revolução industrial

64,737 views

Published on

A revolução agrícola e industrial

Published in: Education
1 Comment
10 Likes
Statistics
Notes
  • ta um trabalhom espetacular parabens
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
No Downloads
Views
Total views
64,737
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
36,170
Actions
Shares
0
Downloads
845
Comments
1
Likes
10
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

revolução industrial

  1. 1. A Revolução Agrícola e o arranque da Revolução Industrial
  2. 2. Localização temporal e espacial <ul><li>A Revolução Agrícola foi um conjunto de transformações na Agricultura Europeia (Inglaterra e Holanda) nos séculos XVII e XVIII. </li></ul>
  3. 3. Inovações Agrícolas <ul><li>Movimento das enclosures; </li></ul><ul><li>Novas técnicas agrícolas; </li></ul><ul><li>Novos métodos de cultivo; </li></ul><ul><li>Drenagem de pântanos; </li></ul><ul><li>Melhoria dos solos; </li></ul><ul><li>Introdução de novas culturas; </li></ul><ul><li>Selecção de sementes e de animais. </li></ul>
  4. 4. O crescimento demográfico <ul><li>Aumento da produtividade; </li></ul><ul><li>Melhorias na alimentação; </li></ul><ul><li>Progressos na Higiene e na Medicina; </li></ul><ul><li>Diminuição das guerras; </li></ul>
  5. 5. Êxodo rural <ul><li>O aumento da população e a mecanização da agricultura, originou: </li></ul><ul><li>Excesso de mão de obras nos campos. </li></ul><ul><li>Êxodo rural . </li></ul>
  6. 6. Crescimento Urbano <ul><li>As populações que abandonaram os campos procuraram emprego nas cidades, provocando um Crescimento Urbano . </li></ul>
  7. 7. A Revolução Industrial na Inglaterra <ul><li>Condições da prioridade Inglesa: </li></ul><ul><li>Abundância de matérias primas; </li></ul><ul><li>Muita mão-de-obra disponível; </li></ul><ul><li>Desenvolvimento das manufacturas; </li></ul><ul><li>Vasto mercado de escoamento; </li></ul><ul><li>Boas vias de comunicação; </li></ul><ul><li>Existência de capitais para investir. </li></ul>
  8. 9. <ul><li>Sectores de arranque da Revolução Industrial : </li></ul><ul><li>Indústria Têxtil; </li></ul><ul><li>Metalurgia; </li></ul>
  9. 10. <ul><li>Da oficina á fábrica: a mudança no Regime da produção </li></ul><ul><li>Os progressos técnicos provocaram muitas alterações no regime de produção . A manu factura foi substituída pela maquino factura. </li></ul>
  10. 11. A civilização industrial no séc. XIX
  11. 12. O Mundo industrializado no séc. XIX <ul><li>A expansão da Revolução Industrial; </li></ul><ul><li>A partir da Inglaterra, a revolução Industrial foi-se alastrando a outras regiões. Por volta de 1870 ocorreu, em diversos países uma segunda Revolução Industrial marcada pela aplicação de novas formas de energia, por novas indústrias e muitas invenções técnicas. </li></ul>
  12. 13. <ul><li>As novas potências industrializadas; </li></ul><ul><li>Na Europa (Inglaterra, Bélgica, Alemanha, França); </li></ul><ul><li>Estados Unidos da América; </li></ul><ul><li>Japão. </li></ul>
  13. 14. <ul><li>Revolução nos transportes: </li></ul><ul><li>A Revolução dos transportes iniciou-se com a aplicação da máquina a vapor ao barco e á locomotiva. </li></ul><ul><li>Nos transportes terrestres destacou-se o comboio. </li></ul>
  14. 15. <ul><li>A importância da Revolução dos Transportes </li></ul><ul><li>A navegação a vapor permitiu a deslocação, transporte regular de pessoas e mercadorias entre os Continentes. </li></ul><ul><li>O comboio permitiu a deslocação de pessoas e bens mais rápido e mais segura. </li></ul>
  15. 16. <ul><li>Novas máquinas: </li></ul><ul><li>Turbina ; </li></ul><ul><li>Dínamo; </li></ul><ul><li>Máquina a vapor; </li></ul><ul><li>Comboio. </li></ul><ul><li>Novas indústrias: </li></ul><ul><li>Química ; </li></ul><ul><li>Materiais eléctricos; </li></ul><ul><li>Aço. </li></ul>
  16. 17. <ul><li>O capitalismo financeiro: </li></ul><ul><li>É um tipo de economia em que o grande comércio e a grande indústria estão associados ao poder dos bancos e de outras sociedades financeiras. </li></ul>
  17. 18. Uma sociedade em mudança <ul><li>Crescimento Urbano: </li></ul><ul><li>O rápido crescimento urbano trouxe problemas sociais e económicos; </li></ul><ul><li>Aumento da delinquência , alcoolismo e da mendicidade entre os que não se conseguiam adaptar. </li></ul>
  18. 19. <ul><li>Emigração: </li></ul><ul><li>Nas cidades não havia empregos para todos, a emigração aumentou. </li></ul><ul><li>O principal destino da emigração Europeia foi a América do Norte. </li></ul>
  19. 20. <ul><li>Sociedade e a mentalidade burguesa: </li></ul><ul><li>No século XIX a sociedade era uma sociedade de classes , na qual a importância de cada um dependia </li></ul><ul><li>da sua profissão. Nesta sociedade, </li></ul><ul><li>a burguesia ocupava o lugar de destaque. </li></ul><ul><li>A alta burguesia liderava a </li></ul><ul><li>economia e influenciava o poder </li></ul><ul><li>politico. </li></ul>
  20. 21. <ul><li>O operariado industrial: </li></ul><ul><li>Os operários trabalhavam em fábricas com más condições de higiene e de segurança, e viviam em casas insalubres. </li></ul><ul><li>O estado de pobreza generalizado da classe operária levou a um clima de descontentamento, revoltas e agitação social. </li></ul>
  21. 22. <ul><li>Movimento sindical: </li></ul><ul><li>Surgiram em Inglaterra as primeiras associações de operários , surgindo os primeiros sindicatos em 1825. </li></ul><ul><li>Estas associações começaram a chamar à atenção dos governos e da população em geral para as difíceis condições em que viviam os operários. </li></ul>
  22. 23. Os países de difícil industrialização: ocaso português
  23. 24. <ul><li>O atraso da agricultura </li></ul><ul><li>O atraso da agricultura é devido: </li></ul><ul><li>Analfabetismo e atraso das técnicas agrícolas e de irrigação; </li></ul><ul><li>Distribuição desigual da população activa; </li></ul><ul><li>Manutenção de uma estrutura social com algumas características do Antigo Regime; </li></ul><ul><li>Existência de uma mercado interno reduzido; </li></ul><ul><li>Só na segunda metade do século XIX a agricultura portuguesa conheceu algum desenvolvimento. </li></ul>
  24. 25. <ul><li>Transportes e comunicações </li></ul><ul><li>Fontes Pereira de Melo foi ministro das obras públicas e tomou medidas que revolucionaram os transportes e as comunicações em Portugal. </li></ul><ul><li>Inicio da construção da rede de caminhos de ferro. </li></ul><ul><li>Abertura de novas estradas e construção de pontes. </li></ul><ul><li>Instalação da primeira linha de telegrafo e dos primeiros telefones. </li></ul>
  25. 27. <ul><li>A tímida industrialização Portuguesa </li></ul><ul><li>Apesar de algumas dificuldades, a partir de meados do séc. XIX assistiu-se a um certo desenvolvimento da indústria portuguesa. </li></ul><ul><li>Aumentou o número de máquinas na indústria e a produtividade. </li></ul><ul><li>O principal sector da indústria era o têxtil. </li></ul>
  26. 28. <ul><li>A dependência face ao estrangeiro </li></ul><ul><li>Estado da economia é caracterizado pela insuficiente produção da matérias-primas, equipamentos e bens de consumo, e que tem como resultado um elevado défice na sua balança de pagamentos. </li></ul><ul><li>A dependência de Portugal face ao estrangeiro era sobretudo com a Inglaterra. </li></ul>
  27. 29. FIM Trabalho elaborado por: Beatriz Neves , Nº5 8ºB 2 de Junho de 2009

×