Web Colaborativa (1ª parte)

2,846 views
2,768 views

Published on

Uma abordagem sobre o processo de potencialização das práticas colaborativas na internet, com apresentação de conceitos, expressões e práticas ligadas ao fenômeno, a partir de uma perspectiva crítica. que engloba uma reflexão sobre tendências, desafios e dilemas que surgem a partir deste contexto.

Published in: Design
0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
2,846
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
14
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Web Colaborativa (1ª parte)

  1. 1. por Francisco Arlindo Alves Web Colaborativa (Parte 1)
  2. 2. Web colaborativa (parte 1) por Francisco Arlindo Alves
  3. 3. Licenciamento <ul><ul><li>“ Web Colaborativa” de Francisco Arlindo Alves foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Partilha nos Mesmos Termos 3.0 Não Adaptada . CC BY-SA 3.0 </li></ul></ul><ul><ul><li>Tem o direito de: </li></ul></ul><ul><ul><li>• Partilhar — copiar, distribuir e transmitir a obra </li></ul></ul><ul><ul><li>• Remisturar — adaptar a obra </li></ul></ul><ul><ul><li>De acordo com as seguintes condições: </li></ul></ul><ul><ul><li>• Atribuição — Tem de fazer a atribuição da obra, da maneira estabelecida pelo autor ou licenciante (mas sem sugerir que este o apoia, ou que subscreve o seu uso da obra). </li></ul></ul><ul><ul><li>• Partilha nos Mesmos Termos — Se alterar, transformar, ou adaptar esta obra, ou se a utilizar noutras obras, só pode distribuir a obra resultante licenciando-a com a mesma licença ou com uma licença semelhante a esta. </li></ul></ul>
  4. 4. A Web 2.0
  5. 5. www.ushahidi.com
  6. 6. “ Ushahidi ” em idioma Suali significa &quot;testemunho&quot;.   A ferramenta “ Ushahidi ” surgiu na África, como um recurso para ajuda humanitária.    O site disponibilizou um mapa da violência no Quênia durante os protestos após a eleição presidencial que deixarão 700 mortos ,e fizeram com que 250.000 pessoas deixassem as suas casas .
  7. 8. cartografia colaborativa
  8. 9. O Mapa é enriquecido com as contribuições de uma multiplicidade de indivíduos, que podem enviar pedidos de ajuda a partir de celulares e internet.   As informações são repassadas para as equipes de socorro de maneira coordenada.
  9. 10. No “ Ushahidi ” toda infraestrutura de software é criada com software livre .    O site foi replicado para a ajuda humanitária à população atingida pelos terremotos do Chile e do Haiti.   O mapa colaborativo disponibilizado pelos softwares do site também pode ser reutilizado para outros fins, por exemplo, artísticos ou culturais. 
  10. 11. www.chile.ushahidi.com
  11. 14. www.ushahidi.com
  12. 15. mashup
  13. 18. Conforme Tapscott e Williams (2007. p. 233), o termo Mashup antes de ser relacionado aos serviços de Internet, teve sua origem na música, e neste contexto significava a prática de fazer uma música usando partes de outras duas ou três músicas.
  14. 19. Na visão de Tapscott e Williams , os &quot; mashups de serviços de Internet são criados segundo o mesmo princípio: um programador mixa pelo menos dois serviços ou aplicativos de diferentes sites para criar algo novo e que, muitas vezes, é melhor que a soma das suas partes&quot;.
  15. 20. bottom-up
  16. 21. Bottom-up é um processo em que uma “ rede auto-organizada, de agentes dessemelhantes que, inadvertidamente, criam uma ordem de nível mais alto” Johnson (2003, p.17)
  17. 22. “ Lattice” imagem publicada em 7 de agosto de 2007 no site Flickr por Todd Huffman em: http://www.flickr.com/photos/oddwick/1039909856/
  18. 23. O Ushahidi é um mashup, pois é uma mistura do Google Maps com o banco de dados formado pela participação das pessoas.
  19. 24. Googlemaps + Banco de dados do Ushahidi
  20. 25. Ushahidi também funciona por meio de um processo bottom-up, ou seja &quot;de baixo para cima&quot;, através do  conjunto de contribuições dos indivíduos.
  21. 26. Por estas duas caracteristicas o Ushahidi é considerado um site que segue o padrão denominado popularmente como Web 2.0
  22. 28. “ A Web 2.0 é a segunda geração de serviços online e caracteriza-se por potencializar as formas de publicação, compartilhamento e organização de informações, além de ampliar os espaços para a interação entre os participantes do processo.” (Primo, 2006)
  23. 29. bolha tecnológica   abril de 2000
  24. 30. perda de 4,6 trilhões de dólares ou 50% do PIB dos EUA
  25. 31. A Web 2.0 na visão de Tim O'Reilly é identificada pelas características comuns aos modelos de negócios que prosperaram na Internet no cenário pós-bolha tecnológica .
  26. 32. Tim O'Reilly
  27. 33. Não considere programas como produtos, mas como processos de engajamento com seus usuários. (Tim O'Reilly)
  28. 34. Abra suas informações e serviços para que possam ser reutilizados por outras pessoas, e reutilize as informações e serviços de outras pessoas sempre que possível... (Tim O'Reilly)
  29. 35. No artigo “ What is Web 2.0 ” (2005) Tim O'Reilly, dono da Editora O’Reilly, desenvolveu os conceitos do que ele define como &quot; Web 2.0&quot;.
  30. 36. Web 1.0
  31. 37. ênfase na publicação
  32. 38. Web 2.0
  33. 39. ênfase na participação
  34. 40. Características da Web 2.0
  35. 41. a Web como plataforma
  36. 42. A ideia da “ Web como plataforma ” consiste na manutenção de serviços on-line ao invés de instalados no computador.
  37. 43. .
  38. 44. Cloud computing
  39. 45. Cloud Computing (computação em nuvem) é uma arquitetura de computação que consiste na virtualização de aplicativos, processamento e armazenamento de dados.
  40. 47. www.slideshare.net
  41. 48. arquitetura de participação
  42. 49. Uma arquitetura de participação valoriza a inovação constante ( perpétuo beta ) e incentiva a interação de usuários .
  43. 52. O Overmundo é um site colaborativo sobre cultura brasileira.   Um sistema de votações define a exibição de destaques do site.
  44. 53. www.overmundo.com.br
  45. 54. continua na parte 2

×