Tipografia
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Tipografia

on

  • 24,493 views

Estudo da arte e o processo de criação de caracteres

Estudo da arte e o processo de criação de caracteres

Statistics

Views

Total Views
24,493
Views on SlideShare
23,993
Embed Views
500

Actions

Likes
27
Downloads
1,401
Comments
2

10 Embeds 500

http://aulasjoaorafael.blogspot.com.br 402
http://www.slideshare.net 48
http://www.aulasjoaorafael.blogspot.com.br 32
http://aulasjoaorafael.blogspot.com 6
http://aulasjoaorafael.blogspot.pt 5
http://www.via6.com 2
http://webcache.googleusercontent.com 2
http://aulasjoaorafael.blogspot.de 1
http://translate.googleusercontent.com 1
http://aulasjoaorafael.blogspot.se 1
More...

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel

12 of 2

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
  • tipografia
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
  • Olá, parabéns pela apresentação. Ficou Muito legal! Uma coisa que me chamou a atenção foi na questão das sensações que cada estilo de tipo passa, eu gostaria de me aprofundar mais nessa parte. Você teria alguma bibliografia pra indicar que fale sobre as sensações? Obrigado!
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Tipografia Tipografia Presentation Transcript

    • Tipografia Estudo da arte e processo de criação de caracteres
    • O que é tipografia ?
      • É a arte, o processo de criação e a classificação do desenho de letras do alfabeto e de caracteres usados para formar as palavras;
      • Não confundir com Tipologia , termo pertencente à taxionomia, a ciência das classificações, o estudo das características das diferenças entre objetos e seres vivos de toda espécie;
      • A aparência de uma determinada família de letras é chamada como Tipo , podendo apresentar variações em seu corpo ( ligth , itálico e negrito) ou não;
      • São a principal ferramenta de comunicação, que permitem dar expressão ao documento, transmitindo instantaneamente uma atmosfera e imagem.
    • Fonte tipográfica
      • Termo criado durante a revolução industrial para a fabricação dos tipos móveis das prensas mecânicas para impressão de textos.
      • É nome que se dá a um padrão de letra ou grifo com o mesmo estilo de desenho ou atributos.
      • Esse padrão identifica e descreve como funciona a construção cursiva de cada tipo.
    • Estrutura de um tipo A b e f j Ápice Haste Trave Base ou pé Curva ou flexão Base ou pé Barriga Terminal Cauda
    • Estrutura de um tipo k o j M Vértice Anel e branco Braço Serif (serifa) ou remate
    • Corpo visual Olho Olho superior AbeDjghij Olho inferior Olho médio Corpo Visual
    • Maiúsculo e minúsculo
      • As letras maiúsculas e minúsculas tem uma grande influência na legibilidade do texto. Nossa leitura consiste em reconhecer o formato geral das palavras;
      • Textos em maiúsculos são retângulos monótonos pouco distintos que não atraem a atenção do olhar;
      Árvore Rapaz Carnal MONÓTONO RETÂNGULO Monótono Retângulo
    • Maiúsculo e minúsculo Legibilidade depende do topo das letras
    • Maiúsculo e minúsculo
      • Textos em minúsculo é mais legível porque exploramos a parte superior das palavras;
      • A utilização de letras maiúsculas nas inicias de cada palavra quebra a exploração das formas das palavras;
      Legibilidade depende do topo das letras Letras Maiúsculas Quebram a Leitura
    • Sistema de medidas do Corpo
      • Corpo é a medida usada para calcular a área de composição e conversão de textos manuscritos para tipos de impressão, marcando os blocos (ou manchas).
      • Não havia medida durante a revolução industria. Durante a evolução das prensas, nasceram dois sistemas:
        • Didot
          • Usado na maior parte da Europa
          • Equivale a 0,376 mm
          • 12 pontos = Cícero (4,511 mm)
        • Fournier
          • Criado pelos Inglês e usado como padrão atualmente
          • Equivale a 0,351 mm ou 1/72 de uma polegada
          • 12 pontos = Paica (4,212 mm)
    • Exemplo de tamanhos de corpo Exemplo Tamanho do Corpo ABCDEFabcdef 6 ABCDEFabcdef 8 ABCDEFabcdef 10 ABCDEFabcdef 12 ABCDEFabcdef 16 ABCDEFabcdef 26 ABCDEabcde 48 ABCabc 72
    • Família tipográfica
      • Conjunto de fontes que variam sua composição (negrito, itálico, sublinhado, etc), mas sem preder seu estilo padrão.
      • Exemplos de famílias:
    • A tipografia e o design
      • Um bom designer utiliza a tipografia para gerar um equilíbrio visual que ajuda o leitor a assimilar o conteúdo;
      • O formato de um tipo transmite sensações e padrões, criando uma informação no subconsciente do leitor. Esse fato é utilizado de forma proposital na linguagem, agregando mais confiabilidade no conteúdo.
    • Alltype
      • O texto também é uma forma de ilustração;
      • Existe uma técnica de design para comunicação chamada Alltype , em que o título da peça deverá assumir a função da ilustração;
      • Exige do designer um domínio do espaço na peça e conhecimento das características expressivas dos tipos;
      • Deve-se distribuir título, subtítulo e texto pela peça de maneira elegante, mas funcional, convidando à leitura e transmitindo a mensagem principal.
    • Escolhendo uma fonte
      • A escolha da família tipográfica mais adequada deve levar em conta:
        • A personalidade da fonte:
        • A natureza da idéia;
        • O perfil do cliente-anunciante;
        • O Público-alvo;
        • A Legibilidade.
    • Composição tipográfica
      • Legibilidade: grau de distinção entre os caracteres;
        • C - G | E - F | N - H | c - e | I - l - 1 | i - j | b - h | rn - m | Ti - T1
      • A legibilidade deve manter um equilíbrio entre:
        • Necessidades expressivas
        • Tamanho do texto
        • Corpo de fonte
        • Adequação à mídia
    • Composição tipográfica
      • Repetição: cria um padrão de identidade visual com o leitor, estabelecendo uma hierarquia;
      • Estuda que você passa
    • Composição tipográfica
      • Alinhamento: possibilita uma coerência na narrativa da leitura, garantindo uma coexistência entre os elementos da interface com a própria tela do computador, além de permitir um alívio visual ao leitor.
    • Áreas visível de bloco
      • Cuidado com texto branco com fundo preto, pois reduz as área visível de bloco, forçando a vista na leitura.
      Veja os quadros com atenção e teste para saber em qual dá mais trabalho para ler o texto e qual a leitura é mais agradável. Veja os quadros com atenção e teste para saber em qual dá mais trabalho para ler o texto e qual a leitura é mais agradável.
    • Cuidados com a composição do texto
      • Linha de texto não deve possuir mais que 12 palavras
      • O espaço entre palavras deve ser menor que a entrelinha
      • Para linhas longas e corpos pequenos, aumente a entrelinha
    • Classificação dos tipos
      • Estilo Antigo
        • Baseado na escrita à mão dos escribas, que trabalhavam com uma pena na mão;
          • Exemplos de sensações: antigo, tradição, requinte, confiabilidade, artesanal, sofisticação;
          • Exemplos de tipos: Goudy, Times e Palatino.
      Estilo Antigo Serifa Serifa de letras em caixa-baixa são inclinadas Transição grosso/fino moderada no traço Ênfase diagonal
    • Classificação dos tipos
      • Moderno
        • Criado em 1700 na Itália, com a evolução das técnicas de impressão mecânica. É derivado do romano clássico, visando uma melhora na legibilidade das letras;
          • Exemplos de sensações: solidez, força, robustez, destaque;
          • Exemplos de tipos: Bodoni, Times Bold e New Century Schoolbook.
      Serifa de letras em caixa-baixa são horizontais e finas Transição grosso/fino radical no traço Ênfase vertical
    • Classificação dos tipos
      • Serifado
        • Também conhecido como estilo egípcio, surgiu depois da Revolução Industrial como conceito de propaganda;
          • Exemplos de sensações: padronização, processo;
          • Exemplos de tipos: Clarendon, Memphis e Memphis Bold.
      Serifado Pouca ou nenhuma transição grosso/fino (ou contraste) nos traços Ênfase vertical Serifa de letras em caixa-baixa são grossas
    • Classificação dos tipos
      • Sem serifa
        • Mais conhecido como sans serif , foi elaborada em 1919, pela Escola de Artes e Ofício de Weimar, para estilo alemão Bauhaus ;
        • Estética clara legível, letras minúsculas e geométricas com linhas obliquas e verticais, rejeita ornamentos, grandes numerais;
          • Exemplos de sensações: clean , rigidez, exatidão, inovação;
          • Exemplos de tipos: Antique Olive, Formata, Gill Sans, Sans serif, Arial, Franklin Gothic.
      Sem serifa Não há transição na espessura do traço Não há ênfase, pois não apresenta alteração na espessura do traço Não há serifa nas letras
    • Classificação dos tipos
      • Manuscrito
        • Simulam letras cursivas, como se fossem feitas a mão;
        • Possui vários estilos que se apropriam de alguns elementos de outros tipos;
          • Exemplos de sensações: realidade, verídico, artesanal;
    • Classificação dos tipos
      • Decorativo
        • Criada em paralelo ao estilo de design Vitoriano (1820), apresenta variações exageradas de peso e tamanho, contornos e ornamentos;
          • Exemplos de sensações: luxo, encanto, entretenimento, excesso;
    • Classificação dos tipos
      • De Stijl
        • Estilo alemão de design , criado no início do século XX, que possuía sua própria tipografia;
        • Rigorosa precisão na divisão do espaço, assimetria, retangularidade, cores primárias, linhas negras, simplificação, padronização e legibilidade.
          • Exemplos de sensações: rigidez, exatidão, inovação, futurismo;
    • Classificação dos tipos
      • Punk
        • Estilo britânico de design criado na década de 70 para promover o movimento cultural;
        • Mistura de letras recortadas com letras cursivas, apresentam ruído, não possuem ordem ou acabamento.
          • Exemplos de sensações: caos, ruído, falta de padrão, artesanal, desorientação;
    • Planejamento para composição
      • O que vai ser lido?
      • Por quem vai ser lido?
      • Em que vai ser aplicado o texto?
      • Onde vai ser lido?
    • Tipografia na mídia impressa e digital
      • Mídia impressa: os caracteres são processados em 1.200 dpi;
      • Mídia digital: os caracteres são processados em 72 dpi;
      • No computador, cada sistema operacional exibe a mesma família de tipos de uma forma diferente:
      • Atualmente, até os browsers já começaram a apresentar diferenças na exibição de tipos, alterando o espaçamento e inserindo anti-serrilhado.
    • Fontes digitais
      • Com a evolução tecnológica, a Adobe desenvolveu uma linguagem chamada postscript que possibilitou a criação do formato vetorial;
        • Adobe Type 1: utilizado para a mídia impressa, possui um nó a cada 90 graus, apresentando mais refinamento e precisão ao desenho do tipo.
        • True Type: utilizado mais para mídia digital, possui um nó a cada 45 graus, apresentando deformidades quando ampliados.
      • O anti-serrilhado , ou antialiasing , foi criado para suavizar a exibição dos tipos na tela dos computadores, inserindo pixels para eliminar o serrilhado dos caracteres;
        • Não deve ser usado para tipos menores do que 12 pontos, principalmente se importados de qualquer programa.
    • Referência bibliográfica
      • As informações contidas nessa apresentação foram elaboradas com base na minha experiência profissional que, em algum momento, podem contradizer o que é explicado na teoria.
      • Existem algumas informações que são encontradas na Wikipédia. Porém, como seu conteúdo pode ser alterado por qualquer pessoa, sua credibilidade é questionável. Só utilize informações da Wikipédia se você já conhece o assunto e concorda com as definições.
      • Projeto Gráfico: Teoria e Prática da Diagramação
        • Antônio Celso Collaro
        • Editora Summus Editorial
        • 2006
      • Planejamento Visual Gráfico
        • Milton Ribeiro
        • Editora LGE
        • 2007
    • Tipografia Estudo da arte e processo de criação de caracteres Odair Cavichioli Júnior www.odaircavichioli.com.br