05/08/2014
1
Profª. MSc. Ariádila Gonçalves de Oliveira
Agosto de 2014.
FERTILIDADE E
NUTRIÇÃO DE
PLANTAS
FATORES DE FORMA...
05/08/2014
2
MATERIAL DE ORIGEM
 Vem a ser o material que dá origem ao solo,
podendo ser constituído de rochas, sedimento...
05/08/2014
3
INTEMPERISMO QUÍMICO
 Intemperismo químico ou decomposição, é a
modificação da composição química da rocha e...
05/08/2014
4
MATERIAL DE ORIGEM
 Materiais de origem diferentes darão origem a solos
diferentes, e mesmo material de orig...
05/08/2014
5
BASALTO:
rocha básica-pouco
quartzo
GRANITO:
rocha ácida-muito
quartzo
Solo formado
por uma rocha básica
Mais...
05/08/2014
6
CLIMA
Clima mais frio
Mais Matéria Orgânica no
Solo
CLIMA
Clima mais Quente
Menos Matéria Orgânica
no Solo
CL...
05/08/2014
7
CLIMA
 Material derivado de mesma rocha poderá originar
solos completamente diferentes se decomposto em
clim...
05/08/2014
8
RELEVO
ORGANISMOS
ORGANISMOS VIVOS
 Os organismos influem na formação do solo,
considerando-se que são forne...
05/08/2014
9
AÇÕES DOS ORGANISMOS NA
FORMAÇÃO DO SOLO
AÇÕES DOS ORGANISMOS NA
FORMAÇÃO DO SOLO
AÇÕES DOS ORGANISMOS NA
FOR...
05/08/2014
10
SOLOS COM PROTEÇÃO
O SER HUMANO
INTERFERE NA
FORMAÇÃO DO
SOLO???
CALAGEM
05/08/2014
11
TEMPO
TEMPO
 O tempo é um fator formador de solo, uma vez que
essa formação é resultado de reações químicas...
05/08/2014
12
TEMPO
 Material de origem: algumas rochas
apresentam intemperização mais difícil.
 Organismos: que podem a...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

3ª aula fatores de formação do solo.

1,062

Published on

Fatores de Formação do Solo.

Published in: Travel
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
1,062
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
48
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "3ª aula fatores de formação do solo."

  1. 1. 05/08/2014 1 Profª. MSc. Ariádila Gonçalves de Oliveira Agosto de 2014. FERTILIDADE E NUTRIÇÃO DE PLANTAS FATORES DE FORMAÇÃO DO SOLO CONCEITOS  A pedologia é a ciência que estuda as camadas superficiais da crosta terrestre, em particular sua formação e classificação, levando em conta a ação de agentes climatológicos.  Pedogênese ou formação de solos é o processo no qual determinado solo é formado, assim como suas características e sua evolução na paisagem ORIGEM E FORMAÇÃO DOS SOLOS FATORES DE FORMAÇÃO DO SOLO MATERIAL DE ORIGEM ORGANISMOS CLIMA RELEVO TEMPO SOLO
  2. 2. 05/08/2014 2 MATERIAL DE ORIGEM  Vem a ser o material que dá origem ao solo, podendo ser constituído de rochas, sedimentos e material de decomposição de rochas transportados.  Vários minerais constituintes do material de origem permanecem inalterados, enquanto outros sofrem decomposição, por ação química, transformando-se em minerais extremamente úteis no solo. INTEMPERISMO  O processo de formação de solos é chamado de intemperismo, ou seja, são fenômenos que agem sobre a rocha e conduzem à formação do solo.  O intemperismo tem sido definido de várias maneiras: “fracionamento das rochas”, “decomposição e alteração das rochas”, “apodrecimento da rocha”, “deterioração da rocha”. INTEMPERISMO FÍSICO  Intemperismo físico ou desintegração, é a modificação da forma e tamanho da rocha e dos minerais, sem haver alteração na composição química dos mesmos.  Neste processo corre a quebra das partículas minerais e orgânicas a proporções cada vez menores, por variações: ◦ de temperatura, ◦ pelo calor ou congelamento de água em fissuras, ◦ ou pela ação mecânica do vento e da água INTEMPERISMO FÍSICO
  3. 3. 05/08/2014 3 INTEMPERISMO QUÍMICO  Intemperismo químico ou decomposição, é a modificação da composição química da rocha e dos minerais.  O intemperismo químico é de maior importância que a alteração física para a formação do solo.  Ocorre quando os elementos químicos existentes nas partículas reagem com os elementos químicos do ar, da água, de outras partículas e entre si, alterando as moléculas das substâncias, levando à remoção de elementos químicos e à formação de novos minerais INTEMPERISMO QUÍMICO  Caracterizado por rochas que perdem alguns de seus nutrientes essenciais para organismos vivos e plantas que crescem em sua superfície.  Produz os solos mais férteis do mundo.  As plantas, animais e microrganismos atuam em conjunto por meio de processos físicos e químicos no processo de formação dos solos. INTEMPERISMO BIOLÓGICO INTEMPERISMO BIOLÓGICO (ação das raízes)
  4. 4. 05/08/2014 4 MATERIAL DE ORIGEM  Materiais de origem diferentes darão origem a solos diferentes, e mesmo material de origem pode dar origem a solos iguais ou a solos diferentes, de acordo com os outros fatores de formação de solos.  O material de origem assume uma grande importância, visto que as propriedades e características do solo dependem, em primeiro lugar, da composição do material de origem. MATERIAL DE ORIGEM ORGÂNICO  Origina solos orgânicos;  É constituído de produtos da decomposição de restos vegetais e animais;  Possuem menor representatividade do que solos minerais;  Desempenham uma importante função ecológica, como por exemplo, regulando a disponibilidade de água, funcionando como uma esponja para o sistema. MATERIAL DE ORIGEM MINERAL  A maioria dos solos com aptidão agrícola e florestais são de origem mineral;  Quanto mais intemperizado é o solo, menos as características do material de origem são preservadas;  A intensidade com que o intemperismo decompõe as rochas, depende da condição da rocha e da intensidade e tipo do intemperismo (clima: t °C e umidade). MATERIAL DE ORIGEM MATERIAL DE ORIGEM MATERIAL DE ORIGEM
  5. 5. 05/08/2014 5 BASALTO: rocha básica-pouco quartzo GRANITO: rocha ácida-muito quartzo Solo formado por uma rocha básica Mais argila Solo formado por uma rocha ácida Mais areia CLIMA CLIMA PRECIPITAÇÃO TEMPERATURA VENTO INSOLAÇÃO UMIDADE RELATIVA EVAPORAÇÃO CLIMA CLIMA CLIMA
  6. 6. 05/08/2014 6 CLIMA Clima mais frio Mais Matéria Orgânica no Solo CLIMA Clima mais Quente Menos Matéria Orgânica no Solo CLIMA Clima mais frio e/ou maior precipitação em relação à evapotranspiração Mais goetita no solo CLIMA Clima mais quente e maior evapotranspiração Mais hematita no solo CLIMA Climas áridos ou semi- áridos Solos menos intemperizados (jovens) e rasos CLIMA Climas mais quentes e úmidos Solos mais intemperizados (velhos) e profundos
  7. 7. 05/08/2014 7 CLIMA  Material derivado de mesma rocha poderá originar solos completamente diferentes se decomposto em climas diferentes.  Materiais diferentes podem formar solos idênticos quando sujeitos, por um tempo longo, ao mesmo ambiente climático. RELEVO FORMAS DA SUPERFÍCIE DO PLANETA RELEVO  O relevo influencia o solo condicionando a penetração de água no solo, e com isso interferindo na intensidade de intemperismo.  Em áreas planas, na parte alta do relevo ocorre penetração de grande quantidade de água, ocasionado uma lixiviação interna bastante grande, com a formação de solos profundos; RELEVO  Em áreas declivosas, a penetração de água é menor, ocasionando uma lixiviação menos intensa, e formando solos mais rasos, menos intemperizados, menos ácidos e com mais nutrientes.  Nas áreas de baixada, ocorre ganha de material, seja por meio da enxurrada, seja através do lençol freático, formando solos rasos, não muito intemperizados, porém não muito ácidos e normalmente ricos em nutrientes.
  8. 8. 05/08/2014 8 RELEVO ORGANISMOS ORGANISMOS VIVOS  Os organismos influem na formação do solo, considerando-se que são fornecedores de matéria orgânica, bem como contribuem com determinados compostos orgânicos que podem promover diferenciação entre alguns solos. ORGANISMOS VIVOS ORGANISMOS VIVOS  Dentre os organismos destacam-se ◦ Plantas ◦ Animais ◦ Algas ◦ Bactérias ◦ Fungos ◦ Líquens  Estes organismos agem em processos físicos e químicos no solo, promovendo alterações que se refletem na composição dos solos. AÇÕES DOS ORGANISMOS NA FORMAÇÃO DO SOLO
  9. 9. 05/08/2014 9 AÇÕES DOS ORGANISMOS NA FORMAÇÃO DO SOLO AÇÕES DOS ORGANISMOS NA FORMAÇÃO DO SOLO AÇÕES DOS ORGANISMOS NA FORMAÇÃO DO SOLO AÇÕES DOS ORGANISMOS NA FORMAÇÃO DO SOLO AÇÕES DOS ORGANISMOS NA FORMAÇÃO DO SOLO SOLOS SEM PROTEÇÃO
  10. 10. 05/08/2014 10 SOLOS COM PROTEÇÃO O SER HUMANO INTERFERE NA FORMAÇÃO DO SOLO??? CALAGEM
  11. 11. 05/08/2014 11 TEMPO TEMPO  O tempo é um fator formador de solo, uma vez que essa formação é resultado de reações químicas, bem como da ação das forças físicas de atração de partículas, que demandam tempo para se manifestarem.  Certas reações demandam mais tempo que outras, fazendo com que haja solos que demoram mais tempo para atingirem seu ponto de equilíbrio. TEMPO  Para a formação do solo, é necessário determinado tempo para atuação dos processos e dos fatores que levam à sua formação.  Solos desenvolvidos a partir de rochas mais fáceis de serem intemperizadas formam-se mais rapidamente (100- 400 anos), em comparação com aqueles cujo material de origem é uma rocha de difícil alteração (3000-12000). TEMPO  O tempo necessário para formar um centímetro de solo é muito variável, pois depende de outros fatores:  Clima: em climas mais secos é mais lenta a formação do solo  Relevo: em relevos declivosos o efeito da erosão natural retira o solo formado
  12. 12. 05/08/2014 12 TEMPO  Material de origem: algumas rochas apresentam intemperização mais difícil.  Organismos: que podem acelerar o processo de formação do solo se tiverem condições adequadas de desenvolvimento TEMPO

×