implementação do módulo de Circulação do Aleph;
    • 2000 – Elaborada Portaria Unesp n. 538/2000, regulamentando a criação de bases de dados eletrônicas e teses;
    c2010
  • REDE DE BIBLIOTECAS Histórico
    • 2001 – Criação dos padrões de registros bibliográficos da Rede de Bibliotecas. Esta ação foi necessária, uma vez que observou-se a aplicação de diferentes normas de catalogação pelas Bibliotecas da Rede, bem como havia muitas dúvidas quanto ao uso do AACR2 e Formato MARC;
    • 2002 – Publicação dos padrões de registros bibliográficos da Rede de Bibliotecas, que fazem parte de uma série denominada “Publicações Técnicas”:
      • V.1: Publicações Monográficas e Periódicas;
      • V.2: Materiais Especiais.
    • 2002 – Unificação dos acervos das Bibliotecas da área de Humanas, com o objetivo de centralizar no Athena as informações bibliográficas dispersas em outras sistemas, colocando todas as Bibliotecas da Rede no mesmo patamar;
    c2010
  • REDE DE BIBLIOTECAS Histórico
    • 2002 – Elaborada a Resolução n.62/2002 dispondo sobre a entrega dos originais das teses e dissertações em formato eletrônico;
    • 2008 – 1ª mudança de versão e de servidores;
    • 2009 – Biometria e Empréstimo Unificado;
    • 2010 – Aleph versão 18 / EEB / Coleções Digitais.
    c2010
  • REDE DE BIBLIOTECAS Estrutura das Bases versão 11.5 – 1998/2008 UEP60 Catálogo Coletivo Holdings GID01 FCAB01 FOA01 FOA50 FCA50 GID50 GID60 FCA60 FOA60 ... x 24 ... x 24 ... x 24 UEP10 UEP11 UEP01 Catálogo Coletivo Bibliográfico Bibliodata LC OCLC Kansas Library c2010
  • REDE DE BIBLIOTECAS Estrutura das Bases versão 16 – 2009/2010 x 34 BIB UEP01 SUB-BIB BIA ADM UEP50 SUB-BIB BBO SUB-BIB BRC SUB-BIB BRP Unificação – compreendeu a junção do catálogo coletivo UEP01 (registros bibliográficos) e das 32 bases locais (registros de catalogação rápida + dados administrativos) em uma única base de dados na versão 11.5; Migração – compreendeu a transferência da base de dados para a versão 16; c2010
    • BDTD/IBICT – em 2006 iniciou-se um trabalho de cooperação com a Biblioteca Digital Brasileira de Teses e Dissertações (BDTD), iniciativa do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT), foi feito um trabalho de adequação do padrão de registro bibliográfico Unesp para o padrão MTD-BR.
    • Após a finalização da adequação, antes do envio dos dados, o IBICT lança uma atualização do padrão (MTD2-BR), esse fato exigia que todo o trabalho fosse refeito. Por esse motivo, a Unesp não participa da BDTD.
    • NDLTD - em 2009, decidiu-se por enviar os registros diretamente a Integração à Networked Digital Library of Theses and Dissertations (NDLTD), visando maior visibilidade institucional e integração a outros repositórios internacionais, via Protocolo OAI.
    REDE DE BIBLIOTECAS Redes Externas c2010
  • REDE DE BIBLIOTECAS Coordenação CGB
    • Janeiro de 2009 até a presente data - Marta Lígia Pomim Valentim
    • Março de 2005 a Janeiro de 2009 - Margaret Alves Antunes
    • Abril de 1999 a Fevereiro de 2005 - Mariângela Spotti Lopes Fujita
    • Maio de 1991 a Fevereiro de 1999 - Glaura M. O. Barbosa de Almeida
    • Setembro de 1985 a Abril de 1991 - Tereza da Silva Freitas Oliveira
    • Dezembro de 1984 a Agosto de 1985 - Maria Eli Arnoldi
    • Junho de 1977 a Novembro de 1984 - Leila Magalhães Z. Mercadante
    c2010
  • REDE DE BIBLIOTECAS Coordenação CGB Missão Propiciar uma efetiva interação entre as bibliotecas que compõem a Rede de Bibliotecas da Unesp, o meio acadêmico e instituições congêneres nacionais e internacionais, através de ações conjuntas, facilitando a comunicação entre os vários segmentos da Universidade, visando à democratização da informação em benefício da sociedade. Objetivo Gerenciar o funcionamento sistêmico da Rede de Bibliotecas da Unesp, aprimorar e promover a política informacional da Universidade. c2010
    • Atribuições
    • Coordenar o desenvolvimento das atividades da Rede de Bibliotecas da Universidade, criando condições para seu funcionamento sistêmico, mediante assessoramento do Fórum Deliberativo dos Diretores das Divisões/Serviços Técnicos/Bibliotecas e Coordenação;
    • Propor diretrizes, políticas, programas e projetos de informação, visando à melhoria das atividades acadêmicas, científicas, culturais, artísticas e administrativas no âmbito da Unesp;
    • Estabelecer normas e procedimentos técnicos para a Rede de Bibliotecas;
    • Propiciar condições adequadas, por meio de infra-estrutura tecnológica, visando ao gerenciamento da informação de qualidade;
    • Propiciar condições adequadas, por meio da educação continuada, visando à eficiência dos serviços e produtos informacionais disponibilizados no âmbito da Unesp;
    • Apoiar as políticas, programas e projetos desenvolvidos na Universidade, proporcionando colaboração técnica por meio da Rede de Bibliotecas.
    REDE DE BIBLIOTECAS Coordenação CGB c2010
  • REDE BIBLIOTECAS Distribuição Geográfica c2010 Câmpus Experimentais São Paulo São José dos Campos Guaratinguetá Botucatu Assis Bauru Marília Araçatuba São José do Rio Preto Ilha Solteira Rio Claro Araraquara Jaboticabal Franca Presidente Prudente São Vicente Registro Sorocaba Itapeva Ourinhos Dracena Tupã Rosana Unidades Universitárias 34 Bibliotecas em 23 cidades
    • Itens: 1.465.049
    • Títulos: 498.165
    • Registros bibliográficos: 514.599
    • Quantidade de teses e dissertações:
      • 9.586 teses e dissertações
      • 61 teses de livre-docência
    • Quantidade de TCCs: 146
    • Quantidade de Reservas:
      • Reservas:
      • 2008 - 47.343
      • 2009 - 48.653
      • 2010 - 11.628
    • Quantidade de Renovações:
      • 2008 - 1.141.220
      • 2009 - 1.511.546
      • 2010 - 351.012
    Rede de Bibliotecas Números c2010
  • Rede de Bibliotecas Números
    • Pesquisas no Athena:
      • 2008 - 2.386.221
      • 2009 - 2.806.878
      • 2010 - 815.832
    • Pesquisas no C@thedra feitas pelo Athena:
      • 2008 - 98.955
      • 2009 - 187.949
      • 2010 - 42.756
    • Downloads de PDFs/C@thedra (teses, dissertações e TCCs):
      • 2008 - 67.646
      • 2009 - 128.811
      • 2010 - 43.555
    c2010
  • REDE BIBLIOTECAS Área Física
  • REDE BIBLIOTECAS Acervos de Livros Total: 910.677 Fonte: 2009
  • REDE BIBLIOTECAS Acervos de Periódicos Total Títulos: 28.629 Total Fascículos: 1.412.652 Fonte: 2009
  • REDE BIBLIOTECAS Empréstimos Total: 1.475.348 Fonte: 2009
  • REDE BIBLIOTECAS Consultas Total: 891.150 Fonte: 2009
  • REDE BIBLIOTECAS Quantidade de Alunos Total: 41.134 Fonte: 2009
  • REDE BIBLIOTECAS Quantidade de Funcionários Total Bibliotecários: 103 Total Assistentes: 191 Fonte: 2010
    • Adquirido em 1997, através de projeto FAPESP;
    • Implantação da versão 18 do sistema Aleph;
    • Treinamentos e capacitações da Rede de Bibliotecas nos recursos da versão 18 do sistema (Catalogação, Circulação, Aquisição);
    • Configuração do protocolo Open Archives Initiatives (OAI) no Aleph, visando a participação da Unesp na Network Digital Library Theses and Dissertations (NDLTD);
    • Renovação do certificado digital da Web do Athena;
    • Suporte técnico ao sistema Aleph:
      • Elaboração e customização de relatórios estatísticos de uso e usuários (Athena Reports);
      • Realização de testes do Google Book Search no Aleph 18;
      • Transferência de arquivos dos periódicos de Rio Claro para o servidor da CGB em Barueri.
    REDE BIBLIOTECAS Ações Sistema Aleph
    • Assinaturas: 3.653
    • Títulos: 2.003
    • Títulos em bases de dados e no Portal Capes: 1.213
    REDE BIBLIOTECAS Ações Aquisição de Periódicos, Bases de Dados e E-Books
    • Títulos impressos: 687
    • Títulos somente eletrônicos: 464
    • Assinaturas pagas/2009 (Pregão): 1.151
    • Assinaturas pagas/total: 1.563
    • Exclusividades: 105 títulos
    • Títulos do Consórcio CRUESP: Elsevier e Dot.Lib
    REDE BIBLIOTECAS Ações Aquisição de Periódicos, Bases de Dados e E-Books
    • Periódicos Nacionais
      • Assinaturas: 154
      • Títulos: 92
      • Assinaturas pagas em 2009: 79 (títulos) – 110 assinaturas
    REDE BIBLIOTECAS Ações Aquisição de Periódicos, Bases de Dados e E-Books
  • UNIDADE VALOR FINAL R$ Araçatuba 57.300,00 Araraquara-FCF 40.650,00 Araraquara-FCL 66.450,00 Araraquara-FO 27.300,00 Araraquara-IQ 19.650,00 Assis 54.300,00 Bauru-FAAC 40.500,00 Bauru-FC 79.033,85 Bauru-FE 55.950,00 Botucatu-IB 57.750,00 Botucatu-FM 58.650,00 Botucatu-FMVZ 38.850,00 Botucatu-FCA 41.550,00 Dracena 15.000,00 Franca 40.950,00 Guaratinguetá 82.902,64 Ilha Solteira 103.490,13 Itapeva 15.000,00 Jaboticabal 75.150,00 Marília 74.474,20 Ourinhos 15.000,00 Presidente Prudente 115.649,18 Registro 15.000,00 Rio Claro-IB * 56.100,00 Rio Claro-IGCE 55.950,00 Rosana 15.000,00 São José dos Campos 30.300,00 São José do Rio Preto 76.650,00 São Paulo-IA 19.200,00 São Vicente 15.000,00 Sorocaba/Iperó 26.250,00 Total R$ 1.500.000,00
  • x 32 BIB UEP01 SUB-BIB BIA ADM UEP50 SUB-BIB BBO SUB-BIB BRC SUB-BIB BRP REDE BIBLIOTECAS Ações Sistema Aleph
    • Instalação inicial do sistema de biometria e implementação do projeto piloto em Botucatu (Rubião Jr. e Lajeado);
    • Recebimento, distribuição, conferência e testes com os scanners e teclados para a aplicação da biometria;
    • Disponibilização dos drivers e instaladores do sistema de biometria na Intranet;
    • Testes relativos à segurança do sistema de biometria;
    REDE BIBLIOTECAS Ações Implementação da Biometria c2010
    • Implementação e testes com a aplicação da biometria e o sistema Aleph;
    • Suporte técnico da empresa Computer ID para a customização do sistema de biometria integrado ao sistema Aleph;
    • Padronização dos cadastros/registros de usuário para a implementação do sistema de biometria;
    • Capacitação no sistema biométrico:
      • Bibliotecários STRAUDs – 21/07/09 (IA);
      • Técnicos – 29/07/09 (Águas de Lindóia).
    REDE BIBLIOTECAS Ações Implementação da Biometria c2010
  • T/D disponibilizadas por unidade até fev./ 2010 REDE BIBLIOTECAS [email_address] c2010
  • REDE BIBLIOTECAS Ações Biblioteca Digital de Teses e Dissertações
    • Recebimento de arquivos em formato PDF;
    • Conferência das autorizações dos autores (parcial ou total);
    • Distribuição dos arquivos eletrônicos nas pastas dos respectivos programas de pós-graduação;
    • Inserção de marcadores de texto em cada tese/dissertação;
    • Customização dos arquivos eletrônicos para melhor apresentação no ambiente web ;
    • Envio para o servidor, visando à armazenagem dos arquivos;
    • Envio para outro servidor, visando o backup e, portanto, a segurança dos dados;
    c2010
    • Preparo dos links para inserção do campo 856 no Catálogo Bibliográfico Athena;
    • Gestão e controle das autorizações parciais das teses e dissertações, visando à publicação quando do agendamento mencionado pelo autor;
    • Organização das pastas de arquivamento das autorizações dos autores;
    • Exclusão de arquivos não-conformes da Biblioteca Digital C@thedra;
    • Alfabetação por ordem de autor dos CDs das teses/dissertações referentes a várias Unidades;
    • Verificação de erros dos arquivos e suas respectivas correções;
    • Atendimento por e-mail e telefone de solicitações dos autores e usuários.
    REDE BIBLIOTECAS Ações Biblioteca Digital de Teses e Dissertações c2010
  • REDE BIBLIOTECAS Ações Biblioteca Digital de Teses e Dissertações
    • Retrospectiva de T/D (Microfichas):
    • Levantamento de 513 microfichas de teses e dissertações;
    • Análise, por meio da leitora de microficha, das teses e dissertações defendidas na Unesp;
    • Levantamento no Catálogo Athena, das teses e dissertações, para identificar o grau (mestrado ou doutorado), ano de defesa e Faculdade, de 148 microfichas de teses e dissertações defendidas na Unesp;
    • Alfabetação das teses e dissertações Unesp, por ordem de autor;
    • Envio de 313 arquivos em formato PDF para o servidor, em São Paulo;
    • Digitalização de 501 teses e dissertações retrospectivas defendidas na Unesp.
    c2010
  • REDE BIBLIOTECAS Ações Biblioteca Digital de Trabalhos de Conclusão de Curso (TCC)
    • Planejamento de fluxos e responsabilidades da Biblioteca Digital C@pelo;
    • Elaboração de manual de serviço da Biblioteca Digital C@pelo;
    • Elaboração da Instrução de Serviço CGB nº01/2009;
    • Preparação da arquitetura de dados da C@pelo no sistema Aleph.
    c2010
  • REDE BIBLIOTECAS Ações Implementação do Delphos (DigiTool)
    • Novas coleções digitais estão sendo implementadas e, para isso, várias ações são desenvolvidas:
      • Levantamento de informações nas Unidades;
      • Elaboração de arquitetura de dados/metados para receber as informações;
      • Pesquisa de interfaces para novas mídias:
    c2010
    • Coleções de obras raras/especiais:
    • Coleção Biblioteca de Araraquara/FCL
      • Total: 585 obras raras ou especiais
    • Coleção Biblioteca de Assis
      • Total: 2.500 obras raras ou especiais
    • Coleção Biblioteca de Bauru
      • Total: 58 obras raras ou especiais
    • Coleção Biblioteca de Franca
      • Total: 971 obras raras ou especiais
    • Coleção Biblioteca de Marília
      • Total: 856 obras raras ou especiais
    • Coleção Biblioteca de Presidente Prudente
      • Total: 251 obras raras ou especiais
    • Coleção Biblioteca de Rio Claro
      • Total: 40 obras raras ou especiais
    REDE BIBLIOTECAS Ações Implementação do Delphos (DigiTool) c2010
    • Coleção de Partituras Maestro Fúrio Franceschini
    • Adquirida pelo Instituto de Artes (IA), em dezembro de 1976. Esta coleção é composta por trabalhos exclusivos do próprio Maestro, incluindo composições instrumentais e vocais, arranjos e análises musicais que somam um conjunto de aproximadamente 3.200 partituras, cujo valor é inestimável.
    • Estudo para a digitalização das partituras. Uso de software específico para esse fim, que permite reproduzir partituras impressas em papel, com um alto nível de qualidade, usufruindo dos recursos de edição gráfica, transformando a música extraída da partitura em formato MIDI, o que permite a audição do que está impresso na partitura, propiciando condições de se ouvir imediatamente aquilo que está escrito.
    REDE BIBLIOTECAS Ações Implementação do Delphos (DigiTool) c2010
  • REDE BIBLIOTECAS Ações Implementação do Delphos (DigiTool)
    • Coleção História da Arte - Barroco Memória Viva
    • Coleção História da Arte – Capadócia
    • São imagens (fotografias) elaboradas pelo Prof. Percival Tirapelli, do Instituto de Artes (IA);
    • Essas imagens serão disponibilizadas, através de coleções distintas;
    • Estudo de formato que proporcione custo/benefício em relação a qualidade da imagem;
    • Tratamento das imagens;
    • Catalogação das imagens.
    c2010
  • REDE BIBLIOTECAS Ações Implementação do Delphos (DigiTool)
    • Coleção Eslamobrânquios
    • Em negociação, a Coleção de Eslamobânquios (tubarões e raias), composta por aproximadamente 150 itens, do Prof. Otto Bismarck Fazzano Gadig - São Vicente;
    • Catalogar as espécies;
    • Fotografar as espécies;
    • Elaborar arquitetura de dados/metadados para disponibilização da coleção.
    c2010
  • REDE BIBLIOTECAS Ações Implementação do Delphos (DigiTool) Outras Coleções c2010
  • Delphos Coleções Digitais Coleções Unidades Temáticas [email_address] [email_address] [email_address] [email_address] Pictur@ [email_address]
    • IA
    • - Coleção Fúrio
    • Francheschini
    • Coleção Capadócia
    • Coleção de Obras
    • Raras e Especiais
    • Teses/Dissertações
    • TCCs
    • Assis
    • Coleção de Obras
    • Raras e Especiais
    • Teses/Dissertações
    • TCCs
    • Artes
    • - Coleção Fúrio
    • Francheschini
    • Coleção Capadócia
    • Coleção de Obras
    • Raras e Especiais
    • Acadêmico/Científica
    • - Teses/Dissertações
    • TCCs
    • Monografias
    REDE BIBLIOTECAS UnespLegis Etc. Etc. Etc. c2010
    • A metodologia Scientific Electronic Library Online (SciELO) permite a publicação eletrônica de edições completas de revistas científicas, a organização de bases de dados bibliográficas e de textos completos, recuperação eficiente por seu conteúdo, além da produção de indicadores estatísticos de uso e de impacto da literatura científica.
    • Amplia o acesso equitativo aos periódicos científicos que fazem parte da Rede SciELO.
    • Adaptação do software Open Journal Systems (OJS), d esenvolvido pela Universidade British Columbia, Canadá.
    • Utiliza protocolo Open Archives Initiative Protocol for Metadata Harvesting (OAI/PMH).
    • Exporta dados compatíveis com a DTD do PUBMED Central.
    REDE BIBLIOTECAS Ações Implantação da Metodologia SciELO
  • REDE BIBLIOTECAS Ações Suporte Plataforma SEER
    • Suporte às revistas científicas da Unesp para utilização do Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas (SEER);
    • Software livre desenvolvido pela Universidade British Columbia do Canadá - Open Journal Systems (OJS);
    • O SEER foi baseado no OJS que tem como objetivo dar assistência na edição dos periódicos científicos em cada uma das etapas do processo, desde a submissão e avaliação dos consultores até a publicação online e sua indexação;
    • Os editores podem organizar os sistemas de gerenciamento do periódico e do site de acordo com as próprias políticas de publicação.
  • REDE BIBLIOTECAS Ações Implementação do DOI
    • A Unesp afiliou-se a CrossRef, agência vinculada a Publishers International Linking Association Inc. (PILA), responsável pelo registro internacional do Digital Object Identifier (DOI) para publicações acadêmicas e profissionais;
    • Os DOIs além de serem persistentes, são também acionáveis, o que significa que fazem automaticamente o direcionamento para o objeto (artigo ou seus metadados);
    • Todos os documentos produzidos no âmbito da Unesp podem ter o número DOI: periódico no todo, fascículo de periódico, artigos, livros, capítulos de livros, relatórios, normas, anais de eventos, teses e dissertações, documentos pertencentes a um repositório e, até mesmo, itens específicos de um artigo, como uma figura ou uma tabela.
    • Cobre a base Scopus;
    • Uma solução customizada via web que permite a avaliação da produção científica da instituição e apóia as decisões estratégicas voltadas à pesquisa, à pós-graduação e desenvolvimento institucional;
    • Produz mapa individual da instituição;
    • Alta precisão na afiliação dos autores;
    • Produz mapas comparativos com outras instituições.
    REDE BIBLIOTECAS Ações Implementação do SciVal
    • Cobre a base Web of Science;
    • Uma solução customizada via web que permite a avaliação da produção científica da instituição e apóia as decisões estratégicas voltadas à pesquisa, à pós-graduação e desenvolvimento institucional;
    • Produz mapa individual da instituição;
    • Alta precisão na afiliação dos autores;
    • Produz mapas comparativos com outras instituições.
    REDE BIBLIOTECAS Ações Implementação do InCites
    • Uma solução customizada via web que permite a prospecção e monitoramento de tendências de pesquisa e inovação, cujo intuito é apoiar a agência de inovação da Unesp para atendimento aos pesquisadores da instituição que necessitam direcionar a pesquisa científica e tecnológica.
    • Ferramenta desenvolvida em parceria Elsevier/MIT.
    REDE BIBLIOTECAS Ações Implementação do Illumin8
    • Análise de afiliação institucional;
    • Proposta encaminhada à PROPe e PROPG;
    • Elaboração de materiais elucidativos sobre:
      • Fator de Impacto: índice elaborado pela Thomson Reuters que dá indicação do impacto que um artigo publicado em determinado periódico irá exercer na comunidade científica da área do conhecimento abrangida pelo periódico.
      • Índice h: Mede o impacto de trabalhos individuais, tem sido utilizado não só para determinar a produtividade de um pesquisador, mas, por extensão, também para avaliar produtividade de instituições, países etc.
      • Qualis/Capes: avaliação da produção científica dos pesquisadores envolvidos em programas de pós-graduação. Este indicador estimula a publicação em periódicos enquadrados nas categorias mais valorizadas pela área de conhecimento e, também, indica para os programas os periódicos de maior relevância para a área.
    REDE BIBLIOTECAS Ações Elaboração de Produtos Bibliométricos/Webométricos
    • O objetivo do empréstimo é possibilitar ao usuário Unesp o acesso aos acervos das Bibliotecas da Rede, independentemente de sua vinculação de origem;
    • O cadastro de usuário passa a ser de uso coletivo, ou seja, qualquer alteração ou inserção de informação é visualizada por todas as Bibliotecas da Rede;
    • Quando o usuário está com material em atraso o sistema não permite que o mesmo realize empréstimos em nenhuma outra Biblioteca da Rede;
    • Essa modalidade de empréstimo foi possível a partir da integração do sistema Aleph e do sistema biométrico, uma vez que possibilita segurança para a Rede de Bibliotecas.
    REDE BIBLIOTECAS Ações Implementação do Empréstimo Unificado
    • Pedidos, via EEB, direcionados a uma determinada biblioteca por outras bibliotecas para fornecimento de material;
    • O Aleph gerencia os registros de EEB em uma base de dados separada, denominada base EEB e identificada por UEP40;
    • Será possível integrar o módulo de EEB do sistema Aleph da Unesp com o módulo de EEB do sistema Aleph da USP, dinamizando o fluxo deste tipo de empréstimo;
    • Protocolo de comunicação estabelecido pela International Organization for Standardization (ISO) chamado Interlibrary Loan (ILL).
    REDE BIBLIOTECAS Ações Implementação do Empréstimo Entre-Bibliotecas – Módulo Aleph
    • Levantamento das necessidades de informática ( hardware e software ) junto à Rede de Bibliotecas;
    • Estabelecimento de uma ordem de prioridade para cada demanda;
    • Levantamento de 3 orçamentos para cada item constante das listas;
    • Elaboração da lista de preço por unidade;
    • Ordenação por tipo de equipamento;
    • Aquisição dos 5 primeiros itens da lista de cada unidade.
    REDE BIBLIOTECAS Ações Infraestrutura de Recursos Informáticos
    • Novos Projetos:
    • Implementação de estrutura de acessibilidade para portadores de necessidades especiais – Projeto FAPESP;
    • Implementação de tecnologia RFID - auto-atendimento, auto-devolução integrados ao sistema Aleph e ao sistema de segurança (câmeras, portão etc.)
    REDE BIBLIOTECAS Ações
    • Política de Indexação: 21 funcionários
    • Pequenos Reparos: 50 funcionários
    • Programa de Aperfeiçoamento em Gestão & Inovação de Bibliotecas e Sistemas de Informação Acadêmicos (FEBAB): 100 funcionários
    • Formação de Equipes Elaboração de Terminologia UNESP: 40 funcionários
    • Noções de Arquivologia: 31 funcionários
    • AACR2: usos e aplicações: 63 funcionários
    • Formato Bibliográfico e de Autoridade MARC 21: 43 funcionários
    REDE BIBLIOTECAS Ações Carteira de Cursos
    • Íris - Metabuscador
    • Implementação de um metabuscador para realização das pesquisas simultaneas em todos os recursos de informação disponíveis (Athena, C@thedra, C@pelo, OpusR@rum, Cl@ve, N@turalis, plataformas de outros editores (Science Direct, Scopus, Web of Science etc.).
    REDE BIBLIOTECAS Ações
    • Implementação do Ph@thernon (Primo)
    • Ferramenta de descoberta de informação / documentos;
    • Ferramentas de Web 2.0 e Biblioteca 2.0.;
    • Implementa Requisitos Funcionais de Registros Bibliográficos (FRBR);
    • Atua como um mini Google.
    REDE BIBLIOTECAS Ações
  • REDE BIBLIOTECAS Ações Athena Material Bibliográfico Íris Material Eletrônico Delphos Material Digital Elsevier EBSCO ProQuest Etc. Etc. Thomson [email_address] E-Books
  • Obrigada ! [email_address]