ArtplanCliente: Banco do BrasilCampanha:Convergência<br />Obs.: As peças também estão disponíveis nas suas respectivas pas...
Cliente<br />O Banco do Brasil foi o primeiro banco a operar no País e, hoje, é a maior instituição financeira do País. Em...
Estratégia de Comunicação e Objetivos<br />A campanha publicitária do Banco do Brasil para Convergência tinha como objetiv...
Resultado Obtidos<br />Ainda não temos feedback do cliente e/ou pesquisas de resultados.<br />
Spot 60”<br />Banco do Brasil<br />Campanha Convergência<br />Spot 60” <br />Todo dia<br />Toda hora<br />Todo momento<br ...
Spot 30” <br />Banco do Brasil<br />Convergência<br />Spot rádio 30” <br />Montagem 1 <br /> <br /> <br />Todo dia<br />To...
Spot 30” <br />Banco do Brasil<br />Convergência <br />Rádio 30” <br />Montagem 2<br />Todo lado<br />Todo canto<br />Onde...
Filme 60”<br />Banco do Brasil<br />Campanha Convergência<br />Filme 60” <br />Ao som do jingle de convergência, vemos cen...
O Banco do Brasil<br />Aparece o “Todo”<br />É todo, todinho seu<br />Câmera mergulha no “O”, revelando uma nova cena e ap...
O Banco do Brasil<br />Aparece o “Todo”<br />É todo, todinho seu<br />Câmera mergulha no “O”, revelando uma nova cena e ap...
Filme 30”<br />Banco do Brasil<br />Convergência 60”<br />Redução 30” – Montagem 1<br />Ao som do jingle de convergência, ...
O Banco do Brasil<br />Aparece o “Todo”<br />É todo, todinho seu<br />Câmera mergulha no “O”, revelando uma nova cena e ap...
Filme 30”<br />Banco do Brasil<br />Convergência 60”<br />Redução 30” – Montagem 2<br />Ao som do jingle de convergência, ...
Toda cidade<br />Todo estado<br />Todo país<br />Câmera dá close em um arbusto na frente da agência do Morro do Alemão. Po...
Anúncios<br />
Obrigado!<br />
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Convergencia

612 views
537 views

Published on

Published in: Education, Travel
1 Comment
0 Likes
Statistics
Notes
  • http://www.youtube.com/watch?v=SUyvfoqvHj4
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
612
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
4
Comments
1
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Convergencia

  1. 1. ArtplanCliente: Banco do BrasilCampanha:Convergência<br />Obs.: As peças também estão disponíveis nas suas respectivas pastas (tv, mp3 e print). Os prints dos anúncios serão entregues junto com a documentação. Essa mesma apresentação está disponível na pasta “cases”.<br />
  2. 2. Cliente<br />O Banco do Brasil foi o primeiro banco a operar no País e, hoje, é a maior instituição financeira do País. Em seus mais de 200 anos de existência, acumulou experiências e pioneirismos, participando vivamente da história e da cultura brasileira. Sua marca é uma das mais conhecidas e valiosas do País, acumulando ao longo de sua história atributos de confiança, segurança, modernidade e credibilidade. <br />
  3. 3. Estratégia de Comunicação e Objetivos<br />A campanha publicitária do Banco do Brasil para Convergência tinha como objetivo estratégico apresentar suas principais<br />soluções em canais de relacionamento com seus clientes.<br />Mostrar que é um banco que está conectado ao seu tempo e antenado às reais necessidades de seu público. Um banco<br /> que foca suas iniciativas na busca de soluções de produtos e serviços que convergem e integram seus canais de <br />relacionamento para oferecer aos seus clientes e ao mercado mais conveniência, comodidade, conforto, inovação e <br />modernidade no seu dia a dia.<br />Reiterar o posicionamento do Banco que age no todo sem deixar de ser seu. Um banco público e privado. Um banco <br />diferente que liga tudo isso.<br />Com a campanha desenvolvida pela  Artplan, o Banco comunicou  através de mídia eletrônica e impressa, seus vários <br />canais, como por exemplo:<br /> <br />A presença do Banco em comunidades carentes como o Morro do Alemão e Cidade de Deus no Rio de Janeiro, caixas <br />eletrônicos espalhados pela orla de Copacabana e o novo modelo de ambientação de suas agências – mais espaçosas, <br />com ambientes integrados e um jeito todo especial de atender. Essas são iniciativas que visam aproximar a instituição de <br />seus públicos, incrementar a inclusão bancária e estar onde eles realmente precisam.<br />O Saque Sem é outro destaque. Por meio desse serviço, o cliente utiliza seu celular ou a internet para solicitar um <br />código com o qual pode sacar nos caixas eletrônicos sem o uso do seu cartão bancário. Código esse que é disponibilizado<br /> pelo Banco por meio de SMS. Somado a isso, os novos terminais com tela sensível ao toque permite que a pessoa escolha<br /> a quantidade e o tipo de cédula que quer no momento do saque, o que facilita o troco.<br />O Banco do Brasil reforça, também, sua presença em dispositivos eletrônicos e remotos como celulares, notebooks e <br />tablets, chamando seus clientes a conectarem-se ao bb.com.br, acessando suas contas onde e quando quiserem.<br />
  4. 4. Resultado Obtidos<br />Ainda não temos feedback do cliente e/ou pesquisas de resultados.<br />
  5. 5. Spot 60”<br />Banco do Brasil<br />Campanha Convergência<br />Spot 60” <br />Todo dia<br />Toda hora<br />Todo momento<br />Toda tecnologia<br />Autoatendimento<br />Todas as maneiras pra você se conectar<br />Toda empresa<br />Toda casa<br />Em todo lugar<br />O Banco do Brasil<br />É todo, todinho seu<br />Todo do jeito que você pediu... <br />... todinho seu.<br />Todo lado<br />Todo canto, onde precisar<br />Um banco todo preparado pra te facilitar<br />Toda cidade<br />Todo estado<br />Todo país<br />Toda modernidade<br />Todo tempo pra ser feliz<br />O Banco do Brasil<br />É todo, todinho seu<br />Todo do jeito que você pediu... <br />...todinho seu.<br />Estar em todo lugar.<br />Sem deixar de ser seu.<br />E tem um banco diferente que liga tudo isso.<br />Banco do Brasil. Todo seu.<br />
  6. 6. Spot 30” <br />Banco do Brasil<br />Convergência<br />Spot rádio 30” <br />Montagem 1 <br /> <br /> <br />Todo dia<br />Toda hora<br />Todo momento<br />Toda tecnologia<br />Auto-atendimento<br />Todas as maneiras pra você se conectar<br />Toda empresa<br />Toda casa<br />Em todo lugar<br />O Banco do Brasil<br />É todo, todinho seu<br />Todo do jeito que você pediu... <br />...todinho seu.<br />Estar em todo lugar.<br />Sem deixar de ser seu.<br />Tem um banco diferente que liga tudo isso.<br />Banco do Brasil. Todo seu.<br />
  7. 7. Spot 30” <br />Banco do Brasil<br />Convergência <br />Rádio 30” <br />Montagem 2<br />Todo lado<br />Todo canto<br />Onde precisar<br />Um banco todo preparado pra te facilitar<br />Toda cidade<br />Todo estado<br />Todo país<br />Toda modernidade<br />Todo tempo pra ser feliz<br />O Banco do Brasil<br />É todo, todinho seu<br />Todo do jeito que você pediu... <br />...todinho seu.<br />Estar em todo lugar.<br />Sem deixar de ser seu.<br />Tem um banco diferente que liga tudo isso..<br />Banco do Brasil. Todo seu.<br />
  8. 8. Filme 60”<br />Banco do Brasil<br />Campanha Convergência<br />Filme 60” <br />Ao som do jingle de convergência, vemos cenas do Banco facilitando a vida das pessoas. Em cada cena, assistimos pequenos momentos da vida de alguns brasileiros.<br />O filme começa com o nascer do sol em um grande centro.<br />Todo dia<br />Por fusão, o sol da cena se transforma em um solzinho estampado no chapéu de uma mulher de 25 anos. Ela está de mãos dadas com o seu namorado de 30 anos. O casal, vestido com roupas de praia, está saindo do caixa eletrônico, que é o terminal do Projeto Orla em Copacabana.<br />Toda hora<br />Todo momento<br />O namorado recebe um SMS avisando que ele fez uma transação. <br />Toda tecnologia<br />Autoatendimento<br />Corta para um homem, no metrô, usando camisa social mais despojada. A cena deixa bem claro que ele está dentro de um vagão de metrô. Nesse momento ele recebe um SMS do Banco informando que é o melhor dia para comprar no cartão de crédito.: A partir de hoje, novas compras no cartão só serão lançadas na fatura do mês seguinte.<br />Todas as maneiras pra você se conectar<br />Câmera dá close na tela do IPhone dele, que por fusão, se transforma na tela do notebook de uma mulher de 30 anos atrás do balcão do seu café, mexendo no seu notebook. Dá para ler uma placa “Café da Bia”.<br />Lettering: Gerenciador financeiro<br />Toda empresa<br />Toda casa<br />Em todo lugar<br />Nesta hora, a câmera entra por dentro do notebook e começamos a ver imagens dos personagens do primeiro bloco do filme: os namorados se abraçando; a microempresária de terninho, na porta do seu café; e uma atendente de Call Center sorridente, usando um headphone; todos aparecendo em primeiro plano na tela, com destaque para a atendente de Call Center, enquanto escutamos o refrão.<br />As cartelas “Todo” e “Seu” também aparecem na tela assim como no filme de lançamento.<br />
  9. 9. O Banco do Brasil<br />Aparece o “Todo”<br />É todo, todinho seu<br />Câmera mergulha no “O”, revelando uma nova cena e aparece o “Seu”.<br />Todo do jeito que você pediu... <br />Vemos um homem bem simples, vestindo camisa polo e jeans, em um mercadinho, com algumas faturas na mão. Ele está sendo atendido por uma balconista e entrega a ela o pagamento em dinheiro.<br />... todinho seu.<br />A câmera foca na marca do Banco no adesivo “Mais BB” perto do caixa, indicando que aquele estabelecimento é um correspondente bancário.<br />Todo lado<br />Todo canto, onde precisar<br />Quando abre o plano, vemos que aquela marca do BB agora está numa tela de LCD, na área de espera de uma agência com a nova ambientação Vemos um cliente sentado no sofá esperando o atendimento, enquanto toma um café. Em segundo plano, a gerente atende uma mulher de 30 anos usando roupas casuais. A câmera sai da agência e mostra uma imagem aérea da mesma.<br />Lettering: Modernização da rede de agências.<br />Um banco todo preparado pra te facilitar<br />Corta pra cena aérea do Morro do Alemão. Câmera desce e mostra a agência do BB no Morro do Alemão, onde entra uma jovem, de mais ou menos 20 anos, da comunidade. Várias pessoas da comunidade passam na frente da agência, mostrando com clareza a localidade e a presença do BB na região. Close da jovem que entra na agência, sorrindo, satisfeita.<br />Lettering:Agência no Morro do Alemão.<br />Toda cidade<br />Todo estado<br />Todo país<br />Câmera dá close em um arbusto na frente da agência do Morro do Alemão. Por fusão, o arbusto se transforma em outro, no campus de uma universidade. Em um banco da parte externa da universidade, com o movimento do horário do intervalo, uma estudanteacessa o Banco do Brasil pelo seu tablet, bem à vontade sentada ao lado de seus livros e mochila. A estudante é a namorada que está na praia na primeira cena do filme.<br />Toda modernidade<br />Todo tempo pra ser feliz<br />Câmera entra na tela do tablet, e nesta hora vemos imagens com os personagens do segundo bloco do filme, enquanto escutamos o refrão. O homem do mercadinho; a jovem do Morro do Alemão; a jovem universitária; e, mais uma vez, a atendente do Call Center. Aparece também uma cena de um homem acessando o Banco do Brasil pelo iPad, na Times Square em NY. <br />As cartelas “Todo” e “Seu” também aparecem na tela assim como no filme de lançamento.<br />
  10. 10. O Banco do Brasil<br />Aparece o “Todo”<br />É todo, todinho seu<br />Câmera mergulha no “O”, revelando uma nova cena e aparece o “Seu”.<br />Todo do jeito que você pediu... <br />Aparece o “todo seu”<br />...todinho seu.<br />Câmera mostra uma cena de uma rua e várias pessoas andando.<br />Locução:<br />Estar em todo lugar.<br />Surge a cartela “Todo” na tela.<br />Câmera entra por dentro do “O” do todo. Vemos uma pessoa.<br />Ela está bem em frente a uma agência do Banco.<br />Vemos a cartela “Seu”.<br />Locutor em off continua:<br />Sem deixar de ser seu.<br />Tem um banco diferente que liga tudo isso.<br />Entra assinatura feita com animação por computação.<br />Locutor então encerra.<br />Banco do Brasil. Todo seu.<br />
  11. 11.
  12. 12. Filme 30”<br />Banco do Brasil<br />Convergência 60”<br />Redução 30” – Montagem 1<br />Ao som do jingle de convergência, vemos cenas do Banco facilitando a vida das pessoas. Em cada cena vamos assistindo pequenos momentos da vida de alguns brasileiros.<br />Filme começa com o nascer do sol em um grande centro.<br />Todo dia<br />Por fusão, o sol da cena se transforma em um solzinho estampado no chapéu de uma mulher de 25 anos. Ela está de mãos dadas com o seu namorado de 30 anos. O casal, vestido com roupas de praia, está saindo do caixa eletrônico, que é o terminal do Projeto Orla em Copacabana.<br />Toda hora<br />Todo momento<br />O namorado recebe um SMS avisando que ele fez uma transação. <br />Toda tecnologia<br />Auto atendimento<br />Corta para um homem, no metrô, usando camisa social mais despojada. O homem é o namorado da primeira cena. A cena deixa bem claro que ele está dentro de um vagão de metrô. Nesse momento ele recebe um SMS do banco informando que é o melhor dia para comprar no cartão de crédito.<br />Todas as maneiras pra você se conectar<br />Câmera dá close na tela do IPhone dele, que por fusão, se transforma na tela do notebook de uma mulher de 30 anos atrás do balcão do seu café, mexendo no seu notebook. Dá para ler uma placa “Café da Bia”.<br />Lettering: Gerenciador financeiro<br />Toda empresa<br />Toda casa<br />Em todo lugar<br />Nesta hora, a câmera entra por dentro do notebook e começamos a ver imagens dos personagens do primeiro bloco do filme: os namorados se abraçando; a micro empresária de terninho, na porta do seu café; e uma atendente de Call Center sorridente, usando um headphone; todos aparecendo em primeiro plano na tela, com destaque para a atendente de Call Center, enquanto escutamos o refrão.<br />As cartelas “Todo” e “Seu” também aparecem na tela assim como no filme de lançamento.<br />
  13. 13. O Banco do Brasil<br />Aparece o “Todo”<br />É todo, todinho seu<br />Câmera mergulha no “O”, revelando uma nova cena e aparece o “Seu”.<br />Todo do jeito que você pediu... <br />Aparece o “todo seu”<br />...todinho seu.<br />Câmera mostra uma cena de uma rua e várias pessoas andando.<br />Locução:<br />Estar em todo lugar.<br />Surge a cartela “Todo” na tela.<br />Câmera entra por dentro do “O” do todo. Vemos uma pessoa.<br />Ela está bem em frente a uma agência do Banco.<br />Vemos a cartela “Seu”<br />Locutor em off continua:<br />Sem deixar de ser seu.<br />E tem um banco diferente que liga tudo isso.<br />Entra assinatura feita com animação por computação.<br />Locutor então encerra.<br />Banco do Brasil. Todo seu.<br />
  14. 14.
  15. 15. Filme 30”<br />Banco do Brasil<br />Convergência 60”<br />Redução 30” – Montagem 2<br />Ao som do jingle de convergência, vemos cenas do Banco facilitando a vida das pessoas. Em cada cena vamos assistindo pequenos momentos da vida de alguns brasileiros.<br />Filme começa com um homem bem simples, vestindo camisa pólo e jeans, em um mercadinho, com algumas faturas na mão. Ele está sendo atendido por uma balconista, e entrega a ela o pagamento em dinheiro.<br />Todo lado<br />A câmera foca na marca do Banco no adesivo “Mais BB” perto do caixa, indicando que aquele estabelecimento é um correspondente bancário.<br />Todo canto<br />Onde precisar<br />Quando abre o plano, vemos que aquela marca do BB agora está numa tela de LCD, na área de espera de uma agência com a nova ambientação (agência do BB no Leblon, RJ). Vemos um cliente sentado no sofá esperando o atendimento, enquanto toma um café. Em segundo plano, a gerente atende uma mulher de 40 anos usando roupas casuais. A câmera sai da agência e mostra uma imagem aérea da mesma.<br />Letreiro: Modernização da rede de agências.<br />Um banco todo preparado pra te facilitar<br />Corta pra cena aérea do Morro do Alemão. Câmera desce e mostra a agência do BB no Morro do Alemão, onde entra uma jovem, de mais ou menos 20 anos, da comunidade. Várias pessoas da comunidade passam na frente da agência, mostrando com clareza a localidade e a presença do BB na região. Close da jovem que entra na agência, sorrindo, satisfeita.<br />Lettering: Agência no Morro do Alemão<br />
  16. 16. Toda cidade<br />Todo estado<br />Todo país<br />Câmera dá close em um arbusto na frente da agência do Morro do Alemão. Por fusão, o arbusto se transforma em outro, no campus de uma universidade. Em um banco da parte externa da universidade, com o movimento do horário do intervalo, uma estudante acessa o Banco do Brasil pela sua tabletGalaxy da Samsung, bem à vontade sentada ao lado de seus livros e mochila. A estudante é a namorada que está na praia na primeira cena do filme.<br />Toda modernidade<br />Todo tempo pra ser feliz<br />Câmera entra na tela da tablet, e nesta hora vemos imagens com os personagens do segundo bloco do filme, enquanto escutamos o refrão. O homem do mercadinho; a jovem universitária, a jovem do morro do alemão; e, mais uma vez, a atendente do callcenter. Aparece também uma cena de um homem acessando o Banco do Brasil pelo iPad, na Times Square em NY. (avaliar a possibilidade de usar uma cena de passagem com a Estátua da Liberdade ao fundo)<br />As cartelas “Todo” e “Seu” também aparecem na tela assim como no filme de lançamento.<br />O Banco do Brasil<br />Aparece o “Todo”<br />É todo, todinho seu<br />Câmera mergulha no “O”, revelando uma nova cena e aparece o “Seu”.<br />Todo do jeito que você pediu... <br />Aparece o “todo seu”<br />...todinho seu.<br />Câmera mostra uma cena de uma rua e várias pessoas andando.<br />Locução:<br />Estar em todo lugar.<br />Surge a cartela “Todo” na tela.<br />Câmera entra por dentro do “O” do todo. Vemos uma pessoa.<br />Ela está bem em frente a uma agência do Banco.<br />Vemos a cartela “Seu”<br />Locutor em off continua:<br />Sem deixar de ser seu.<br />E tem um banco diferente que liga tudo isso.<br />Entra assinatura feita com animação por computação.<br />Locutor então encerra.<br />Banco do Brasil. Todo seu.<br />
  17. 17.
  18. 18. Anúncios<br />
  19. 19.
  20. 20.
  21. 21.
  22. 22.
  23. 23.
  24. 24. Obrigado!<br />

×