• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Artigo de tecnologia
 

Artigo de tecnologia

on

  • 2,378 views

 

Statistics

Views

Total Views
2,378
Views on SlideShare
2,378
Embed Views
0

Actions

Likes
1
Downloads
31
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Artigo de tecnologia Artigo de tecnologia Presentation Transcript

    • Formação de Professores e Novas tecnologias Aluna:Eliane S.Gonçalves Apresentação:31/5
    • Objetivo:
      • Este artigo tem como objetivo fazer uma breve introdução à Formação de professores e o uso de novas tecnologias na educação.
    • Introdução:
      • Neste artigo são apresentados aspectos relacionados à formação de professores para o uso de novas tecnologias nos processos de ensinar e aprender.
      • A tecnologia é uma ferramenta que vem auxiliando no ensino das novas gerações,as novas tecnologias de comunicação trazem para a educação uma nova dimensão do processo educativo.
      • O computador é a palavra-chave da atualidade,no entanto,nem todos pensam da mesma forma,pois essa máquina(o computador)nos trás uma nova reflexão sobre a aprendizagem e sugere mudanças pedagógicas.
      • Sendo uma forma de experimentar e analisar ambientes digitais de ensino e aprendizagem que favoreçam a inovação docente e a inclusão dos alunos tende a contribuir para repensar e melhorar a educação.
      • Com uma sociedade cada vez mais tecnológica faz se necessário incluir nos currículos escolares as habilidades e competências para lidar com as novas tecnologias.
      • Com a introdução e uso das novas tecnologias na educação é exigido dos professores,aprender a utilizar os computadores e conhecer softwares que avaliem e modifiquem os métodos de ensino utilizados.
      • As novas tecnologias e o aumento da informação levam a uma nova organização de trabalho,em que se faz necessário:uma abordagem diferente na educação em que o componente tecnológico não pode ser ignorado;
      • a especialização dos saberes;
      • o acesso à informação e a consideração do conhecimento como um valor precioso.
      • A inserção do computador na escola para promover aprendizagem sugere mudanças pedagógicas que englobam a organização da escola,o papel do professor e dos alunos e a relação com o conhecimento
      • O computador vai tornando-se um aparelho corriqueiro em nosso meio social,portanto o computador transforma-se em um poderoso recurso de suporte à aprendizagem.
      • Um novo paradigma esta surgindo na educação e o papel do professor,frente as novas tecnologias,será diferente.
      • O professor neste contexto de mudança,precisa saber orientar os educando sobre onde colher informação e como utilizá-la,a incorporação das novas tecnologias como um elemento que pode contribuir para uma maior vinculação entre os contextos de ensino e as culturas que se desenvolvem fora do âmbito escolar.
      • O desenvolvimento tecnológico impulsionou e está transformando a maneira de ensinar e aprender de muitos professores,a tecnologia é uma ferramenta que vem auxiliando no ensino das novas gerações.
      • O uso das tecnologias contribui muito nos processos de ensinar e aprender parte-se do entendimento de que as tecnologias são ferramentas que ampliam nossos limites,e nossa capacidade de armazenamento de informações,contribuindo para o nosso modo de raciocinar,atuar e pensar o mundo.
      • O processo de Formação de professores para o uso de tecnologias
      • Uma questão relevante no processo de formação de professores para o uso de tecnologias é as dificuldades inerentes à síntese do conhecimento.A formação do conhecimento requer informações obtidas a partir de fontes vivenciadas pelo sujeito,passando por experiências empíricas,
      • A aprendizagem através do computador faz com que o sujeito se insira numa experiência de elaboração do conhecimento.
      • As teorias construtivistas de Piaget,Vygotsky e outros,consideram o conhecimento não transmissível,mas construído pelo indivíduo,de modo único.Cada indivíduo reconstrói o conhecimento do mundo físico,partindo de suas experiências com objetos no espaço e no tempo.
      • Segundo Davenport e Prusak(1998),” o conhecimento é uma mistura fluida de experiência estruturada,valores e informações contextuais e discernimento técnicos que proporciona uma referência para avaliar e incorporar novas experiências e informações”.
      • Escreve Chiavenato(2004) ,”que conhecimento é um recurso diferente,não ocupa espaço físico,ele é intangível”.
      • Para Luckesi(1996) ”o conhecimento é explicação/elucidação da realidade e decorre de um esforço de investigação para descobrir aquilo que esta oculto,que não está compreendido ainda.Só depois de compreendido em seu modo de ser é que um objeto pode ser considerado conhecido”.
      • Com as novas tecnologias da informação abrem-se novas possibilidades à educação,exigindo uma nova postura do educador.Ressaltando que a inclusão de novas tecnologias na formação de professores esbarra em muitas dificuldades,mas o intuito é levar o docente a explorar essa ferramenta na aquisição do conhecimento.
      • “ Para inovações novos instrumentos e utensílios serão necessários,entre eles as estradas da comunicação como a Internet e a capacitação docente para o domínio das novas tecnologias.Formar professores,neste contexto,exige:
      • Mudanças na forma de conceber o trabalho docente,na flexibilização dos currículos das escolas,e nas responsabilidades da escola no processo de formação do cidadão;
      • Socialização do acesso à informação e produção de conhecimento para todos;
      • Mudança de concepção do ato de ensinar em relação aos novos modos de conceber o processo de aprender e de acessar e adquirir conhecimento;
      • Mudanças nos modelos/marcos interpretativos de aprendizagem,passando do modelo educacional predominante instrucionista,para o modelo construtivista;
      • Construção de uma nova configuração educacional que integre novos espaços de conhecimentos em uma proposta de inovação da escola,na qual o conhecimento não está centrado no professor e nem no espaço físico e tempo escolar,mas visto como processo permanente de transição,progressivamente construído,conforme os novos paradigmas;
      • Desenvolvimento dos processos interativos que ocorrem no ambiente telemático,sob a perspectiva do trabalho cooperativo”.Leopoldo(p.19,20)
      • Com o avanço tecnológico busca-se um novo perfil de educador alguém aberto à mudanças,comprometido com as transformações,que percebe o conhecimento de forma interdisciplinar.
      • “ A sociedade do conhecimento exige um novo perfil de educador,ou seja,alguém:
      • Comprometido - com as transformações sociais e políticas;com o projeto político-pedagógico assumido com e pela escola;
      • Competente - evidenciando uma sólida cultura geral que lhe possibilite uma prática interdisciplinar e contextualizada,dominando novas tecnologias educacionais.Um profissional reflexivo,crítico,competente no âmbito da sua própria disciplina,capacitado, para exercer a docência e realizar atividades de investigação;
      • Crítico - que revele,através da sua postura suas convicções,os seus valores,a sua epistemologia e a sua utopia,fruto de uma formação permanente;seja um intelectual que desenvolve uma atividade docente crítica,comprometida com a idéia do potencial do papel dos estudantes na transformação e melhoria da sociedade em que se encontram inseridos;
      • Aberto à mudanças - ao novo,ao diálogo,à ação cooperativa;que contribua para que o conhecimento das aulas seja relevantes para à vida teórica e prática dos estudantes;
      • Exigente - que promova um ensino exigente,realizando intervenções pertinentes,desestabilizando,e desafiando os alunos para que desencadeie a sua ação reequilibradora ;que ajude os alunos a avançarem de forma autônoma em seus processos de estudos,e interpretarem criticamente o conhecimento e a sociedade de seu tempo;
      • Interativo -que concorra para a autonomia intelectual e moral dos seus alunos trocando conhecimentos com profissionais da próprias área e com os alunos,no ambiente escolar,construindo produzindo conhecimento em equipe, promovendo a educação integral,de qualidade,possibilitando ao aluno desenvolver-se em todas as dimensões:cognitiva,afetiva,social,moral,física,estética”.Leopoldo(p.3,4)
      • Conclusão
      • A partir dessas observações,lanço a hipótese de que a utilização da informática como recurso didático condiciona situações favoráveis à formação,mas em contra partida lança desafios que alteram o trabalho docente,apontando para mudanças necessárias no processo educativo.
      • Ressaltando que a tecnologia em si não existe como entidade autônoma e desvinculada de vontades políticas,humanas e sociais.Por essa razão,ela não pode ser classificada como boa ou como ruim.
      • Referências:
      • MORAN,J.M;MASETTO,M.T;BEHRENS,M.A.Novas tecnologias e mediações pedagógicas.6°ed.Campinas:papirus,2002.173p.
      • SANCHO,J.M;HERNANDEZ,F.Tecnologias para transformar a educação.Tradução:Valério Campos.Porto Alegre:Artmed,2006.200p.
      • PAPERT,S.A:A máquina das crianças:repensado a escola na era da informática.Porto Alegre:Artmed,2006.200p.
      • LEOPOLDO,L.P.M,Novas tecnologias da educação:reflexão sobre a prática.(org).-Macéio:EDUFAL,2002.220p.
      • Revista Espaço Acadêmico,n°85,junho de 2008.
      • http://espacoacademico.com.br/085/85rocha.pdf
      • http://www.scielo.br
      • http://www.eca.usp.br/prof.jose/manuel/moran