Your SlideShare is downloading. ×
0
Desigualdades Sociais
Desigualdades Sociais
Desigualdades Sociais
Desigualdades Sociais
Desigualdades Sociais
Desigualdades Sociais
Desigualdades Sociais
Desigualdades Sociais
Desigualdades Sociais
Desigualdades Sociais
Desigualdades Sociais
Desigualdades Sociais
Desigualdades Sociais
Desigualdades Sociais
Desigualdades Sociais
Desigualdades Sociais
Desigualdades Sociais
Desigualdades Sociais
Desigualdades Sociais
Desigualdades Sociais
Desigualdades Sociais
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Desigualdades Sociais

2,767

Published on

1 Comment
1 Like
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total Views
2,767
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
4
Actions
Shares
0
Downloads
82
Comments
1
Likes
1
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Desigualdades Sociais
  • 2. ::: A pobreza e as desigualdades sociais ::: A sobrevivência do sistema capitalista depende da desigualdade social (produzida cotidianamente). O princípio igualitário é antagônico à lógica do sistema; O Estado de Bem-estar social (inaugurado em meados da década de 50), esteve fundado no princípio redistributivo com forte presença do Estado. Contra o Estado de Bem-estar (walfare state), o liberalismo foi reativado na década 70 (sob o nome de Neoliberalismo ), propondo a redução do Estado.
  • 3. ::: Keynesianismo ::: Estado de bem-estar social ( welfare state ): ::: Política de intervenção do Estado na Economia. ::: Políticas de pleno emprego . ::: Instalação de sistemas previdenciários. ::: Serviços públicos e de proteção à população.
  • 4. John Maynard Keynes (1884 – 1946)
  • 5. ::: Estado de Bem-estar social no Brasil ::: Várias políticas de Estado foram implementadas a partir do Estado (Era Vargas, 1937-45). As transformações ocorridas no Brasil, principalmente no mundo do trabalho, como a CLT (Consolidação das Leis do Trabalho, 1947), deram-se num cenário de modernização conservadora . Mudar aspectos da estrutura econômica, mas sem perder o controle da propriedade privada e do poder político .
  • 6.  
  • 7.  
  • 8. ::: Neoliberalismo no Brasil ::: Privatizações de empresas estatais. Redução do papel indutor e regulador da economia (instaurado desde a Era Vargas). Fernando Henrique Cardoso (PSDB, 1994 - 2002) anuncia que deixará a herança de Vargas (o papel do Estado) no passado . Processo de modernização conservadora (novamente). Abertura do mercado brasileiro aos produtos importados, produzindo um acelerado processo de desindustrialização (importar é mais barato que produzir).
  • 9. ::: Enfraquecimento do neoliberalismo no Brasil ::: A partir de 2003, Luís Inácio Lula da Silva (PT, 2003 – 10) retoma o papel indutor do Estado, garantindo recursos públicos para o aquecimento da economia. O Governo Lula prioriza as políticas sociais e o oferecimento de crédito para o consumo (de curto, automóveis, e de longo prazo, como imóveis). Lula se apresenta como herdeiro de Juscelino Kubistchek e Getúlio Vargas. Neodesenvolvimentismo = obras públicas; crédito farto; aumento da massa salarial; preferência ao produto “nacional”;
  • 10. ::: Políticas de transferência de renda :::
  • 11. ::: Desigualdade segundo Rousseau ::: Dois tipos de desigualdade: ::: natural ou física (estabelecida pela natureza de cada indivíduo); ::: desigualdade política ou moral, estabelecida por meio do consentimento entre os homens; “ Consiste esta nos diferentes privilégios desfrutados por alguns em prejuízo dos demais” (Rousseau).
  • 12. ::: Trecho: Rousseau ::: “ O primeiro que, cercando um terreno, se lembrou de dizer: ‘isto me pertence’, e encontrou criaturas suficientemente simples para acreditar, foi o verdadeiro fundador da sociedade civil. Quantos crimes, guerras, assassinatos, misérias e horrores teria poupado ao gênero humano aquele que, gritando aos seus semelhantes: ‘Guardai-vos de escutar este impostor! Estais perdidos se vos esqueceis de que os frutos a todos pertencem e de que a terra não é de ninguém’ ”. (Rousseau. Discurso sobre a origem e os fundamentos da desigualdade entre os homens.)
  • 13.  
  • 14. Movimentos Sociais
  • 15. ::: Os Movimentos Sociais ::: Conceituação: ::: extrapolam o sentido de política partidária, pois existem a despeito das instituições (Estado); ::: pode ser uma organização centralizada (MST) ou flexível (como os movimentos internéticos); ::: amplia o debate sobre os direitos sociais, buscando ampliá-los ou conquistá-los;
  • 16. ::: Os Movimentos Sociais ::: Conceituação: ::: ligados aos processos de transformação social (subvertendo a prática de modernização conservadora da política brasileira); ::: as mudanças podem ser de curto ou longo prazo, durante uma geração ou várias; ::: os movimentos propõem uma nova sociedade, contra o clientelismo, o paternalismo, o favoritismo, patrimonialismo, a burocracia, etc;
  • 17.  
  • 18.  
  • 19.  
  • 20.  
  • 21. ::: Bibliografia ::: Apostila Bom Jesus, 2011, pág. 54-6. www.google.com.br

×