Esquema retórica recurso  educacional aberto
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Like this? Share it with your network

Share

Esquema retórica recurso educacional aberto

on

  • 1,637 views

 

Statistics

Views

Total Views
1,637
Views on SlideShare
1,637
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
4
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Esquema retórica recurso educacional aberto Presentation Transcript

  • 1. ESQUEMA ORGANIZAÇÃO DO DISCURSO INARTIFICIALES 14 PROBATIO Convencer com provas ARTIFICIALES EXEMPLUM 20 Indícios certos Animos ENTHYMEMA 21 Premissas relacionadas Impellere Qualidades do com o verosímil geral, INVENTIO 2 orador mas não universal Bom senso, capacidade de avaliar Signos polissémicos Orador e sentimentos 15 Estima suscitada EXORDIUM 7 através da DISPOSITIO 3 ORDO sinceridade NATURALIS 16 Simpatia, ser agradável, NARRATIO 8 ORDO criar cumplicidade, não ARTIFICIALIS 17 ferir as suscetibilidades ARGUMENTATIO 9 PROBATIO 18 Constatar a concordância entre tese e conclusão Retórica 1 REFUTATIO 19 PERORATIO 10 Relembrar as provas mais importantes ELOCUTIO 4 Acrescentar mais uma ou MOMENTOS TÍPICOS outra coisa para reforçar a PURITAS 11 argumentação MEIOS Suscitar sentimentos PERSPICUITAS 12 favoráveis à tese do orador MEMORIA 5 ORNATUS 13 DOCERE 22 APTUS DELECTARE 23Recurso Educacional AbertoAna da Palma MOVERE 24 PRONUNCIATO 6
  • 2. ESQUEMA ORGANIZAÇÃO DO DISCURSO1 Técnica para persuadir os outros. Começou na Grécia edesenvolveu-se no período da República em Roma.Envolve dois tipos de comunicações: 1- As demonstrações, que pertencem ao campo da lógica e da ciência, que se dirigem a um auditório universal em que são utilizadas premissas válidas para todos. 2- A argumentação em que é necessário convencer, persuadir. A elaboração do discurso envolve 5 partes. voltarRecurso Educacional AbertoAna da Palma
  • 3. ESQUEMA ORGANIZAÇÃO DO DISCURSO3 Trata-se da disposição das ideias e argumentos. voltarRecurso Educacional AbertoAna da Palma
  • 4. ESQUEMA ORGANIZAÇÃO DO DISCURSO2 Encontrar, procurar os argumentos, a «res» (coisa) e osmodos mais adequados de persuasão. Tudo existe, épreciso encontrá-lo. O método baseia-se nos tópicos:lugares-comuns por meio das perguntas: QUIS, QUID, UBI,QUIBUS AUXILIIS, CUR, QUOMODO, QUANDO; oulugares gerais: o possível e o impossível, o real e o irreal, omais e o menos; lugares comuns de quantidade: o que amaioria pensa; e lugares de qualidade: o único, o que nãose repete. voltarRecurso Educacional AbertoAna da Palma
  • 5. ESQUEMA ORGANIZAÇÃO DO DISCURSO4 Diz respeito às «verbas» (palavras) e às «virtuteselucocionis» requisitos fundamentais para que o discursoseja eficaz. voltarRecurso Educacional AbertoAna da Palma
  • 6. ESQUEMA ORGANIZAÇÃO DO DISCURSO5 Memorização do discurso. voltarRecurso Educacional AbertoAna da Palma
  • 7. ESQUEMA ORGANIZAÇÃO DO DISCURSORecurso Educacional AbertoAna da Palma
  • 8. ESQUEMA ORGANIZAÇÃO DO DISCURSO6 Execução do discurso. voltarRecurso Educacional AbertoAna da Palma
  • 9. ESQUEMA ORGANIZAÇÃO DO DISCURSO14 A prova não é produzida pelo orador. Este coloca-a demaneira a que seja mais proveitosa: testemunhas, atos,juramentos, provas objetivas. voltarRecurso Educacional AbertoAna da Palma
  • 10. ESQUEMA ORGANIZAÇÃO DO DISCURSO15 O orador tem que explorar os sentimentos dos ouvintes.Isto implica explorar a amizade, a inveja, o ódio, a cólerapara alcançar os seus objetivos. voltarRecurso Educacional AbertoAna da Palma
  • 11. ESQUEMA ORGANIZAÇÃO DO DISCURSO20 Indução do particular para o geral. Comparação com umfacto real, episódio histórico, fictício, mitológico, literário. voltarRecurso Educacional AbertoAna da Palma
  • 12. ESQUEMA ORGANIZAÇÃO DO DISCURSO21 Baseia-se em premissas não absolutas, não universaisou científicas, experiência humana. voltarRecurso Educacional AbertoAna da Palma
  • 13. ESQUEMA ORGANIZAÇÃO DO DISCURSO7 «iudicem attentum, benevolum docitem parare»(tornar ojuiz bem disposto, atento para aprender). O lugar-comumtípico é a «captatio benevolentiae». O orador finge que nãoestá à altura do argumento, para criar uma simpatia entreele e os ouvintes, criar um ambiente propício para que oRecurso Educacional AbertoAna da Palma
  • 14. ESQUEMA ORGANIZAÇÃO DO DISCURSOdiscurso seja bem aceite. (Prólogo/Proémio/Invocação)Serve para agradar/comover e o estilo é médio/sublime. voltar10 Função de concluir o discurso, sempre com a finalidadeRecurso Educacional AbertoAna da Palma
  • 15. ESQUEMA ORGANIZAÇÃO DO DISCURSOde convencer. Trata-se de agradar e comover «movere etdelectare» e o estilo é médio/sublime. voltarRecurso Educacional AbertoAna da Palma
  • 16. ESQUEMA ORGANIZAÇÃO DO DISCURSO8 Exposição dos factos «brevis, perspicuo, probabilis»(breve, conciso, claro na utilização dos argumentos,verosímil). Serve para informar e o estilo é «humiles»(humilde). voltarRecurso Educacional AbertoAna da Palma
  • 17. ESQUEMA ORGANIZAÇÃO DO DISCURSO9 Apresentação das provas. A função é informar («docere»)e o estilo é humilde («humiles»). voltarRecurso Educacional AbertoAna da Palma
  • 18. ESQUEMA ORGANIZAÇÃO DO DISCURSO16 Ordem natural, lógica, causal, respeita a sequêncialógica. Corresponde à fábula. Sequência temporal lógica. voltarRecurso Educacional AbertoAna da Palma
  • 19. ESQUEMA ORGANIZAÇÃO DO DISCURSO17 Ordem que não respeita a sequência lógica.Corresponde à intriga «in media res», recorre a prolepses eanalepses. voltarRecurso Educacional AbertoAna da Palma
  • 20. ESQUEMA ORGANIZAÇÃO DO DISCURSO18 Apresentação das provas favoráveis à tese defendidapelo orador. voltarRecurso Educacional AbertoAna da Palma
  • 21. ESQUEMA ORGANIZAÇÃO DO DISCURSO19 Impugnar as provas e os argumentos do oradoradversário.Recurso Educacional AbertoAna da Palma
  • 22. ESQUEMA ORGANIZAÇÃO DO DISCURSO voltarRecurso Educacional AbertoAna da Palma
  • 23. ESQUEMA ORGANIZAÇÃO DO DISCURSO11 Trata-se da língua em toda a sua pureza. O orador temque dominar a língua em termos gramaticais. voltarRecurso Educacional AbertoAna da Palma
  • 24. ESQUEMA ORGANIZAÇÃO DO DISCURSO22 Ensinar, explicar de maneira clara, convencer atravésda racionalidade. O estilo é simples. voltarRecurso Educacional AbertoAna da Palma
  • 25. ESQUEMA ORGANIZAÇÃO DO DISCURSO23 Agradar. O estilo é médio. Uso de figuras de retórica. voltarRecurso Educacional AbertoAna da Palma
  • 26. ESQUEMA ORGANIZAÇÃO DO DISCURSO24 Comover, levar os ouvintes a partilhar a mesma opiniãoatravés dos sentimentos. O estilo é sublime. Suscitar aemoção. Subversão das normas linguísticas. voltarRecurso Educacional AbertoAna da Palma
  • 27. ESQUEMA ORGANIZAÇÃO DO DISCURSO12 Trata-se da clareza da expressão e do pensamento. Éum requisito necessário, mas não suficiente. Pois, odiscurso não pode ser demasiado «perspicuitas» para nãocorrer o erro de ser banal. voltarRecurso Educacional AbertoAna da Palma
  • 28. ESQUEMA ORGANIZAÇÃO DO DISCURSO13 Trata-se da virtude do discurso. Processos estilísticosque o tornam mais belo, mais brilhante e eficaz. Através do«ornatus» é possível comover e deleitar («movere etRecurso Educacional AbertoAna da Palma
  • 29. ESQUEMA ORGANIZAÇÃO DO DISCURSOdelectare»). São as figuras de sintaxe e de estilo. voltarRecurso Educacional AbertoAna da Palma