Escola Secundária Soares Basto
      Formações Modulares Certificadas




Autor: Manuel Resende       wwwm1957r@hotmail.co...
Escola Secundária Soares Basto
    Formações Modulares Certificadas




               A nossa terra é
conhecida pelo cult...
Escola Secundária Soares Basto
   Formações Modulares Certificadas




             Sementeira de linho




    Linho em c...
Escola Secundária Soares Basto
     Formações Modulares Certificadas




Linho no final de crescimento




O próximo passo...
Escola Secundária Soares Basto
   Formações Modulares Certificadas
A tradição do linho
         Arrancar o linho da terra
...
Escola Secundária Soares Basto
   Formações Modulares Certificadas




             Recolha do linho já seco




Quinta-fe...
Escola Secundária Soares Basto
   Formações Modulares Certificadas
       Transporte do linho para outras transfusões




...
Escola Secundária Soares Basto
    Formações Modulares Certificadas




    1. Nesta altura vai ser “maçado” e depois
    ...
Escola Secundária Soares Basto
    Formações Modulares Certificadas




Depois é “acedado” no “cedeiro” para se separar o ...
Escola Secundária Soares Basto
   Formações Modulares Certificadas




As “meadas” vão à “dobadoira” para se fazerem os
“n...
Escola Secundária Soares Basto
   Formações Modulares Certificadas




A tradição do linho

Texto em tabela




Espadela; ...
Escola Secundária Soares Basto
   Formações Modulares Certificadas




      Tradição do linho
     •Aula de estudo




Qu...
Escola Secundária Soares Basto
     Formações Modulares Certificadas




                                      Gráfico



...
Escola Secundária Soares Basto
   Formações Modulares Certificadas




                         Escola
                   ...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Ficha 13 a tradição do linho

907

Published on

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
907
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
8
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Ficha 13 a tradição do linho

  1. 1. Escola Secundária Soares Basto Formações Modulares Certificadas Autor: Manuel Resende wwwm1957r@hotmail.com Telef.: 234541746 Boletim NºO Quinta-feira, 29 de Abril de 2010 1
  2. 2. Escola Secundária Soares Basto Formações Modulares Certificadas A nossa terra é conhecida pelo cultivo do linho, com o qual as Lançadeiras de Picão executam trabalhos que podem ser vendidos aqui mesmo, na casa do artesanato, onde é trabalhado, como em feiras e exposições. A seguir damos a conhecer os passos do cultivo do linho que ilustramos: Prepara-se a terra para a sementeira, depois tiram-se os regos onde se semeia de seguida a semente (linhaça). Esta semente é então tapada com um ancinho, e vai-se regando e mondando. Entretanto o linho dá uma flor lilás muito bonita. Posteriormente o linho é arrancado e atado em “mãos cheias”. A seguir é atado em molhos (ainda com a baganha). 10 10 Faixa 10.wma Quinta-feira, 29 de Abril de 2010 2
  3. 3. Escola Secundária Soares Basto Formações Modulares Certificadas Sementeira de linho Linho em crescimento Quinta-feira, 29 de Abril de 2010 3
  4. 4. Escola Secundária Soares Basto Formações Modulares Certificadas Linho no final de crescimento O próximo passo é a ripagem do linho, efectuada “ripança”. Seguidamente ergue-se a “baganha” ao vento para fazer a separação da linhaça. É nesta altura que se metem 8 dias. Depois de corado vai os aguadeiros (molhos de 48 novamente para a água durante “mãos cheias”) na água pela 1ª mais 15 dias e depois de seco vez, onde fica durante 15 dias. pela 2ª vez é apanhado, atado Tira-se e estende-se o linho ao em molhos e transportado em sol para corar e secar durante carro de vacas. Quinta-feira, 29 de Abril de 2010 4
  5. 5. Escola Secundária Soares Basto Formações Modulares Certificadas A tradição do linho Arrancar o linho da terra Linho na água Estender o linho a corar Quinta-feira, 29 de Abril de 2010 5
  6. 6. Escola Secundária Soares Basto Formações Modulares Certificadas Recolha do linho já seco Quinta-feira, 29 de Abril de 2010 6
  7. 7. Escola Secundária Soares Basto Formações Modulares Certificadas Transporte do linho para outras transfusões  Nesta altura vai ser “maçado” e depois “tascado” ou “espadanado”, isto é, fazer-se a separação das “arestas” ou “tomentos”.  Depois é “acedado” no “cedeiro” para se separar o linho (que é a parte mais fina), da “estopa” (que é a mais grossa).  A seguir é “fiado” pelas senhoras que têm as “rocas” e os “fusos”. Daqui saem “maçarocas” que são dobadas num “sarilho” e fazem-se as “meadas” que serão lavadas e coradas.  As “meadas” vão à “dobadoira” para se fazerem os “novelos” que serão “ordidos” em “ordideiras” e transformados em tecido no “tear”. Quinta-feira, 29 de Abril de 2010 7
  8. 8. Escola Secundária Soares Basto Formações Modulares Certificadas 1. Nesta altura vai ser “maçado” e depois “tascado” ou “espadanado”, isto é, fazer-se a separação das “arestas” ou “tomentos”. 2. Depois é “acedado” no “cedeiro” para se separar o linho (que é a parte mais fina), da “estopa” (que é a mais grossa). 3. A seguir é “fiado” pelas senhoras que têm as “rocas” e os “fusos”. Daqui saem “maçarocas” que são dobadas num “sarilho” e fazem-se as “meadas” que serão lavadas e coradas. 4. As “meadas” vão à “dobadoira” para se fazerem os “novelos” que serão “ordidos” em “ordideiras” e transformados em tecido no “tear”. Nesta altura vai ser “maçado” e depois “tascado” ou “espadanado”, isto é, fazer-se a separação das “arestas” ou “tomentos”. Quinta-feira, 29 de Abril de 2010 8
  9. 9. Escola Secundária Soares Basto Formações Modulares Certificadas Depois é “acedado” no “cedeiro” para se separar o linho (que é a parte mais fina), da “estopa” (que é a mais grossa). A seguir é “fiado” pelas senhoras que têm as “rocas” e os “fusos”. Daqui saem “maçarocas” que são dobadas num “sarilho” e fazem-se as “meadas” que serão lavadas e coradas. Quinta-feira, 29 de Abril de 2010 9
  10. 10. Escola Secundária Soares Basto Formações Modulares Certificadas As “meadas” vão à “dobadoira” para se fazerem os “novelos” que serão “ordidos” em “ordideiras” e transformados em tecido no “tear”. Quinta-feira, 29 de Abril de 2010 10
  11. 11. Escola Secundária Soares Basto Formações Modulares Certificadas A tradição do linho Texto em tabela Espadela; Espadelar ; Linho Ripanço; Ripar; Linho Roca; fiar; Linho Sarilho; Dobar; linho Devadoura; enovelar; linho Tear; Tecer; linho Nome Função Material Espadela Espadelar Linho Ripanço Ripar Linho Roca Fiar Linho Sarilho Dobar Linho Devadoura Enovelar Linho Tear Tecer Linho Quinta-feira, 29 de Abril de 2010 11
  12. 12. Escola Secundária Soares Basto Formações Modulares Certificadas Tradição do linho •Aula de estudo Quinta-feira, 29 de Abril de 2010 12
  13. 13. Escola Secundária Soares Basto Formações Modulares Certificadas Gráfico Gasto de linho Gasto Mensal Gasto diario Gasto trimestral Gasto semestral 350 Janeiro 50 € 2.5€ 300 Fevereiro 40 € 2€ Março 250 60 € 3€ 150 € Abril 200 50 € 2.5€ Maio 150 60 € 3€ Junho 100 50 € 2.5€ 160 € 310 € Gasto trimestral 50 Gasto semestral 0 2€ 3€ 3€ 2.5€ 2.5€ 2.5€ 50 € 40 € 60 € 50 € 60 € 50 € Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Quinta-feira, 29 de Abril de 2010 13
  14. 14. Escola Secundária Soares Basto Formações Modulares Certificadas Escola Soares Basto Aluno Professor Manuel Artur Resende Ramísio Quinta-feira, 29 de Abril de 2010 14

×