Economia Criativa Digital e
Startups
Armindo Ferreira
Economia Criativa Digital
• Economia criativa segundo o autor inglês John
Howkins no livro “The Creative Economy”, publica...
Vídeos para Internet
Funk de Ostentação
Kadu Films
Vendas pela internet
Ninui
Blogs e sites de conteúdo
Publicidade
Benefícios da Economia Criativa Digital
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•

Características e potencialidades da economia criativa
Produç...
Benefícios da Economia Criativa Digital
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•

Características e potencialidades da economia criativa
Produç...
Semana do Empreendedor

Startups
O que são Startups
• Empresas com até 3 anos de constituição, que desenvolvam produtos
ou serviços inovadores, utilizando ...
O que são Startups

•

•

Uma startup é uma empresa nova, até mesmo embrionária ou ainda em fase de
constituição, que cont...
Transformando uma ideia numa startup
• Faça um desenho do modelo de negócios
• Entenda do tamanho de mercado e quais vão s...
Exemplos de empresas startups
•
•
•
•

Criação de aplicativos para celulares
Criação de softwares para necessidades especí...
Exemplos
Buscando investimento: Investidor-anjo
•

O Investimento-Anjo é originário dos EUA, aonde é conhecido como Angel Investor
...
Buscando investimento: Investidor-anjo
•

O Investimento-Anjo é originário dos EUA, aonde é conhecido como Angel
Investor ...
Semana do Empreendedor

OBRIGADO!
ARMINDO@CRUZEFERREIRA.COM.BR
Economia criativa digital e startups
Economia criativa digital e startups
Economia criativa digital e startups
Economia criativa digital e startups
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Economia criativa digital e startups

549

Published on

Palestra que ministrei no Sebrae de São José dos Campos sobre economia criativa digital e Startups.

Published in: Business
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
549
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
16
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Economia criativa digital e startups

  1. 1. Economia Criativa Digital e Startups Armindo Ferreira
  2. 2. Economia Criativa Digital • Economia criativa segundo o autor inglês John Howkins no livro “The Creative Economy”, publicado em 2001, são atividades na quais resultam em indivíduos exercitando a sua imaginação e explorando seu valor econômico. Pode ser definida como processos que envolvam criação, produção e distribuição de produtos e serviços, usando o conhecimento, a criatividade e o capital intelectual como principais recursos produtivos. • A Economia Criativa digital é a que se dá no ambiente da internet.
  3. 3. Vídeos para Internet
  4. 4. Funk de Ostentação
  5. 5. Kadu Films
  6. 6. Vendas pela internet
  7. 7. Ninui
  8. 8. Blogs e sites de conteúdo
  9. 9. Publicidade
  10. 10. Benefícios da Economia Criativa Digital • • • • • • • • • • Características e potencialidades da economia criativa Produção não poluente. Inovação tecnológica. Fortemente vinculada às características regionais e locais. Gera emprego e renda. Gera tributos – impostos, taxas e contribuições. Estimula novas qualificações profissionais. Alimenta a economia associada a outros segmentos produtivos. Promove a inclusão social e o reforço da cidadania. Promove a diversidade e o respeito. (fonte Sebrae)
  11. 11. Benefícios da Economia Criativa Digital • • • • • • • • • • Características e potencialidades da economia criativa Produção não poluente. Inovação tecnológica. Fortemente vinculada às características regionais e locais. Gera emprego e renda. Gera tributos – impostos, taxas e contribuições. Estimula novas qualificações profissionais. Alimenta a economia associada a outros segmentos produtivos. Promove a inclusão social e o reforço da cidadania. Promove a diversidade e o respeito. (fonte Sebrae)
  12. 12. Semana do Empreendedor Startups
  13. 13. O que são Startups • Empresas com até 3 anos de constituição, que desenvolvam produtos ou serviços inovadores, utilizando ferramentas de software e serviços de TI como parte da solução proposta. (fonte: Programa Startups do Governo Federal)
  14. 14. O que são Startups • • Uma startup é uma empresa nova, até mesmo embrionária ou ainda em fase de constituição, que conta com projetos promissores, ligados à pesquisa, investigação e desenvolvimento de ideias inovadoras. Por ser jovem e estar implantando uma ideia no mercado, outra característica das startups é possuir risco envolvido no negócio. Mas, apesar disso, são empreendimentos com baixos custos iniciais e são altamente escaláveis, ou seja, possuem uma expectativa de crescimento muito grande quando dão certo. Algumas empresas já solidificadas no mercado e líderes em seus segmentos, como o Google, a Yahoo e o Ebay, também são consideradas startups. Essas empresas, normalmente de base tecnológica, possuem espírito empreendedor e uma constante busca por um modelo de negócio inovador. Este modelo de negócios é a maneira como a startup gera valor – ou seja, como transforma seu trabalho em dinheiro. Um exemplo é o modelo de negócios do Google que se baseia em cobrar por cada click nos anúncios mostrados nos resultados de busca. Fonte: Wikipedia
  15. 15. Transformando uma ideia numa startup • Faça um desenho do modelo de negócios • Entenda do tamanho de mercado e quais vão ser os indicadores de sucesso • Veja se a empresa é escalável • Tente ter um protótipo ou amostra utilizável
  16. 16. Exemplos de empresas startups • • • • Criação de aplicativos para celulares Criação de softwares para necessidades específicas Criação de máquinas e equipamentos inovadores Ideias que revolucionam um determinado segmento por sua inovação
  17. 17. Exemplos
  18. 18. Buscando investimento: Investidor-anjo • O Investimento-Anjo é originário dos EUA, aonde é conhecido como Angel Investor ou Business Angel, apresentando as seguintes características: 1. É efetivado por pessoa física (que pode investir através de uma PJ, mas com recursos e trabalho próprios; não de terceiros*). 2. Investe em empresas nascentes (startups), próximas aonde reside, para poder apoiá-las. 3. Tem normalmente uma participação minoritária no negócio. 4. Não tem posição executiva na empresa, mas apóia o empreendedor com seu conhecimento, experiência e relacionamento, além dos recursos financeiros. O que é conhecido como smart-money. Anjos do Brasil
  19. 19. Buscando investimento: Investidor-anjo • O Investimento-Anjo é originário dos EUA, aonde é conhecido como Angel Investor ou Business Angel, apresentando as seguintes características: 1. É efetivado por pessoa física (que pode investir através de uma PJ, mas com recursos e trabalho próprios; não de terceiros*). 2. Investe em empresas nascentes (startups), próximas aonde reside, para poder apoiá-las. 3. Tem normalmente uma participação minoritária no negócio. 4. Não tem posição executiva na empresa, mas apóia o empreendedor com seu conhecimento, experiência e relacionamento, além dos recursos financeiros. O que é conhecido como smart-money. Anjos do Brasil
  20. 20. Semana do Empreendedor OBRIGADO! ARMINDO@CRUZEFERREIRA.COM.BR
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×