• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Cartilha construcoes sustentaveis_
 

Cartilha construcoes sustentaveis_

on

  • 2,490 views

 

Statistics

Views

Total Views
2,490
Views on SlideShare
503
Embed Views
1,987

Actions

Likes
1
Downloads
12
Comments
0

3 Embeds 1,987

http://www.recriarcomvoce.com.br 1985
https://twitter.com 1
http://webcache.googleusercontent.com 1

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Cartilha construcoes sustentaveis_ Cartilha construcoes sustentaveis_ Document Transcript

    • MORADIAS SUSTENTÁVEIS ECONOMIA E DURABILIDADE CADERNOS DE CONSUMO SUSTENTÁVEL CONSTRUÇÕES CONSTRUÇÕES E REFORMAS PARTICULARES SUSTENTÁVEIS
    • INTRODUÇÃO O QUE É ISSO? F alandodeumamaneira simples,sustentabilida- deéocaminhodoequilí- brioemqueosocial,oeconômi- coeoambientalsesomampara vivermosemumasociedade melhorparatodos.Paraqueal- gosejaconsiderado“sustentá- vel”,deveatenderaostrêspila- ressendoeconomicamenteviá- vel,socialmentejustoeambien- talmenteadequado. Sustentabilidadetemmuito avercomoqueaconteceno mundodehojeecomonosso diaadia. Hoje,dividimosoplanetacom setebilhõesdepessoasemui- tasdelastêmsomenteagoraa possibilidadedeconsumir,ad- quirindobensalémdaestrita necessidade,buscandomaior confortoparasuafamília.Ob- servamosissonoBrasil,com maisbrasileirospodendocom- prarouconstruirsuascasas,ou mesmodarumareformadinha emalgunscômodosqueespe- ravamhátempos!Alémdisso, cadavezmaispessoasestão deixandoparatrásocampo,es- colhendoviveremcidades.Se- gundodadosdaOrganização dasNaçõesUnidas(ONU),em 2050,estima-sequeapopula- çãodoplanetaserádenovebi- lhões,sendoquegrandeparte dessaspessoasfixaráresidên- ciaemáreasurbanas. ATerra,noentanto,continua sendoapenasumaeoconsumo precisarespeitarseuslimites naturais.Oconsumosustentá- veléumamaneiradegarantir- mosnossaqualidadedevidaho- jeenofuturo. Nessecontexto,asociedade tempelafrenteumgrandede- safio:introduzirnaáreaurbana umnovoconceitodehabitação econstrução,queofereçamais qualidadedevidaaoshabitan- tesdasgrandescidadescom menorimpactoaomeioam- biente.Umadasalternativas paraalcançaresseobjetivoé praticaroconsumosustentá- velnahoradasconstruçõese obrasparticulares:éusarcom maiseficiênciaosrecursoseos materiaisnecessáriosparaa construçãooureformadimi- nuindoodesperdício,alémde desenvolverprojetosqueutili- zemailuminaçãoeaventilação naturaiseoutrasvantagens queomeioambienteprovê. Pesquisasedescobertastêm aceleradoaofertanomercado deprodutosinovadores,que facilitametornammaiseficien- tesgrandesepequenasobras, otimizandoosaspectoseconô- mico,socialeambiental.Atual- mente,umamploportfóliode produtospermiterealizar obrasereformaseficientese acessíveis.Exemplosdissosão: lâmpadasmaiseconômicas, torneirasdefechamentoauto- máticoetintasàbasedeágua, entreoutros. Engana-sequempensaque obrassustentáveissãopara poucosoualgoparaumfuturo distante.Hojeemdiahávárias matérias-primas,processos, técnicaseprodutosacessíveis paratodos.Sãosoluçõessus- tentáveis–oquepodesertra- duzidopor“eficientes”ou“inte- ligentes”–jádisponíveisaqui noBrasil,esendoutilizadasaté mesmoemmoradiaspopulares. Quetalaplicarestasideiasna suaobra? Vocêcertamentejáouviufalaremsustentabilidade.Esta palavraestápresenteemanúnciosereportagensquevemos naTV,nasrevistas,nosjornais...Masoquesignifica?
    • QUAL É O PROBLEMA? SABER ESCOLHER Aescolhadosmateriais,serviçoseprocessosconstrutivos éfundamentalparaosucessodaobra O ConselhoInterna- cionaldaConstru- ção–CIBaponta aindústriadaconstrução comoosetorquemaiscon- somerecursosnaturaise utilizaenergiadeformain- tensiva.Alémdisso,estima- sequemaisde50%dos resíduossólidosgerados peloconjuntodasatividades humanassejamprovenien- tesdaconstrução. Nabuscademinimizaros impactosambientaisprovo- cadospelaconstrução,surge oparadigmadaconstrução sustentável.Noâmbitoda Agenda21paraaConstrução SustentávelemPaísesemDe- senvolvimento,“construção sustentável”édefinidacomo: “umprocessoholísticoque aspiraarestauração emanutençãodaharmonia entreosambientesnatural econstruído,eacriaçãode assentamentosqueafirmem adignidadehumanae encorajemaequidade econômica”,enfatizando aadiçãodevaloràqualidade devidadosindivíduose dascomunidades. Nomomentodefazeras escolhasparaseuprojeto,que materiaisutilizar,quetécnicas aplicar,éimportanteterem mentecomoreduzir oimpactoqueestaobraterá sobreomeioambiente, garantindoaqualidadede vidadequemiráusufruir daquelaconstruçãoeda coletividade. Moradiassustentáveis: economiaedurabilidade. Umacasaouprédiosusten- távelgeraumaeconomia deaproximadamente 30%emsuamanutenção, gastamenoságuaeenergia elétricaetemumavidaútil eacessibilidademuitomaio- res.Escolhertécnicasmais sustentáveisgarantemenor usodematerialedesperdí- cio.Ousodematerialrecicla- doemlugardeprodutosno- vostambémpoderátrazer economia. Outroaspectopositivoéque, hoje,omercadoimobiliário vêcombonsolhosasmora- diassustentáveis.Essesimó- veissão,emmédia,de10% a30%maisvalorizados.Re- formasquetornemimóveis antigosmaiseficientestam- bémsebeneficiamdessa valorizaçãoextra. Quantomaismoradiascom essascaracterísticastiver- mos,maisfacilidadesequali- dadedevidateremosnasco- munidadesondehabitamos. valorizaçãoextra. Quantomaismoradiascom essascaracterísticastiver- mos,maisfacilidadesequali- dadedevidateremosnasco- munidadesondehabitamos.
    • INICIANDO O PROJETO Agora que você já sabe o que é sustentabilidade e que na hora de construir ou reformar é preciso ser eficiente, vamos começar! SUSTENTABILIDADE NA PRÁTICA POSICIONANDOOSAMBIENTES NORTE Melhorfacedaedificaçãoemclimas maisfrios(quartos,salas;áreasde elevadapermanência) SUL Luzuniforme,ventosfriosdeinverno (corredores,escadas,garagem, depósitos,despensa) OESTE Poente,idealpara plantiodeárvores (áreadeserviço, banheiros;áreasde baixapermanência) LESTE Nascente (quartos,salas; áreasdeelevada permanência) > A decisãodereformar suacasaouconstruir umimóvelexigeplane- jamento.Nesteaspecto, sobressaiumdospilaresda sustentabilidade:aviabilidade econômica.Éprecisoprevere tercontroledoseuorçamento emtodasasetapasdaobra. Esseéoúnicocaminhopara queseusonhodeconstruirou reformarnãovireumpesadelo! Oprimeiropassodeum bomplanejamentoéiratéa prefeituradesuacidade buscarinformaçõessobreas regrasexigidasparaquem desejareformarouconstruir. Essasnormasestãoprevistas noCódigodeObraseEdifica- çõesdoMunicípio.Ofamoso “puxadinho”tambémrequer autorizaçãopréviajuntoà Prefeitura,poiserguercômo- dosextraséconsiderado umaobraouconstrução. INSERINDOA SUSTENTABILIDADE NOPROJETO Nãoháuma“receitasustentá- vel”únicaparatodos,cada construção–umprédio,uma casa,umpuxadinho–tem suaspeculiaridadeseestará assentadaemumterreno diferente,emcidades diferentes,comclimaespecí- fico.Apresentamosaqui algumasideiasparatornar suaconstruçãooureforma maissustentável,quepode- rãoserdiscutidascomo profissionaltécnicorespon- sávelpeloprojetoepelaobra. Osmateriaiseastécnicas devemsempreserutilizados conformeoclimadecada região.Umaboamaneirade começaroprojetoéobservar comoaspessoasdolocal construíamsuascasas antigamente.Assim,não corremosoriscodeimportar soluçõesinadequadas. >Lembre-se:acasa équedeveestardeacordo comoclima,nãoocontrário. Adisposiçãodosambientes emumaresidênciapodecriar condiçõespréviasdeconforto oudesconforto.Cabeaoprojeto arquitetônico,porintermédio daorganizaçãodaplanta, assegurarograuadequado deinsolaçãoeventilação naturalparacadaambiente
    • DICAS SUSTENTÁVEIS DICAS PARA TORNAR SUA OBRA MAIS SUSTENTÁVEL NOPROJETO > Adapte seu projeto à topo- grafia natural do terreno, redu- zindo o impacto com a retirada de terra e nas áreas de “bota fora” (para onde é levada a terraretirada). >Preserveasespéciesnativas existentes no terreno: elas ga- rantem a estabilidade do solo e refrescamoambiente. > Faça um projeto adequado ao clima do local, isso irá mini- mizar o consumo de energia ao longo da etapa de uso da edificação. > Prefira iluminação natural. Além de proporcionar econo- mia de energia, é muito mais agradável do que a iluminação artificial. > Atente para a orientação so- lar adequada. Não aceite a re- petição da mesma planta em orientaçõesdiferentes. > Otimize as condições de ventilação natural, garantin- do ventilação cruzada na resi- dência. > Evite a utilização de janela de correr, principalmente pre- ta.Prefirajanelasdeabrirecom oadequadosombreamento. > Em climas frios, preveja o aquecimento solar passivo, com a admissão do sol nas fa- chadaslesteenorteparaaspri- meirashorasdodia. > O projeto deve permitir o uso da moradia por pessoas com mobilidade reduzida. Da- dos de projeto estão disponí- veisnaNBR9050. > Dependendo do clima da sua região, utilize coberturas verdes. Esse tipo de cobertura proporciona melhoria do con- forto térmico e ajuda na reten- çãodeáguaspluviais. >Utilizevegetaçãonoentorno da edificação. Isso combina a evapotranspiração das plantas comisolamentotérmico. > Em climas quentes e úmi- dos, suspender a construção é umaboaalternativaparaevitar aumidadedosolo. > Telhados inteligentes. Uma opção acessível é pintar o te- lhado com tintas especiais, compigmentosrefletores,que não permitem a absorção de radiaçãosolar,mantendoasu- perfície fria. Todos esses tipos de obra exigem profissional habilitado.
    • DICAS SUSTENTÁVEIS > Priorize as empresas da construção civil que estejam certificadasnoSistemadeAva- liaçãodaConformidadedeSer- viços e Obras (SiAC) do Progra- ma Brasileiro da Qualidade e ProdutividadedoHabitat (PBQP- H). Consultar o link: http://www. cidades.gov.br/pbqp-h/proje- tos_siac_empresas.php >Estimuleousodetecnologias inovadoras avaliadas com base no desempenho, no âmbito do Sistema Nacional de Avaliação de Técnica (SiNAT) do Programa BrasileirodaQualidadeeProdu- tividade do Habitat (PBQP-H). Consultar o link: http://www.ci- dades.gov.br/pbqp-h/projetos_ sinat.php MATERIAISDECONSTRUÇÃO >Concentreseuspedidos.Sem- prequepossível,compreositens dequenecessitaemumúnicolu- gar, combinando a entrega em umamesmaremessa.Essaatitu- dereduzacirculaçãodeveículos, umaimportantecontribuiçãopa- raotrânsito,commenospoluen- tesnaatmosfera. > Materiais de demolição: hoje estámuitoemmoda“garimpar” madeiras, portas, janelas e ou- tros materiais encontrados em imóveisdemolidos. >Evite,sempre,ousodemate- riais prejudiciais à saúde huma- naouaomeioambiente. >Pinturaquegaranteproteção ambiental. Hoje o mercado ofe- rece tintas à base de água para aplicações em interiores e exte- riores.Alémdesuafunçãodeco- rativa, essas tintas podem pro- porcionar isolamento, proteção contra corrosão e intempéries, resistência à ação da maresia e evitar bactérias, fungos e algas em regiões úmidas. Outra van- tagem é que, alguns produtos, ajudam a diminuir a incidência de alergia, irritação nos olhos e complicaçõesrespiratórias. >Materiaiscerâmicossãouma das melhores alternativas para construçõesmaissustentáveis. > Priorize o uso de madeira certificada,oquegarantequeo produto foi extraído de forma correta e é proveniente de flo- restascommanejoadequado. >Torneirasedescargasecoló- gicas. É possível economizar muitonacontadeáguautilizan- do torneiras e misturadores com fechamento automático. Outro recurso é a caixa de des- carga com fluxo duplo (3 e 6 li- tros, a menor quantidade de águaéparaadescargadoxixi). > Priorize os fabricantes que estãoemconformidadecomas normas técnicas brasileiras, no SistemadeQualificaçãodeMa- teriais, Componentes e Siste- mas Construtivos (SiMaC) do Programa Brasileiro da Quali- dadeeProdutividadedoHabitat (PBQP-H).Consultarolink:http:// www.cidades.gov.br/pbqp-h/ projetos_simac_psqs.php raotrânsito,commenospoluen- tesnaatmosfera. porcionar isolamento, proteção contra corrosão e intempéries, DICAS SUSTENTÁVEIS
    • ENERGIA > Água aquecida pelo sol. O aquecimento solar de água, es- pecialmente para o banho, con- sistenainstalaçãodeplacassen- síveis à luz do sol nos telhados. Oinvestimentopodeserrecupe- rado com a economia na conta deluz.Ogovernooferececrédito especial para esse tipo de equi- pamento. Informe-se em sua região. >Nahoradobanho.Ochuveiro elétrico é o responsável pelo maior consumo de água e ener- giaemumacasa.Omercadoofe- recemuitasopçõesdeaparelhos que ajudam a poupar água: du- chascomcontroledevazãoeos chuveiros eletrônicos que per- mitem regular a temperatura semalteraravazão. > Iluminação de longa vida e baixocusto.Atualmente,aslâm- padas fluorescentes compactas são os modelos mais econômi- cos.MasalâmpadadeLED(dio- do emissor de luz) é o produto maiseconômicoeecológicodis- ponível no mercado. Essas lâm- padas consomem menos ener- giaedurammuitomais. > Outra solução que ajuda a economizar energia elétrica é a instalaçãodeumdimmer,dispo- sitivo que regula a intensidade luminosa, e de sensores de pre- sençanosambientes. > Ao comprar eletrodomésti- cos, verifique a etiqueta PRO- CEL,queindicaoconsumoener- gético dos aparelhos, e prefira aquelesmaiseficientes. ÁREASEXTERNAS > Valorize os elementos natu- raisnotratamentopaisagísticoe ousodeespéciesnativas. > Garanta o máximo de área permeávelpossível. > Utilize reciclados da constru- ção e pavimentação permeável. Prefiraopisoexternointertrava- do,feitodematerialprensado > Aproveite a água da chuva. Construacisternasparaarmaze- nagemeutilizeaáguapararegar jardins, lavagem de pátios, etc, (usosnãopotáveis). > Utilize dispositivos economi- zadores de água: torneiras, ba- cias sanitárias e chuveiros com tecnologias que proporcionam aeconomiadeágua. > Promova o tratamento ade- quadodeesgotonoprópriolote, utilizando,porexemplo,zonade raízes em substituição ao sumi- douro,nocasodenãohaverrede decoletadeesgoto. > Procure adotar um projeto hidrossanitário com tubulações independentes para as águas negras (vaso sanitário) e para as águas cinzas (reaproveitadas pararegadejardim). RESÍDUOSSÓLIDOS > Se as sobras são inevitáveis, dê a elas o melhor destino. Por exemplo:vendaosazulejosepe- drasnãoutilizadosparacemité- riosdeazulejos. >Nocasodereformas,muitas vezes retiramos azulejos, lou- ças, armários antigos para co- locarnovos.Doeoqueforpos- sívelseraproveitadoporoutras pessoas. >Aocontrataracaçambapa- ra entulhos, procure saber se a empresa descarta os resíduos corretamente.Garantaquesua obra esteja de acordo com a Política Nacional de Resíduos Sólidos. >Prevejaespaços,naresidên- cia, para separação adequada deresíduos. >Atenteparaareduçãodage- ração de resíduos da constru- ção, com o reaproveitamento e reciclagemdemateriais. > Se possível, faça composta- gemderesíduosorgânicos.Ho- jeemdia,jáexistemcompostei- ras domésticas disponíveis no mercado, adaptando-se, inclu- sive,aapartamentos.
    • CONSTRUÇÕES E REFORMAS PARTICULARES SUSTENTÁVEISVeja quais as alternativas para realizar uma obra dentro dos conceitos de sustentabilidade CANTEIRODEOBRAS Aproveitamentode águadachuvanocanteiro Gestãodosresíduos sólidosgerados CONFORTOAMBIENTAL Orientaçãodoedifício visandoàequalizaçãodos ganhostérmicos Proverosambientesde ventilaçãonatural Proverosambientes deiluminaçãonatural EFICIÊNCIAENERGÉTICA Trocarlumináriaspor modelosmaiseficientes Instalaçãodesensores depresença Instalaçãodecontrole deluminosidade(dispositivos inteligentes:dimmer, sensor depresença,entreoutros) Pintarparedes,tetos episosdecoresclaras Protegerasfachadas daincidênciadiretadosol Manutençãoperiódicados aparelhosdear-condicionado Regularotermostatodo sistemadear-condicionado Aquecimentosolardaágua MATERIAIS,INSUMOS ERECURSOS Darpreferênciaa equipamentoscomalta eficiênciaenergética Priorizarousodemadeira certificada/reflorestamento emateriaisregionaisede fontessustentáveis METODOLOGIA DEPROJETO Projetoluminotécnico direcionadoàeficiência energética CONSTRUÇÕES E REFORMAS Planejamentodo canteirodeobras Separaçãodosdiversos tiposdelixo Reuso/Reciclagemde materiaisdescartados Gerenciamentodoentulho deobraesucatas RECURSOSHÍDRICOS Eficiêncianairrigaçãocom usodegotejamento,aspersão eirrigaçãosubterrânea Trocadasválvulasdedescarga porcaixasacopladas Instalaçãodetorneirascom desligamentoautomático RELAÇÃOCOMO MEIOAMBIENTE Plantiodeárvores naáreaexterna Preservação deespéciesnativas Usodeadubosorgânicos eproduçãodehúmus TÉCNICAS CONSTRUTIVAS Implementaçãode telhadosverdes Usodematerialpré-fabricado Usodeinovaçãotecnológica (telhadoverde,telhascom isolamentotérmicoou superfíciereflexiva) OS 3Rs.... A SUSTENTABILIDADE ESTÁ LIGADA A TRÊS PALAVRAS-CHAVE: REDUZIR, REUTILIZAR E RECICLAR. CADA “R” DESCREVE UMA CONDUTA QUE LEVA A UMA AÇÃO SUSTENTÁVEL. VAMOS CONHECER O QUE CADA UM DELES SIGNIFICA E O QUE TEM A VER COM SUA REFORMA OU CONSTRUÇÃO EFICIENTE? SUSTENTÁVEL. VAMOS CONHECER O QUE CADA UM DELES SIGNIFICA E O QUE TEM A VER COM SUA REFORMA OU CONSTRUÇÃO EFICIENTE? REDUZA REDUZIR=diminuir.Essaatitudenosconvidaa evitaroconsumoexagerado,queresultaemdesperdício eesgotamentodosrecursosnaturaisdoplaneta REUTILIZE REUTILIZAR=atualizaroudar novafunçãoaosprodutosquejá nãopossuemaquelaserventiaou utilidadequenoslevouaadquiri-los >TEROS3RSEMMENTEPERMITEREFORMARECONSTRUIR COMMAISEFICIÊNCIAEMENOSDESPERDÍCIO. 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 911 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 21 20 2 19 17 15 16 26 14 9 7 1 6 22 23 28 29 27 10 13 N S LO 3 11 12 5 4 18 25 24 8 “SUA OPINIÃO É IMPORTANTE, ACESSE O SITE WWW.CONSUMOSUSTENTAVEL.GOV.BR/CONSTRUCAO, RESPONDA A PESQUISA E CONTRIBUA COM O MEIO AMBIENTE”. RECICLAR=materiaispodemserfacilmente recicladosereaproveitadoscomomatérias primasparanovosprodutos RECICLE
    • Aõsérieõ“CadernosõdeõConsumoõSustentável” éõumaõpublicaçãoõ doõMinistérioõdoõMeioõAmbiente.õAõBASFõcolaboraõnesteõvolume.õ Maisõinformaçõesõpodemõserõobtidasõnosõsites: www.mma.gov.br ,õwww.basf.com.br e www.consumosustentavel.gov.br