Quarto de hotel
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Quarto de hotel

on

  • 1,039 views

Em 2001 um grupo de arquitetos concorreu a transformação do Hotel Escola Barreira Roxa em Natal no Rio Grande do Norte. Todos foram levados a Frankfurt para visitar a Messe de 2001.

Em 2001 um grupo de arquitetos concorreu a transformação do Hotel Escola Barreira Roxa em Natal no Rio Grande do Norte. Todos foram levados a Frankfurt para visitar a Messe de 2001.

Statistics

Views

Total Views
1,039
Views on SlideShare
1,039
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
11
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

CC Attribution License

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Quarto de hotel Quarto de hotel Presentation Transcript

    • QUARTO DE HOTEL PROJETO HOTEL E CHARME HOTEL BARREIRA ROXA HOTEL ESCOLA SEBRAE – NATAL/RN 2001 Conforto e prazer
    • PROJETO HOTEL E CHARME – HOTEL BARREIRA ROXA – SEBRAE – NATAL/RN QUARTO ORIGINAL
    • TRANSFORMAÇÕESQUARTO - Rio Grande do Norte
    • Pernambuco – Arq. Sandra Miranda
    • PernambucoEstamos em época onde as pessoas, cansadas de viver em meio ao estresse, procuram nos momentos de lazer sair da rotina diária. O Nordeste com suas riquezas naturais e culturais está absorvendo um público voltado ao turismo.O hotel BARREIRA ROXA no intuito de remodelar suas unidades, preocupou-se em valorizar as riquezas artesanais locais. O projeto trás soluções voltadas às raízes locais, ao conforto, intimidade e principalmente ao inusitado. A solução adotada privilegiou o artesanato de Pernambucano, caracterizado por sua diversidade e tradição.Ao adentrar-se no recinto vê-se que o material predominante é o cipó de burro ou cipó de veado nos móveis, portas e nos revestimentos das paredes, criando um aspecto rústico. Nas cadeiras da só de vime foi utilizado a palhinha contrastando com o cipó de cor escura.O armário, a cabeceira da cama, as mesinhas laterais, foi utilizado a técnica do estonado, causando efeito rústico e "clean", assim como as peças do mobiliário desenhados para o ambiente.
    • Pernambuco – Sandra MirandaOs tecidos escolhidos para cama foram a colcha de crochê na cor branca para destacar com a saia do boxe de fuxico. As cortinas no mesmo material são apoiadas sobre varão de madeira e "blackout" na cor bege. As cadeiras e almofadas da cama recebem peças de retalhos.Para dar um toque especial com cores vivas e alegres trabalhou-se a parede do lado direito de que entra no quarto, a cor verde da Suvinil e no teto o roxo claro da Suvinil, as demais paredes na cor branco neve.O grande diferencial da proposta está nas peças de decoração. Foi elaborado três nichos para expor o artesanato. As portas dos armários exibem painel que homenageia a arte popular; o caboclo de lança. Próximo ao armário temos uma peça em madeira de Petrolina com formato de onça, funcionando como cadeira, e na parede temos as famosas máscaras de papel marche de Bezerros.Na varanda, a rede, encontrada em Tacaratú que tem com matéria prima o algodão e a linha. Ainda neste espaço temos o cipó rodeando toda varanda.
    • Piauí – Arq. ROBERTO JATOBÁ
    • PiauíAmbientação do apartamento 9108 foi realizada com elementos tradicionalmente regionais, executadas por artesãos e artistas plásticos do estado do Piauí.O mobiliário foi executado pelo artesão local Abrahão Cavalcante, especializado na fabricação de móveis em Buriti, uma palmeira específica da região.As esculturas representam a Arte Santeira da região, executada por escultores locais, alguns com reconhecimento internacional.A tapeçaria e tecelagem foram executadas em fibras de Taboa e de algodão, pelas oficinas Trapos e Fiapos e Fio a Fio.As Cerâmicas são de criação e fabricação da artista plástica Fátima Campos.Outros elementos de criação do arquiteto Roberto Jatobá.O autor do projeto é o arquiteto Roberto Jatobá.
    • Sergipe – Arq. Julinho
    • SergipeO projeto da reforma e ambientação da suíte 102, foi inspirado no artesanato do Fuxico .O fuxico é uma espécie de mosaico de retalhos trazidos pelos franceses no final do século XVI. F oi na região nordestina que este tipo de artesanato foi difundido pelas mãos de nossas mulheres que ficavam nas calçadas trabalhando os retalhos e fuxicando animadamente. Em Sergipe este artesanato é encontrado no Município de Cumbe.Na pintura das paredes da cabeceira das camas foi usada a cor verde lavanda da Suvinil, no teto e demais paredes a cor branco neve, nos detalhes das portas, bandô e cabeceira das camas, a cor lilás alfazema e nas portas foi utilizada a cor branco neve.O mobiliário é composto por duas camas Box, duas cadeiras confeccionadas em vime e uma mesa lateral.No enxoval da suíte foram usadas duas colchas em tecidos Brujes (específico para hotelaria), na cor bege, duas almofadas em retalhos lilás para poltronas, dois tapetes de retalhos com motivos náuticos, cortina em tecido Brujes, na cor bege e Bandô em juta pintado na cor alfazema com xale de fuxico.
    • SergipeQuanto aos acessórios sugerimos peças em tapeçarias de titã, quadros em textura para hall de entrada, porta-copos em fuxico, uma travessa pequena em cerâmica de poxica para petiscos, e outra travessa pequena em cerâmica de poxica para sabonetes e xampu e um cinzeiro de cerâmica. Para finalizar com um toque especial, uma rede artesanal.A iluminação foi baseada num abajur de cerâmica, um plafonier para quarto com rede e outro plaflonier para banheiro em alumínio, e uma arandela em alumínio para varanda.As portas receberam uma almofada em juta na cor alfazema, com moldura em rodateto em madeira natural.Para este projeto, escolhemos trabalhar com o artesanato da região de Cumbe, devido a reciclagem do material. Com retalhos fazem grandes tapetes ou mesmo transformam em peças que vai desde uma simples almofada a uma colcha de fuxico, podendo cada vez mais ser explorada pela criação do ser humano.
    • Paraíba- Arq. FERNANDA MARIA SANTIAGOMELO
    • Paraíba- FERNANDA MARIA SANTIAGO MELO
    • Paraíba- FERNANDA MARIA SANTIAGO MELO
    • Alagoas – Arq. Elisa
    • Ceara -
    • Bahia -
    • Maranhão – arq. BARBARA IRENE WASINSKI PRADO
    • Maranhão – BARBARA IRENE WASINSKI PRADO
    • Maranhão – BARBARA IRENE WASINSKI PRADO
    • MaranhãoA ambientação da unidade habitacional nº 115, destinada a representar o Estado do Maranhão, recebeu dentro de nossa proposta, um tratamento direcionado ao uso de fibras naturais nos trabalhos de acabamento arquitetônico das instalações e de mobiliário, bem como nos elementos de decoração.O espírito que determinou nossa inspiração relaciona-se a forma de manifestação popular mais conhecida e apreciada pelos habitantes de São Luís como também por turistas e executivos do mundo todo que visitam a cidade, que é o Bumba-meu-boi. Essa fascinante manifestação tem uma capacidade impressionante de atrair pessoas de todas as classes sociais e culturais no período das festas de junho, tanto em São Luís como no interior do Maranhão. E essa atração foi por nós considerada um forte condutor para caracterizar esse ambiente maranhense, que o diferenciasse entre outros ambientes nordestinos. Outros detalhes podem ser observados no projeto, que relacionam-se ao acabamento projetado.
    • MaranhãoUma sofisticação e também uma leitura mais contemporânea do trabalho artesão maranhense, pode ser verificada. E tem o propósito de apresentar um Maranhão brincante, com lendas e lugares aprazíveis, com um acervo arquitetônico colonial tombado pela UNESCO como Patrimônio da Humanidade.Aliás a boa imagem da arquitetura e do design maranhense não é de hoje, por isso queremos apontar uma imagem de modernidade e cuidado na produção de seu artesanato, como a luminária Euca, produto de criação do designer Francisco Lobo, cujo trabalho é reconhecido internacionalmente, apesar da produção artesanal de qualidade industrial ou das tessituras em fibras de algodão e buriti em tear manual da Fio Trançado.Serão fabricados a cabeceira de cama (chapa compensada, revestida com palha buriti tingida nas cores, verde, vermelha, azul e amarela, sugerindo as grandes abas do chapéu de penas do brincante do Bumba-meu-boi), os criados fixos, o criado móvel e o móvel para frigobar e tv (em madeira freijó, com tampos de vidro 6 mm). O criado móvel, foi concebido com rodízios para permitir maior flexibilidade no uso do ambiente, permitindo em caso de lotação atender o cliente - casal, ou cliente - casal com menor (cama adicional).