• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Riscos Tecnologicos
 

Riscos Tecnologicos

on

  • 17,267 views

 

Statistics

Views

Total Views
17,267
Views on SlideShare
16,897
Embed Views
370

Actions

Likes
4
Downloads
338
Comments
1

8 Embeds 370

http://anossageografia.blogspot.pt 140
http://anossageografia.blogspot.com 128
http://www.slideshare.net 94
http://anossageografia.blogspot.com.br 3
http://nature-raiseup.blogspot.com 2
http://www.anossageografia.blogspot.com 1
http://nature-raiseup.blogspot.pt 1
http://www.anossageografia.blogspot.pt 1
More...

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel

11 of 1 previous next

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
  • fixxxxxe\
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Riscos Tecnologicos Riscos Tecnologicos Presentation Transcript

    • RISCOS TECNOLÓGICOS Elaborado pelo Geógrafo Luís Carvalho da CMA
    • INDICE 1. RISCOS TECNOLÓGICOS 1.1. Conceito 2. ACIDENTES INDUSTRIAIS 2.1. Transporte de matérias perigosas 2.2. Ameaças químicas e radiológicas 2.3. Incêndios industriais 3. SECTOR ARMAZENAGEM 3.1. Segurança no trabalho 3.2. Riscos 3.3. Prevenção 4. O DRAMA DE CHERNOBYL 5.1. Marcas para toda a vida
    • RISCOS TECNOLÓGICOS
    • 1. RISCOS TECNOLÓGICOS 1.1. CONCEITO Desenvolvimento das grandes civilizações - Riscos tecnológicos são eventos acidentais , envolvendo ou não substâncias perigosas, que podem ocorrer em espaço publico, equipamento colectivo, estabelecimento ou área industrial , susceptíveis de provocar danos significativos entre trabalhadores, população, equipamentos ou ambiente RISCO TECNOLÓGICO = Substâncias + Espaço + Danos e Perdas
    • 1. RISCOS TECNOLÓGICOS 1.1. CONCEITO Acção Humana - Os riscos tecnológicos estão relacionados com a acção humana , embora algumas vezes estejam associados a fenómenos naturais INDUSTRIALIZAÇÃO E DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO Novas actividades económicas e oportunidades de negócio Aumento dos riscos tecnológicos para a população, património e ambiente Desenvolvimento Económico e Social Vulnerabilidade Perigosidade Comercialização e Globalização Consumo de recursos Custos DESENVOLVIMENTO VS. RISCO
    •  
    •  
    •  
    •  
    • ACIDENTES INDUSTRIAIS
    • 2. ACIDENTES INDUSTRIAIS 2.1. TRANSPORTE DE MATÉRIAS PERIGOSAS Matéria Perigosa - É toda a substância, que pelas suas características físicas e químicas ou ainda pela natureza das suas reacções, apresenta perigo para o Homem TRANSPORTE Rodovia Ferrovia Marítima/Fluvial Aéreo Conduta RISCO POTENCIAL Efeitos Primários: Incêndios, Explosão e Derrame Efeitos Secundários: Propagação aérea, poluição de água e solo PERIGO
    •  
    •  
    •  
    •  
    •  
    •  
    • 2. ACIDENTES INDUSTRIAIS 2.2. AMEAÇAS QUIMICAS E RADIOLÓGICAS Ameaças Químicas - É toda a substância, que pelas suas características físicas e químicas ou ainda pela natureza das suas reacções, apresenta perigo para o Homem AMEAÇA QUIMICA Substâncias liquidas ou sólidas podem ser dispersas no ar (aerossóis) Substâncias podem penetrar no corpo , absorvidas atrás da pele e/ou respiração Rápido inicio dos sintomas médicos (que podem ocorrer no espaço de minutos ou horas) Impacto facilmente observado (resíduos coloridos, folhagem morta, odor pungente, insectos e animais mortos)
    •  
    • 2. ACIDENTES INDUSTRIAIS 2.2. AMEAÇAS QUIMICAS E RADIOLÓGICAS Ameaças Radiológicas - Os agentes radiológicos são substâncias radioactivas que estão em constante transformação (emitem radiações). AMEAÇA RADIOLÓGICA Radiações podem modificar e destruir as células do corpo humano Inicio dos sintomas demora dias ou semanas a aparecer Os agentes radiológicos não são reconhecidos pelos sentidos Devido à demora no aparecimento dos sintomas a possibilidade contagio é grande
    •  
    • 2. ACIDENTES INDUSTRIAIS 2.3. INCÊNDIOS INDUSTRIAIS Complexidade - Para que ocorra um incêndio é necessário a existência de três factores: combustível, comburente e energia de activação Combustível Comburente Energia de Activação Sólido: madeira e plástico; Liquido: solventes voláteis; Gasosos: gás e petróleo Oxigénio numa percentagem de 21% , tal como se encontra na atmosfera Choque, fricção, pressão, faísca, ponto quente ou chama
    •  
    •  
    • SECTOR ARMAZENAGEM
    • 3. SECTOR ARMAZENAGEM 3.1. SEGURANÇA NO TRABALHO Armazéns - O sector da armazenagem comporta um grande numero de funcionários de diferente categorias profissionais e com diferentes habilitações literários ARMAZÉM
      • Bom Funcionamento:
      • Articulação entre os serviços responsáveis pelo controlo da entrada e saída de mercadorias
      • Trabalhadores responsáveis pelo manuseamento das mercadorias
      • Operacional
      • Equipas de trabalho interdependentes
      • Conjunto vasto de operações (movimentação de mercadorias, manutenção do armazém, tarefas administrativas, etc.)
      • Organização Interna da Emergência
      • Os armazéns apresentam um grande numero de vulnerabilidades e riscos
      • Todos os dispositivos de prevenção e protecção de acidentes instalados perderão a sua função se os recursos humanos não estiverem bem preparados
    •  
    • 3. SECTOR ARMAZENAGEM 3.2. RISCOS Perigo constante - Os produtos que possam produzir danos específicos, devem ser armazenados de forma adequada - O perigo constante (risco) está associado à má gestão da logística e produtos que compõem um local de trabalho/serviço ARMAZEM Produção, Utilização e Armazenamento de materiais Material (des)adequado (equipamento de protecção) (In)Segurança (equipamento credenciado) Formação dos recursos humanos (consciencialização do risco)
    •  
    • 3. SECTOR ARMAZENAGEM 3.2. RISCOS Acidente - Acontecimento que ultrapassa os limites do estabelecimento industrial requerendo a intervenção de equipas de socorro e eventual necessidade de medidas de protecção ACIDENTE Efeito Térmico Efeito Mecânico Efeito Tóxico Combustão de produtos inflamáveis (explosão) Excesso de pressão resultante por uma onda de choque (detonação) Inalação de uma substância química tóxica (fuga) CONSEQUÊNCIAS Desde o ferimento até à morte
    •  
    •  
    •  
    •  
    • 3. SECTOR ARMAZENAGEM 3.3. PREVENÇÃO Plano de Emergência + Plano de Evacuação - Imprescindível dispor de um Plano de Emergência e de um Plano de Evacuação e constituir equipas com pessoal especifico para actuar em tais circunstâncias PREVENÇÃO Equipamento de protecção individual Segurança eléctrica Primeiros socorros PLANO DE EMERGÊNCIA PLANO DE EVACUAÇÃO Sistema de controlo adequados Ordem e limpeza
    •  
    •  
    • O DRAMA DE CHERNOBYL
    • 4. O DRAMA DE CHERNOBYL 4.1. MARCAS PARA TODA A VIDA Acidente nuclear - Ano de 1986: o quarto reactor da central nuclear de Chernobyl sofreu uma forte explosão de vapor que resultou num incêndio, uma série de explosões e uma fuga de radioactividade . CAUSAS 2 Teorias Atribui a culpa aos operadores da central Defeitos no reactor nuclear Violaram procedimentos , ignorando os sinais de perigo de explosão do reactor Reactor apresentava deficiências na produção de energia e em geral no funcionamento Operadores desligaram sistemas de protecção do reactor (o que era proibido)
    • 4. O DRAMA DE CHERNOBYL 4.1. MARCAS PARA TODA A VIDA Impacto - Áreas contaminadas : Ucrânia, Bielorrússia e Rússia - 200 mil pessoas foram evacuadas . Num raio de 25km a partir da central tudo ficou “sem vida” - Custo elevadíssimo de contaminação para o ambiente e para a saúde (cancro) - Ninguém conseguiu estimar quantas pessoas morreram relacionadas com o acidente - Estima-se que irão morrer muitas pessoas no futuro vitimas de cancro (radiação)
    •  
    •  
    •  
    •  
    •  
    •  
    •  
    •  
    • RISCOS TECNOLÓGICOS