• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Administracao e-o-terceiro-setor
 

Administracao e-o-terceiro-setor

on

  • 1,403 views

 

Statistics

Views

Total Views
1,403
Views on SlideShare
1,403
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
17
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Administracao e-o-terceiro-setor Administracao e-o-terceiro-setor Presentation Transcript

    • Universidade Vale do Acaraú – UVACurso: Administração de Empresas Disciplina: Introdução à Administração Profª: Perla Itarema – CE Maio/2011
    • Equipe:Augusto Canuto Elton Aguiar Liliene AguiarLuana Oliveira Magna Maria Plínio
    • TERCEIRO SETOR O que é Terceiro Setor? Quais são o Primeiro e o Segundo Setor? Quando e por que surgiu? O Terceiro Setor no Brasil. As Santas Casas de Misericórdia.• A 1ª chegou ao Brasil em 1539. Como sobrevive o Terceiro Setor?
    •  O tamanho do Terceiro Setor no Brasil.• 276 mil Instituições no nosso país.• Onde trabalham 1,5 milhões de pessoas assalariadas.
    • OS PRINCIPAIS PERSONAGENS DO TERCEIRO SETOR SÃO:• Fundações;• Entidades Beneficentes;• Empresas Doadoras;• ONGs - Organizações Não Governamentais;• Elite Filantrópica• Empresas com Responsabilidade Social;• Pessoas Físicas;• Fundos Comunitários;• Entidades Sem Fins Lucrativos;• Imprensa;• Empresas Juniores Sociais.
    • FUNDAÇÕES• O que são fundações? São organizações dotadas de personalidade jurídica dedireito público ou de direito privado, sem fins lucrativos,criadas para um fim específico de interesse público, comoeducação, cultura e pesquisa.
    • • Quais os objetivos de uma fundação? Segundo o Código Civil a fundação somente poderáconstituir-se para fins religiosos, morais, culturais ou deassistência.Exemplos de fundações:No Brasil:- Fundação Abrinq- Fundação SOS Mata Atlântica- Fundação Victor CivitaEm Itarema- Fundação Cazuza- Fundação Rogério Monteiro
    • ENTIDADES BENEFICIENTES Cuidam de pessoas carentes; Operam também na vida de drogados e alcoólatras; Protegem testemunhas e ainda ajudam a preservar o ambiente; Educam jovens, adultos e velhos; Doam sangue, merendas, livros, roupas etc.Enfim as entidades beneficentes ajudam a um todo quenecessitam de assistências diversas.
    • EMPRESAS DOADORAS Uma pesquisa feita revela que das 500 maioresempresas brasileiras, somente 100 são consideradas parceirasdo terceiro setor. Das 250 empresas multinacionais que têmnegócios no Brasil, somente 20 são admiradas. A maioria dasempresas consideradas parceiras são pequenas e médias e sãorelativamente desconhecidas pelo grande público.
    • ONGS - ORGANIZAÇÕES NÃO GOVERNAMENTAIS São associações do terceiro setor, da sociedade civil,que se declaram com finalidades públicas e sem finslucrativos, que desenvolvem ações em diferentes áreas e que,geralmente, mobilizam a opinião publica e o apoio dapopulação para melhorar determinados aspectos dasociedade.
    •  Em que áreas as ONGs atuam? Quais as funções que a ONG possuem na sociedade? Exemplos de ONGS:• WWF (Worldwide Fund for Nature)• Greenpeace
    •  Objetivo das ONGs sem fins lucrativos:- Tem como objetivo o desenvolvimento de atividades de interesse público, se deu pelo motivo da não eficiência, por parte do poder público, para atender as necessidades da sociedade.
    • ELITE FILANTRÓPICA A maioria dos doadores pessoas físicas são da classemédia. Esta tendência continua na classe mais pobre. Quantomais pobre, maior a porcentagem da renda doada comosolidariedade.
    • EMPRESA COM RESPONSABILIDADE SOCIAL “A empresa é socialmente responsável quando vaialém da obrigação de respeitar as leis, pagar impostos eobservar as condições adequadas de segurança e saúde paraos trabalhadores (...) A empresa demonstra suaResponsabilidade Social ao comprometer-se com programassociais voltados para o futuro da comunidade e da sociedade”. Exame. As 100 melhores empresas para você trabalhar. 2000 (edição especial). p. 170. Algumas empresas perpetram determinados tipos depráticas que lhe garantem um patamar socialmente correto,contudo, nem sempre o interesse por exercer esses “boasações” é verdadeiramente social, e sim “econômico”,camuflado por uma ação de anti-marketing.
    • Mas afinal, quais são exatamenteessas responsabilidades sociais? Ou quais as principais delas?
    • Figura 1 - Os quatro tipos de responsabilidade social Total Responsabilidade Social da Organização Fontes: Archie B. Carroll, "A Three-Dimensional Conceptual Model of Corporate Performance, "Academy of ManagementReview 4 (1979), 499; e "The Pyramid of Corporate Social Responsibility: Toward the Moral Management of Corporate Stakeholders, "Business Horizons 34 (julho-agosto de 1991),42 citado em DAFT, Richard L., "Administração", p. 90 (1999).
    • PESSOAS FÍSICAS No mundo inteiro, as empresas contribuem somentecom 10% da verba filantrópica (verba oriunda das empresas comresponsabilidade social) global, enquanto as pessoas físicas,notadamente da classe média, doam os 90% restantes. NoBrasil, a nossa classe média doa, em média, 23 reais por ano,menos que 28% do total das doações. As fundações doam 40%,o governo repassa 26% e o resto vem de bingos beneficentes,leilões e eventos. Programa “Adote um Aluno” – iniciado em 2001 Depois de seis anos de projeto, a Unesp fechou o período com o total de mais de 1.450 bolsas destinadas aos alunos carentes da universidade. Cidadão Digital iniciado pela Dell
    • FUNDOS COMUNITÁRIOS São raros no Brasil. Em vez de cada empresa doar para uma entidade, todas as empresas doam para um Fundo Comunitário, sendo que os empresários avaliam, estabelecem prioridades, e administram efetivamente a distribuição do dinheiro.
    • ENTIDADES SEM FINS LUCRATIVOS É uma entidade de direito privado, dotada de personalidade jurídica e caracterizada pelo agrupamento de pessoas para a realização e consecução de objetivos e ideais comuns, sem finalidade lucrativa.
    • IMPRENSA Até 1995, a pouca cobertura que a imprensa fazia sobreo terceiro setor era, normalmente, negativa. Com a descobertade que a maioria das entidades é séria e, portanto, faz bomtrabalhos, este setor ganhou respeitabilidade. Com isso,quadruplicou a centimetragem de notícias sobre o terceirosetor. A missão agora é transformar este novo interesse emcobertura constante. Acreditamos que o projeto anual, como oPrêmio Bem Eficiente, manterá o interesse e um volume denotícias regulares para jornalistas. Isso fará com que o terceirosetor permaneça sempre em evidência.
    • EMPRESAS JUNIORES SOCIAIS Surgimento das Empresas Juniores: • A primeira Empresa Junior surgiu em Paris – França, no ano de 1967. • No final da década de 1980, por iniciativa da Câmara de Comércio Brasil-França o conceito de Empresa Junior chega ao país. Surgi as primeiras empresas em 1988.
    • • Afinal o que é uma Empresa Junior?• Qual o objetivo de uma Empresa Junior?• Por que as Empresas Juniores estão enquadradas no Terceiro Setor?
    • REFERÊNCIAShttp://www.ethos.org.br/sistemas/empresas_entidades/empresas_associadas/lista_geral/index.asphttp://www.artigonal.com/gestao-artigos/responsabilidade-social-de-empresas-507837.htmlhttp://www.jusbrasil.com.br/noticias/22079/campanha-adote-um-alunohttp://www.unesp.br/proex/repositorio/adote.htm