Foi fundado em 1998 pela antropóloga Ruth Cardoso. Inicialmente, como parte dos programas de governo com foco em capacitaç...
O ArteSol se apresenta para possibilitar o florescimento de soluções capazes de mudar o cotidiano de centenas de brasileir...
O ArteSol desenvolveu sua própria metodologia para cumprir essa missão, transformando-a numa Tecnologia Social. “ Resgatar...
O modelo de  benefício social  do ArteSol compreende  produtos ,  técnicas  e  metodologias , desenvolvidas na interação d...
Valorização das identidades culturais e da autonomia dos grupos de artesãos Ações que ofereçam aos artesãos a possibilidad...
Ações que ofereçam aos artesãos a possibilidade de se tornarem protagonistas de seu desenvolvimento  Ações que levem mestr...
Ações que ofereçam aos artesãos a possibilidade de se tornarem protagonistas de seu desenvolvimento  Ações que disseminem ...
Ações que ofereçam aos artesãos a possibilidade de se tornarem protagonistas de seu desenvolvimento  Ações que permitam a ...
Ações que rompam com práticas meramente assistencialistas e que efetivamente façam diferença nas arenas formuladoras de po...
Os projetos de capacitação desse eixo são desenvolvidos a partir das seguintes etapas:
4 áreas temáticas Formação do grupo <ul><ul><ul><li>Capacitação sobre associativismo e trabalho coletivo </li></ul></ul></...
Este programa busca através de atividades socioeducativas aplicadas a crianças, jovens e educadores, revitalizar e valoriz...
Em 2008, O ArteSol tornou-se um Pontão de Cultura, integrando-se à rede do programa Cultura Viva do Ministério da Cultura....
Neste programa, são realizados projetos de formação e capacitação técnica dos artesãos. O ArteSol aposta no modelo de dese...
Em 2006, o ArteSol foi a primeira organização do país ligada ao artesanato a receber o  selo de comércio justo  do World F...
O foco é criar canais e plataformas comerciais solidárias, adotando estratégias para a ampliação de mercado das associaçõe...
Apoio à abertura de canais de comercialização para os grupos produtivos  por meio do showroom e prospecção de clientes nac...
Projeto  Empreendedorismo  e Comércio Justo Fortalecimento da Rede Artesol de Comércio Justo e Solidário por meio do desen...
Projeto  Comércio justo no Brasil Ações de fomento e fortalecimento do comercio justo no Brasil, por meio de ações estraté...
Conteúdo digital totalmente voltado para o artesanato brasileiro. Uma ferramenta mobilizadora, construtora de conhecimento...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

ArteSol - Artesanato Solidário

1,071 views
973 views

Published on

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
1,071
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
36
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

ArteSol - Artesanato Solidário

  1. 2. Foi fundado em 1998 pela antropóloga Ruth Cardoso. Inicialmente, como parte dos programas de governo com foco em capacitação e geração de renda para combater a pobreza em regiões castigadas pela seca. A partir de 2002 tornou-se uma OSCIP (Organização da Sociedade Civil de Interesse Público).
  2. 3. O ArteSol se apresenta para possibilitar o florescimento de soluções capazes de mudar o cotidiano de centenas de brasileiros estimulando o exercício cidadão, valorizando suas identidades culturais, revitalizando a produção artesanal e aliando capacitação e formação técnica ao talento dos artesãos.
  3. 4. O ArteSol desenvolveu sua própria metodologia para cumprir essa missão, transformando-a numa Tecnologia Social. “ Resgatar e valorizar o artesanato de tradição como patrimônio cultural brasileiro, promover o desenvolvimento humano e técnico dos artesãos para ampliar suas oportunidades de trabalho e geração de renda e contribuir para o desenvolvimento socioeconômico das localidades onde atua”.
  4. 5. O modelo de benefício social do ArteSol compreende produtos , técnicas e metodologias , desenvolvidas na interação dos saberes científico e popular Criando um ambiente favorável para o florescimento de soluções de transformação da sociedade . Incentivo ao Comércio Justo Sustentabilidade do Grupo Geração de Trabalho e Renda Aumento da Autoestima Participação Cidadã
  5. 6. Valorização das identidades culturais e da autonomia dos grupos de artesãos Ações que ofereçam aos artesãos a possibilidade de se tornarem protagonistas de seu desenvolvimento Ações que ofereçam aos artesãos a possibilidade de se tornarem protagonistas de seu desenvolvimento
  6. 7. Ações que ofereçam aos artesãos a possibilidade de se tornarem protagonistas de seu desenvolvimento Ações que levem mestres artesãos a transmitirem seus conhecimentos aos mais jovens, em um diálogo entre gerações Respeito às técnicas e saberes tradicionais
  7. 8. Ações que ofereçam aos artesãos a possibilidade de se tornarem protagonistas de seu desenvolvimento Ações que disseminem conceitos de sustentabilidade e promovam o manejo sustentado da matéria-prima, utilizando técnicas tradicionais e científicas e articulando parcerias com institutos de pesquisas ambientais Responsabilidade Socioambiental
  8. 9. Ações que ofereçam aos artesãos a possibilidade de se tornarem protagonistas de seu desenvolvimento Ações que permitam a inserção dos produtos de artesanato de tradição cultural em mercados de consumo sustentável Comércio ético e solidário
  9. 10. Ações que rompam com práticas meramente assistencialistas e que efetivamente façam diferença nas arenas formuladoras de políticas públicas para geração de renda Desenvolvimento Sustentável
  10. 11. Os projetos de capacitação desse eixo são desenvolvidos a partir das seguintes etapas:
  11. 12. 4 áreas temáticas Formação do grupo <ul><ul><ul><li>Capacitação sobre associativismo e trabalho coletivo </li></ul></ul></ul>Capacitação dos artesãos <ul><ul><ul><li>Aprimoramento </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>do produto </li></ul></ul></ul>Técnicas de relacionamento Ampliação dos canais de comercialização Identidade cultura e cidadania Organização do trabalho e gestão associativa Produto aprimoramento e formação de preço Relacionamento com o mercado <ul><ul><ul><li>Identificação e diagnóstico </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Atividades para o fortalecimento </li></ul></ul></ul>
  12. 13. Este programa busca através de atividades socioeducativas aplicadas a crianças, jovens e educadores, revitalizar e valorizar o artesanato de tradição fortalecendo a identidade cultural das diferentes localidades onde o ArteSol atua. Também objetiva fomentar o artesanato de tradição como patrimônio cultural e criar um calendário de exposições no espaço da galeria ArteSol. Layout: O txt aparece no topo. Logo abaixo o mapa do Brasil dividido em norte, nordeste, centro, sudeste e sul. Em cada região vamos associar um artesanato local (pesquisar as tipologias por região no site em catálogo virtual). Primeiro esses artesanatos vão estar em preto e branco, depois colorem. No canto da tela aparecem uma criança, atrás dela um jovem e atrás dele um velho com cara de professor.
  13. 14. Em 2008, O ArteSol tornou-se um Pontão de Cultura, integrando-se à rede do programa Cultura Viva do Ministério da Cultura. Tendo uma matriz cultural, o ArteSol é uma referência no país; como Pontão de Cultura, ele faz a articulação entre grupos de artesanato e cultura popular e Pontos de Cultura, construindo uma rede de encontro e troca de experiências.
  14. 15. Neste programa, são realizados projetos de formação e capacitação técnica dos artesãos. O ArteSol aposta no modelo de desenvolvimento comunitário, que destaque a importância do trabalho coletivo a partir da formação de grupos sociais de convivência.
  15. 16. Em 2006, o ArteSol foi a primeira organização do país ligada ao artesanato a receber o selo de comércio justo do World Fair Trade Organization (WFTO). Suas premissas, as quais norteiam os projetos do ArteSol, são: 1. Criar oportunidades a pequenos produtores do Hemisfério Sul; 2. Transparência e confiabilidade em toda a cadeia de comercialização; 3. Desenvolvimento de capacidades de produtores; 4. Promoção do comércio justo; 5. Pagamento de um preço justo; 6. Igualdade de gênero; 7. Boas condições de trabalho; 8. Não à exploração do trabalho infantil; 9. Conservação do meio ambiente. 1. Criar oportunidades a pequenos produtores do Hemisfério Sul; 2. Transparência e confiabilidade em toda a cadeia de comercialização; 3. Desenvolvimento de capacidades de produtores; 4. Promoção do comércio justo; 5. Pagamento de um preço justo; 6. Igualdade de gênero; 7. Boas condições de trabalho; 8. Não à exploração do trabalho infantil; 9. Conservação do meio ambiente.
  16. 17. O foco é criar canais e plataformas comerciais solidárias, adotando estratégias para a ampliação de mercado das associações por meio da construção de redes, ferramentas de divulgação como sites, catálogos, etiquetas, mídias, showrooms e eventos. Mídias Site Catálogos Showrooms Etiquetas Eventos Neste programa, o ArteSol conta com a parceria da empresa social Tekoha Comércio Solidário
  17. 18. Apoio à abertura de canais de comercialização para os grupos produtivos  por meio do showroom e prospecção de clientes nacionais e internacionais. Projeto Central ArteSol
  18. 19. Projeto Empreendedorismo e Comércio Justo Fortalecimento da Rede Artesol de Comércio Justo e Solidário por meio do desenvolvimento institucional das associações de artesãos em todo o Brasil para aumento da autonomia e condições de sustentabilidade.
  19. 20. Projeto Comércio justo no Brasil Ações de fomento e fortalecimento do comercio justo no Brasil, por meio de ações estratégicas de: <ul><li>Comunicação </li></ul><ul><li>Participação em fóruns de debate </li></ul><ul><li>Formulação de políticas públicas </li></ul>
  20. 21. Conteúdo digital totalmente voltado para o artesanato brasileiro. Uma ferramenta mobilizadora, construtora de conhecimento e agora totalmente acessível no Portal ArteSol .

×