Your SlideShare is downloading. ×
  • Like
  • Save
Classes de palavras - Conjunção
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Now you can save presentations on your phone or tablet

Available for both IPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Classes de palavras - Conjunção

  • 8,691 views
Published

 

Published in Education
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
No Downloads

Views

Total Views
8,691
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
0
Comments
0
Likes
7

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Classes de palavr as. Conjunção.Escola Técnica Estadual Magalhães BarataDiretora: CristinaProfessora: Daises CarvalhoEquipe: Arthur Wenderson Santos Pinto Daniel Damasceno da Cruz Lucas Nagib de Freitas Monique Gabrielle Saraiva Santos Rafael dos Santos CoutinhoTurma: Mecânica-Integrado-Manhã
  • 2. Conceito de Conjunção. As conjunções são palavras invariáveis que servem para conectar orações ou dois termos de mesma função sintática, estabelecendo entre eles uma relação de dependência ou de simples coordenação.Ex.: portanto, logo, pois, como, mas, e, embora, porque, entretanto, em, quando, ora, que, porém, todavia, quer, contudo, seja, conforme .
  • 3. Locução conjuntiva. Quando duas ou mais palavras exercem função de conjunção chama-se locução conjuntiva. Geralmente terminam em que.Ex.: visto que, desde que, ainda que, por mais que, à medida que, apesar de, a fim de que, etc. As conjunções “essenciais”. São palavras que funcionam somente como conjunção.Ex.: e, nem, mas, porém, todavia, contudo, entretanto,ou, porque, pois, portanto, se, ora, apesar e como.
  • 4. As conjunções são divididasem:  Coordenativas  Subordinativas As conjunções coordenativas As conjunções subordinativas são conhecidas por: são conhecidas por:  Aditivas  Integrantes  Adversativas  Causal  Alternativas  Comparativa  Explicativas  Concessiva  Conclusivas  Condicional  Conformativa  Consecutiva  Final  Proporcional  Temporal
  • 5. Conceito de conjunções coordenativas. Conjunções coordenativas são os vocábulos gramaticais que estabelecem relações entre dois termos ou duas orações independentes entre si, que possuem as mesmas funções gramaticais. As conjunções coordenativas podem ser dos seguintes tipos: aditivas, adversativas, alternativas, conclusivas, explicativas.
  • 6. Coordenativas Aditivas: Indicam uma relação de adição à frase. Unem palavras de mesma função sintática. São elas: e, nem, mas também, como também, além de (disso, disto, aquilo), quanto (depois de tanto), bem como e etc.Ex¹.: Comi e fiquei satisfeita.Ex².: O acontecimento não foi bom nem ruim.Ex³.: Todos aqui estão contentes e despreocupados. Adversativas: Indicam uma relação de oposição bem como de contraste ou compensação entre as unidades ligadas. Também pode gerar um sentido de consequência a algo dito anteriormente. São elas: mas, porém, todavia,entretanto, no entanto, senão, não obstante, contudo, etc. Antes dos nexos adversativos a virgula é obrigatória.Ex¹.: O carro bateu, mas ninguém se feriu.Ex².: Não negou nada, mas também não afirmou coisa nenhumaEx³.: A moça deu a ele o dinheiro: porém, o fez receosa.
  • 7. Coordenativas Alternativas: Como o seu nome indica, expressam uma relação de alternância, seja por incompatibilidade dos termos ligados ou por equivalência dos mesmos. São elas: ou...ou, ou, ora...ora, já...já, quer...quer, etc.Ex¹.: Ou ela, ou eu.Ex².: Tudo para ele era vencer ou perderEx³.: Ora filosofava, ora contava piadas. Explicativas: Expressam a relação de explicação, razão ou motivo. São elas: que, porque, porquanto, pois (anteposta ao verbo).Ex¹.: Ele não entra porque está sem tempo.Ex².: Não entrou no teatro porque esqueceu os bilhetes.Ex³.: Entre, que está muito frio.
  • 8. Coordenativas Conclusivas: Indicam relação de conclusão. São elas: pois (posposta ao verbo), logo, portanto, então, por isso, por conseguinte, por isto, assim, etc.Ex¹.: Ele bebeu bem mais do que poderia, logo ficou embriagado.Ex².: Estudou muito, portanto irá bem no exame.Ex³.: O rapaz é bastante inteligente e, logo, será um privilegiado na entrevista.
  • 9. Conceito de conjunções subordinativas. As conjunções subordinativas possuem a função de estabelecer uma relação entre duas orações, relação esta que se caracteriza pela dependência do sentido de uma oração com relação a outra. Uma das orações completa ou determina o sentido da outra. As conjunções subordinativas são classificadas em: causais, concessivas, condicionais, comparativas, conformativas, consecutivas, proporcionais, finais e integrantes.
  • 10.  Conjunção Subordinativa Integrante: Introduz uma oração que pode funcionar como sujeito, objeto direto, predicativo, aposto, agente da passiva, objeto indireto, complemento nominal de outra oração. As conjunções subordinativas integrantes são o que e se. Quando o verbo exprime uma certeza, usa-se que; quando não, usa- se se.o Afirmo que sou inteligente.o Não sei se existe ou se dói.o Espero que você não demore.Obs.: Uma forma de identificar o se e o que como conjunções integrantes são substituí-los por “isso”, “isto” ou “aquilo”.Exemplo: Afirmo que sou inteligente. (Afirmo isto.) Não sei se existe ou se dói. (não sei isto) Espero que você não demore. (Espero isto.)As adverbiais podem ser classificadas de acordo com o valor semântico que possuem.
  • 11.  Conjunção Subordinativa Causal: Exprime causa. As conjunções subordinativas causais são: porque, pois, porquanto, como, pois que, por isso que, já que, uma vez que, visto que, visto como, que, entre outros.o Dona Luísa fora para lá porque estava só.o Como o calor estivesse forte, pusemo-nos a andar pelo passeio público.o Como o frio era grande, aproximou-se da lareira. Conjunção Subordinativa Comparativa: Estabelecem comparação. As conjunções subordinativas comparativas são: Que, (mais/menos/maior/menor/melhor/pior) do que, (tal) qual, (tanto) quanto, como, assim como, bem como, como se, que nem (dependendo da frase, pode expressar semelhança ou grau de superioridade), etc.o Aquilo é pior que isso.o Tudo passou como as nuvens do céu.o Existem deveres mais urgentes que outros.
  • 12.  Conjunção Subordinativa Concessiva: Exprimem concessão. As conjunções subordinativas concessivas são: embora, mesmo que, ainda que, posto que, por mais que, apesar de, mesmo quando, etc.o Acompanhou a multidão, embora o tenha feito contra sua vontade.o A harmonia do ambiente daquela sala, de súbito, rompeu-se, ainda que havia silêncio.o É toda graça, embora as pernas não ajudem. Conjunção Subordinativa Condicionais: Exprimem condição ou hipótese. As conjunções subordinativas condicionais são: se, caso, contanto que, a não ser que, desde que, salvo se, etc.o Se você não vier, a reunião não se realizará.o Caso ocorra um imprevisto, a viagem será cancelada.o Chegaremos a tempo, contanto que nos apressemos.
  • 13.  Conjunção Subordinativa Conformativa: Exprimem conformidade. As conjunções subordinativas conformativas são: conforme, segundo, consoante, como(utilizada no mesmo sentido da conjunção conforme).o O debate se desenrolou conforme foi planejado.o Segundo o que disseram, não haverá aulas.o Cristo nasceu para todos, cada qual como o merece. Conjunção Subordinativa Consecutiva: Exprimem consequencia. As conjunções subordinativas consecutivas são: que (combinada com umas das palavras tal, tanto, tão ou tamanho, presentes na oração anterior), de forma que, de maneira que, de modo que, de sorte que.o Soube que tivera uma emoção tão grande que Deus quase a levou.o Falou tanto na reunião que ficou rouco.o Era tal a vitória que transbordou lágrimas de emoção.
  • 14.  Conjunção Subordinativa Final: Exprimem finalidade. As conjunções subordinativas finais são: a fim de que, para que, porque (com mesmo sentido da conjunção para que), que.o Tudo foi planejado para que não houvesse falhas.o Cheguei cedo a fim de adiantar o serviço.o Fez sinal que todos se aproximassem em silêncio. Conjunção Subordinativa Proporcional. Estabelecem proporção. As conjunções subordinativas proporcionais são: à proporção que, à medida que, quanto mais... (tanto) mais, quanto mais... (tanto) menos,quanto menos... (tanto) menos, quanto menos... (tanto) mais, etc.o Seu espírito se elevava à medida que compunha o poema.o Quanto mais correres, mais cansado ficarás.o Quanto menos as pessoas nos incomodam, tanto  mais realizamos nossas tarefas.
  • 15.  Conjunção Subordinativa Temporal. Indicam tempo. As conjunções subordinativas temporais são: quando, enquanto,logo que, agora que, tão logo, apenas (com mesmo sentido da conjunção tão logo), toda vez que, mal (equivalente a tão logo), sempre que, etc.o Quando chegar de viagem, me avise.o Enquanto todos estavam fora, nada fez de útil.o Implicou comigo assim que me viu. Uma conjunção é na maioria das vezes precedida ou sucedida por uma vírgula (“,”) e muito raramente é sucedida por um ponto ("."). Seguem alguns exemplos de frases com as conjunções marcadas em negrito: "Aquele é um bom aluno, portanto deverá ser aprovado." "Meu pai ora me trata bem, ora me trata mal." "Gosto de comer chocolate, mas sei que me faz mal." "Marcelo pediu que trouxéssemos bebidas para a festa." "João subiu e desceu a escada." Quando a banda deu seu acorde final, os organizadores deram início aos jogos.