PRÊMIO IMRE SIMON 2014
Reportagens sobre a Infraestrutura da Primehost do Brasil
TÍTULO: Tecnologia: Primehost firma parce...
PRÊMIO IMRE SIMON 2014
___________________________________________________________
TÍTULO: Primehost é CASE de sucesso na ...
PRÊMIO IMRE SIMON 2014
A SOLUÇÃO
Depois de adotar ferramentas como VMware vSphere e vCenter, além do
serviço de Co-locatio...
PRÊMIO IMRE SIMON 2014
DATA: Quarta-feira, 19/06/2013 17:07
ORIGEM: www.baguete.com.br
A paulista Primehost anuncia o lanç...
PRÊMIO IMRE SIMON 2014
DATA: Sexta-feira, 31/10/2008 10:50
ORIGEM: www.baguete.com.br
O Berlitz Centro de Idiomas, present...
PRÊMIO IMRE SIMON 2014
Os sócios destacam que a proposta da PrimeHost é focar na qualidade do
atendimento, motivo pelo qua...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Prêmio Prof. Dr. Imre Simon Ed. 2014 - Reportagens sobre a Infraestrutura da Primehost do Brasil

712 views

Published on

Prêmio Prof. Dr. Imre Simon Ed. 2014 - Reportagens sobre a Infraestrutura da PrimeHost do Brasil

Published in: Technology
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
712
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
387
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Prêmio Prof. Dr. Imre Simon Ed. 2014 - Reportagens sobre a Infraestrutura da Primehost do Brasil

  1. 1. PRÊMIO IMRE SIMON 2014 Reportagens sobre a Infraestrutura da Primehost do Brasil TÍTULO: Tecnologia: Primehost firma parceria com a EMC e oferece novo serviço de backup ORIGEM: IC NEWS.com.br A Primehost, em parceria com a EMC, traz ao Brasil um novo serviço de backup. Baseada em EMC Avamar, a tecnologia utiliza uma solução completa de software e hardware para uma recuperação mais eficiente de dados. A parceira entre as duas empresas tem por objetivo levar o “backup as service” para quem busca reduzir custos ao optar por locar este serviço. “Estamos buscando junto a parceiros, como a Primehost, o que há de melhor em recursos especializados em tecnologia BAAS e, conjuntamente com a EMC, poder levar a campo e aos clientes a oferta de aluguel deste serviço, de forma que possam pagar por demanda e em nuvem, necessidade esta que encontramos em vários clientes”, explica Erick Pascoalato, diretor de vendas da divisão de proteção de dados da EMC para o Brasil. “Além disso, esta parceria nos permitirá ofertar a alguns clientes soluções de disaster recovery, ou seja, o cliente até pode já possuir uma solução de backup, mas terá a opção de salvar as informações em outro site, que no caso seria o da Primehost”, completa o diretor. No Brasil, a PRIMEHOST é a primeira empresa do segmento a oferecer esta tecnologia para o mercado corporativo, já bastante utilizada em outros países. O serviço diminui em até 90% o tempo de restauração em relação a outras tecnologias, além de evitar dados duplicados ao armazenar apenas alterações diárias, tornando-o mais eficiente e econômico quanto a espaço. “Adesduplicação evita a duplicidade de dados no momento de armazenamento e, além disso, uma vez que trafegamos menos dados, ou seja, retiramos as redundâncias, diminuímos o tráfego de rede. Desta forma, podemos prover um serviço mais eficiente e mais rápido tanto para backup quanto para a restauração de dados”, esclarece Pascoalato. Para Fabio Alexandre Vieira, executivo da PRIMEHOST, “praticidade, preço e eficiência são as vantagens desta tecnologia, diferentemente das anteriores, que são mais complexas e lentas, requerem uma atenção operacional maior e apresentam algumas falhas de operação de restauração. E ainda, por serem menos inteligentes os cuidados técnicos precisam ser mais intensos e a operação se torna mais cara e ineficiente”. Para as empresas é muito importante ter uma segurança eficaz no que diz respeito a informações e dados. “Backup é a garantia de que os dados da empresa estarão lá, prontos para serem garimpados e emergirem como informação crucial para dar continuidade ao próprio negócio”, conclui o executivo.
  2. 2. PRÊMIO IMRE SIMON 2014 ___________________________________________________________ TÍTULO: Primehost é CASE de sucesso na VMware AUTOR: Assessoria de Imprensa da Intech DATA: 17/04/2014 Após ser pioneira em optar por serviços de Co-location de seu Data Center com o provedor Primehost, em São Paulo, a Intech tornou-se uma das primeiras organizações brasileiras a avançar do modelo de virtualização para uma Cloud Computing Híbrida. Foi uma evolução de seu centro de dados virtualizado com VMware, depois hospedado em data center terceirizado e, por fim, a adoção da ferramenta vCloud. Empresa de prestação de serviços de previdência complementar, digitalização e gestão de documentos, ERP, CRM, além de infraestrutura de TI, a Intech também tem ampla experiência em Regime Próprio de Previdência Social. No segmento de gestão documental, ajuda organizações públicas e privadas a gerir o crescente volume de informação não estruturada. Recebe, prepara, digitaliza, indexa, guarda e recupera documentos com segurança operacional e legal. O DESAFIO A partir de 2008, a Intech assumiu grandes cargas de trabalho de clientes como administradoras de cartões de crédito e de serviços, conforme descreve Renato Moraes, diretor executivo. “Naquele momento, descobrimos a virtualização de nossos servidores por meio da Primehost. Multiplicamos a capacidade de processamento, sendo o início da nossa jornada para a computação em nuvem”. Com a infraestrutura de servidores e data center próprios, a Intech expandiu seus serviços até o momento em que o desenvolvimento de soluções de CRM e ERP, e também o de armazenamento de dados, para grandes fundos de pensão passou a exigir a hospedagem de servidores em data center terceirizado. “Nosso desafio era termos o controle da quantidade de servidores físicos e virtuais estavam operando depois que o volume cresceu muito”, explica Moraes. Começava aí a configuração de um data center que proporcionasse controle simples e eficaz, assim como é hoje o data center definido por software. Um dos objetivos da Intech era ter infraestrutura, plataforma, aplicações, armazenamento e backup as a service, tudo pronto para usar no conceito de TI como serviço. Esse modelo facilitaria tanto a gestão de sua infraestrutura interna quanto a oferta de soluções fáceis de gerir aos seus clientes finais.
  3. 3. PRÊMIO IMRE SIMON 2014 A SOLUÇÃO Depois de adotar ferramentas como VMware vSphere e vCenter, além do serviço de Co-location, a Intech continuou a busca pelo aperfeiçoamento tecnológico de seus serviços. Para isso, precisava se estruturar ainda mais. O modelo de computação em nuvem, então, mostrou-se adequado para que a empresa agregasse infraestrutura para entrega de soluções completas aos clientes. “Tudo teve início com a nossa parceria com a Primehost, que nos sugeriu todos os recursos do VMware vCloud. Hoje temos total domínio de nossos servidores e configuramos a rede para produzir qualquer carga de trabalho imediatamente”, descreve Moraes. A Primehost foi pioneira no país na oferta do VMware vCloud como um serviço para o cliente final. IMPACTO NOS NEGÓCIOS A Intech mantém 13 servidores configurados no vCloud e não necessita mais de máquinas físicas no Co-location. Tudo é virtual. “Otimizamos recursos com isso”, diz Moraes. O executivo comenta que o planejamento de recursos para compor a rede teve um ganho substancial de tempo e orçamento reduzido, pois não precisa mais prever com muita antecedência a compra de hardware e software. Também não é necessária a aquisição de mais poder de processamento e armazenamento antes da real carência porque não há riscos. A gestão ficou muito mais simples e produtiva. Com isso, a Intech pode oferecer serviços mais complexos e avançou em relação à concorrência. OLHANDO PARA O FUTURO Renato Moraes considera que adotar Cloud Computing híbrida foi um passo em direção às tendências mais avançadas. O plano da Intech é manter-se entre as companhias que mais investem em produtividade baseada e tecnologia de ponta. Cada vez mais, as informações ganham mais valor para as organizações. Como a Intech tem como principal atividade a estruturação e a recuperação de um volume substancial de informações dos clientes, desenha sua nuvem com a replicação de ambientes de data center para ter em seu portfólio a alternativa do Disaster Recovery. Primehost é CASE de sucesso da V_____________________________________________________________ TÍTULO: Primehost traz vCloud Prime para o Brasil AUTOR: Gláucia Civa
  4. 4. PRÊMIO IMRE SIMON 2014 DATA: Quarta-feira, 19/06/2013 17:07 ORIGEM: www.baguete.com.br A paulista Primehost anuncia o lançamento da plataforma de serviços de cloud computing vCloud Prime, da VMware, no Brasil. Conforme Fábio Alexandre Vieira, diretor executivo da empresa paulista, trata- se da primeira oferta oficial do serviço por uma empresa brasileira. “Fora do Brasil muitas empresas já utilizam esta plataforma, por exemplo, as 100 listadas da Fortune”, afirma o executivo. A Primehost é especiazada em soluções da data center e atende a mais de 700 clientes no país, cotando com filiais em Santos, São Paulo, Curitiba, Florianópolis, Brasília e Miami. A companhia emprega cerca de 40 colaboradores e fechou 2012 com faturamento em torno de R$ 12 milhões, o que pretende alavancar em um índice que Vieira define apenas como “crescimento vertiginoso” em 2013 e 2014. Na base desta estratégia entra o vCloud Prime. “É a primeira plataforma de data center completamente gerenciável pelo cliente. Entrega mais do que cloud servers: são data centers inteiros à disposição dos clientes”, detalha Vieira. O vCloud Prime reúne recursos de gerenciamento de firewall, com possibilidade de mudança e criação de conjuntos de regras pelo usuário, além de enviar logs de firewall a um servidor syslog configurado no ambiente em nuvem ou externamente. Funcionalidades como balanceamento de carga integrado, disponibilidade de dois data centers Top Tier no Brasil e um nos EUA, conetados a mais de 160 operadoras globais de rede, para garantir redundância e soluções de recuperação de desastre. “A arquitetura em grid do vCloud Prime fornece redundância física completa para eliminar tempo de inatividade decorrente de falhas no hardware”, ressalta Vieira. Para dar suporte ao vCloud Prime, a plataforma de computação em nuvem da Primehost usa infraestrutura e tecnologias de nomes como HP, Dell, VMware, EMC e Cisco em seus data centers. _______________________________________________________________ TÍTULO: Berlitz vai de PrimeHost AUTOR: Maurício Renner
  5. 5. PRÊMIO IMRE SIMON 2014 DATA: Sexta-feira, 31/10/2008 10:50 ORIGEM: www.baguete.com.br O Berlitz Centro de Idiomas, presente no Rio Grande do Sul, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Ceará, passou a operar em outubro dentro de um ambiente computacional baseado em cloud computing. Baseado em servidores de alta capacidade de processamento, storage fiber channel e equipamentos Cisco, o projeto foi executado pela PrimeHost. O projeto interno conduzido por José Vicente de Oliveira Junior, gerente de TI da companhia, tem capacidade para atender outros países da América Latina e pode, inclusive, tornar-se modelo de referência. “Hoje nosso sistema roda em nuvens computacionais de alta performance e temos a flexibilidade e a escalabillidade em nosso favor”, afirma Oliveira. A PrimeHost foi fundada no final de 2007 por dois executivos com rodagem no de hospedagem: Fábio Alexandre e Diego Elias, dois ex-sócios da Telium Networks. _______________________________________________________________ TÍTULO: Novo player no hosting AUTOR: Maurício Renner DATA: Terça-feira, 03/06/2008 16:39 ORIGEM: www.baguete.com.br O disputado mercado de hosting tem mais um concorrente em nível nacional. É a PrimeHost, formada no final do ano passado por quatro executivos com rodagem no ramo: Fábio Alexandre e Diego Elias, dois ex-sócios da Telium Networks, hoje no controle da operação paulista da empresa. Os sócios investiram R$ 500 mil na infra-estrutura, instalada nos datacenters da Intelig nas três cidades. São servidores clusterizados e espelhados cinco vezes, com armazenamento dos discos em storages. As máquinas são todas Dell. Atualmente, 10% da capacidade total está em uso pelos primeiros clientes da empresa, que incluem nomes como Marcopolo, Cosipa e Petrobras. A meta é faturar R$ 1,8 milhão no primeiro ano. “Os resultados já estão acima do esperado. Vamos ter que ampliar a capacidade até o primeiro semestre de 2009”, revela Fábio Alexandre.
  6. 6. PRÊMIO IMRE SIMON 2014 Os sócios destacam que a proposta da PrimeHost é focar na qualidade do atendimento, motivo pelo qual a empresa investiu na conquista de um selo ISO 9001 e promete manter um gerente de contas para cada 20 clientes. “A política de pagamento dos gerentes é diferente: será feita ao longo de toda a duração do contrato”, comenta Roberto Franskowiak. De acordo com o gaúcho, a empresa trabalha com SLAs como 99,7%, 99,8% ou mesmo 99,9% de disponibilidade e chegou a dar aparelhos Nextel com contato direto para alguns dos clientes. “Vamos levar a proposta adiante, mesmo que signifique cortar margens”, garante Franskowiak. Virtualização Uma das propostas da PrimeHost é usar servidores virtualizados na hospedagem, prática que já seria padrão nos Estados Unidos. “Para 90% dos clientes, é uma prática viável e que barateia custos”, acredita Alexandre. A tecnologia usada é da WMware para o hardware e da Virtuoso para os sistemas operacionais. “Ser pequenos nos permite estar adiantados em relação à concorrência, que ainda engatinha nesse tipo de coisas no Brasil”, espeta o executivo. De acordo com Alexandre, os grandes players do mercado de hosting brasileiro ainda titubeiam em adotar virtualização por não estar preparados para reduzir os valores cobrados dos clientes.

×