• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
II CIPA
 

II CIPA

on

  • 6,086 views

Apresentação de trabalho no II CIPA, Salvador - BA.

Apresentação de trabalho no II CIPA, Salvador - BA.

Statistics

Views

Total Views
6,086
Views on SlideShare
4,356
Embed Views
1,730

Actions

Likes
0
Downloads
40
Comments
0

10 Embeds 1,730

http://ensquimica.blogspot.com.br 816
http://ensquimica.blogspot.com 514
http://crispassinato.wordpress.com 363
http://ensquimica.blogspot.pt 17
http://aprendizdealquimia98.blogspot.com 7
http://www.slideshare.net 6
http://www.ensquimica.blogspot.com 4
http://webcache.googleusercontent.com 1
http://ensquimica.blogspot.com.es 1
http://www.ensquimica.blogspot.com.br 1
More...

Accessibility

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    II CIPA II CIPA Presentation Transcript

    • HISTÓRIA DE VIDA E EXPERIÊNCIAS DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE QUÍMICA Alcione Torres Ribeiro II Congresso Internacional sobre Pesquisa (Auto) biográfica
    • Objetivo
      • Reconstituir a história de vida e profissional de uma professora de Química, aluna do projeto da Licenciatura Especial em Química da UFBA/SEC-BA, no intuito de identificar as experiências determinantes na sua formação e como se deu a apropriação dessas experiências, tornando-se aprendizagens da docência e determinando o desenvolvimento desta professora.
    • Metodologia
      • História de Vida
      • Entrevistas profundas semi-estruturadas, abordando a vida de cada sujeito, enfocando principalmente o percurso profissional.
      • Observações em sala de aula, na licenciatura.
      • Relatos escritos.
      • Análise dos dados com a definição de categorias estabelecidas a partir dos relatos.
    • Questões de pesquisa
      • Quem é a professora Marina?
      • Como Marina se constituiu como Professora de Química?
      • Quais as experiências determinantes na sua formação?
      • Como o curso de Licenciatura Especial está ajudando na (trans)formação de Marina?
    • História de Marina
      • 1. As primeiras experiências com a vida escolar e o caminho para a profissão
      • Professora agressiva.
      [...] eu sempre achei aquilo ali tão bravo, tão antipedagógico que eu disse: “Quando eu for uma professora eu vou ser diferente” .
      • Professoras estudiosas e esforçadas:
      Apesar de todas só terem a formação de 2º grau elas nos deixaram muitos exemplos de que a gente precisava estudar pra dar boas aulas.
      • As aulas de catequese e o convento
      [...] Eu queria estar junto das pessoas. E hoje eu tenho família e eu trabalho na pastoral familiar. Eu sou professora, eu trabalho com catequese de adultos. [...] Na minha profissão eu só entrei com o conteúdo.
      • 2. A trajetória profissional
      • Livros didáticos
      Tinha dia que eu chorava sem saber como decifrar aquilo ali que estava nos livros de Química, nos conteúdos, e não tinha quem explicasse. E aí eu pegava um livro, outro e ia conseguindo dar minhas aulas. [...] Então, muitas coisas pra estudar sozinha, sendo autodidata, é muito difícil. A gente lê, não consegue enxergar com clareza. Então aquilo ali a gente passa por cima!
      • Recurso à religião
      Eu motivava as minhas aulas com isso, falando dessas coisas e mostrando. Uma flor: de onde ela tira aquela cor? Uma é amarela, outra é matizada, outra é verde. Então quem é o maior químico? É Deus! O que os homens buscam, eles procuram descobrir o criador, que eu chamo de Deus, que uma inteligência superior já colocou na forma de leis, tudo isso aí. Agora a gente leva séculos pra descobrir essa coisa aí. [...] Deus é o grande químico da vida!
      • 3. A Licenciatura Especial
      • Ajuda já percebida
      Hoje percebo a falha de minha parte e estou reformulando e repensando a minha prática. Por isso, preparar uma aula se tornou mais difícil do que antes, porque, mais do que nunca, preciso fazer as perguntas: O que ensinar? Como ensinar? Que relação este assunto tem com o anterior? Devagarzinho estou assimilando um novo jeito de ensinar, aprendendo novos assuntos, pois o professor tem que encantar, cativar, para que o seu aluno aprenda.
    • 4. O trabalho com a história de sua vida
      • Auto-crítica
      A princípio sentia até vergonha de ler as entrevistas, pois nunca tinha reproduzido uma fala minha e confesso, fui muito severa comigo mesma, criticando meus erros, palavras repetidas, frases mal formuladas, incompletas. Foi um choque pra o meu orgulho, mas assimilei. Nesse momento foi preciso ter humildade e sabedoria para reconhecer minhas limitações, despir-me da vaidade e fazer as mudanças necessárias.
      • Percepção sobre sua mudança de metodologia
      Eu passei a trabalhar com rotina. Eu achei que minhas aulas ficaram mais chatas, eu não estava gostando das minhas aulas. A gente vai cansando. Dava aula a partir do livro e muito raramente eu levava um experimento para a sala.
      • Uma experiência formadora
      Recurvar sobre o passado, ver o que foi feito, corrigir a “rota” é o desafio. O objetivo continua o mesmo: formar cidadãos conscientes, dando a eles instrumentos que os façam conquistar seus ideais, lutando por seus direitos com dignidade e coragem. Não sei se exteriormente são perceptíveis as mudanças, mas dentro de mim elas já começaram a acontecer, nas atitudes e resoluções tomadas.
    • Conclusões
      • Reconstituição da história de vida de Marina.
      • Detecção das experiências formadoras.
      • Apropriação das experiências como forma de aprendizagem.