Alison van Diepen - Raven faz   Comunidade Orkut Traduções e Digitalizações - http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?...
Alison van Diepen - Raven Esta obra foi digitalizada/traduzida pela Comunidade Traduções e Digitalizações paraproporcionar...
Alison van Diepen - Raven                                                                                                 ...
Alison van Diepen - Raven          1 – ARDENDO EM BRASASMe pergunte o exato momento em que eu me apaixonei pelo Zin, e eu ...
Alison van Diepen - Raven Um dos rapazes está bebendo pesadamente, e a garota está muito rápida com suas mãos. Ooutro perí...
Alison van Diepen - Raven "Eu tenho estado em treinamento por apenas alguns meses. Ainda sou muito principiante.""Vamos ve...
Alison van Diepen - Raven uma garrafa de cerveja vazia. Peguei o braço dele, e disse para colocar para baixo. Eu não seipo...
Alison van Diepen - Raven                   2 – DESECONHECIDOMinha casa é assombrada por um fantasma que não está morto.Ta...
Alison van Diepen - Raven Kim Tran, namorada do Chen, acariciou seu braço "pobre Chenny Wenny."Há uma tradição sênior ,de ...
Alison van Diepen - Raven "Continue, Nic! vá, vá, vá!"Eu balancei minhas pernas em torno de um moinho de café, mais rápido...
Alison van Diepen - Raven riscos como eles são, especialmente Zin, cujo seu trabalho aéreo é selvagem. E eu não façonada p...
Alison van Diepen - Raven na rua. Com dezesseis ele saiu da escola e começou a trabalhar como lavador de pratos. Ele semud...
Alison van Diepen - Raven                           3 – ENGANAÇÃOO telefone tocou.Eu espero que seja telemarketing. Quando...
Alison van Diepen - Raven "Nós preferimos que venha de nós." papai disse. É uma coisa moral deles. Embora o fantasmaseja u...
Alison van Diepen - Raven Eu levantei meu pescoço. Zin está de pé no telhado. "Você vem aqui?""Você quer chamar minha aten...
Alison van Diepen - Raven "Eu não sou a única que vai congelar, Zin. Está uns trinta graus.""Eu bebi chá, não se preocupe....
Alison van Diepen - Raven "Talvez nós iremos.""Você acredita em reencarnação?""Eu não tenho certeza. Só sei que tudo tem q...
Alison van Diepen - Raven Fantasmas ficaram para trás.Objetos movidos de onde ele costumavam estar.Moedas espalhadas em lu...
Alison van Diepen - Raven                        4 – SEMPRE OUSEÉ um fato que quinta à noite significa Hip-Hop e Boliche. ...
Alison van Diepen - Raven “Tenho que ser sincera com você, Nic. A tensão sexual está me matando.”“Quê?”“Entre você e Zin. ...
Alison van Diepen - Raven “Valeu!” Slide bateu as mãos comigo. “Fico feliz que você veio.” Eles me apresentaram a um carap...
Alison van Diepen - Raven Eu não esperava que a Viola fosse ser tão gentil, não sei porque. Tá bom, eu sei porque: porquee...
Alison van Diepen - Raven Zin coloca uma jaqueta dessa vez, mas a deixa aberta. Eu entro na minha parca, chapéu e luvase c...
Alison van Diepen - Raven Há um silêncio incômodo. Ele ri mais agora, mas não é sua risada natural. “Nós não somos...esset...
Alison van Diepen - Raven “É verdade. Não temos dinheiro. Meus pais estão endividados por causa do meu irmão. E eudecidi q...
Alison van Diepen - Raven      5 – SOLIDÃO INQUEBRÁVELSegunda de manhã eu cai no meu assento, me sentindo em milhares de p...
Alison van Diepen - Raven da tarde? Ele ia pensar que é algum tipo de jogo para vê-lo antes da noite de treino de hoje? Ou...
Alison van Diepen - Raven “Ouch.” Chen me estendeu a mão, rindo. “Um pequeno problema de concentração?”Terça a noite no Y....
Alison van Diepen - Raven “Eu vou pensar sobre isso.” Mas eu sabia que não tinha um nível profissional e nunca seria. Euso...
Alison van Diepen - Raven 6 – CATÁSTROFE IMPEIDOSAEu ansiei a semana toda para a emoção frenética do Evermore, agora é aqu...
Alison van Diepen - Raven "É...bom te ver."Mas não é bom vê-lo. É assustador. Ele parece a morte. Sua pele está manchada d...
Alison van Diepen - Raven "Sei que estou despedida."Seus olhos pretos são confortantes. "Você não está despedida, Raven."É...
Alison van Diepen - Raven Eu andei para fora do escritório com ele, e eu sinto o pessoal me assistindo, nós deixamos o bar...
Alison van Diepen - Raven                                             7 – PASSOS LEVESNo sábado à noite, o Slide chega par...
Alison van Diepen - Raven Zin conta “Três, dois, um!” e nós nos levantamos e congelamos em poses diferentes. Na terceiraco...
Alison van Diepen - Raven Eu me viro. Ele está perto o suficiente para que consiga sentir seu cheiro. Os olhos dele estãor...
Alison van Diepen - Raven “Ele não vai. Ele está quase morto.”“Mas –”“Olha, você não pode contar para ninguém que eu estiv...
Alison van Diepen - Raven                  8 – OLHOS ARDENTESEu tive sorte. Isso foi como o doutor colocou. Como as enferm...
Alison van Diepen - Raven Eu revivi a noite passada varias e varias vezes em minha mente, como um filme e eu observavatudo...
Alison van Diepen - Raven “Você perdeu muito sangue. Isso soa como alucinação.” Mas sua voz escondia algo além daspalavras...
Alison van Diepen - Raven Ele se levantou e andou até a janela. “Depende se você conta pelo calendário ou corpo físico. Eu...
Alison van Diepen - Raven “Me desculpe, eu assustei você.”“Você não me assustou, não de verdade. Eu apenas estava de guard...
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Alison van diepen RAVEN
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Alison van diepen RAVEN

1,765 views
1,676 views

Published on

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
1,765
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
38
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Alison van diepen RAVEN

  1. 1. Alison van Diepen - Raven faz  Comunidade Orkut Traduções e Digitalizações - http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=65618057 
  2. 2. Alison van Diepen - Raven Esta obra foi digitalizada/traduzida pela Comunidade Traduções e Digitalizações paraproporcionar, de maneira totalmente gratuita, o benefício da leitura àqueles que não podempagar, ou ler em outras línguas. Dessa forma, a venda deste e‐book ou até mesmo a sua troca étotalmente condenável em qualquer circunstância.Você pode ter em seus arquivos pessoais, mas pedimos por favor que não hospede o livro emnenhum outro lugar. Caso queira ter o livro sendo disponibilizado em arquivo público, pedimosque entre em contato com a Equipe Responsável da Comunidade – tradu.digital@gmail.comApós sua leitura considere seriamente a possibilidade de adquirir o original, pois assim vocêestará incentivando o autor e a publicação de novas obras.Traduções e DigitalizaçõesOrkut - http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=65618057Blog – http://tradudigital.blogspot.com/Fórum - http://tradudigital.forumeiros.com/portal.htmTwitter - http://twitter.com/tradu_digitalFEITO POR: Andyinha Bitty Ana Carolina Maria Fleury Comunidade Orkut Traduções e Digitalizações - http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=65618057 
  3. 3. Alison van Diepen - Raven         RAVEN by Allison van DiepenSINOPSE:A morte é inevitável. A paixão é eterna.Zin dança com fogo em cada passo, fala em uma voz doce como mel, e vê com olhos que podeminvestigar em sua alma. A amizade de Nicole com ele é a única coisa que a salva do enfado daescola e o tumulto da vida familiar dela. Não é nenhuma maravilha ela estar loucamenteapaixonada por ele. Mas ela não pode entender por que ele persiste em manter uma distância,embora ela possa sentir a alma dele alcançando fora dela.Zin é como nenhum homem com que Nicole alguma vez se encontrou, e ele carrega um segredomuito antigo. Quando Nicole descobrir a verdade, o amor dela pode ser a única coisa que podesalvá-lo disto.        Comunidade Orkut Traduções e Digitalizações - http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=65618057 
  4. 4. Alison van Diepen - Raven  1 – ARDENDO EM BRASASMe pergunte o exato momento em que eu me apaixonei pelo Zin, e eu vou te dizer que foi aprimeira vez que eu o vi dançar.Se você o viu dançar, você entende.Se você não viu, confie em mim - não há nada que ele não possa tirar do chão.Pergunte para ele por que ele não está dançando para uma grande estrela, e ele vai dizer que elenão faz a coreografia de ninguém, mas a sua própria, e ele é muito feliz trabalhando num bar noEvermore.É o doente clube e campo de batalha dos famosos breaker em Manhattan. Ele não acredita queele atualmente paga quando ele devia estar lá, de qualquer forma.Quando Zin está trabalhando no bar, ele está em todos os lugares ao mesmo tempo, igual napista de dança. Ele veste blusa preta e baixas calças baggy com correntes de prata. Ele é umaespécie de árabe bonito, com cabelo preto curto e olhos verdes. Sua pele é um oliva pálido nafalta de luz solar, uma vez que ele é essencialmente um criatura noturna. Ele raramente vai paraa cama antes das seis horas da manhã, e raramente acorda antes das duas horas da tarde. Vocêdeveria ter visto a cara do Zin na primeira noite que eu apareci para o trabalho."Carlo contratou você? Quando isso aconteceu?""Ontem. Você não está feliz?""Yeah, claro." Ele envolveu sua magra massa muscular em torno de min. "Tem certeza?"Meus joelhos enfraqueceram com a sua respiração contra o meu ouvido. Deus, ele cheira bem,como sabonete de marfim e creme pós-barba. "Porque eu não iria estar?""Você não tem de fazer dever de casa, ou algo assim?""Questões de colégio já desapareceram, vou apensa trabalhar aqui no final de semana, dequalquer forma.""Sua chamada." Ele sorriu como um leonino. "Espero que você esteja pronta para algum dinheirosério."Cada vez mais a casa é uma igreja transformada. De acordo com Zin, o local foi eviscerado porum incêndio seis anos atrás. A congregação dos idosos, principalmente nas proximidades dapequena Itália, não podia se dar ao luxo de reconstruir, então eles se afiliaram com outros váriosquarteirões de distância. Carlo comprou o lugar depois, e agora o que já foi um santuário temuma enorme pista de dança, áreas de sofá de veludo, e alcovas com mesas de chá. Ele tambémrestaurou a varanda, um local ideal para sair e ter privacidade ou espionar o andar de baixo. Eledeixou o sobrevivente vidro colorido das janelas como é, parcialmente sombreados pelo fogo,dando ao lugar um sentimento gótico.O local antes das dez é bastante deserto. Dj Gabriel ecoa um jazz rigorosamente baixo. Existemdois casais aqui em primeiro período, posso dizer porque os caras estão tentando não olhar paraas minhas pernas. (Depois de algum tempo, a maioria dos rapazes se permitem dar uma olhada.) Comunidade Orkut Traduções e Digitalizações - http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=65618057 
  5. 5. Alison van Diepen - Raven Um dos rapazes está bebendo pesadamente, e a garota está muito rápida com suas mãos. Ooutro período está indo bem - a garota já está em sua volta."Combate a meia noite. Espero que você tenha roupas" Zin diz enquanto ele pega as bebidas."Eu tenho, mais eu não perguntei ao Carlo se eu posso fazer uma pausa.""Ele vai deixar você ir. Ele sabe que a dança traz clientes.""Quem está vindo?"."Spinheads"."Sério?"."Claro." Batalhas é uma única coisa que Zin não faz piadas."Nós vamos fazer a nova rotina?""Yeah." Ele parou, e posso dizer que ele está indo ao longo de sua coreografia na cabeça. "Vocêvai fazer um dizzy run-end 1, uma buttspin. 2 Então prepare alguns applejacks 3 enquanto Slide e eunos preparamos.”"Consegui."Ele colocou as bebidas para o meu tabuleiro. "Não se esqueça de compartilhar suas dicas.""Yeah, certo."Ele riu e deslizou para baixo no bar para o lado do cliente.Pouco antes da meia noite, o resto do grupo apareceu: Slide - alto, esguio rapaz negro; Rambo -baixo, muito Porto-riquenho; e Chen, que tem a forma muscular de uma ginasta graças a umtreinamento intenso e de proteína em pó. Somos todos nascidos e criados no Brooklyn, excetoZin. E não somos apenas um grupo de breaker, somos BFFs.Quero me aquecer com eles, mas acho que terei de esperar até os Spinheads aparecerem antesde perguntar ao Carlo se posso tirar minha folga.Acontece que eles não apareceram até meia noite e meia. Até então estamos cada vez maisembalados, um santuário de bailarinos em chamas.Os Spinheads sabem como fazer uma entrada. Eles estão vestindo agasalhos verde limão eregatas roxas. Não estamos impressionados. Não precisamos seguir uma antiga escola vestindocódigos para saber que somos breakers."Posso fazer uma pausa para a batalha? Os Spinheads estão aqui."Carlo acenou com a cabeça. Cabelos pretos e mais ou menos trinta anos, ele é conhecido porseus ternos da Gucci, seu sotaque irreconhecível, e sua calça marinheiro. "Eu olho aqui nafrente."                                                            1 Passo de dança para confundir?! Não achei referências.2 Passo de dança que consiste em jogar as pernas para frente e rodar. 3  Passo de dança. Não achei referências.  Comunidade Orkut Traduções e Digitalizações - http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=65618057 
  6. 6. Alison van Diepen - Raven "Eu tenho estado em treinamento por apenas alguns meses. Ainda sou muito principiante.""Vamos ver."Eu gosto da maneira como ele fala, não sei porquê. Carlo parece como um chefe rígido, mas nofundo, ele é bem legal – Zin diz isso dele.Eu mudei minhas calças e, fui para a pista de dança.Não é de se estranhar que Chen começa a batalha pelos recuos em frente aos Spinheads efazendo gestos zangados com as mãos. A multidão forma um círculo, e Chen começa comalgumas toprocks. Então ele cai do chão e gira sobre sua mão. De lá ele arrebenta como ummartelo pneumático.A multidão alucina. Chen levantou finalizando um handstand 4, lentamente abrindo suas pernas.Zin se jogou um pouco pra frente e se virou mais a eles. Ele se jogou para trás para esperar acontraprova.Jam e Spinman saltaram para o meio juntos, parando costas-com-costas braços dados, comSpinman lançado ao longo do Jam, Jam voltou e tendo uma longa série de chutes em L no chão.Vi Zin e Chen trocarem um olhar, é um novo movimento para os Spinman.Zin me dá o sinal e eu estou correndo como uma tonta, adrenalina me dando impulso extra deenergia. Eu acabei com um buttspin. E voltei de lá, Zin atingiu o chão, iniciando com algunsmovimentos com o joelho e, em seguida, um giro em headspin 5, o qual ele lutou espalhado comSlide, entrelaçando suas pernas brancas, enaunto eu faço applejacks.Então Zin está fazendo airswipes 6, chutando as pernas elevadas no ar como a multidão incentivaeles.Como pode alguém rebater essa? Zin é um atleta olímpico sobre a pista de dança. Ninguém podecompetir com ele.As garotas Spinhead saem com dois passos. Ela não é ruim. Sua equipe T-Rex começou comseis passos antes de se levantarem com uma certa ostentação, e terminando com um airtrack 7.Sua execução está perfeita. Eu não ousei olhar para a reação do Zin.Chen voltou, chutando as pernas e torcendo seu corpo como arranha-céu móvel. Em seguidaRambo faz algumas robóticas. Eles voltam para trás, e Zin salta com um flip aéreo. Ele cai em ummoinho de vento e, em seguida, aparece e gira para a sua volta.Para a vingança final, Spinman faz handless headspins chamados halos. T-Rex e Jam caem ecomeçam a fazer halos de ambos os lados. A sincronização deles é incrível. Em seguida, um porum, cada um congela em uma pose - congelar a cabeça, congelar um lado, congelar uma volta.A multidão feroz sai.Porra! Eles ganharam.Zin levantou suas mãos com calos para fora da pista de dança. Parece que Chen quer começaralgo com os Spinman, mas Slide fala desanimado. Ele não vê que Rambo tem em suas mãos                                                            4  É meio como plantar bananeira, mas geralmente é com apenas uma mão.5  Giro com a cabeça.6  Espécie de passo que se planta bananeira, mas fica meio de lado. 7  Passo de dança. Não achei referências.  Comunidade Orkut Traduções e Digitalizações - http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=65618057 
  7. 7. Alison van Diepen - Raven uma garrafa de cerveja vazia. Peguei o braço dele, e disse para colocar para baixo. Eu não seiporquê Rambo sempre quer lutar. Ele é um rapaz tão bonito na maior parte do tempo.Com eletricidade ainda no meu sangue, quero dançar por mais alguns minutos. E então eu senti:estou sendo vigiada. Não por grupos, não por breakers, mas sim pelo meu chefe.Ele está inclinado contra o bar, seu elegante terno preto, cheio de classe. Ele curva seu dedoindicador.Eu fui até ele. "Me desculpe ter demorado tanto tempo.""Está tudo bem" Seus olhos focados em meu cabelo. Ele suavemente removeu seu olhar paralonge dos meus olhos. "Você dança bem, Raven 8."Carlo tem olhos tão negros, que você não pode dizer as pupilas e a íris. Ocorreu-me que se eufosse dez anos mais velha, e se eu não amasse Zin, eu poderia estar interessada no mistério portrás desses olhos.Eu me aproximei dos clientes, e comecei pegando as bebidas. Eu gosto disso, ele me chamou deRaven. Eu gosto mesmo da escuridão.Eu tenho uma lágrima na pupila do meu olho esquerdo. É exatamente o que parece. Meusamigos costumavam dizer que parecia que minha pupila era uma goteira, e o trasbordamento foicontido na íris.Se meus olhos fossem castanhos como os do meu pai, em vez de azul como os da minha mãe,isso seria menos perceptível. Mas eu não tenho essa sorte.Primeiro quando eu conheço alguém, muitas vezes eu suspeito que eles estão olhando para aminha pupila. Claro, é difícil dizer, pois as pessoas são supostas a olhar você nos olhos. Se euestou indo para um lugar novo, eu às vezes uso lentes de contatos marrom. Isso me salva de terque perguntar o que eles realmente estão olhando.Isso não importa, porque quando as pessoas olham em seus olhos, eles realmente não vemvocê, de qualquer maneira.                                                                              8  Raven, significa corvo, mas também significa devorar/comer com sofreguidão – ou seja, alguém que luta por aquilo muito intensamente.  Comunidade Orkut Traduções e Digitalizações - http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=65618057 
  8. 8. Alison van Diepen - Raven  2 – DESECONHECIDOMinha casa é assombrada por um fantasma que não está morto.Talvez tivesse sido mais fácil se ele estivesse morto. Pelo menos, poderia lembrar dele nos bonsdias, os dias de potencial.Mamãe odeia quando eu falo coisas como essas. Ela vive na esperança.Papai não. Ele é realista como eu. Ele sabe que esperança é uma farsa, pelo menos quandoestamos falando de fantasmas.A casa está calma agora. O fantasma costumava amar som alto, sentindo a musica desabar asparedes do seu quarto. Eu, sempre preferi minhas músicas baixas, a musica de perto e pessoal.Agora os únicos sons são os baixos murmúrios da CNN ou de um sci-fi shows do papai.A ultima vez que eu vi o fantasma, eu trombei com ele em Chinatown algumas horas antes deamanhecer, fumando maconha na esquina com uma menina branca de dreads. Eu não o vi emmesses. Ele parecia diferente, pior. Um longo casaco de carga com vários tamanhos bem grande.Rasgados jeans sobre ele. Ele tinha um cavanhaque descuidado, um olhar de anarquia.Meus pés hesitaram. Eu deveria parar? Ou continuar andando? O fantasma não podia me ver,meu pé continuou movendo.Zin viu que alguma coisa tinha me marcado. "Nic? Você está bem?""Shhh."O primeiro dia do semestre é sempre o mesmo.Professores vêem meu sobrenome. Perguntam sobre você, como passam seus dias, com aexpectativa de grandes respostas. Eu falei pra eles que meus dias vão bem, trabalhando.E quanto a Columbia?Ele está tendo um tempo fora. Eu encolhi o ombro tipo isso-não-é-grande-coisa.E ele ficou confuso, porque o fantasma nunca diz coisas pela metade, nunca teve interrupções.Ele se formou com um 4.0 .Eles me lembraram quando eu topava qualquer missão que não fosseum A. Eu raramente faço."Quantos dias faltam para acabar o colegial?" Chen perguntou."Noventa e dois" Slide responde."Isso não pode ta certo. Você disse oitenta e sete semana passada.""Eu não estava incluindo o tempo dos exames. Agora estou.""Tudo bem, mas espero que os dias comecem a diminuir em breve, porque eu não sei maisquanto tempo eu posso suportar esse inferno." Comunidade Orkut Traduções e Digitalizações - http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=65618057 
  9. 9. Alison van Diepen - Raven Kim Tran, namorada do Chen, acariciou seu braço "pobre Chenny Wenny."Há uma tradição sênior ,de não comer na cafeteria e almoçar perto de nossos armários. Nóstodos trazemos vegetais crus em mini sacolas Ziploc. Slide entrou numa moda de comida crua,pensando que vai melhorar seu sistema imunológico e dar uma vantagem sobre a pista de dança.É melhor que a sugestão da Chen no ultimo mês para fazemos proteínas batidas duas vezes pordia. Eu não vou exatamente olhar para os músculos lá de baixo.Eu virei para o Slide. "Você entregou seu papel de literatura, certo?"Ele acenou. "Terminei no ônibus essa manhã.""Bom." Slide precisa de um pontapé na bunda agora e depois. Ele possui ADD 9 - esperto demaispara estar interessado em suas aulas, ou também para se concentrar em uma coisa por muitotempo. Não é uma receita para grandes marca, mas excelente para breakdancer."Quarenta e seis dias até o início das aceitações" Slide disse. "Nic, você vai ser a primeira adescobrir. Aposto que você vai ter em todo lugar.""Veremos.""Vamos lá, você e a Kim não tem erros sobre isso." Chen disse. Sendo filho de dois contabilistas,ele herdou um cérebro, ele simplesmente não o usa o suficiente, a maioria dos professorescontam isso. Ele não está preocupado sobre isso, apesar de tudo. Ele espera que Kim apóieplenamente sua carreira de dança um dia."Bem, eu não tenho muitos extras curriculares" Eu disse. Todo mundo sabe que você precisa deextra-curriculares para bolsas de estudos, e eu duvido sendo parte de uma família com dívidas.Meus amigos não sabem que o fantasma causa sangramentos em meus pais esgotados.Eles nem sabem que ele se tornou um fantasma.Meu celular vibrou no bolso. Só pode ser o Zin. É 12:43 - Ele acordou cedo hoje. É umamensagem de texto.OI NICESPERO QUE SEU DIA VÁ BEM.NÃO ESQUEÇA DA PRATICA A NOITE 7:30.VEJO VOCÊZ.Kim deu uma cotovelada em min. "Isso é do Zin?""Yeah, só para me lembrar da pratica hoje a noite.""Ele nunca nos envia lembretes" diz Chen. Ele se pendura totalmente no meu ombro. "Oh, eleestá te desejando um bom dia. Eu juro que vocês estão saindo por trás de nossas costas."Quem me dera.                                                            9  ADD – Distúrbio de Deficiência de Atenção  Comunidade Orkut Traduções e Digitalizações - http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=65618057 
  10. 10. Alison van Diepen - Raven "Continue, Nic! vá, vá, vá!"Eu balancei minhas pernas em torno de um moinho de café, mais rápido e mais rápido. Até queeu estou numa zona que estou só girando, leve e sem importância.Eu parei por um tempo.Os caras se animaram.Slide parou a música. "Isso estava uma porcaria! Desde quando você vai tão rápido?"Eu me peguei em frente da linha, o sangue correndo em minhas veias."Duas doses de café expresso antes de praticar.""Red Bull é melhor." Slide ligou a musica e Zin foi para a marca girando em um headstand 10.Suas pernas pararam em forma de V, e eu não pude ajudar mas notei que seu shorts de ginásticacaíram para trás, revelando uma grave contusão na musculatura da coxa. Maldição. Outra coisasobre cafeína - eles me fizeram fazer com tesão.Zin alcança seus pés, seus cílios longos e pretos com suor. "Temos que acondicionar isso logo,pessoal. Eu trabalho mais tarde""Quem me dera eu poder trabalhar de semana a noite," Eu disse."Você tem sorte, Nic. Carlo normalmente não deixa as pessoas trabalharem só no final desemana. Acho que ele gosta de você""Bem, eu não tenho nada derramado num no colo de um cliente - ainda."Nós geralmente temos prática duas vezes por semana, sem mencionar a dança nos fins desemana. Zin formou os Toprocrk a uns dois anos atrás após colocar cartazes em clubes de dançae indo em audições. Spinman fazia parte desse grupo inicial, mas ele e os outros carasmatutaram muito a cabeça, de modo que ele achou um defeito e começaram a Spinheads.Os Toprocks não quiseram trazer uma menina de volta. Mesmo Chen e Slide, quem meconheciam na escola, questionaram minhas intenções. Eles pensaram que eu era apenas umamenina que queria ser breaker, e num primeiro momento, eles estavam certos. Pensei em fazeraté break-dancing isso me daria mais tempo com o Zin. Inferno, eu não sabia fazer os passosentão. Eu nem sequer sabia que eles sabiam sobre min.Zin me mostrou e eu fiz.Eu me apaixonei por Zin com danças. Era tudo e eu mesma.Os Toprocks estariam interessados por mim em breve. Ganhei o meu local, em sua horda atravésde inúmeras horas de treinamento com instrução, DVDs, um tapete, e uma vontade de ferro. Queacabou tendo uma menina no grupo - uma que poderia realmente dançar e não uma proposta -era bom para o nosso grupo de rua.Verdade, eu tenho varias limitações que eles não tem. Eu não faço headspins 11 porque eu nãotenho confiança ou um sobressalente pescoço. Eu danço duro, mas eu não sou um tomador de                                                            10  Um passo como uma parada de mão, com a cabeça no chão, na verdade ele fez um passo de streetdance 11  Idem ao passo de cima, mas sem as mãos.  Comunidade Orkut Traduções e Digitalizações - http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=65618057 
  11. 11. Alison van Diepen - Raven riscos como eles são, especialmente Zin, cujo seu trabalho aéreo é selvagem. E eu não façonada para trás. Não me peçam pra fazer um back roll 12, não me peçam pra virar sobre as costas,eu não posso. Mas, apesar de todas as minhas limitações, eu tenho alicerces sólidos, controle ecarisma, ou assim que dizem."Vamos, Chen, faça!"Esperamos muito de Chen, uma vez que todos sabem que na Ásia é onde a oportunidade estábem agora. Você pode falar sobre o Campeonato Mundial de Dança - são todos da Ásia. Asvezes falamos, de juntar dinheiro para uma viagem até lá, indo até os clubes onde os BreakersHang treinam, aprendendo com eles. Chen diz ter parentes que poderiam nos colocar em Xangai.Quando a prática terminou, nós deslizamos a mobília do Zin de volta no lugar e os rapazes deramo fora. Eu decidi ficar até o Zin ir para o trabalho. Não quero ir para casa.Zin foi para o banheiro tomar um banho, e eu ataquei de surpresa a geladeira, agarrando pitas,hummus 13, picles, queijo, e espalhei-os sobre a mesa.Mesmo que ele já tivesse jantado, ele sempre tem fome depois da prática.O apartamento de Zin é apenas a cinco quadras da Evermore. Ele pode se dar ao luxo de viverpor si próprio, graças aos bêbados do tipo generosos. O lugar possui o mínimo de mobília: umamesa de café da IKEA, um sofá de couro gasto, uma cozinha com mesa e cadeiras diferentes.Ela funciona bem porque não há muita coisa pra mover quando se pratica. Para decorar, Zincolocou pôsters de filmes – Touro Indomável, Scarface, Os Bons Companheiros.Ele chegou uns minutos depois cheirando como se estivesse varrendo o cheiro. Ele olhou para amesa. "Fofo." Ele começou a comer, rápido e com as duas mãos, parece que ele está com medode que levem a comida embora."Nós vamos pega-los, você vai ver." Ele está falando sobre Spinheads, claro."Yeah, nós vamos""Spinman quer a chance de nos jogar para baixo. Isso não vai acontecer."Eu cortei metade da pita com uma colher e puis um pouco de hummus. Eu não tinha percebidonada, como eu estava com fome.Ele olhou nos meus olhos. "Como você está?""Bem.""Bom." Ele segurou minha mão, uma coisa natural pra ele.Zin vive sobre suas regras, e ele vive bem. Meu pai iria dizer que ele marcha ao ritmo de seupróprio tambor. É verdade. Ele não julgará o sucesso pelas normas das pessoas. Ele não é juíz,todo período.Nem ele fala sobre seu passado. Não muito, de qualquer maneira. Eu sei que a família veio doYemen cerca de doze anos atrás e ficou no Queens . Zin rapidamente percebeu que ele não erao menino de potencial de ouro. Ele não sabia praticamente inglês, e o que ele sabia, ele aprendeu                                                            12 Um passo como dar cambalhota. 13  pitas: como se fosse uma panqueca; hummus: um tipo de molho  Comunidade Orkut Traduções e Digitalizações - http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=65618057 
  12. 12. Alison van Diepen - Raven na rua. Com dezesseis ele saiu da escola e começou a trabalhar como lavador de pratos. Ele semudou quando começou a trabalhar cada vez mais.Quando as pessoas perguntam se estamos namorando, eu falo pra eles que somos apenasamigos. Mas não estamos, realmente não. Temos algo a mais, e nós dois sabemos disso. Zin é oimã e eu sou o metal. Tem sido assim desde o início.   Comunidade Orkut Traduções e Digitalizações - http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=65618057 
  13. 13. Alison van Diepen - Raven  3 – ENGANAÇÃOO telefone tocou.Eu espero que seja telemarketing. Quando ele é o fantasma, você sabe jantares arruinados.Papai e eu ficamos pensando, mais não falamos, E agora? Que tipo de problema ele está? Equanto dinheiro ele quer? Eu não peguei mais nada da minha comida. Se eu comer enquantoestou tensa, eu consigo uma dor de estomago. Eu já estou sentindo os músculos do meuestômago se contraindo.Hoje é o meu jantar á noite, e eu fiz enchiladas plobanos. Trata-se de fatias de frango enroladas,sufocadas com guacamole e cobertos de queijo. Eu pedi algo parecido na semana passada,quando eu sai pra comer com Zin e percebi que podia fazer isso sozinha. Meus pais ficaramimpressionados.Papai continuou a comer. E eu assistia minha comida ficar gelada.Mamãe voltou uns minutos depois. Ela sempre parece, tipo que ela está com frio quando ela estáchateada, nariz vermelho, e os olhos aguados."Ele foi demitido."Incrível, mais ele nunca tinha sido despedido. Despedido o tempo todo.Yeah, certo.É surpreendente que ele ainda possa esmagar suas esperanças. É incrível que ela ainda temesperanças. Esperanças que ele vá manter um emprego, esperança que ele vá se por em ordem.Espero que ele consiga ajuda.Odeio vê-la triste. Detesto isso."Quanto ele quer dessa vez?" Eu perguntei.Mamãe sacudiu a cabeça. Ela não gosta de falar sobre o dinheiro presente na sua contabancária.“Porque você simplesmente não retira a palavra?" perguntei."Não queremos ele na rua." A resposta de mamãe nunca muda.Eles não querem ele desalojado. Eles dão sempre todos seus últimos centavos para ele, pelomenos, sei que ele tem um telhado sobre sua cabeça."Para todos nós sabermos, ele já poderia estar desalojado." Eu disse." Ele estava chamando acoleta?"Ela acenou com a cabeça. "Ele disse que está ficando em um quarto da casa. Trata-se detrezentos dólares por mês.""Ele pode conseguir esse dinheiro do governo." Comunidade Orkut Traduções e Digitalizações - http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=65618057 
  14. 14. Alison van Diepen - Raven "Nós preferimos que venha de nós." papai disse. É uma coisa moral deles. Embora o fantasmaseja um adulto agora, eles ainda consideram seu filho, a sua responsabilidade e não do Estado."Mas você sabe que ele está usando o dinheiro.""Se não podemos impedi-lo de utilizar, pelo menos podemos parar os concessionários de virdepois dele", Mamãe explicou, como se nós não tivéssemos tido essa conversa centenas devezes."Você está permitindo. Talvez se ele não tiver dinheiro, ele pare." Mas eu não credito nisso. Aindaassim, penso que eu deveria chegar a uma solução. Todo problema tem uma solução, certo?A verdade: Eu sei que ele não vai parar. Eu sei que ele vai fazer alguma coisa para alimentar seuhábito. E eu tenho ouvido o que os caras fazem para pagar pelas drogas. E eu não quero isso.Não posso nem sequer pensar nisso.Odeio que eles estão oferecendo-lhe dinheiro. Mas estou satisfeita que estão.Duas horas depois meu telefone tocou.É o Zin."Treinando?" ele perguntou."Claro." Estou respirando difícil. Eu limpei o suor do meu plano da cabeça, com uma pancadaforte da minha palma."Que tal tirar a noite de folga?""O quê, você vai me divertir?"Claro. Eu não estou trabalhando essa noite.""Ótimo. Deixe-me tomar um banho. Nos vemos em breve." Eu levantei o meu rádio e desci do hallpro meu quarto. Mamãe e papai ter designado o quarto para o meu treinamento extra/ quarto detreino, o que significa que eu não tenho coragem para isso, inacabado porão.Depois do banho, mexi meus cabelos com um rápido golpe com a cabeça para baixo e fiz umaescova para deixá-lo solto em meu ombro. Minha roupa de costume, jeans e uma jaqueta develudo roxa.Uma hora depois eu toquei em seu apartamento.Sem resposta. Talvez ele esteja no banho. Depois de esperar alguns segundos, tentei de novo.Sem resposta.Eu chequei meu celular para ver se ele tinha mandado alguma mensagem. Nada."Nic!"Eu olhei ao redor, não via nada."Aqui em cima!" Comunidade Orkut Traduções e Digitalizações - http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=65618057 
  15. 15. Alison van Diepen - Raven Eu levantei meu pescoço. Zin está de pé no telhado. "Você vem aqui?""Você quer chamar minha atenção ou o quê ?""Você não pode subir? Eu subi!" Ele riu. "Ótimo! Quando eu zunir você vem!”Segundos depois eu ouvi o zunido, e saltei as escadas para o telhado. Dançar breaker tem medado o tipo de resistência que lhe permite fazer esse tipo de coisa, sem sentir como se estivessetendo um ataque cardíaco.Falando de ataques cardíacos, Zin está de pé na porta de entrada do telhado, iluminado pelobrilho de uma rua próxima. Seu cabelo preto está molhado, como se ele apenas tivesse tomadobanho. Ele está vestindo uma camiseta preta de mangas longas e calças jeans, vestuário típicodele, mesmo em Fevereiro. Eu já disse mais de uma vez que ele irá morrer se vestindo como tal,mas ele não se importa. Ele disse que o seu sangue árabe o torna imune do frio. Eu digo queessa é a coisa mais estúpida que já ouvi."Nic, você veio."Ele está sempre dizendo coisas desse tipo. Como se me ver fosse um evento especial ou algoassim. Ele abriu os braços e me capturou em um abraço. Ele tem uma maneira específica de mequando ele gosta."Estou feliz que você ligou. Eu precisava sair""Algo errado?""Não mais do que é habitual.""Ele ligou?""Yeah. Dinheiro, como sempre. Nada que não já tenha sido tratado antes.""Eu sei. Ainda."Eu respirei profundamente contra seu peito, como se de alguma maneira eu estivesse ficandosem ar nos pulmões."Eu não quero ver o show sozinho, " ele disse."Que show?""O aniversário do universo.""Esse é um novo.""Na verdade é um velho. Venha."Ele me levou em todo o telhado, parando sobre um grande bloco de concreto, provavelmente umgerador de algum tipo, e me puxou. Ainda por cima tinha um cobertor de lã."Agora se mantenha calma."Ele me enrolou, segurando-me como um bebê. "Se você não estiver quente, não terá paciênciapara esperar." Comunidade Orkut Traduções e Digitalizações - http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=65618057 
  16. 16. Alison van Diepen - Raven "Eu não sou a única que vai congelar, Zin. Está uns trinta graus.""Eu bebi chá, não se preocupe."Eu rolei meus olhos, e sentei para trás. "Então o que estamos procurando?""Você verá."Eu olhei para as estrelas, bebendo um sopro de ar frio, para exalar névoa branca. "Você ébartender, dançarino, filosófico, e agora astrônomo. Eu estou perdendo alguma coisa?""Você está perdendo muitas coisas." Eu posso ouvir o sorriso em sua voz."Você sabe o que, Zin? Ás vezes acho que você veio para a América só pra me distrair.""Ás vezes eu penso assim também."Sentamos em silêncio. Apenas Zin sabia o exato momento de algum espetacular evento.O cobertor e a sua proximidade me mantêm quente. Sinto sua mão me tocando."Ali."Segui seu dedo, então vejo , acima do Cinturão de Orion. Uma ducha de ouro ardente estoura."Wow. O que foi isso?""Uma chuva de meteoros. Eu chamo de aniversário do universo, porque é parecido com fogos deartifícios no espaço.""Isso é incrível." Eu voltei pra ele. Seu rosto é um borrão pálido na escuridão, mais eu vejo ocontorno dos seus lábios sorrindo. "Obrigada por me mostrar.""Obrigado, Nic. Sozinho é superestimado.""Yeah." Mas a verdade é que se não estivéssemos juntos, esta noite, ele não teria de ficarsozinho. Há um grande número de garotas que amaria se ele ligasse. Meninas em bandos paraZin. Não só as do grupo de breaker, e ele tem o suficiente dessas. Todo mundo. Mesmo asgarçonetes adoram ele.Mas Zin e eu temos algo em comum, não gostamos dessa quietude, nós não gostamos dosilêncio. Tenho muitos pensamentos de fantasma. A mente de Zin funciona a uma milha porminuto, e se ele não está centrado em alguma coisa, ele vai começar a ter pensamentos maisprofundos e eventualmente se sentir pra baixo. Ele diz que é a maldição de ser filosófico."Você já se perguntou sobre o fim do mundo?" Ele lançou a questão para a escuridão."Não muito." Mais eu quero mantê-lo falando."Quando você pensa sobre isso?""Só se me deixar sozinho. É deprimente. Eu não gosto de pensar no que vem . . . no fim.""Não é como se nós fossemos estar ao redor para ver."Pelo cantinho do olho, vi a cabeça dele virar em minha direção. Comunidade Orkut Traduções e Digitalizações - http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=65618057 
  17. 17. Alison van Diepen - Raven "Talvez nós iremos.""Você acredita em reencarnação?""Eu não tenho certeza. Só sei que tudo tem que ter um fim. Não importa quando tempo nósvamos ficar em círculos em torno dele, algum dia, alguma hora, vai parar tudo.""O que o Islamismo diz?""Ele fala de um dia de julgamento, o dia quando Deus aceita pessoas boas no paraíso.""Como cristianismo, eu acho. Paraíso para os justos."Ele olhou para min." Você acredita no paraíso?""Sim. Você não?""Não.""Eu pensei que você era mulçumano.""Eu era, há muito tempo.""Então o que aconteceu?""Eventos na minha vida me levaram a outra direção.""Bem, talvez a vida leve você de volta um dia.""Eu invejo você, Nic. Fé é reconfortante."Eu penso em meus pais. Eles precisam de Deus. Então eu também." Você provavelmente achaque as pessoas inventam Deus para se confortarem, certo?""Talvez.""Você pode estar certo. Então de novo, você pode não estar.""Se eu estou errada, estou ferrada. Eu duvido que Deus me deixaria ir. ""Vamos, Zin. Não diga isso. Você é uma das melhores pessoas que eu já conheci.""E uma das mais egoístas.""Bem, eu não vejo isso. Todos temos falhas. Se existe um Deus, eu tenho certeza que ele sabe.""Sim, mas alguns de nós temos mais do que merecemos. E se há qualquer justiça nesse mundo,teremos que pagar por ela.""Isso é doentio.""Isso é vida." Comunidade Orkut Traduções e Digitalizações - http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=65618057 
  18. 18. Alison van Diepen - Raven Fantasmas ficaram para trás.Objetos movidos de onde ele costumavam estar.Moedas espalhadas em lugares estranhos.Manchas quentes e frias, onde uma vez eles passaram.Culpa.Meus pais se perguntam se eles poderiam ter feito algo diferente. Algo que poderia ter mudado oresultado.Caso tivessem sido duros com ele? Suave?E eu, eu tenho culpa também. Culpa de todas as coisas que eu disse. Culpa de palavras como"Eu odeio você" e "Admita, você é fodido", e " Vai junto."Culpa por desejar que ele se fosse.Culpa dele ter ido. Comunidade Orkut Traduções e Digitalizações - http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=65618057 
  19. 19. Alison van Diepen - Raven  4 – SEMPRE OUSEÉ um fato que quinta à noite significa Hip-Hop e Boliche. Depois que o Rambo saiu do trabalho às9 da noite, ele vai para casa para tomar banho e passar perfume e depois passa para nos pegarno seu carro. Pena que o Zin não pode participar do ritual – enquanto estamos indo para LongIsland para jogar numa pista reservada às 10 horas, ele está começando seu turno na Evermore.A música está alta e eu estou espremida no banco de trás com Chen e Kim. Ela fica dandorisadinhas, então eu acho que ele está apalpando ela por baixo da jaqueta, mas está muitoescuro para ter certeza.Eu gosto de Chen e Kim, sozinhos e juntos. Eles são um casal feliz, mas eles não te fazem sentiruma vela se você está com eles.Me dou conta de como minha vida mudou desde aquela vez no clube quando eu vi os Toprocksem ação pela primeira vez. Naquele tempo, eu andava com o mesmo grupo de garotas que eutinha conhecido na oitava série quando minha família mudou para cá vindo de Connecticut. Eunão tinha nada em comum com aquelas garotas e quando eu me afastei delas, ninguém sesurpreendeu.Não foi culpa de ninguém. Eu sempre procurei por alguma coisa diferente, algo que eu não sabiaexatamente o que era. Eu não sou moleca, mas acho que nasci para ser amiga de garotos – elesdão risada, não são traíras, fazem piadas sujas e não estão nem aí.E aí tem a Kim. Ela veio transferida para nossa escola do Colégio JFK porque nossa escolaoferecia mais aulas avançadas. Ela é o tipo de garota com quem Chen tem de se esforçar paraficar – o tipo que sabe o valor que tem. Ela tem cabelo preto e curto, com um toque de azul nasfranjas e várias tatuagens lindas. Kim não é uma breaker e não tem interesse em se tornar uma.Sua idéia de dançar se limita a movimentos de mão intrincados que, como os garotos brincam,faz ela parecer uma mímica.As pistas de boliche já estão bombando quando nós tomamos posse da nossa e deslizamos nochão brilhante com nos sapatos de boliche de solas macias.“Não, você não fez isso!” Eu falo. Rambo se superou na sua promessa de comprar seus própriossapatos de boliche – pretos e super brilhantes.Ele faz um passo de moonwalk e gira.É hora de jogar boliche. A única coisa que difere Hip-Hop e Boliche do boliche normal é que temmúsica hip-hop alta. Geralmente, começamos a dançar espontaneamente.Na metade do primeiro jogo, Chen e Rambo competem pelo primeiro lugar, com Slide um poucoatrás. Eu estou em quarto e a Kim quase não está no placar, provavelmente porque ela tembraços magrinhos e dificuldade de levantar a bola para começar. Ela não tem nada a provar napista de boliche, e nem eu. Nós deixamos os meninos competir enquanto conversamos ecomemos fritas no vinagre.“Pena que o Zin nunca sai nas quintas á noite,” Eu digo a ela. “Eu sei que ele iria adorar.”Ela sorri para mim, e eu sei o que ela está pensando. Uma parte minha quer negar, mas outraparte está morrendo para contar para ela. Comunidade Orkut Traduções e Digitalizações - http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=65618057 
  20. 20. Alison van Diepen - Raven “Tenho que ser sincera com você, Nic. A tensão sexual está me matando.”“Quê?”“Entre você e Zin. Quando é que você vai fazer alguma coisa a respeito?”“Eu...bem...” Eu não estava esperando que ela colocasse as coisas daquela maneira. Eu mordomeu lábio. “Não conte pros caras, tá? Poderia estragar as coisas de verdade.”“Os caras sabem que tem alguma coisa acontecendo – ou prestes a acontecer. Geralmente elessão sem noção, sim, mas eles percebem o jeito que vocês se olham.”“Você não acha que sou só eu?”“Não.”“Então por que ele não faz algo a respeito?”“E por que não você?”“Eu? Ele é que o confiante.”“Talvez sim. Talvez não. Você não vai saber a menos que você faça alguma coisa.”Eu balanço a cabeça. “Eu não vou fazer nada. Mas eu vou deixar a porta aberta para que elefaça. Eu tenho que ter certeza que é para valer, senão a gente só vai estragar a nossa amizade.E eu não quero ser só mais uma garota, sabe?”“Eu sei, e eu acho que você é esperta. Nunca dê a um cara o que ele quer de primeira se vocêquer que ele te respeite.”“Foi assim que você fez com o Chen?”“Ainda é assim que eu faço come ele.” Ela sorri. Meu homem é muito doido, mas eu o adoro.A primeira vez que eu vi o Zin, ele estava dançando. Eu era uma das várias pessoasaglomeradas em volta enquanto ele e os Toprocks detonavam a pista em um clube para menoresde 21 anos chamado Trix.O ar na pista de dança estava grosso por causa do gelo seco, incomodando minhas lentes decontato. Zin incendiou a fumaça como uma lanterna potente, e eu não conseguia desviar o olharpor um segundo.Quando o show acabou, os Toprocks foram para o bar se hidratar. Eu os segui instintivamente,me apertando pelo mar de pessoas, lutando por um lugar no balcão com meu cotovelo.“Nicole, você veio!” Era o Chen, que estava na minha turma de biologia. Ele e Slide estavamtentando convencer o pessoal da escola toda a ir lá aquela noite para apoiar os Toprocks nabatalha.Eu tinha levado duas amigas comigo, mas elas estavam conversando com alguns atletas de outraescola.“Vocês foram incríveis!” Eu disse. Comunidade Orkut Traduções e Digitalizações - http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=65618057 
  21. 21. Alison van Diepen - Raven “Valeu!” Slide bateu as mãos comigo. “Fico feliz que você veio.” Eles me apresentaram a um carapequeno e magrinho chamando Rambo. Eu imaginei que o nome era algum tipo de piada, entãoeu não perguntei nada. Então Chen cutucou o Árabe maravilhoso no ombro, e ele se virou para omeu lado. Eu esperava que ele sorrisse, mas ele apenas me encarou como se eu fosse algoestranho.“Nicole, esse é o Zin, nosso líder.” Chen disse. “O homem por trás dos Toprocks.”“Ei.” Eu disse.“Ei.” Zin fez uma careta. “Qual o problema com seus olhos?”“Como é?” Eu lembrei que ele não estava perguntando pela razão de sempre, já que eu estavausando lentes. “Ah, o gelo seco os deixa irritados.”“Não foi isso que eu quis dizer. Você está cobrindo seus olhos. Por quê?”Meu queixo caiu. Ninguém nunca notou que minhas íris castanho escuras eram lentes. Elas eramas mais sensíveis e reais que eu pude encontrar. Percebendo meu desconforto, ele tocou aminha mão. “Tudo bem. Então, você gostou da dança?”“Ah, gostei. Eu sempre quis aprender.”Foi então que Zin me mostrou, pela primeira vez, o sorriso que podia iluminar um cômodo.Sexta à noite. Finalmente.Esperei a semana inteira por isso, para deslizar no belíssimo santuário que vibrava com asbatidas rítmicas do DJ Gabriel. Eu nunca me canso da beleza desse lugar.“Senti sua falta!” Viola, loira clara e esbelta, está se trocando no quarto dos fundos onde eu voupara deixar minha bolsa. Ela tem um leve sotaque britânico, o que aumenta sua elegância. Euolho por sobre o ombro, só para ter certeza que ela está falando comigo. “Obrigada.”Seus olhos azuis brilham. “Muitas gorjetas hoje, posso sentir.”“Espero que sim. Semana passada foi muito bom, para um primeiro turno.”“Você se acostumou com o trabalho rapidinho. Já foi garçonete antes.”“Fui.” No Denny´s, eu não completo.“Bem, Carlo ficou impressionado. É isso que importa.”“Ele falou isso mesmo?”Ela mexe um ombro, à mostra no seu top azul de lantejoulas. “Ele não precisa. Eu trabalho paraele há algum tempo. Eu percebo.”“Legal.” Comunidade Orkut Traduções e Digitalizações - http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=65618057 
  22. 22. Alison van Diepen - Raven Eu não esperava que a Viola fosse ser tão gentil, não sei porque. Tá bom, eu sei porque: porqueela é linda. Sem dúvida, linda tipo modelo de capa de revista que não precisa usar secador decabelo. Alguém tem o direito de ser tão maravilhosa e doce ao mesmo tempo? Não ajuda que elae Zin são bons amigos.“Vocês deviam estar lá fora agora, meninas.” Nos viramos e vemos Daniella, a irmã mais nova deCarlo, que geralmente aparece para dar ordens e parecer importante – pelo menos é assim queeu vejo. Ela tem as feições italianas clássicas, que podem ser encontradas em pinturas daRenascença, mas sem o sorriso sutil de Mona Lisa.Pelo que eu sei, Daniella se dá bem. Nunca ouvi falar de outra pessoa com vinte e poucos anosque seja compradora de arte, ainda mais uma que compra para sua própria coleção. Eu suspeitoque seja uma aventura patrocinada pelo Carlo. Deve ser legal.Viola e eu vamos para o bar, parando na cabine do DJ para cumprimentar o Gabriel, um homemnegro e bonito com a cabeça raspada. Ele não tem a personalidade que se esperaria de um DJ -ele é concentrado, sério, não paquera. Eu ainda não sei a história dele, mas ele me intriga.Na verdade, a maioria dos funcionários me intriga. Eu ainda não consigo acreditar em como sousortuda de ter recebido essa chance do Carlo. Não tem a ver com o dinheiro, apesar do dinheiroser bom. Tem a ver com o fato de trabalhar no clube mais legal que existe. Tem a ver com amúsica alta e trepidante, que afasta todos os pensamentos infelizes, deixando nenhumapreocupação a não ser o próximo pedido de bebida.Depois das onze os clientes entram constantemente. Mig e Richard gostam de deixá-losesperando lá fora no frio por alguns minutos para aumentar as expectativas. E uma fila do lado defora sempre atrai mais clientes.Os outros Toprocks aparecem logo antes da meia-noite e vão para a pista de dança. Todosestamos esperando uma batalha para esta noite, mas por volta da uma e meia da manhã ficaclaro que nenhum grupo, Spinheads ou outro, vai aparecer. Eu tiro meus 15 minutos de intervalopara dançar com os caras.No final do expediente, os funcionários vão par a pista de dança. Foi uma das primeiras coisasque o Zin me contou sobre Evermore: Carlo encoraja os funcionários a terminar a noite dançandopara relaxar. Claro, eu sempre acompanho.Assim que as portas da frente fecham e o último cliente vai embora, a festa começa. É nessahora da noite que o Mig é notório por beber umas cervejas, tirar a camisa e começar a tocarguitarra imaginária e bater a cabeça. Não é a melhor coisa de se ver (ou de se cheirar) já que eleestá de terno a noite toda e está suando, mas contanto que ele não me agarre e me gire como fazcom algumas das outras garçonetes, tudo bem para mim.Viola arrasta Carlo para pista de dança, ele dança por um ou dois minutos antes de voltar parasua inspeção do bar. Ele não é o tipo que relaxa. Uma pena – aposto que ele podia dançar bemse aprendesse a relaxar.Quando a música é cortada, eu estou toda ligada por causa da dança. Eu deveria estar cansada– são quase quatro da manhã – mas me sinto mais alerta e acordada do que me senti a semanatoda. Eu consigo ver que o Zin sente o mesmo.“Minha casa?” ele diz. “Pizza?”“Claro.” Comunidade Orkut Traduções e Digitalizações - http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=65618057 
  23. 23. Alison van Diepen - Raven Zin coloca uma jaqueta dessa vez, mas a deixa aberta. Eu entro na minha parca, chapéu e luvase curvo minha cabeça contra o vento frio.Zin conhece essas ruas e as pessoas que as assombram. Ele cumprimenta os desabrigadosamontoados nas soleiras das portas, os viciados estatelados, as prostitutas. Ele sempre tem umrolo de dólares e trocados para dar, mas só se eles pedirem.Às vezes eu acho que ele é bondoso, outras vezes acho que ele é o pateta da vizinhança.Quando eu falei que numa batida a uma casa de crack haviam descoberto milhares de dólaresem notas de um dólar e moedas de vinte e cinco centavos, Zin disse simplesmente, “Cada dólar éuma escolha.”Pateta ou não, eu gosto do fato que ele se importa com essas pessoas. Tenho pena deles, mastenho nojo também – seus olhos vazios, seu cheiro, sua falta de esperança. Tudo isso me traz devolta ao fantasma.Onde ele está agora?“Estou pensando em pizza com carne. No que você está pensando?” Zin tem um jeito deinterromper meus pensamentos bem quando eles estão escapando.“Qualquer coisa, menos anchovas.”“Dá pra ser.”A casa do Zin é quente e aconchegante, diferente da casa dos meus pais, onde o aquecedor nãoproduz calor como antes. Mesmo assim, eu nunca estou aquecida o suficiente. Zin diz que éporque eu não tenho gordura suficiente no corpo – ele que o diga. Eu pego uma manta do sofá ecoloco nos meus ombros enquanto ele pede a pizza.Eu me acomodo no sofá. Ele senta ao meu lado, bebendo Coca, parecendo calmo. “Sabe, éótimo ter você na Evermore. Eu quase não me lembro como era antes de você ir trabalhar lá.”“Era ótimo – é por isso que eu me inscrevi.”“É, é verdade.” A cabeça dele se encosta nas almofadas.“Eu ganhei um montão por causa da despedida de solteira. Geralmente a gente não ganha tantodinheiro em fevereiro. Mais pessoas estão se casando no sul ultimamente.”Estamos próximos no sofá, como sempre. Talvez seja uma coisa cultural o fato de Zin não terespaço pessoal. Eu com certeza tenho, mas não com ele. Nossas coxas estão se tocando. Temum clima entre nós; com certeza ele também sente.Ele está estudando meu rosto, e eu sinto algo se levantando dentro dele, como uma pergunta.“Nossa, eu te amo, Nic.”Nós dois ficamos quietos.Ele dá uma risada sem graça. “Te assustei. Não quis dizer... nesse sentido.”“Você não me assustou.” Comunidade Orkut Traduções e Digitalizações - http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=65618057 
  24. 24. Alison van Diepen - Raven Há um silêncio incômodo. Ele ri mais agora, mas não é sua risada natural. “Nós não somos...essetipo de coisa.” Ele lê minha expressão. “Ai, merda, Nic.”Eu desvio o olhar.“Nunca ia dar certo, você e eu,” ele diz suavemente.Eu não acredito nessa fala dele. Eu já o vi ficar com muitas meninas sem se preocupar se ia darcerto. Por que não dar uma chance para nós? E daí, se não der certo? Pelo menos nós tentamos.Mas eu não falo nada disso. Porque ele sabe disso. Ele sabe que nós somos imã e metal. Iaacontecer eventualmente.“Você é muito especial para mim.” As palavras dele são nervosas. O sotaque dele sempre ficamais forte quando ele está agitado.Especial? Eu quero vomitar. “Eu não preciso de pizza. Vou chamar um táxi.” Pego meu telefone,mas ele segura a minha mão.“Você não está ouvindo. Olhe para mim.”Eu olho. Eu olho nos seus belos olhos verdes.“Eu não quero ficar com você porque eu sei que não vai durar. Por que estragar isso? É quaseperfeito.”“Você não consegue ser fiel, é isso?”“Não. É só que...Eu não sou o tipo de cara que você vai querer daqui a alguns meses quandovocê estiver na faculdade.”Eu faço uma careta. “Você está preocupado que eu vou te dar o fora porque você é barman?”“Mais ou menos isso.”“Dá um tempo, Zin. Você não precisa dar desculpa. Você não sente o mesmo, e é justo. Só párade ser tão...meloso comigo, ta legal?”“Sinto muito, Nic. Eu nunca quis te dar esperanças.” Ele parece tão inocente, tão sincero. Meirrita.“Ah, cala a boca. Eu acredito em um monte de coisas de você, mas insegurança não. Você é ocanalha mais convencido que eu conheço. Então pára com essa merda de não ser bom osuficiente para mim. Este não é você.”Os olhos dele baixam para a lata de refrigerante. “Eu, eu vou ficar na Evermore o tempo quedurar. Você, você vai se tornar alguma coisa importante. Esse negócio de dançar break é só umafase para você. Você precisa disso agora, mas um dia você vai superar essa cena, e a mim.”“Você é tão arrogante, sabia? Eu fiz alguma coisa para que você pense que eu não levo o break asério? E o meu trabalho – você acha que não é a melhor coisa na vida no momento? Bom, é. Eunão vou sair da Evermore tão cedo. Na verdade, eu provavelmente nem vou para a Faculdadeano que vem.”Ele pisca. “Você não está falando sério.” Comunidade Orkut Traduções e Digitalizações - http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=65618057 
  25. 25. Alison van Diepen - Raven “É verdade. Não temos dinheiro. Meus pais estão endividados por causa do meu irmão. E eudecidi que não vou aceitar um centavo deles. Eu acredito que uma pessoa deve pagar por suaprópria educação, de qualquer forma. Provavelmente eu vou tirar os próximos 2 anos de folga etrabalhar o máximo possível na Evermore. Então pronto, eu não vou a lugar nenhum por um bomtempo. Mas isso não muda nada, muda?”Eu não consigo ver os olhos dele, porque ele está com a cabeça baixa. Seu corpo todo estátenso, as veias em seu braço estufadas como se estive se preparando para uma pirueta.Dessa vez, quando eu chamo o táxi, ele não me impede.Nós descemos para esperar o táxi. O vento frio chicoteia meu rosto, mas eu mal consigo sentir.Eu não estava preparada para que as coisas desabassem com o Zin. Eu não estava preparadapara tudo isso. Eu poderia ter parado, mas eu não parei. Eu queria a verdade sobre ossentimentos dele. Mesmo assim, não parece real. Eu realmente pensei que ele sentisse omesmo.O táxi estaciona, e Zin me abraça, com aqueles braços fortes e maravilhosos e me aperta contraele.“Sinto muito, Nic. Eu sei que você não entende, mas confie em mim. Eu estou fazendo a coisacerta, por você.”As palavras dele não fazem sentido para mim.  Comunidade Orkut Traduções e Digitalizações - http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=65618057 
  26. 26. Alison van Diepen - Raven  5 – SOLIDÃO INQUEBRÁVELSegunda de manhã eu cai no meu assento, me sentindo em milhares de pedaços. Embaraçada.Eu não sabia como juntá-los, muito menos como fazer eles ficarem unidos novamente. Vazia.Vê-lo sábado a noite, testou minha habilidades no trabalho, mas eu tinha de continuar. Eu nãotinha escolha mas precisava achar um jeito. Meu trabalho, meus amigos, minha dança, tudoestava conectado com Zin. Eu não podia perder todas essas coisas, simplesmente não podia.Eu acho que Zin e eu nunca poderíamos ser amigos, não do meu lado. Minha amizade estavabrigando com meu amor por ele.Eu me forcei a prestar atenção na gritaria. sr. Castleman estava passando um trabalho de grupo,o qual eu tinha uma função. Mas então, eu tinha Eli McCain no meu grupo, o qual falava comolíder, e seus resultados não era nada menos do que estelar. Bem, eu deixei tudo com ele.Eli destampou sua caneta e começou a distribuir tarefas para mim e Cass, a outra menina dogrupo. Nós deveríamos fazer o Power Point da apresentação dos anti-oxidantes. Eu sempresoube que comida os continha, porque papai era o sr. Saúde, mas eu passivamente assisti Eli vircom o seu plano de ação.O sinal tocou. Eu fui para minha próxima aula. Minha mente entrava e saia de foco. Quando o sr.Rankin me questionou sobre passagens de Aristóteles que estávamos lendo, eu levantei minhasmãos porque não tinha a resposta que ele queria.No almoço eu como comida vegetariana com os rapazes, então andamos pela rua até o Dunkin’Donuts para o café. Eu pedi pelo creme extra, já que meu estômago estava muito ácido. Meusamigos não tinham idéia que eu estava triste porque meu sonho com Zin estava morto.Quando meu relógio dizia que era hora de voltarmos, eu não queria fazer isso. “Eu estou matandoa tarde. Alguém mais vai?”Kim fez uma careta. “Eu gostaria, mas tenho um quis.”“Eu estou dentro,” Chen disse.“Eu também,” Slide disse. Ele estava em seu celular com Rambo, que freqüentava o ColégioMorrow. “E aí, quer vir conosco?”Rambo não era do tipo de cara que perdia uma oportunidade de cabular a escola, junto com osToprocks, e cruzamos o Brooklyn. Eu sentia uma ligeira culpa por ser a que incentivou isso, umavez que geralmente eu era a que tentava convencer eles a irem para as aulas. Hoje, no entanto,eu não tinha como ficar sentada numa sala por mais algumas horas.Vinte minutos depois nós estávamos na Nissan de Rambo, que cheirava a colônia, como sempre.Eu me joguei no banco de trás, sentindo o som do carro. Chen deslizou para o meu lado.Rambo deslizava pelo trafego. “Vamos ver o que o Zin está fazendo.” Ele trocou para o modoviva-voz. “Zin, e aí?”Droga. Se eu soubesse que ele ia se oferecer para ir até Manhatttan buscar Zin, eu não estariaaqui. O que Zin iria pensar quando ele descobrisse que eu sugeri que nós matássemos as aulas Comunidade Orkut Traduções e Digitalizações - http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=65618057 
  27. 27. Alison van Diepen - Raven da tarde? Ele ia pensar que é algum tipo de jogo para vê-lo antes da noite de treino de hoje? Ouele pensaria que eu também matei aula? Não era um bom cenário.Zin no auto-falante. “O que está pegando, Bo?”“Nós estamos no carro procurando um destino. Você ta afim?”“Não posso, eu tenho coisas para fazer.” Ah vamos lá.“Vamos!” Chen e Slide gritaram.“Não, na verdade, eu estou ocupado, mas vejo vocês a noite.”“Está ocupado com quê?” Chen perguntou. “Estudando para seu GED 14?”“Você precisa disso, Bruce Lee.”Eu cutuquei Chen em suas costelas. A única coisa que eu nunca iria me acostumar era a formacomo os caras implicavam um com o outro. Eu não pensava muito quando eles chamavam Zin deterrorista, desde que ele sempre brincava com isso, mas o GED era outra coisa. Todos nóssabíamos que Zin não tinha terminado a escola, e ele agia como se ele não ligasse, como se elenão tivesse orgulhoso disso.Droga, eu não devia estar sentindo pena dele. Ele tomou as próprias decisões.Eu sei muito bem.Na noite de pratica, eu estou pronta para cair no tapete. Enquanto Zin, ele está mais quieto que ousual. Ele parecia nervoso, como se ele tivesse horrorizado que eu fosse fazer algo emocionalcom ele. Mas isso não aconteceu. A noite de sexta já estava ruim o bastante. Eu não iatransformar num drama.O que eu tinha de fazer para me livrar dele? Zin não tinha feito nada de errado, ele apenas nãocorrespondia meus sentimentos. Era ruim para mim, mas não era um crime.Então nós praticamos, e criticamos os aéreos de Rambo, eu trabalhei no meu passo subindo deseis para oito 15, e nós falamos sobre os Sprinheads e como aquela garota deles não sabiadançar, não como eu.Eu apenas estava mal por ainda estar atraída por Zin.Droga de ferômonios.Eu estava plantando bananeira, cambaleei, então eu cai de costas no chão.                                                            14 GED - General Educational Development, um certificado de conclusão de estudos, mas há duas situações, uma quando você termina a escolanormal e tem esse a mais no curriculum ou pode ser uma espécie de prova que você faz quando não tem estudos, como quando se estuda emcasa, ou supletivo, ai você faz o teste, se passar tem o certificado de finalização da escola (O que é o caso do Zin aqui).15 cranking my six steps up to eight – no original, é um passo de dança, mas infelizmente não achei nada que pudesse explicar melhor que passo éesse.  Comunidade Orkut Traduções e Digitalizações - http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=65618057 
  28. 28. Alison van Diepen - Raven “Ouch.” Chen me estendeu a mão, rindo. “Um pequeno problema de concentração?”Terça a noite no Y. Chen estava aqui toda noite por volta das nove, e as vezes me juntava a ele.A adesão era barata e não havia muitas pessoas – não quem importava. Apenas alguns carascom corpo musculoso e pernas magras que se observavam no espelho. Caras que arrotam paraver quem faz o som mais alto. Caras que não me notaria mesmo que eu fizesse exercícios, o quenunca fazia.Eu tirei a mão da barra. “Acho que não estou legal essa noite.”“Mesma coisa da noite passada, huh?” Ele procurou meus olhos. “Todos nós sabemos que algoaconteceu entre você e Zin. Você parecia chateada ontem, e então quando praticávamos nóssoubemos que algo tinha acontecido. Eu não queria perguntar nada na frente dos outros....”Eu pisquei. Era tanto para pensar que os caras tinham pistas. Eu não sabia o que dizer. Eu nãotinha certeza do que Zin tinha dito a ele.“Nós achamos que finalmente ele se mexeu. Pobre bastardo. É obvio que ele gosta de você temmuito tempo. É fácil para o cara. Ele vai terminar isso. Desde que você não pire e saia do grupo.”“Eu nunca faria isso – sair do grupo, eu digo. Eu não estou pirando.”“Bom.”Uau, eles realmente me queriam. Eu sabia que eles gostavam de mim, admiravam meu trabalhoduro. Mas o fato de que eles realmente estavam preocupados que eu deixasse o grupo – isso erabom.“Me ampare, eu vou fazer um duplo para trás.” Ele ajeitou as pernas, começando a posição.“Espere, Chen. Eu gostaria de dizer a você, Zin e eu... não aconteceu como isso. Ele não feznada que me deixasse desconfortável.”Ele deu de ombros. “Hei, que bom que está tudo legal.”Eu observei ele, embora ele não precisasse. Seu trabalho no ar era sempre sólido – seus treinosde ginástica sem duvida. Chen era extraordinário por sua precisão, enquanto Zin era conhecidopor sua incrível força no seu trabalho no ar. Chen ao contrario de Zin, era ambicioso, e ele estavafazendo audições para shows de dança na TV. Ele chegou ao cinqüenta mais num deles no anopassado.Ouvindo os caras falando da situação ajudava. Ao passar os dias eu verificava se a vibraçãoentre nós era uma ilusão, uma desilusão. Mas se todo mundo via isso tão claro, então não era. Eutinha razão por correr o risco, falando com ele sobre isso.Eu ainda gostaria de saber porque Zin não tinha dado uma chance. As razões não eram reais. Euficarei na Evermore enquanto eu puder. Ele achava que eu era tão esnobe para namorar umbartender? Era idiota, e Zin não era idiota.Tanto faz. Isso não mudava que eu sentia falta dele, e eu desejava que nós pudéssemos acharum jeito de ter nossa amizade como antes.“Mais audições vindo por ai?” eu perguntei a Chen.“Dance America, mas nada até julho. Rambo e Slide vão nessa audição. Você deveria também.” Comunidade Orkut Traduções e Digitalizações - http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=65618057 
  29. 29. Alison van Diepen - Raven “Eu vou pensar sobre isso.” Mas eu sabia que não tinha um nível profissional e nunca seria. Eusou boa, mas não sublime, não como Chen ou Zin. E eu estava legal com isso. “Eudefinitivamente vou ajudar vocês nos treinos.”Nós praticamos mais alguns movimentos, então fomos para a sala de pesos. Eu fazia algumasseries com pesos de mãos enquanto ele fazia leg press 16.“Como está indo na Evermore? Fazendo dinheiro como Zin diz?”“Talvez não tanto quanto Zin diz, mas melhor que no Denny’s.”“E sobre aquela menina Viola – ela é solteira?”“Olá, você não tem namorada?”“Não para mim, para Rambo. Ele sempre está babando nela.”“Eu vou descobrir isso para você, mas é um grande tiro. Ela deve ter uns vinte e cinco. Eu tenhoduvida que ela procura um cara do 2º grau.”“Rambo acha que o charme dele vai hipnotizá-la.”Nós rimos.“Kim e eu faremos seis meses.”“Tem grandes planos?”“Qualquer coisa que ela queira. Ela deve ter tudo planejado, tenho certeza.”“Eu já mencionei que você e a Kim fazem um casal adorável?”Ele tossiu. “Adorável? Droga, vocês mulheres estão tão determinadas a brincar com a minhamasculinidade, não estão?”Eu sorri. “Nós tentamos.”Eu cheguei em casa por volta das 11:50, cansada. A Daca estava escura. Meus pais sempre iampara cama as 10:30. Colocando para mim uma tigela de cereal, eu fui para o meu quarto ecoloquei alguns sons baixos. Isso sempre me dava um descanso antes de ir dormir.Eu peguei meu celular, vasculhei a única foto que tinha dele. Zin nunca posava para fotos, diziaque não era fotogênico – uma estranha coisa para dizer de um cara que não descuidava do seuvisual. Infortunamente, essa foto, que eu tirei no bar sem ele saber, estava distorcida. O rostodele era pálido e fantasmagórico, como um fotografo amador tivesse mexido com ele depois dafoto ter sido tirada. E que uma luz tivesse vindo por trás dele, como se alguém tivesse tirado umafoto com flash ao mesmo tempo.A ironia visível para mim: Zin não podia ser capturado numa foto, ou na vida real.                                                              16  Aparelho de academia que exercita as pernas.  Comunidade Orkut Traduções e Digitalizações - http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=65618057 
  30. 30. Alison van Diepen - Raven 6 – CATÁSTROFE IMPEIDOSAEu ansiei a semana toda para a emoção frenética do Evermore, agora é aqui.Viola e eu nos encontramos na semana. Ela está tendo problemas com o namorado (nota paramim mesma: dizer ao Chen para ele dizer ao Rambo). Seu atual cara está chateado porque seuex ainda liga. A coisa é, ela é amiga do seu ex e não quer cortar isso. Eu me simpatizo com ela,mais a situação parece fascinante para mim. Me pergunto o que seria ter dois caras brigando pelaminha atenção.Os negócios estão correndo lentamente, e nós estamos fora para servir os clientes. Carlo nãogosta de estar próximo a nós, mesmo que em silêncio. Mas eu posso sentir muitas vezes seusolhos.Eu me aproximei do bar para encher minha primeira ordem de bebidas. Zin olha de uma boamaneira, que me faz ranger os dentes, mas eu dei um amigável sorriso."Pensei se vai ter alguma batalha hoje a noite?" Eu perguntei."Nunca se sabe. Eu aposto que os Spimans têm medo de voltar. Ele sabe que só teve sorte daúltima vez."Depois de decorar as bordas das bebidas com frutas fatiadas, ele carregou minha bandeja, e euas servi para um novo grupo de pessoas no sofá de veludo - um barulhento, puído que cheirava aerva daninha e cheiro próprio.Eu parei sem vida.É o fantasma.A garota que está em seu grupo falou comigo. "Me dá essa coisa de Omega Coquetel. Vocêentendeu isso?"Eu não tinha entendido. Ele está indo para o meu segundo lugar agora.O fantasma olha para cima, olhar duplo. Aí ele olhou para longe, e continuou a falar com seusamigos, como se não me conhecesse."Como você está, Josh?" Eu perguntei.O grupo está excitado."Você sabe quem é aquela garota, Cactus?" Alguém disse.Ele sacudiu a cabeça. Então levantou e seguiu para os banheiros, como se não fosse nada, comose eu fosse o fantasma."Qual é o seu problema?" Eu puxo sua camiseta com meu punho cerrado."O que você está fazendo aqui?""Eu devia lhe perguntar isso." Ele me olhou de cima e para baixo com seus frios olhos azuis."Brincando de adulto, huh ?" Comunidade Orkut Traduções e Digitalizações - http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=65618057 
  31. 31. Alison van Diepen - Raven "É...bom te ver."Mas não é bom vê-lo. É assustador. Ele parece a morte. Sua pele está manchada de solavancosvermelhos, seu cavanhaque é impertinente, e os seus olhos estão enormes afundados na suacara.Seus lábiod se curvaram. Ele está rindo.Ele coloca seu rosto na frente do meu, me dando uma super olhada. "Você gostou de me ver,huh? Isso não é aquilo que você me disse na última vez.""Você não tem que viver dessa maneira, Josh. Nós vamos te ajudar.""Sim? Se você quiser me ajudar, me empresta cinqüenta dólares.""Eu não posso... desculpa."Ele bufou. "Viu? Você não quer me ajudar. Você quer que eu siga suas regras, viver a minha vidaà sua maneira. Exatamente como a mamãe e o papai.""Você tem a maior ousadia de falar sobre a mamãe e o papai. Ele fazem tudo por você.""Eles me expulsaram.""Você estava usando na casa deles! O que você esperava?""Você não vai conseguir isso. Você nunca conseguiu. Porque você não vai fazer o seu trabalho eme traz uma cerveja?"Eu tenho que ir embora. Se não, estou indo perde-lo. Eu comecei, mais ele agarrou meu braço eme puxou de volta. Eu perdi minha bandeja, martinis, vidros estilhaçados no chão.Gritando e com movimentos em volta de min.Carlo deu nele em uma chave de braço. Josh está em pânico, gritando, esperneando. Carloaproveitou e socou Josh e ele caiu de joelhos, respirando com dificuldade.Os porteiros o arrastaram para fora. Os amigos do Josh estão gritando maldições - eles oslevaram, também.Carlo colocou o braço em torno de mim, me segurando."Você está bem? Você quer me dizer o que aconteceu?"Eu não podia. Eu não podia falar. Não conseguia parar de chorar.Carlo me levou para o escritório, me sentou no sofá baixo. Ele me passou um tecido. Eu dei umabatidinha de leve nos meus olhos, mas o soluço não vai passar. Eu não posso acreditar que issoestá acontecendo. Eu vou ser demitida, eu sei. Ele não quer um problema em suas costas.Josh. O fantasma. Ele agora nunca vai voltar para nós. Nunca. Ele me odeia.Eventualmente eu olhei para cima e percebi que Carlo ainda estava lá, paciente como sempre. Comunidade Orkut Traduções e Digitalizações - http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=65618057 
  32. 32. Alison van Diepen - Raven "Sei que estou despedida."Seus olhos pretos são confortantes. "Você não está despedida, Raven."É uma expressão de afeto, e que me fez sorrir um pouco."Obrigado.""Você sabia quem era aquele?"Aqui está. Uma oportunidade para dizer a verdade humilhante."Ele é meu irmão."Ele acenou, me fazendo ir mais adiante."Eu não o via a messes. Ele só liga em casa para pedir dinheiro aos meus pais. Ele está porconta própria e não vai deixar ninguém ajudá-lo.""Me desculpe." Seus olhos estão estáveis.Minha expressão confusa com lágrimas."O que aconteceu, é culpa minha. Eu continuo a pensarque talvez haja algum caminho para chegar até ele. Mas tudo isso só faz ele ter mais raiva.""Parece que você perdeu o seu irmão há um tempo átras. Aquele cara lá fora, ele não era seuirmão. Ele era um drogado. Ele não é a mesma pessoa que você conhecia. Sua alma estáquebrada.""Mas eu ainda amo ele.""Você ama a memória dele, Raven." Ele me puxou para o seu lado. Ele nem se quer se importouque minhas lágrimas estragassem seu terno.Depois de me deixar por um minuto para verificar se está tudo bem na frente, Carlo voltou para oescritório. Nós estamos falando. Uma ou duas horas se vão, não sei quanto tempo. Eu lhe dissecoisas que ninguém sabe, além de Zin e meus pais. Eu lhe disse sobre o inferno quando Joshestava ao redor, e o inferno que ele deixou.Uma em ponto, vi Zin pairar no batente da porta. Carlo o mandou embora. Bom. Eu não quero Zinagora. Não quero mais precisar dele.Eventualmente Carlo checou seu relógio. "Seria melhor eu ir até a frente. Estamos fechando."Não posso acreditar, conversamos a noite toda.Ele me ofereceu seu braço, me ajudando. "Me deixe te colocar em um táxi.""Mas eu posso ajudar a limpar.""Não está noite." Comunidade Orkut Traduções e Digitalizações - http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=65618057 
  33. 33. Alison van Diepen - Raven Eu andei para fora do escritório com ele, e eu sinto o pessoal me assistindo, nós deixamos o bar.Havia um táxi na frente, há sempre alguns, e Carlo abriu a porta para min e me jogou umas notasna minha mão. "Boa noite, Raven." Inclinado-se para frente, seu lábio gelado tocou minha testa,e eu me afundei novamente no banco.Eu estou vendo o fantasma através de um espelho bidirecional. Ele está vestindo um Jeansrasgado e sua camiseta, surrada onde eu o agarrei. Seu cabelo castanho está desarrumado,como se não tivesse sido escovado ou lavado há dias. Ele está sentado no meio de um grupo depessoas. É a sua vez de falar."Meu nome é Josh e eu sou um viciado. Eu sou viciado em cafeína. Em fast-food. Em minha ex-namorada, que é uma espécie de piranha. Em brincar com o tabuleiro Ouija boards 17. Em chat deadultos. No Grand Theft Auto 18. Em navegar na internet para ver as fotos de Scarllet Johansson,que é totalmente quente. Para permanecer fora todas as noites. E talvez, só um pouco, emmeth 19."Todo mundo está olhando para ele, sendo simpáticos.Ele virou para o espelho, olhando diretamente através dele. Em mim."É isso que você quer ouvir, Nic?" ele sorri ironicamente.A cena mudou.Eu estou num necrotério. Eu sei que é mórbido, porque isso é exatamente como um CSI. Frio, nu,azul. Ele está deitado sobre uma mesa, um lençol até seu pescoço.Há uma figura em um manto preto ao lado dele."Não!"Eu abracei meu travesseiro, tristeza enchendo minha garganta. Ele não morreu, eu me recordei.Ainda não, de qualquer maneira.                                                                    17  É um tabuleiro como o jogo do compasso – para invocar espíritos e afins.18  Jogo de corrida, tipo o GTA.19  Espécie de droga, como o crack ou a cocaína.  Comunidade Orkut Traduções e Digitalizações - http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=65618057 
  34. 34. Alison van Diepen - Raven  7 – PASSOS LEVESNo sábado à noite, o Slide chega para mim e grita em meu ouvido, “Olha quem apareceu!”Eu me viro e vejo os Roccofella Poppers se aquecendo na pista de dança.Meu pulso acelera. Significa batalha.Ótimo. Estou a fim de uma.Os Roccafella Poppers – batizados assim por causa dos Rockefeller Brakers, uns dos melhoresdançarinos de break dos anos oitenta – são um grupo do Queens. O líder deles, Kazaam, de 28anos, é um veterano na cena. Batalhar com eles é uma oportunidade rara. Imagino o que Zin fezpara persuadi-los a aparecer.Depois que o Carlo me libera, eu corro para os fundos para me trocar e depois me junto aoscaras na pista de dança. Os rostos deles estão sérios.Estamos muito determinados a ganhar essa batalha.É o Slide quem começa a batalha, contraindo os músculos de forma agressiva bem na cara doKazaam. Ele termina dando um peteleco com o dedo no peito do Popper. Uma multidãointeressada se forma a nossa volta.Kazaam revida com um pouco de toprocking 20, depois levanta as pernas e faz um monte dechutes em L, antes de cair no chão e fazer um coffee grinder. 21A coreografia dele é impecável, e a multidão aplaude. É a vez do Chen de revidar. Ele começafazendo um headstand 22, levantando e fazendo um handstand. 23Depois, em um movimento muito legal, ele sai do handstand e aterrisa em splits. 24A multidão ruge. Chen fica de pé, chamando os adversários com o dedo.Dusk e o mais novo membro do Roccafella, G.Night, marcham para o meio da pista em sincroniaperfeita, imitando robôs.Então eles vão para o chão e fazem windmills 25 – G. Night com um pouco menos de velocidadeque o veterano, Dusk.Zin e Chen são os próximos, deixando os Poppers no chinelo com headspins sincronizados. Elesvem trabalhando nisso há semanas e valeu a pena.Eu vou pra pista para fazer um worm 26, me contorcendo como uma água-viva. Zin faz outro wormseguido de Rambo.                                                            20  Passo do break no qual o dançarino fica em pé e mostra seu estilo. 21  Também conhecido como helicóptero, é o passo de break no qual o dançarino agacha e gira as pernas alternadamente. 22  Passo do break no qual o dançarino gira no chão sobre a própria cabeça. 23  Passo do break no qual o dançarino se apóia de cabeça para baixo sobre uma das mãos.24  Passo do break no qual o dançarino separa as pernas até praticamente ficar sentado.25  Passo do break no qual o dançarino se apóia alternadamente nas pernas e nos braços, indo para frente e para trás 26  Movimento do break no qual o dançarino se move em ondas.  Comunidade Orkut Traduções e Digitalizações - http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=65618057 
  35. 35. Alison van Diepen - Raven Zin conta “Três, dois, um!” e nós nos levantamos e congelamos em poses diferentes. Na terceiracontagem, fazemos alguns movimentos de robô. Depois congelamos de novo.A multidão enlouquece. Os Poppers voltam com mais alguns passos, mas o momento é nosso.Nós vencemos.Nós cumprimentamos os Roccafella Poppers. Eles tem bom espírito esportivo. Não é uma disputareal como é com os Spinheads. Um monte de fãs nos cercam, cumprimentando os caras, batendoos cílios.Ninguém diz nada para mim, claro. As garotas só me olham com inveja enquanto tentamdescobrir se eu estou com algum dos caras. Eu fico longe para mostrar para elas que não.Zin e eu não temos o luxo de ficar na pista por muito tempo. Ainda estou dançando enquantotroco de roupa, coloco mais uma camada de desodorante e volto ao trabalho.Enquanto eu espero no bar até que Zin prepare as bebidas, Carlo se materializa ao meu lado.“Bom trabalho, Raven”Eu noto a barba por fazer, o cheiro másculo do perfume e o negro líquido dos olhos dele. Eu jáhavia notado isso antes?“Obrigada, Carlo.”Zin coloca as bebidas na minha bandeja. Eu sinto os olhos dele queimarem sobre mim, como seestivesse lendo meus pensamentos, como se ele estivesse me avisando para não ir naqueladireção com o Carlo.Eu não entendo porque isso seria da conta dele. Eu sorrio para o Carlo e vou embora.Nós.Detonamos.A satisfação me mantém quente enquanto eu ando pelo frio congelante depois do meu turno. Euprecisava ganhar hoje. Eu não sei porque. Não apaga o que aconteceu ontem a noite com oJosh. Não diminui a dor por causa do Zin.Mas durante aqueles minutos, os Toprocks dominaram a pista. E foi o máximo.As ruas estão quietas. É só uma caminhada de cinco minutos até o metrô, e eu já fiz essa rotamuitas vezes. Os rostos acabados, amontoados nas soleiras das portas são familiares ebenignos.Mesmo assim, eu queria que o Zin estivesse comigo. Ele fazia com que o frio fosse menoscortante, o escuro menos assustador. Eu ouço passos leves na neve atrás de mim. Olhando porsobre o ombro, eu vejo que é um cara mal arrumado. Eu aperto o passo. Ao que parece, ele faz omesmo.Completamente nervosa agora, eu começo a correr. Uma inspeção da área me diz que eu estousozinha ali. Coloco a mão no bolso e pego meu celular.“Dá licença, moça?” chama uma voz atrás de mim. Comunidade Orkut Traduções e Digitalizações - http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=65618057 
  36. 36. Alison van Diepen - Raven Eu me viro. Ele está perto o suficiente para que consiga sentir seu cheiro. Os olhos dele estãorevirando e vermelhos.Calma. Ele não é diferente do Josh. Provavelmente ele quer dinheiro.“Você podia me dar um dólar para comprar chocolate quente, por favor?”Não é meu hábito dar dinheiro para viciados, mas dessa vez eu dou, já que eu estou em posiçãovulnerável e não quero irritar o cara. Pego algumas moedas e estendo a mão para entregar paraele.Ele se aproxima, sua mão esticada. Eu noto que sua outra mão está enterrada no bolso docasaco.Meus instintos gritam que eu estou em perigo.Eu pulo para trás, me viro para correr. Mas ele se joga em cima de mim, me derrubando. Eu caio,minha testa bate na calçada abaixo da neve. Eu fico desorientada por alguns segundos e depoisa adrenalina toma conta. Eu luto como um gato selvagem quando ele tenta me imobilizar. Tudoque eu consigo pensar é eu não vou deixar você me estuprar, seu viciado nojento!Meu cotovelo o acerta nas costelas, afastando-o o suficiente para que consiga rolar para o lado.Ele volta com um brilho metálico apontado para meu peito. Fura meu casaco, mas desvia. Quemerda, ele tem uma faca. Ele está tentando me matar.Eu mal tenho tempo de me encolher na posição fetal e colocar as mãos sobre a cabeça quandovem a próxima facada. Uma dor quente e cortante passa pelo meu braço.Por um momento, é como se o tempo parasse. Eu penso em meus pais, e em como é injusto quealguém tente me matar quando meus pais já passaram por tanta coisa.Com as duas mãos eu pego o pulso dele e uso toda a força que eu tenho para desviar a faca. Elerecua, se desvencilhando das minhas mãos. E então, através das barreiras dos meus braços, euvejo ele sendo levantado no ar e jogado. Um barulho.Zin está de pé do meu lado, com os olhos brilhando âmbar. Eu pisco. Eu posso estar tremendopor causa da adrenalina, posso estar sangrando muito, mas os olhos deles .... não parecemhumanos.“Nic.” Ele está de joelhos, colocando pressão no meu braço. Há uma poça de sangue na neve.Meu sangue.“Pra onde ele foi?”Em resposta, Zin olha por cima do ombro. O cara está deitado a uns 6 metros de distância.Parece que ele bateu contra uma parede e agora está amontoado no chão. Ele não está semexendo. Eu não entendo. Não tem como Zin, ou qualquer pessoa, conseguir jogá-lo tão longe.Zin pega meu telefone e me entrega. “Chame uma ambulância. Eu tenho que ir. Você não podecontar para ninguem que eu te ajudei ou que eu estive aqui.”“Não me deixe!” A adrenalina está começando a me abandonar e eu me preocupo que eu voudesmaiar. “E se ele se levantar e vier atrás de mim?” Comunidade Orkut Traduções e Digitalizações - http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=65618057 
  37. 37. Alison van Diepen - Raven “Ele não vai. Ele está quase morto.”“Mas –”“Olha, você não pode contar para ninguém que eu estive aqui. Se você contar, eu estouencrencado.”“Mas você me ajudou!”“Eu ainda posso ser acusado.”Eu o encaro. As íris estão pulsando como um coração.“Zin, seus olhos ... tem algo errado com eles.”“Não tem nada de errado.” Ele desvia o olhar, discando 911 no meu telefone. “Fale. Conte paraeles que você o empurrou contra a parede do prédio. Não olhe para ele, está bem? Você só vaificar assustada. Ele não pode te machucar agora.”“Tudo bem.”A telefonista de emergência atende.“Preciso de uma ambulância. Eu – eu fui esfaqueada. Esquina da Canal Street e —”Zin está me deixando. Eu o vejo se levantar, caminhar na direção do viciado. Ele coloca uma mãosobre a cabeça do cara, e um raio de luz sai do seu braço, se espalhando pelo seu corpo,dissolvendo-se. Meu queixo cai. Zin inclina sua cabeça para trás, respira fundo, depois saicorrendo.“Senhora, está na linha?”A telefonista está falando. Eu estou sem fala.             Comunidade Orkut Traduções e Digitalizações - http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=65618057 
  38. 38. Alison van Diepen - Raven  8 – OLHOS ARDENTESEu tive sorte. Isso foi como o doutor colocou. Como as enfermeiras tinham dito. Meu braço tinhasido cortado, mas só precisou de dez pontos.“Eu ficaria assustado com a história”, o doutor disse. Eu não respondi. Minha mente estava longe.Meus pais estavam aqui. Eu confirmei a eles que estava bem, isso não tinha sido nada.Os policiais acreditavam que tinha mais na história.“Eu empurrei ele no prédio.”“Você deve ser extremamente forte, senhorita. Seu crânio foi esmagado.”Eu levantei meu braço machucado, tentando parecer inocente – o que eu supus, eu era. “Bem,não sou uma frouxa, principalmente quando alguém está me atacando.”“Há um buraco na parede onde a cabeça dele bateu.”“O impacto valeu para os dois.”“Você tem certeza que nunca teve contato com essa pessoa antes?”“Tenho certeza. Eu nunca o tinha visto na área.”“Então você passa bastante tempo na vizinhança?”“Não na verdade. Eu apenas vou e volto do trabalho.”“Você estava com algum amigo? Talvez alguém que conhecesse o cara?”“Não. Estava sozinha.”Os policias concordaram. Eles queriam acreditar em mim. Este caso seria aberto-e-fechado poreles.“Você trabalha em um clube para menores. Seus pais sabem disso?”“Eles não gostam, mas eles tem as suas próprias batalhas, sabe?”Eles concordaram de novo. “Você não devia andar pelas ruas tarde da noite.”“Eu sei. Foi um erro estúpido.”“Você tem muita sorte de só ter sido isso.”Sim, eu me sentia ter ganho na loteria.Eu estava jogada contra os meus travesseiros, assistindo minha miúda TV. Eu tinha uma TVbacana em meu quarto, nos dias de prosperidade. Então Josh roubou-a e vendeu. Comunidade Orkut Traduções e Digitalizações - http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=65618057 
  39. 39. Alison van Diepen - Raven Eu revivi a noite passada varias e varias vezes em minha mente, como um filme e eu observavatudo como se estivesse num cinema escuro. A garota encontra um idiota na rua. Há uma luta, umgrito. E então a ultima cena passa em câmera lenta: Um belo rapaz com luzes nos olhos joga ocara na calçada e –Uma batida na porta do meu quarto. Minha mãe fala. “Zin está aqui. Você se sente bem parareceber visitas?”“Eu chamei ele.”“Ok, eu vou mandar ele subir.”Zin entrou um momento depois, fechando a porta atrás dele. Ele parecia mais pálido que o usual,e incerto. “Como você se sente?”“Eu estou ok. Tylenol ajuda.” Eu olho para meu braço, o que estava com bandagens e tiras. “Nãoestá quebrado. O doutor pensa que eu deveria me movimentar menos por causa das tiras. Entãoeu não quero arrebentar os pontos.”Ele sentou no fim da minha cama. “O que aconteceu com a polícia?”“Eu disse a eles que ele me atacou, houve uma luta, e eu joguei ele no muro. Eles ficaram comum pé atrás com a minha historia. Eles teriam de ser estúpidos para acreditar que alguém do meutamanho poderia fazer isso, mas eu não acho que eles se ligaram.”Ele pareceu aliviado. “Obrigado por ter me deixado fora disso.”Eu não disse nada. Eu tinha muitas questões dentro de mim.“Eu estava observando você escondido até a ambulância chegar. Eu não abandonei você. Eu nãoespero que você acredite em mim, mas é verdade.”“Eu acredito em você.”“Obrigado. Eu sei que a ultima noite foi como um borrão para você. Você ficaria melhoresquecendo tudo isso.”“Eu vi o que você fez com ele.”Ele concordou. “Eu não queria matar o cara. Quando eu vi aquele cara em cima de você, eu fiqueilouco. Adrenalina faz isso com você.”“Não é disso que eu estou falando. Você tocou a cabeça dele. Uma luz saiu de dentro dele.”Seus olhos se estreitaram. “O que você está falando?”“Eu vi Zin. Você disse para não olhar, mas olhei. Eu vi o que você fez.”“Você teve muitos momentos na última noite. Eu não estaria surpreso se você pensasse que viucoisas estranhas. É bem normal. Eu não acreditaria no que aconteceria comigo.”“Eu sei o que vi seus olhos estavam... selvagens.” Comunidade Orkut Traduções e Digitalizações - http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=65618057 
  40. 40. Alison van Diepen - Raven “Você perdeu muito sangue. Isso soa como alucinação.” Mas sua voz escondia algo além daspalavras.“Por favor, Zin. Me conte o que aconteceu.”“Nada aconteceu. Eu sou mais forte do que pareço. E quando eu vi ele machucando você, euperdi.”“Você está tomando anabolizante ou algo assim?”“Não.”“Então...?”Seus olhos eram suplicantes. “Vamos lá, Nic.”“Não posso. Eu vi você matar aquele cara.”“Ele merecia.”“Eu não estou discutindo isso. Mas eu não entendo porque você não quer me contar. Você nãoconfia em mim?”Seus olhos encontraram os meus, lasers verdes. “Eu confio.”“Então me diga.”Ele ficou em silencio por um tempo, observando suas mãos.“Zin-““Eu preciso saber que o que quer que eu te diga, você não vai contar para ninguém, não importao quanto isso... perturbe.”“Não vou, Zin.” Você sabe como eu me sinto sobre você.“Sou imortal.”Silêncio.Ele me observava, como se eu devesse responder alguma coisa. Eu apenas olhava para ele. Eunão sabia exatamente o que eu deveria esperar que ele dissesse que explicasse a ultima noite,mas definitivamente não era isso.“Eu realmente morri há muito tempo atrás. Um homem, um mágico, me trouxe de volta de algumponto da morte.” Ele parou, como se não tivesse certeza do que dizer a seguir. “Eu sei éassustador.”“Um mágico... trouxe você da morte,” eu repeti, ouvindo eu mesma dizer como se isso fosse soarmenos insano. Meu cérebro estava articulando. O que ele estava dizendo não podia ser verdade.Era impossível. Era ficção cientifica. E isso não era uma explicação racional para o que houveontem a noite.“Então quantos anos você tem exatamente?” Comunidade Orkut Traduções e Digitalizações - http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=65618057 
  41. 41. Alison van Diepen - Raven Ele se levantou e andou até a janela. “Depende se você conta pelo calendário ou corpo físico. Euestive por aí por um tempo, mas eu fisicamente tenho 20 anos, com tudo que isso significa... seeu tivesse 40 quando aconteceu, provavelmente seria mais fácil.”Minha mente estava girando. Ele estava me dizendo que era apenas outro honrado cara de 20anos – exceto que ele estava com 20 anos há muito tempo.Um tremor veio do braço dele; sua mão direita movia uma leve luz.“Zin? Você está bem?”“Eu estou bem.” Mas ele estava se ajeitando então ele bateu contra a esquadria da janela.Eu pulei fora da cama. “Você não está bem, está?”Ele não olhou para mim. “Eu tenho de ir.”Ele estava cruzando o quart quando eu segurei seu braço. “Espera!”Nossos olhos se encontraram. Suas irias eram âmbar. Eu pulei para trás.Ele baixou os olhos, e um segundo depois ele saia.Naquela noite a campainha tocou.Eu olhei pelo olho-mágico. O cara de entrega de flores.Eu abri a porta.“Oi! Eu tenho uma entrega para Nicole Burke.”“Sou eu.” Uau. Eu peguei e coloquei na mesinha de café, removendo o plástico. Era um buquepreto-e-branco, com flores de veludo preto e sedosas brancas. Eu abri o cartão. Minha querida Raven. Eu fiquei horrizado em ouvir o que aconteceu com você na ultima noite. Zinadin me prometeu que você está bem. Eu desejo que você se recupere logo. Seu, Carlo.Em meu sonho, eu era um corvo (raven) sobrevoando as nubladas nuvens. O céu estavacinzento; não havia calor além do sol atrás de mim. Ventos gelados batiam nos meus cabelospreto-prateados. Eu juntei minhas asas em meu corpo para me aquecer. Então eu comecei a cair.Eu acordei com um estalo. Era 3:36 am, e o quarto estava escuro exceto pelas luzes claras dospostes de frente de nossa casa. Eu fiquei observando alguns minutos, decifrando as sombras.Eu não podia mais fazer isso.Eu disquei no meu celular.Ele respondeu no segundo toque. “Oi, Nic.” Sua voz era fraca, mais fraca que antes.“Eu estava preocupada com você. Você parecia tão terrível quando você saiu.” Comunidade Orkut Traduções e Digitalizações - http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=65618057 
  42. 42. Alison van Diepen - Raven “Me desculpe, eu assustei você.”“Você não me assustou, não de verdade. Eu apenas estava de guarda baixa. Você vai ficar bem,certo?”“Sim. Isso vai levar alguns dias, mas ficarei bem. Sou imortal, lembra?”“Eu lembro.” A memória de Zin atravessando as ruas tumultuadas de Manhattan sem medo denada voltaram. Eu sempre achei que ele era maluco.Zin limpou a garganta. “Então... eu não assustei você? Nós ainda podemos ser amigos?”“Claro. Nada mudou. Você é o mesmo, certo?”“Sim. Eu definitivamente continuo o mesmo.”“Então está tudo bem.”Eu ouvi ele suspirando. “Você não sabe o quão agradecido de ouvir você dizer isso. Eu semprequis te dizer o que eu realmente sou.”“Quem você é, não o que.”“Certo. Obrigado.”                  Comunidade Orkut Traduções e Digitalizações - http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=65618057 

×