Atmosfera

9,749 views
9,445 views

Published on

Published in: Education, Technology
5 Comments
12 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
9,749
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
11
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
5
Likes
12
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Atmosfera

  1. 1. ATMOSFERA
  2. 2. ATMOSFERA - CAMADA DE GASES SEM CHEI RO, SEM COR E SEM GOSTO QUE ENVOLVE O PLANETA.PRENDE-SE PELA GRAVIDADE DA TERRA E SEUS MOVIMENTOS. IMPORTÂNCIA - -SUSTENTA A VIDA ANIMAL E VEGETAL -MANTÊM O EQUILIBRIO TÉRMICO DA TER- RA -POSSIBILITA A COMBUSTÃO -TRANSMITE O SOM -DIFUNDE A LUZ
  3. 3. FUNÇÃO MAIS IMPORTANTE : MANTO PROTETOR ABSORVENDO GRANDE PARTE DA RADIAÇÃOSOLAR PERIGOSA À VIDA. COMPOSIÇÃO QUÍMICA : NITROGÊNIO 78% OXGÊNIO 21% OUTROS GASES 1% *OUTROS : VAPOR DE ÁGUA AEROSSÓIS
  4. 4. TROPOSFERA TROPOPAUSA EXOSFERA ESTRATOSFERA IONOSFERA
  5. 5. DIVIDE-SE EM ALTA ATMOSFERA E BAIXA ATMOSFERA. BAIXA ATMOSFERA : TROPOSFERA: VARIA DE 8,5 A 16KM FENÔMENOS METEREOLÓGICOS 75% DA MASSA GASOSA DA ATMOSFERA POSSUI TODO VAPO DE ÁGUA E AEROSSÓIS TEMPERATURA VARIADA. TROPOPAUSA : ZONA DE TRANSIÇÃO
  6. 6. TROPOSFERA . É nesta camada que se concentram os poluentes, acontecem os fenômenos de precipitação como a chuva, neve, ventos, calor e circulam os balões tripulados e os aviões a jato                                                 
  7. 7. Acima algumas precipitações que ocorrem na Troposfera
  8. 8. ALTA ATMOSFERA ESTRATOSFERA : EXTENSÃO : 50KM DE ALTITUDE 25% DE MASSA GASOSA CONTÊM OZÔNIO QUE ABSORVE DE 5% A 7% DA RADIAÇÃO TOTAL. RUPTURA DO OZÔNIO IONOSFERA: IONS 500 KM DE ALTITUDE ONDE SE DÁ A REFLEXÃO DAS ONDAS ELE - TROMAGNÉTICAS DE RÁDIO E TV.
  9. 9. EXOSFERA : ACIMA DE 500KM FUNÇÕES DA ATMOSFERA FILTRO DIFUSÃO REFLEXÃO
  10. 10. ESTRATOSFERA É nesta camada que ocorre a presença do gás Ozônio, O 3 , camada de ozônio que filtra a radiação ultravioleta emitida pelo sol .
  11. 11. É na Estratosfera que fica a camada de ozônio que hoje está ameaçada, devido a poluição.
  12. 13. EXOSFERA É nesta camada que ocorre a aurora boreal.
  13. 14. CLASSIFICAÇÕES CLIMÁTICAS NO BRASIL O QUE É CLIMA ? CLIMA É IGUAL AO TEMPO?
  14. 15. CICLO HIDROLÓGICO
  15. 17. PRECIPITAÇÃO CHUVA TIPOS DE CHUVA : »OROGRÁFICAS »CONVECTIVAS »FRONTAIS OUTRAS PRECIPITAÇÕES NEVOEIRO GRANIZO NEVADA ORVALHO GEADA
  16. 18. Chuvas
  17. 19. Elementos do Clima <ul><li>Umidade </li></ul><ul><li>Pressão Atmosférica </li></ul>
  18. 20. <ul><li>O QUE É VENTO ? </li></ul>
  19. 21. VENTOS CLICLÔNICOS -ZONAS DE BAIXA PRESSÃO FURACÃO TUFÃO TORNADO VENTOS OU FORÇA EÓLICA
  20. 23. noite
  21. 25. Freqüência e principais rotas de Ciclones
  22. 26. Como se forma um Ciclone
  23. 27. “ A estação dos tufões”
  24. 28. Elementos do Clima <ul><li>Massas de ar </li></ul><ul><li>Continentalidade </li></ul>
  25. 29.   Brasil: Situação no verão Situação no inverno
  26. 30. Massas de Ar no Brasil
  27. 31. Massas de Ar no Brasil <ul><li>A Frente Fria é devido ao encontro da Massa Polar com a Tropical Continental. </li></ul>
  28. 32. Massas de Ar no Brasil <ul><li>A Massa Tropical Atlântica (bloqueio atmosférico) impede a passagem de Frentes Frias. </li></ul>
  29. 33. <ul><li>As massas Tropical Atlântica e Equatorial Atlântica, quentes e úmidas, voltam-se para o litoral. </li></ul><ul><li>Mesmo úmidas, não causam fortes chuvas. </li></ul>
  30. 34. <ul><li>A Massa Equatorial Continental origina-se na Amazônia. </li></ul><ul><li>Apresenta-se quente e úmida devido à elevada evapotranspiração e ao calor da região. </li></ul>
  31. 35. VERÃO INVERNO
  32. 36. <ul><li>Podem ser: Q uentes ou frias </li></ul><ul><li>Secas ou úmidas </li></ul><ul><li>Principais: Polares </li></ul><ul><li>Tropicais </li></ul><ul><li>Equatoriais </li></ul>
  33. 37. Massas de Ar mais importantes que atuam na América do Sul: <ul><li>Equatorial Atlântica </li></ul><ul><li>Equatorial Continental </li></ul><ul><li>Tropical Continental </li></ul><ul><li>Tropical Atlântica </li></ul><ul><li>Polar Atlântica </li></ul>
  34. 38. Fatores do Clima <ul><li>Latitude </li></ul><ul><li>Altitude </li></ul>
  35. 39. Fatores do Clima <ul><li>Correntes Marítimas </li></ul><ul><li>Vegetação </li></ul>
  36. 41. Fria de Humboldt Quente do Golfo do México Fria do Labrador Grande Circumpolar Antártica
  37. 42. Fatores do Clima <ul><li>Relevo </li></ul>
  38. 43. Principais climas distribuídos na Terra
  39. 44. Climas de regiões Temperadas Mediterrâneo Continental Marítimo <ul><li>As regiões tempera-das são divididas em três climas: </li></ul>
  40. 45. Temperadas
  41. 46. Mediterrâneo <ul><li>Localização - entre os 30º e os 40º N e S. Nas regiões para além da bacia do Mediterrâneo, este clima é designado por sub-tropical seco; </li></ul><ul><li>Principais áreas abrangidas - toda a bacia do Mediterrâneo, Califórnia, o centro do Chile, o Sul da África do Sul e o sul da Austrália ; </li></ul>
  42. 47. <ul><li>Precipitações. O total anual de precipitação é superior a 500mm mas é inferior a 1000mm (média). </li></ul><ul><li>Caracterização Geral - O Verão é quente, seco e prolongado. O Inverno é suave, pluvioso e curto. É um clima de 4 estações . </li></ul>MEDITERRÂNEO
  43. 48. Continental
  44. 49. Continental <ul><li>Temperaturas- a TMA é inferior à dos outros climas temperados (± 10ºC). A temperatura média do mês mais quente ultrapassa os 22ºC e a média do mês mais frio é inferior a 0ºC. A é muito elevada sendo maior ou igual a 20ºC </li></ul><ul><li>Precipitação- não é abundante, sendo este o clima menos pluvioso dos temperados. Apenas nas regiões montanhosas ela chegue a atingir os 150mm. Concentra-se nos meses de Verão, sendo essencialmente de origem convectiva e fazendo-se no Inverno sob a forma de neve. </li></ul><ul><li>Caracterização Geral - O Verão é quente, curto e pluvioso, o Inverno é muito frio, pouco pluvioso e prolongado </li></ul>
  45. 50. Marítimo <ul><li>Temperatu-ra é inferior a 20ºC sendo também inferior. </li></ul>
  46. 51. Marítimo <ul><li>Precipitação- chove abundantemente todo o ano. Contudo, verifica-se uma maior precipitação nos meses de Outono e Inverno. A chuva é geralmente de origem frontal. Não há meses secos (normalmente). A elevada nebulosidade é uma característica deste clima. </li></ul><ul><li>Caracterização Geral - Apresenta um Verão pouco quente e um Inverno moderado, sendo fraca a variação térmica ao longo do ano. Este fenómeno deve-se à influência moderadora do mar/oceano. </li></ul>
  47. 52. Zona Intertropical ou Zona Tórrida <ul><li>Situa-se entre os trópicos. </li></ul><ul><li>Ocupa cerca de 40% da superfície total do globo sendo três quartos constituídos de mares e oceanos. </li></ul>                      
  48. 53. Classificação climática das regiões localizadas na zona intertropical. <ul><li>Quanto a sua latitude: </li></ul><ul><li>Quanto a sua temperatura: </li></ul><ul><li>Quanto ao seu índice pluviométrico : </li></ul>
  49. 54. Tropicais
  50. 55. Mapa Clima Desértico
  51. 58. Mapa Clima Equatorial
  52. 60. Clima Tropical Úmido
  53. 61. Clima Tropical Seco
  54. 62. REGIÕES POLARES
  55. 63. Zonas Polares
  56. 64. Mapa Clima Polar
  57. 65.                                              
  58. 71. CLIMA DE ALTITUDE
  59. 72. Mapa Clima de Altitude
  60. 75. CLIMAS DO BRASIL
  61. 76. CLIMAS
  62. 77. EQUATORIA L <ul><li>Abrange a Amazônia </li></ul><ul><li>Nível de Chuva Alto e constante </li></ul><ul><li>Alta temperatura durante todo o ano </li></ul><ul><li>Chuvas de Convecção </li></ul><ul><li>Temperaturas médias de 26 ºC </li></ul><ul><li>Pluviosidade anual acima de 2.500 mm </li></ul>
  63. 78. TROPICAL <ul><li>Nordeste,Sudeste e centro-Oeste </li></ul><ul><li>Temperatura média de 18 ºC </li></ul><ul><li>Predominante no Brasil </li></ul><ul><li>Quente e úmido com chuvas de verão </li></ul><ul><li>Clara distinção entre a temporada seca e a chuvosa </li></ul>
  64. 79. TROPICAL DE ALTITUDE <ul><li>Sudeste </li></ul><ul><li>Corresponde às áreas mais altas do relevo brasileiro </li></ul><ul><li>Úmido </li></ul><ul><li>Chuvas Torrenciais </li></ul><ul><li>Chuvas se concentram no verão </li></ul><ul><li>Temperatura média de 18° </li></ul>
  65. 80. SEMI-ÁRIDO <ul><li>Sertão Nordestino </li></ul><ul><li>Secas prolongadas </li></ul><ul><li>Chuvas curtas e torrenciais </li></ul><ul><li>Causas da seca: Rios abertos para o mar; Solo impermeável, relevo </li></ul><ul><li>TEMP : 26° </li></ul>
  66. 81. SUBTROPICAL <ul><li>Planalto Meridional </li></ul><ul><li>Temperatura :17°Chuvas bem distribuídas ao longo do ano (sempre úmido); </li></ul><ul><li>Chuvas Frontais: Resulta do encontro das massas quentes e frias; </li></ul><ul><li>Grande amplitude térmica; </li></ul><ul><li>Variação de temperatura entre verão e inverno </li></ul>
  67. 82. TROPICAL ATLÂNTICO <ul><li>Rio Grande do Norte até o sul do Rio Grande do Sul </li></ul><ul><li>Quente e úmido </li></ul><ul><li>Próximo ao litoral </li></ul><ul><li>Estações: verão e inverno </li></ul><ul><li>Médias térmicas e índice pluviométrico altos </li></ul>
  68. 83. El Niño <ul><li>El Niño : do Espanhol O Menino. </li></ul><ul><li>Aumento anormal da temperatura na superfície do oceano Pacífico </li></ul>
  69. 85. <ul><li>Apresenta-se em intervalos de 2 a 7 anos </li></ul><ul><li>Ocorre na costa oeste do hemisfério sul, no verão no hemisfério sul. </li></ul><ul><li>Com as alterações climáticas que vêm ocorrendo no planeta, a periodicidade, duração e época do El Niño têm variado. </li></ul>
  70. 86. Resultados: <ul><li>Chuvas torrenciais, </li></ul><ul><li>secas, calor extremo, enchentes, vendavais, furacões, etc. </li></ul>
  71. 87. Efeitos no Brasil <ul><li>Provoca a escassez de chuvas, principalmente na região sul do Brasil como no Rio Grande do Sul. </li></ul>
  72. 88. La Niña <ul><li>É o resfriamento anormal das águas superficiais no Oceano Pacífico Equatorial Central e Oriental. </li></ul><ul><li>A pressão na região tende a aumentar e uma das consequências é a ocorrencia de ventos alísios mais intensos. </li></ul><ul><li>Dura aproximadamente de 12 a 18 meses. </li></ul>
  73. 90. Resultados: <ul><li>Frentes frias mais rápidas e com mais força; </li></ul><ul><li>Aumento de chuvas na Amazônia, Bahia e Alagoas; </li></ul><ul><li>Diminuição de chuvas na região centro-sul; </li></ul><ul><li>O inverno pode chegar antes; etc. </li></ul>
  74. 91. <ul><li>El Niño e La Niña são oscilaçoes normais, previsíveis das temperaturas da superfície do mar nas quais o homem não pode interferir. </li></ul><ul><li>São fenômenos naturais, variações normais do sistema climático da Terra, que existem há milhares de anos e continuarão existindo. </li></ul>
  75. 92. Destruição causada pelo El Niño e pela El Niña
  76. 93. BURACO NA CAMADA DE OZÔNIO <ul><li>Menor concentração de ozônio. </li></ul><ul><li>A região mais afetada: Antártida. </li></ul><ul><li>Nos protege de vários tipos de radiação. </li></ul><ul><li>No Brasil perdeu-se menos de 5%. </li></ul>
  77. 94. O gás CFC é que destrói a camada de ozônio.
  78. 95. Males que causa: <ul><li>Câncer de pele . </li></ul>
  79. 96. EFEITO ESTUFA NATURAL
  80. 97. Efeito Estufa
  81. 99. <ul><li>Desequilíbrio no clima (efeito estufa). </li></ul>
  82. 100. Ar Frio Ar Frio Ar Quente Ilha de Calor
  83. 101. Inversão Térmica
  84. 102. Chuva Ácida
  85. 103. Ciclo da Chuva Ácida
  86. 104. Exemplo de Previsão de Tempo

×