Ler e Dort

18,258 views

Published on

Published in: Health & Medicine
1 Comment
7 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
18,258
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
43
Actions
Shares
0
Downloads
598
Comments
1
Likes
7
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Ler e Dort

  1. 2. <ul><li>O QUE É LER? </li></ul><ul><li>O QUE É DORT? </li></ul>
  2. 3. LER – Lesões por Esforço Repetitivo É o termo mais conhecido e citado pela literaturas DORT – Distúrbio Osteomuscular Relacionado ao Trabalho É a denominação mais recente e está sendo adotada oficialmente pela Norma do INSS, em vigor desde 1997 Fonte: Fisioterapia nas Empresas, 2000
  3. 4. <ul><li>O que é ou o que são os distúrbios osteomusculares? </li></ul><ul><li>Minha mão começou a doer e está cansada </li></ul><ul><li>A minha perna está queimando por trás </li></ul><ul><li>O meu ombro faz um barulho de areia dentro </li></ul><ul><li>Eu sinto um desconforto muito forte na minha cervical </li></ul><ul><li>Toda vez que eu estico o cotovelo, ele faz um barulho de chicote </li></ul><ul><li>Os meus dedos estão formigando </li></ul><ul><li>Por dentro do meu cotovelo, dói muito </li></ul><ul><li>De manhã quando acordo, os meus dedos ficam duros </li></ul><ul><li>Sinto uma dor muito forte do meio das costas </li></ul><ul><li>A articulação do meu quadril parece que está fora do lugar </li></ul>
  4. 5. É processo inflamatório: EDEMA: é o aumento do volume articular ou tecidual AUMENTO DO CALOR: é a diferença brusca de temperatura comparado com outro tecido adjacente CREPITAÇÃO: é produzida por movimentos articulares, caracterizando desgaste DOR: é ocasionado pela liberação de substâncias álgicas e compressão tecidual Fonte: Manual Merck, 2000
  5. 6. Entendendo o início do processo inflamatório
  6. 7. Entendendo o início do processo inflamatório
  7. 8. Entendendo o início do processo inflamatório
  8. 9. Patologias ortopédicas: Tendinite do Supra-espinhoso inflamação do músculo supra-espinhoso Cistos sinoviais degeneração do tecido sinovial, mais comum no punho Dedo em gatilho dificuldade em estender o dedo após realizar flexão máxima do mesmo Fonte: Fisioterapia Preventiva nas DORTs, 2002
  9. 10. Tenossinovites inflamação aguda e crônica dos tendões e bainhas dos músculos
  10. 11. Epicondilite inflamação dos pontos de inserção dos músculos flexores ou extensores do carpo no cotovelo
  11. 12. Bursites processo inflamatório que acomete bursas, que são pequenas bolsas sinoviais que estão em algumas articulações
  12. 13. Síndrome do Canal de Guyon inflamação na face dorsal do punho
  13. 14. Síndrome do Túnel do Carpo compressão do nervo mediano a nível do punho, pelo ligamento anular do carpo, que se apresenta muito espessado e enrijecido
  14. 15. Síndrome cervicobraquialgia degeneração do disco cervical com a compressão e irritação das raízes nervosas que segue para o braço
  15. 16. Síndrome do desfiladeiro torácico é a compressão do plexo braquial pela passagem do desfiladeiro torácico, formado pela clavícula, primeira costela, músculos escalenos dessa região
  16. 17. Patologias de coluna: Hérnia de disco é deslocamento do núcleo do disco da parte interna para parte externa, através da ruptura do disco intervertebral
  17. 20. Lombociatalgia é a dor provocada por problemas no nervo ou suas raízes, que partem da região lombar
  18. 21. Discopatia degenerativa não é uma doença, e sim, um desgaste natural que faz parte do envelhecimento
  19. 22. Osteófito é o aumento do tecido ósseo, na proximidade de uma articulação afetada por um processo inflamatório ou por lesão degenerativa
  20. 23. Dermátomos
  21. 24. Com dor, o que fazer??? Alongamento Existem vários estudos que comprovam que o alongamento é um analgésico natural, quando bem orientado Gelo Na dúvida entre calor e frio, sempre frio, mal nunca fará Na região da dor coloque um pano e um saco de gelo em cima Em mãos e pés, por 10 minutos e o resto do corpo, por 20 minutos Imobilização Não surti efeito. Apenas protela o tratamento e a recuperação Reforço Quando a dor é leve, não existe problema realizar reforço muscular O problema está quando a dor é forte. O edema e o aumento do volume muscular, aumenta a compressão
  22. 25. F I M

×