Rochas metamórficas
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Like this? Share it with your network

Share
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
No Downloads

Views

Total Views
3,708
On Slideshare
3,708
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
165
Comments
0
Likes
2

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Escola Secundária Dr. José Afonso - Arrentela, Seixal Ano lectivo 2010/2011
    Rochas Metamórficas
    Formam-se por transformação de rochas preexistentes por acção de factores de metamorfismo: Temperatura e/ou Pressão.
    A transformação ocorre no estado sólido – se os minerais fundissem originar-se-ia magma. Nesta transformação os minerais tornam-se instáveis e transformam-se noutros de estruturas e composições diferentes.
    Gnaisse
    Ardósia
  • 2. Metamorfismo - Conjunto de fenómenos, que ocorrem em profundidade e contribuem para a transformação dos minerais e da textura de rochas pré-existentes numa rocha metamórfica.
    Metamorfismo Regional
    Zonas de colisão de placas litosféricas – associadas à formação de cadeias
    montanhosas e dobras – elevada PRESSÃO (e também temperatura)
    Metamorfismo de Contacto
    Áreas de intrusões magmáticas – devido à elevada temperatura do magma que está em, contacto com a rocha que está a sofrer a transformação.
  • 3. Metamorfismo nas regiões onde há ascensão do magma
    Metamorfismo nas zonas
    de “choque” das placas litosféricas
    Movimentos tectónicos
    Intrusão magmática
  • 4. Metamorfismo de contacto - "Um Cozido Geológico"
    “A imagem do cientista excêntrico não corresponde à realidade, mas por vezes, quando se gosta de ciências naturais e se anda na rua, corre-se o risco de algo nos chamar à atenção, desviarmo-nos do nosso caminho e perdermos a noção do tempo ou dos compromissos. Recentemente, ao deslocar-me à Horta para compras, eis que uma camada avermelhada na arriba costeira da Espalamaca me chama a atenção e lá fui espreitar...“
    No local deparei-me com uma camada de Rocha Metamórfica.
    No Faial não existem apenas rochas vulcânicas, também ocorrem rochas sedimentares formadas à superfície pela acção do vento, chuva e amplitudes térmicas atmosféricas. Só que o calor da terra, o peso das rochas (pressão litostática) e as forças devidos ao movimentos tectónicos (pressão dirigida ou orientada) também transformam as rochas noutras novas, denominadas, como já depreenderam, Rochas Metamórficas. A camada avermelhada em questão resultou da passagem de uma escoada de lava quente por cima que cozeu (é isso mesmo!) a lava antiga e já arrefecida que ficou por baixo.
  • 5. Existem várias formas de metamorfismo, mas a este tipo resultante da proximidade de uma rocha magmática quente chama-se Metamorfismo de Contacto, raramente atinge espessuras muito grandes, pois os locais mais afastados do calor não sofrem transformações. Imagina um bife espesso na chapa quente, só a camada externa é que fica grelhada, o interior mais afastado do calor poucas transformações sofre.
    Assim, a camada de rocha que esteve em contacto com a lava quente ficou cozida o que se reflectiu na cor, o resto da rocha continuou "mal passado" devido à falta de calor e manteve-se cinzento. (retirado de www.geocrusoe. blogspot.com.)
  • 6. Rochas Metamórficas
    Com foliação
    Sem foliação – textura granular
    Quando a rocha sofre elevada
    pressão os seus minerais
    reorganizam-se dispondo-se em
    planos – metamorfismo regional
    (limites convergentes)
    A rocha preexistente sofreu a acção de temperatura muito
    elevada - metamorfismo de
    contacto (intrusões)
    Xisto
    Mármore
  • 7. Xisto
    Mármore
    Micaxisto
    Gnaisse
    Quartzito
    Ardósia
  • 8. Classificação das rochas metamórficas
  • 9. Grau de metamorfismo:
    Pressão (kilobar)
  • 10.
  • 11. animação