Your SlideShare is downloading. ×
0
Geopolítica do mundo contemporâneo
Geopolítica do mundo contemporâneo
Geopolítica do mundo contemporâneo
Geopolítica do mundo contemporâneo
Geopolítica do mundo contemporâneo
Geopolítica do mundo contemporâneo
Geopolítica do mundo contemporâneo
Geopolítica do mundo contemporâneo
Geopolítica do mundo contemporâneo
Geopolítica do mundo contemporâneo
Geopolítica do mundo contemporâneo
Geopolítica do mundo contemporâneo
Geopolítica do mundo contemporâneo
Geopolítica do mundo contemporâneo
Geopolítica do mundo contemporâneo
Geopolítica do mundo contemporâneo
Geopolítica do mundo contemporâneo
Geopolítica do mundo contemporâneo
Geopolítica do mundo contemporâneo
Geopolítica do mundo contemporâneo
Geopolítica do mundo contemporâneo
Geopolítica do mundo contemporâneo
Geopolítica do mundo contemporâneo
Geopolítica do mundo contemporâneo
Geopolítica do mundo contemporâneo
Geopolítica do mundo contemporâneo
Geopolítica do mundo contemporâneo
Geopolítica do mundo contemporâneo
Geopolítica do mundo contemporâneo
Geopolítica do mundo contemporâneo
Geopolítica do mundo contemporâneo
Geopolítica do mundo contemporâneo
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Geopolítica do mundo contemporâneo

23,668

Published on

1 Comment
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
23,668
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
435
Comments
1
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  1. Geopolítica do Mundo Contemporâneo De Uma Ordem Bipolar à Nova Ordem Mundial CMRJ/PREVEST Prof. Vinícius - Geografia 2
  2. 1. Antecedentes à ordem bipolar <ul><li>acirramento da concorrência industrial e por mercados dentro e fora do espaço europeu; </li></ul><ul><li>surgimento de “novos” players no sistema internacional (Japão e EUA) e, particularmente, dentro da Europa (destaque para a Alemanha recém-unificada e em forte processo de expansão industrial); </li></ul><ul><li>espraiamento industrial que acompanhou a 2ª Revolução Industrial, tornando bastante competitivos os parques industriais estadunidense e japonês; </li></ul><ul><li>disputas e rivalidades envolvendo as nações mais importantes da Europa; </li></ul>Crise européia e ascensão dos EUA e da URSS
  3. <ul><li>Primeira Guerra Mundial (1914-1917); </li></ul><ul><li>falta de cooperação e coordenação das políticas monetárias (o que contrastava com a coordenação liderada neste campo pela Inglaterra e França antes da guerra); </li></ul><ul><li>agravamento da crise econômica mundial nos anos 20 e a incapacidade da Europa de fazer frente a problemas como o desemprego e a inflação; </li></ul><ul><li>grande importância industrial e militar que os EUA adquiriram, sendo inclusive decisivos para a resolução do conflito da Primeira Guerra Mundial. </li></ul>
  4. <ul><li>Liga das Nações (1920) e o Tratado de Versalhes (1919); </li></ul><ul><li>Revolução Russa (1917) e criação da União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS) em 1922; </li></ul><ul><li>Segunda Guerra Mundial (1939-1945). </li></ul>Ação decisiva dos EUA e da URSS para a derrota da Alemanha
  5.  
  6.  
  7. 2. A Construção do Mundo Bipolar e a Guerra Fria Conferência de Yalta (fevereiro de 1945) <ul><li>Reorganização das fronteiras soviéticas; </li></ul><ul><li>Estabelecimento dos regimes políticos no Leste Europeu; </li></ul><ul><li>“ Yalta assinalava a constituição de uma esfera de influência soviética ” (MAGNOLI, 2004, p. 79). </li></ul>. Divisão da Alemanha em 4 zonas de ocupação militar; . Administração conjunta entre as potências vencedoras. . Desarmamento alemão e dissolução de todas as organizações nazistas. Conferência de Potsdam (julho de 1945)
  8. Conferência de São Francisco (junho de 1945) Criação da Organização das Nações Unidas (ONU): defesa da paz mundial, defesa dos direitos dos homens, igualdade de direitos para todos os povos e melhoria do nível de vida em todo o mundo.
  9. YALTA YALTA
  10. POTSDAM POTSDAM 1949 – Formação da República Federal da Alemanha (RFA) ou Alemanha Ocidental (capitalista), com capital em Bonn. No mesmo ano era criada a República Democrática Alemã ou Alemanha Oriental (comunista)
  11. A BIPOLARIZAÇÃO DO MUNDO GUERRA FRIA ( 1945/47 até 1989/1991 ) <ul><li>Polônia, Hungria, Bulgária, Romênia, Ale Oriental, Albânia, Iugoslávia, Tchecoslováquia, Angola, Cuba, Vietnã, Camboja, China, Coréia do Norte, etc. </li></ul>EUA URSS Brasil, Bolívia, Canadá, Costa Rica, Portugal, Filipinas, Coréia do Sul, Congo, África do Sul, Paraguai, Egito, Israel, etc . “ A diplomacia contemporânea se desenvolve em circunstâncias sem precedentes. Raras vezes exibiu base menor de entendimento entre as grandes potências, mas tampouco jamais foi tão coibido o uso da força.” ( O Equilíbrio do Terror ) “Guerra improvável, paz impossível”
  12. A DOUTRINA TRUMAN (1947) <ul><li>“ No momento atual da história universal, praticamente todas as nações têm de decidir entre dois modos de vida alternativos , e essa escolha não é freqüentemente feita de modo livre. Uma maneira de viver é baseada na vontade da maioria e distingue-se pela existência de instituições livres, garantias de liberdade individual, liberdade de opinião e de religião, e ausência de opressão política . O segundo modo de vida baseia-se na vontade de uma minoria imposta pela força a uma maioria. Ele repousa no terror e na opressão, no combate da imprensa e do rádio, em eleições fraudadas e na supressão das liberdades pessoais. Acredito que deva ser a política dos EUA apoiar os povos livres que estão resistindo à tentativa de subjugação por minorias armadas ou por pressões externas”. </li></ul><ul><li>Discurso de Truman no congresso norte-americano no início de 1947 </li></ul>
  13. Discurso de colação de grau do secretário de Estado americano George C. Marshall , em 1947 , propondo um programa de reabilitação européia após a Segunda Guerra Mundial. Objetivos dos EUA: garantir um mercado consumidor potencial e impedir o avanço do “Perigo Vermelho”
  14. Radiografia do Plano Marshall $ - 16 países europeus participaram do Plano; $ - Grã-Bretanha, França, Itália e Alemanha Ocidental foram os maiores beneficiários; $ - No começo dos anos 50 a Europa já ultrapassava em cerca de 200% sua produção antes da guerra; $ - O Plano durou de 1948 a 1952, injetando cerca de 13 bilhões de dólares na Europa ocidental; $ - O Plano foi proposto pelos EUA à URSS. LEMBRE-SE: O PLANO MARSHALL É A RAIZ DO ESTADO DE BEM-ESTAR SOCIAL NA EUROPA OCIDENTAL ( WELFARE STATE )
  15. OS BLOCOS MILITARES DA GUERRA FRIA <ul><li>OTAN – 1949 </li></ul><ul><li>Organização do Tratado </li></ul><ul><li>do Atlântico Norte </li></ul><ul><li>O que é? – Aliança militar das nações capitalistas ocidentais em oposição aos países do bloco socialista (aliança para defesa regional). </li></ul><ul><li>O pretendia? – Preservação da estabilidade, do bem-estar e da liberdade de seus membros através de um sistema de segurança coletiva. </li></ul><ul><li>PACTO DE </li></ul><ul><li>VARSÓVIA - 1955 </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>O que é? – Aliança militar entre os países do Leste Europeu e a URSS. </li></ul><ul><li>O que pretendia? – Firmado na capital da Polônia o pacto estabelecia o compromisso de ajuda mútua em caso de agressão armada de outras nações. </li></ul>O Pacto de Varsóvia foi dissolvido em 1991. A OTAN tem sua expansão desde os anos 90 em direção ao Leste Europeu (Polônia, R. Tcheca e Hungria).
  16.  
  17. A COEXISTÊNCIA PACÍFICA OU DISTENSÃO OU DÉTENTE (décadas de 50-60) <ul><li>Estratégia da coexistência pacífica (formalizada pelo líder soviético Nikita Kruschev) – deslocamento da Guerra Fria para os campos da economia e da tecnologia . </li></ul><ul><li>Relativa aproximação entre os tradicionais rivais , todavia, sem o fim das hostilidades e tensões. </li></ul><ul><li>No início dos anos 60, duas graves crises confirmam que, apesar do fim da fase mais aguda, a Guerra Fria continua presente: as crises do muro de Berlim, em 1961, e dos mísseis de Cuba, em 1962. </li></ul>Assinatura de um dos acordos de coexistência pacífica entre Nixon e Brejnev.
  18. “ Cortina de ferro” – Expressão criada pelo primeiro ministro britânico Winston Churchill. Entre 1952 e 1961, cerca de 2,2 milhões de pessoas deixaram a Berlim Oriental em direção a Berlim Ocidental... Como “solução” foi construído o Muro de Berlim em 1961.
  19. A busca pela supremacia em todos os campos... Quem é o melhor homem: o moldado no socialismo ou no capitalismo?
  20. A Guerra Fria é, antes de tudo, simbólica...
  21. O Céu é o Limite? Os Eua na Lua A URSS no Espaço
  22.  
  23. Onde vamos testar todas as armas que desenvolvemos? <ul><li>Angola </li></ul><ul><li>Afeganistão </li></ul><ul><li>Coréias </li></ul><ul><li>Vietnã </li></ul><ul><li>Moçambique </li></ul>
  24. <ul><li>“ Cordão Sanitário” </li></ul><ul><li>Aproximação Sino-Americana nos anos 70 </li></ul>Outros aspectos relevantes da Guerra Fria <ul><li>Tratados de limitação da corrida armamentista </li></ul>
  25. ANOS 80 – 90 A GUERRA FRIA CHEGA AO FIM <ul><li>Crise do mundo socialista (as dificuldades socioeconômicas da URSS e do Leste Europeu). </li></ul><ul><li>Os efeitos da Revolução Técnico-Científica no equilíbrio do mundo bipolar. </li></ul>Ronald Reagan e Mikhail Gorbachev, em encontro na Casa Branca, em dezembro de 1987
  26. <ul><li>Excessivo grau de controle do Estado sobre a economia; </li></ul>Quais as razões da crise do bloco socialista? <ul><li>Grande desenvolvimento de bens de capital/produção e baixo desenvolvimento de setores como bens de consumo duráveis e não-duráveis; </li></ul><ul><li>Elevados gastos militares; </li></ul><ul><li>Burocracia e corrupção; </li></ul><ul><li>Problemas agrícolas. </li></ul>“ A má qualidade e a quantidade insuficiente dos bens de consumos contrastavam com a oferta excessiva de bens de produção e intermediários. A baixa produtividade da agricultura coletivizada exigia volumosas e permanentes importações de cereais. As inovações tecnológicas penetravam na economia militar, mas não na economia civil. Os investimentos produtivos destituídos da bússola dos preços de mercado, geravam desperdícios e ineficiências colossais ”. (MAGNOLI, 2004, p. 147).
  27. FLEXIBILIZANDO O SOCIALISMO GLASNOST Abertura política gradual. A idéia aqui é tornar o governo e as instituições mais abertas e transparentes . PERESTROIKA Reforma econômica, com a finalidade de tornar a a economia soviética mais dinâmica, flexível e moderna.
  28. 08.06.1988
  29. 1989 A QUEDA DO MURO DE BERLIM
  30.  
  31.  
  32.  

×