• Save
Transportes 2013
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Transportes 2013

on

  • 2,388 views

 

Statistics

Views

Total Views
2,388
Views on SlideShare
2,257
Embed Views
131

Actions

Likes
0
Downloads
0
Comments
0

7 Embeds 131

http://professoraroldotavares.blogspot.com.br 96
http://professoraroldotavares.blogspot.com 18
http://professoraroldotavares.blogspot.ru 13
http://professoraroldotavares.blogspot.com.ar 1
http://professoraroldotavares.blogspot.ca 1
http://professoraroldotavares.blogspot.de 1
http://professoraroldotavares.blogspot.nl 1
More...

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Transportes 2013 Transportes 2013 Presentation Transcript

  • Transportes: Um breve resumo.
  • Transportes: • Transporte é o movimento de pessoas e mercadorias entre locais. • O campo de transporte apresenta diversas características a nível de infraestrutura, veículos e operações comerciais. • Por infraestrutura entende-se a rede de transporte rodoviária, ferroviária, aérea, fluvial, tubular, etc. que é usada, assim como os terminais como estradas, aeroportos, estações ferroviárias, portos, terminais de autocarro e todo o tipo de equipamento similar. • Os veículos, como automóveis, bicicletas, autocarros, comboios,linhas , dutos e aviões, ou as próprias pessoas ou animais quando viajam a pé, geralmente trafegam por uma qualquer rede.
  • Compare: Custos unitários médios de deslocamento de carga
  • Transportes no Brasil: • • • • O sistema de transportes brasileiro define-se basicamente por uma extensa matriz rodoviária, sendo também servido por um sistema limitado de transporte fluvial (apesar do numeroso sistema de bacias hidrográficas presentes no país), ferroviário e aéreo. O intuito de criar uma rede de transportes ligando todo o país nasceu com as democracias desenvolvimentistas, em especial as de Getúlio Vargas e Juscelino Kubitscheck. Àquela época, o símbolo da modernidade e do avanço em termos de transporte era o automóvel. O Brasil tem sua malha viária baseada no transporte rodoviário. Estatística dos tipos de transportes no Brasil (1999) 1º Rodoviário – 61,82% 2º Ferroviário – 19,46% 3º Aquaviário – 13,83% 4º Dutoviário – 4,58% 5º Aéreo – 0,31%
  • Hidroviário. • • • Marítimo. Fluvial. Lacustre • No Brasil, apesar das grandes bacias hidrográficas existentes, as hidrovias não são muito utilizadas. O país optou por transportes rodoviários construindo grandes rodovias paralelas a locais navegáveis que diminuiriam o custo dos transportes. • As principais hidrovias são: * Hidrovia Araguaia-Tocantins: Durante as cheias do rio Tocantins, o trecho navegável atinge 1.900km e no rio Araguaia atinge 1.100km. * Hidrovia São Francisco: É a mais econômica ligação entre o centrooeste e o nordeste sendo totalmente navegável em 1.371 km. O principal trecho está entre as cidades de Pirapora-MG e Juazeiro BA. * Hidrovia da Madeira: O rio Madeira é um dos principais afluentes do rio Amazonas. Em obras, a hidrovia permitirá a navegação noturna. * Hidrovia Tietê-Paraná: Permite o transporte de grãos e outras mercadorias do Mato Grosso do Sul, Paraná e São Paulo. Possui 1.250 km navegáveis divididos em 450 km no rio Tietê e 800 km no rio Paraná. * A hidrovia do Rio Amazonas oriental tem, aproximadamente, 1.100 km de extensão, no trecho compreendido entre sua foz, no estado do Pará, e a divisa com o estado do Amazonas, a qual se encontra totalmente balizada.
  • Ferroviário. Urbano/Interurbano/cargas. A malha ferroviária brasileira possui uma extensão de 30.374 quilômetros e está presente nas mais diversas regiões do país. A construção das linhas ocorreram em períodos diferentes, o que ocasionou a falta de padronização de bitolas (pode-se encontrar até três tamanhos de bitola: 0,60m, 1,00m e 1,60m) e consequente dificuldade na integração das vias. Até 1997, a malha brasileira era operada e mantida pela RFFSA - Rede Ferroviária Federal S/A, Com a privatização da RFFSA, a malha foi divida em regiões e arrendada para exploração de concessionárias privadas. A malha ferroviária brasileira é pequena e obsoleta. Os serviços de passageiros praticamente acabaram, e os de carga subsistem em sua maioria para o transporte de minérios.
  • Transporte aéreo: • Elevado Custo. • Grande velocidade e eficiência. • Crise econômica do setor. • “Apagão” e caos aéreo.
  • Transporte Rodoviário: • • • • • • • • • O transporte rodoviário é o principal sistema de transportes do Brasil. Este sistema conta com uma rede de 1.355.000 quilômetros de rodovias por onde passam 56% de todas as cargas movimentadas no país. Dos mais de 1.300.000 quilômetros da rede rodoviária nacional, 30% está muito danificado pela falta de conservação e apenas 140 mil quilômetros estão pavimentados. Parte considerável das ligações interurbanas no país, mesmo em regiões de grande demanda, ainda se dão por estradas de terra ou estradas com pavimentação quase inexistente. Importante: Elevado custo. Números e sentidos das Rodovias. (010, 101, 277, 356, 550) Pedágios. Acidentes. Poluição. Trânsito.