Administracao e-o-terceiro-setor

2,308
-1

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
2,308
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
49
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Administracao e-o-terceiro-setor

  1. 1. Universidade Vale do Acaraú – UVACurso: Administração de Empresas Disciplina: Introdução à Administração Profª: Perla Itarema – CE Maio/2011
  2. 2. Equipe:Augusto Canuto Elton Aguiar Liliene AguiarLuana Oliveira Magna Maria Plínio
  3. 3. TERCEIRO SETOR O que é Terceiro Setor? Quais são o Primeiro e o Segundo Setor? Quando e por que surgiu? O Terceiro Setor no Brasil. As Santas Casas de Misericórdia.• A 1ª chegou ao Brasil em 1539. Como sobrevive o Terceiro Setor?
  4. 4.  O tamanho do Terceiro Setor no Brasil.• 276 mil Instituições no nosso país.• Onde trabalham 1,5 milhões de pessoas assalariadas.
  5. 5. OS PRINCIPAIS PERSONAGENS DO TERCEIRO SETOR SÃO:• Fundações;• Entidades Beneficentes;• Empresas Doadoras;• ONGs - Organizações Não Governamentais;• Elite Filantrópica• Empresas com Responsabilidade Social;• Pessoas Físicas;• Fundos Comunitários;• Entidades Sem Fins Lucrativos;• Imprensa;• Empresas Juniores Sociais.
  6. 6. FUNDAÇÕES• O que são fundações? São organizações dotadas de personalidade jurídica dedireito público ou de direito privado, sem fins lucrativos,criadas para um fim específico de interesse público, comoeducação, cultura e pesquisa.
  7. 7. • Quais os objetivos de uma fundação? Segundo o Código Civil a fundação somente poderáconstituir-se para fins religiosos, morais, culturais ou deassistência.Exemplos de fundações:No Brasil:- Fundação Abrinq- Fundação SOS Mata Atlântica- Fundação Victor CivitaEm Itarema- Fundação Cazuza- Fundação Rogério Monteiro
  8. 8. ENTIDADES BENEFICIENTES Cuidam de pessoas carentes; Operam também na vida de drogados e alcoólatras; Protegem testemunhas e ainda ajudam a preservar o ambiente; Educam jovens, adultos e velhos; Doam sangue, merendas, livros, roupas etc.Enfim as entidades beneficentes ajudam a um todo quenecessitam de assistências diversas.
  9. 9. EMPRESAS DOADORAS Uma pesquisa feita revela que das 500 maioresempresas brasileiras, somente 100 são consideradas parceirasdo terceiro setor. Das 250 empresas multinacionais que têmnegócios no Brasil, somente 20 são admiradas. A maioria dasempresas consideradas parceiras são pequenas e médias e sãorelativamente desconhecidas pelo grande público.
  10. 10. ONGS - ORGANIZAÇÕES NÃO GOVERNAMENTAIS São associações do terceiro setor, da sociedade civil,que se declaram com finalidades públicas e sem finslucrativos, que desenvolvem ações em diferentes áreas e que,geralmente, mobilizam a opinião publica e o apoio dapopulação para melhorar determinados aspectos dasociedade.
  11. 11.  Em que áreas as ONGs atuam? Quais as funções que a ONG possuem na sociedade? Exemplos de ONGS:• WWF (Worldwide Fund for Nature)• Greenpeace
  12. 12.  Objetivo das ONGs sem fins lucrativos:- Tem como objetivo o desenvolvimento de atividades de interesse público, se deu pelo motivo da não eficiência, por parte do poder público, para atender as necessidades da sociedade.
  13. 13. ELITE FILANTRÓPICA A maioria dos doadores pessoas físicas são da classemédia. Esta tendência continua na classe mais pobre. Quantomais pobre, maior a porcentagem da renda doada comosolidariedade.
  14. 14. EMPRESA COM RESPONSABILIDADE SOCIAL “A empresa é socialmente responsável quando vaialém da obrigação de respeitar as leis, pagar impostos eobservar as condições adequadas de segurança e saúde paraos trabalhadores (...) A empresa demonstra suaResponsabilidade Social ao comprometer-se com programassociais voltados para o futuro da comunidade e da sociedade”. Exame. As 100 melhores empresas para você trabalhar. 2000 (edição especial). p. 170. Algumas empresas perpetram determinados tipos depráticas que lhe garantem um patamar socialmente correto,contudo, nem sempre o interesse por exercer esses “boasações” é verdadeiramente social, e sim “econômico”,camuflado por uma ação de anti-marketing.
  15. 15. Mas afinal, quais são exatamenteessas responsabilidades sociais? Ou quais as principais delas?
  16. 16. Figura 1 - Os quatro tipos de responsabilidade social Total Responsabilidade Social da Organização Fontes: Archie B. Carroll, "A Three-Dimensional Conceptual Model of Corporate Performance, "Academy of ManagementReview 4 (1979), 499; e "The Pyramid of Corporate Social Responsibility: Toward the Moral Management of Corporate Stakeholders, "Business Horizons 34 (julho-agosto de 1991),42 citado em DAFT, Richard L., "Administração", p. 90 (1999).
  17. 17. PESSOAS FÍSICAS No mundo inteiro, as empresas contribuem somentecom 10% da verba filantrópica (verba oriunda das empresas comresponsabilidade social) global, enquanto as pessoas físicas,notadamente da classe média, doam os 90% restantes. NoBrasil, a nossa classe média doa, em média, 23 reais por ano,menos que 28% do total das doações. As fundações doam 40%,o governo repassa 26% e o resto vem de bingos beneficentes,leilões e eventos. Programa “Adote um Aluno” – iniciado em 2001 Depois de seis anos de projeto, a Unesp fechou o período com o total de mais de 1.450 bolsas destinadas aos alunos carentes da universidade. Cidadão Digital iniciado pela Dell
  18. 18. FUNDOS COMUNITÁRIOS São raros no Brasil. Em vez de cada empresa doar para uma entidade, todas as empresas doam para um Fundo Comunitário, sendo que os empresários avaliam, estabelecem prioridades, e administram efetivamente a distribuição do dinheiro.
  19. 19. ENTIDADES SEM FINS LUCRATIVOS É uma entidade de direito privado, dotada de personalidade jurídica e caracterizada pelo agrupamento de pessoas para a realização e consecução de objetivos e ideais comuns, sem finalidade lucrativa.
  20. 20. IMPRENSA Até 1995, a pouca cobertura que a imprensa fazia sobreo terceiro setor era, normalmente, negativa. Com a descobertade que a maioria das entidades é séria e, portanto, faz bomtrabalhos, este setor ganhou respeitabilidade. Com isso,quadruplicou a centimetragem de notícias sobre o terceirosetor. A missão agora é transformar este novo interesse emcobertura constante. Acreditamos que o projeto anual, como oPrêmio Bem Eficiente, manterá o interesse e um volume denotícias regulares para jornalistas. Isso fará com que o terceirosetor permaneça sempre em evidência.
  21. 21. EMPRESAS JUNIORES SOCIAIS Surgimento das Empresas Juniores: • A primeira Empresa Junior surgiu em Paris – França, no ano de 1967. • No final da década de 1980, por iniciativa da Câmara de Comércio Brasil-França o conceito de Empresa Junior chega ao país. Surgi as primeiras empresas em 1988.
  22. 22. • Afinal o que é uma Empresa Junior?• Qual o objetivo de uma Empresa Junior?• Por que as Empresas Juniores estão enquadradas no Terceiro Setor?
  23. 23. REFERÊNCIAShttp://www.ethos.org.br/sistemas/empresas_entidades/empresas_associadas/lista_geral/index.asphttp://www.artigonal.com/gestao-artigos/responsabilidade-social-de-empresas-507837.htmlhttp://www.jusbrasil.com.br/noticias/22079/campanha-adote-um-alunohttp://www.unesp.br/proex/repositorio/adote.htm

×