Economia de feira de santana
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Economia de feira de santana

on

  • 900 views

Aborta todos os setores da economia feirense

Aborta todos os setores da economia feirense

Statistics

Views

Total Views
900
Views on SlideShare
900
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
2
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft Word

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Economia de feira de santana Economia de feira de santana Document Transcript

    • PEDRO HENRIQUE BACELAR DA SILVA ECONOMIA DE FEIRA DE SANTANA FEIRA DE SANTANA 2013 1
    • PEDRO HENRIQUE BACELAR DA SILVA ECONOMIA DE FEIRA DE SANTANA Trabalho de avaliação parcial apresentado no curso do 2º ano, turma “A”, no Colégio Rotary – Feira de Santana, Bahia. Orientador: Prof. Newton Paiva FEIRA DE SANTANA 2013 2
    • INTRODUÇÃO O presente trabalho irá abordar como tema a economia da cidade de Feira de Santana, mais concretamente sobre seu PIB, setor primário, secundário, terciário, sua contribuição na economia do estado e do país. São objetivos desde trabalho, demonstrar a capacidade da economia feirense, deixar claro a sua participação no PIB brasileiro. Está organizado em X partes/ capítulos. Na parte 1, será abordado informações sobre o município.Na parte 2optámos por abordar o PIB e assim sucessivamente. A metodologia utilizada foi a pesquisa bibliográfica, enriquecida com algumas entrevista. 3
    • INFORMAÇÕES SOBRE O MÚNICIPIO Feira de Santana é uma município baiano que se estende por 1 362,880 km², tem uma população de aproximadamente 606.139habitantes, tem um clima do tipo semiárido, é conhecido por diversos nomes, por exemplo: "FSA",” Feira", "Portal do Sertão", "Cidade Princesa", "Princesa do Sertão", "Metrópole Interiorana", "Los Angeles Nordestina", "Capital do Interior do Nordeste". Pela importância de sua localização geoeconômica Feira de Santana lidera a macrorregião abrangendo 96 municípios com população de aproximadamente 3 milhões de habitantes, sendo um dos maiores entroncamento rodoviário do interior do país e o maior do Norte e Nordeste, cortado por três rodovias federais: BR 101, 116 e 324, e quatro rodovias estaduais: BA 052, 502, 503 e 504, favorecendo uma corrente e concentração de fluxo de população, mercadorias e dinheiro, num entreposto que liga o Nordeste ao Centro-Sul do Brasil. 4
    • PIB Feira de Santana com tamanha diversificação de negócios que incorporou nas últimas três décadas, uma importância econômica que age como polo gravitacional na confluência da produção e distribuição de bens e serviços, transformando-se num eixo básico da região, expandindo suas atividades às áreas do recôncavo, do semiárido baiano, atingindo outros Estados da Federação. Sendo portadora de uma economia diversificada, é uma cidade de atração demográfica, de geração de emprego, renda e de grandes oportunidades de negócios, em todos os setores de atividades econômicas. Sendo o terceiro maior arrecadador de ICMS do Estado da Bahia com R$ 504.903.870 em 2010. PIB per capita/ano de R$ 13,350 80e PIB total de 7 433 136,00 mil a preços correntes em 2010. 1.1 5
    • SETORES DA ECONOMIA 1. Primário (atividades agrárias) Feira de Santana é considerada um dos mercados de referência nacional na cotação do preço da arroba do boi, sendo um centro de comercialização de bovino, suíno e caprino, abate e produção de seus derivados, para o mercado interno e externo. A atividade avícola vem-se consolidando como um novo polo de desenvolvimento econômico na cidade e na região de Feira de Santana.O processo acelerado de urbanização do município, o qual, sendo territorialmente pequeno e fortemente urbanizado, tende a exemplo do que já aconteceu com os municípios da região metropolitana de Salvador, a forçar a diminuição da importância da agricultura tradicional, o que pode se observar no gráfico 1.1. O participação do setor primário no PIB feirense é bastante pequena, se comparada aos outros setores. 2. Secundário(atividades da indústria) 6