Your SlideShare is downloading. ×
Controle natural
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Introducing the official SlideShare app

Stunning, full-screen experience for iPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Controle natural

18,203
views

Published on


0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
18,203
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
19
Actions
Shares
0
Downloads
532
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Extrato de fumo com pimenta contra lagartasAs lagartas são a fase jovem da borboleta. Todas são muito vorazes e algumas têm hábito noturno.Protocolo:Numa garrafa de 1 litro, misture 50 g de fumo de rolo picado e pimenta malagueta. Complete com água edeixe repousar por uma semana. Dilua em 10 litros de água. Pulverize extrato de fumo com pimenta sobreas lagartas. Quando possível, esmague os ovos nas folhas e realize catação manual das lagartas, comcuidado de usar luvas grossas para evitar queimaduras. Cal virgem e cinzas de madeira para Controle de lesmasCaracterizam-se pelo corpo mole e segmentado. Quando se deslocam, deixam para trás um rastro desubstância viscosa e brilhante.Protocolo:Distribua à noite, ao redor das plantas e canteiros, uma faixa de uns 15 cm de largura de pó de cal virgem oude cinzas de madeira. Use também iscas de pão embebido em leite ou cerveja e coloque-as no pé da plantaque precisa de proteção. As lesmas virão até as iscas, possibilitando a catação manual. Extrato de fumo para controle de pulgõesInsetos que sugam seiva das plantas. Existem de diversas cores. A maioria é desprovida de asas e vive emcolônias.Protocolo:Pulverize com extrato de fumo. O extrato de fumo deve ser preparado se seguinte forma: Coloque umpouco do fumo de rolo picado em uma tigela e cubra com álcool (líquido ou gel) Quando o fumo tiverabsorvido todo o álcool, coloque novamente um pouco de álcool diluído em água. Deixe por 48 horas emlocal fresco. Torça o preparado em um pano ralo e guarde-o em uma garrafa em local escuro. Pulverize esteextrato sobre toda a folha para espantar pulgões. Se desejar também combater cochonilhas, na hora deusar, misture cerca de um copo desse líquido com 100 g de sabão neutro derretido em água quente.Acrescente mais 10 litros de água, coe e pulverize.
  • 2. Calda Bordalesa para controle de fungos e ácarosProtocolo:Ingredientes:200 g de sulfato de cobre200 g de cal virgem20 litros de águaSaco de pano (multiuso)Preparo:Coloque numa vasilha 18 litros de água; Faça uma espécie de sachê com saco de pano multiuso (perfex ousimilar), e preencha-o com 200 g de sulfato de cobre; Mergulhe parcialmente o sachê na água por 3 ou 4horas, ou até que o sulfato de cobre se dissolva por completo; Numa outra vasilha, dissolva 200 g de cal em2 litro de água. Despeje a mistura na solução de sulfato de cobre e mexa bem; Finalmente, antes de aplicar acalda bordalesa, é bom fazer um teste de acidez, mergulhando no preparo uma lâmina de ferro. Se opreparado estiver muito ácido, o que pode prejudicar as plantas, a lâmina de ferro escurecerá. Neste casoacrescente um pouco mais de leite de cal à calda e repita o teste. Faça isso quantas vezes forem necessárias,até a lâmina não escurecer mais. Extrato de fumo para controle de brocasSão larvas que se alojam nas raízes de plantas formando galerias nos tecidos dos troncos.Protocolo:Aplique injeções de extrato de fumo dentro dos orifícios e galerias feitas pelas brocas nos troncos e galhos.Logo em seguida, tampe a entrada com cera, parafina ou argila. O extrato de fumo deve ser preparado seseguinte forma: Coloque um pouco do fumo de rolo picado em uma tigela e cubra com álcool (líquido ougel) Quando o fumo tiver absorvido todo o álcool, coloque novamente um pouco de álcool diluído em água.Deixe por 48 horas em local fresco. Torça o preparado em um pano ralo e guarde-o em uma garrafa em localescuro. Pulverize este extrato sobre toda a folha para espantar pulgões. Se desejar também combatercochonilhas, na hora de usar, misture cerca de um copo desse líquido com 100 g de sabão neutro derretidoem água quente. Acrescente mais 10 litros de água, coe e pulverize. Sabão e fumo para controle de cochonilhasSão insetos sugadores com ou sem carapaça, que retiram os açúcares da seiva. Vivem em colônias e não temasas.Protocolo:Pulverize com sabão e fumo ou regue sob pressão. Em casos de ataques muito severos, utilize a calda desabão e fumo acrescida de óleo mineral. Se forem poucas as plantas atacadas, lave as partes afetadas com
  • 3. bucha, água e sabão ou detergente. A calda de sabão pode ser preparada da seguinte forma: Dilua 50 g desabão neutro raspado em 5 litros de água quente. Esfrie, coe e pulverize. Calda de Agave para controle de formigasPara o combate contra formigas podemos utilizar folhas de Agave.Protocolo:Pegue três folhas de agave (Agave americana L. e Agave atrovirens), macere e misture com água. Depois ésó localizar a entrada do formigueiro e despejar o preparado. Cal virgem para controle de ácarosProtocolo:Polvilhe as plantas atacadas com cal virgem. Folhas e caule de Tomateiro para repelir pulgõesAs folhas e o caule do tomateiro (Lycopersicum esculentum) têm ação inseticida contra diversos insetos,inclusive pulgões.Protocolo:Há duas formas de preparo: ferva as folhas e caules em água e deixe esfriar ou coloque as folhas de molhoem água fria por 24 horas. Qualquer uma das misturas deve ser pulverizada sobre as plantas infestadas. Tomilho para repelir lagartas, percevejos e pulgasO tomilho (Thymus vulgaris) repele lagartas e também tem ação contra percevejos e pulgas.Protocolo:Para afugentar lagartas, percevejos e pulgas, plante mudas de tomilho próximo ao seu cultivo. Outraalternativa é moer folhas secas e distribuí-las sobre as plantas cultivadas e o solo.
  • 4. Pimenta como repelente para pulgão e cochonilhaOs frutos da pimenta (Capsicum annuum) são repelentes de pulgões, cochonilhas e insetos em geral.Protocolo:Coloque a pimenta em uma vasilha e soque-a até triturar bem. Cubra com água e deixe descansar de um diapara o outro. No dia seguinte, mexa bem e coe em um pano ralo ou coador para não entupir o bico dopulverizador. cravo-de-defunto para controlar nematóides, broca-do-tomate e pulgasO cravo-de-defunto (Tagetes patula) quando plantado em hortas, jardins ou pomares, repele insetos emantém o solo livre de nematóides. Plante cravo-de-defunto junto aos tomateiros para evitar a broca dotomate. Quando usada como cama para cães, ela também afugenta pulgas.Protocolo:Para repelir insetos, macere folhas e flores e coloque-as em álcool diluído em água por 12 horas. Para 200 gda planta macerada, utilize 1 litro de álcool. Neste caso, dilua o extrato em 15 litros de água e pulverizesobre as plantas atacadas. Mostarda para controlar cochonilhasAs sementes da mostarda (Sinapis alba) combatem cochonilhas.Protocolo:Moer as sementes misturando 100 g do pó em 1 litro de água. Coe e pulverize. Pimenta para controlar pulgões, cochonilhas e insetos em geralOs frutos da pimenta (Capsicum annuum) são repelentes de pulgões, cochonilhas e insetos em geral.Protocolo:Coloque a pimenta numa vasilha e soque-a até triturar bem. Cubra com água e deixe descansar de um diapara o outro. No dia seguinte, mexa bem e coe em um pano ralo ou coador para não entupir o pulverizador.
  • 5. Manjericão para controlar moscas, mosquitos e besouro-da-batataO manjericão (Oncimum basilicum) é um bom repelente de moscas e mosquitos se plantado perto da casa eé ótimo contra o besouro-da-batata.Protocolo:Para combater pulgões e outros insetos, deixe as flolhas em água fria por 24 horas, em seguida, coe epulverize a solução. Girassol para controlar insetosO Girassol (Helianthus anuus) é um excelente repelente de insetos através de suas folhas e flores.Protocolo:Coloque flores ou folhas em água e deixe ferver por 1 minuto. Coe, deixe esfriar e pulverize sobre as plantasatacadas. Hortelã para controlar ratos, formigas e insetosA planta hortelã (Menta piperita) se plantada nas bordaduras dos canteiros, repele ratos, formigas além deinsetos.Protocolo:Ferva água junto com a erva, deixe esfriar e pulverize sobre as plantas. O chá de hortelã é muito útil para asplantas em geral, protegendo-as e desinfetando-as. Fruta-do-conde ou pinha para controlar brocas, cochonilhas e pulgõesA fruta-do-conde ou pinha (Annona squamosa) tem ação contra brocas, cochonilhas e pulgões através desuas sementes e raízes.Protocolo:Triture as sementes ou raízes e espalhe sobre os locais infestados.
  • 6. Fumo para controlar pulgões, cochonilhas e tripesÉ um excelente inseticida natural contra pulgões, cochonilhas e tripes.Protocolo:Pique o fumo (ideal é o fumo de rolo). Deixe-o recoberto com água por 24 horas. Retire o líquido e misture-ocom 4 partes de água. Use em pulverizadores. Cinamomo para controlar gafanhotos e pulgõesAs folhas do Cinamomo (Melia azedarach) são inseticidas contra gafanhotos e seus frutos combatempulgões.Protocolo:Deixe as folhas de molho em água fervente por cerca de 10 minutos e, em seguida, pulverize. No caso deutilização dos frutos, corte-os e deixe de molho em uma solução com 50% de água e 50% de álcool durante24 horas. Coe e pulverize em seguida. Coentro para controlar ácaros e pulgõesA erva denominada como coentro (Coriandrum sativum) combate a ácaros e pulgões.Protocolo:Moa as sementes e polvilhe-as sobre as plantas e o solo. Capuchinha para repelir insetosFlores e folhas da capuchinha (Tropaeolium majus) repelem insetos como os pulgões, moscas, mosquitos,etc.Protocolo:Plante a capuchinha perto de árvores frutíferas e de outras plantas.
  • 7. Cebola para repelir insetosA cebola (Allium cepa) controla lagartas, brocas e pulgõesProtocolo:Corte a cebola em fatias ou bata no liquidificador com água. Adicione meio litro de água. Borrife a misturasobre as plantas 2 vezes ao dia num intervalo de 5 dias. Calêndula para controlar insetosAs flores da calêndula (Calendula officinalis) têm ótima ação inseticida.Protocolo:Coloque as flores em um recipiente de vidro despejando água fervente sobre elas. Tampe o recipiente edeixe a infusão descansar por cerca de cinco minutos. Pulverize a infusão fria sobre as plantas. Babosa como cicatrizante de podasA babosa (Aloes spp.) poderoso cicatrizante de cortes e feridas dos troncos das árvores.Protocolo:Passe a polpa diretamente nos cortes para evitar o ataque de fungos e outras doenças. Arruda para controlar PulgõesAs folhas de arruda (Ruta graveolens) são ótimas para combater os pulgões e ajudam a manter os cítricossaudáveis.Protocolo:Ferva folhas durante 5 minutos. Deixe esfriar e pulverize as plantas.
  • 8. controle de pulgões com folhas de AlamandaAs folhas da trepadeira de grandes flores amarelas: Alamanda (Alamanda catharica) são ótimas para o parao combate de pulgões.Protocolo:Ferva as folhas por 10 minutos, deixe esfriar e pulverize sobre a planta atacada. Tome cuidado ao manusearalamanda porque ela é tóxica. Alho para controle de brocas, cochonilhas e pulgõesO Alho (Allium sativum) pode ser utilizado contra brocas, cochonilhas e pulgões.Quando plantado entre as roseiras, diminui o ataque de pulgões.Protocolo:Bata o alho no liquidificador com água (2 litros para cada dente). Em seguida pulverize as plantas atacadas.Não use sobre feijões, pois o alho inibe seu crescimento. Receita para Controle de Tatuzinho em HortaliçasO tatuzinho é uma praga que ataca as hortaliças e se alimenta de raízes, porém esta não se caracteriza portrazer grandes prejuízos no cultivo de hortaliças.Protocolo:1 kg de farelo de trigo + 50 ml de melaço + 10 g de defensivo do grupo dos Carbamatos (menos agressivo).Mistura-se os produtos com água necessária para formar uma massa (tipo bolo) Pegar a isca, colocar aoredor da planta. À noite os tatuzinhos se alimentarão da isca. Outros insetos como: grilos, paquinhas elagarta rosca também são controlados com a mistura. Citronela como inseticidaO perfume da citronela (Cymbopogon nardus) é um repelente contra insetos. Visto que são elaboradas velasque quando acessas exalam um perfume que repelem os insetos.Protocolo:Plante a espécie no jardim onde você quer repelir os insetos. É importante que a planta esteja no caminhopercorrido pelo vento, para que seu perfume atinja os insetos.
  • 9. Controle do Mofo Branco ou Oídio da RoseiraUma das doenças mais importantes da roseira é o Oídio. Esta doença ataca principalmente folhas, ramosnovos e botões florais. Seu controle se dá através de podas da parte doente, recolhendo-se as folhasdoentes e queimando-as. Cobrem-se as partes podadas com pasta fúngica. Outra forma de controle é o usode sulfato de cobre + enxofre, conforme veremos abaixo.Protocolo:Para cada litro de água, misturar 3 g de sulfato de cobre + 3 grama de enxofre. Colocar os produtos empequenas quantidades de água para a diluição. Depois juntar com o restante da água passando por umapeneira para reter os resíduos sólidos dos produtos misturados para evitar o entupimento dos bicos na horada pulverização. Mistura-se bem e faz-se a aplicação por cima e por baixo das folhas. Repete-se o mesmoprocedimento a cada 15 a 20 dias. Deve-se aplicar preventivamente mesmo sem o ataque da doença. Esteproduto serve para o controle da pinta preta da roseira também. Lembrando-se que o preparo e aplicaçãodo produto devem ser efetuados com EPI (equipamento de proteção individual) Controle do Vírus Vira-Cabeça do Tomateiro O vira cabeça é a principal doença de vírus do tomateiro nas nossas condições, impedindo o seu cultivodurante os meses quentes. O vírus é disseminado por meio do tripes das espécies Frankniella paucispinosa eTrips tabaci. Uma das alternativas de controle é o uso de calda de primavera ou boganville para que otomateiro adquira resistência contra o tripes.Protocolo:Para cada 20 litros de água usar 200 g de folhas. Escolher as folhas mais sadias e lavá-las com sabão neutro.Depois de bem enxaguadas batê-las no liquidificador com um pouco de água. 50 gramas de sabão neutrodever ser derretidos em um pouco de água quente que é para fixar a calda de primavera nas folhas dotomateiro. Coe a calda e acrescente 20 litros de água e o sabão derretido. A mistura deve ser utilizada nomesmo dia do seu preparo. A pulverização deve ser feita 3 vezes por semana, desta forma o tomateiro vaiadquirir resistência contra o ataque do inseto. Começar o tratamento 10 dias depois da germinação damuda de tomate e parar quando iniciar a floração Receita contra carrapato em animais:Preparado de Erva-cidreira (Melissa officinalis) com álcool.Protocolo:Apanhar folhas e talos de Erva-cidreira, esmagar até obter caldo esverdeado, acrescentar 100 ml de álcoolpara fixar as propriedades ativas. Deixar descansar por 24 horas, acrescentar 1 litro de água + 2 colheres de
  • 10. sal, mexer e depois pulverizar sobre o carrapato. No dia seguinte os carrapatos começarão a secar e haveráqueda dos mesmos. O efeito residual é longo. Pasta Cúprica para podaProtocolo: Fungicida à base de cobre........................1kg Água.....................................................10 litros Indicada para a proteção dos cortes resultantes das podas e remoções de tecidos atacados. Pasta para Pincelamento de TroncoProtocolo: Enxofre Ventilado.........................................1kg Cal Hidratada................................................2kg Sal de cozinha..............................................0,5kg Inseticida fosforado, em 1/4 da dosagem Água.........................................................15 litros Indicado para o pincelamento de troncos e base dos ramos principais, na prevenção de brocas e cochonilhas. Xixi de Vaca para fertilizar plantas e Repelir InsetosProtocolo:Por possuir vários nutrientes, a urina é útil como fertilizante e, por causa do cheiro forte, atua comorepelente de insetos. Como fertilizante a urina precisa ser diluída 1% (1 litro de urina para 100 litros deágua) e fazer pulverizações semanais em hortaliças ou a cada 15 dias em frutíferas. Ou, ainda, no solo, juntoao pé da planta, diluída a 5% (5 litros de urina para 100 litros de água). A urina deve ser recolhida em balde eguardada por três dias em um vasilhame fechado antes de ser usada. Pode ser armazenada pelo período deum ano em vasilhame fechado. Tratamento de mourão para cercasPara que a madeira usada nas cercas tenha sua vida útil prolongada, é necessário efetuar o tratamento parasua proteção.Protocolo:Deve-se trabalhar com madeiras jovens, menos de 4 anos de idade, pois está em franca atividade deelaboração de seiva. A madeira mais indicada é o eucalipto. O princípio se baseia na substituição da seivapelo produto preparado. No preparo, com a madeira verde, toda casca deve ser retirada, até a cascagrudada, tomando-se o cuidado para não ferir a madeira. Fazer num dia de sol com umidade relativa baixa.Deve-se fazer num local protegido, assim evita a evaporação do produto pela incidência de sol. Para 100litros de água, utiliza-se 2,5 kg de ácido bórico e 2,5 kg de sulfato de cobre. Estes apresentam toxidez baixa.Mesmo assim, manusear com a devida proteção. Depois de misturar bem, despejar nos tambores, onde asmadeiras serão tratadas. Uma boa dica é enterrar parte dos tambores para que os peso das madeiras nãofaça com que os tambores virem. Colocar os mourões com as partes mais grossas para baixo, permanecendoali por uma semana. Tempo necessário para absorção e troca da seiva. Com o passar dos dias, haverádiminuição do nível da calda, devendo ser feita nova calda para a reposição. Deve-se fazê-la com a mesma
  • 11. proporção. O tambor deve ficar com aproximadamente 60 cm de calda no mínimo. Não usar tambores oubaldes metálicos, pois ocorrem reações com os produtos da calda. A preferência é por materiais plásticos.Após 7 dias, observa-se que os mourões estarão com cores diferentes, próximos a um azul-esverdeado,onde os mesmos devem ser empilhados num barracão aberto, de maneira que o vento passe entre eles porno mínimo 30 dias, tempo necessário para o secamento. Depois pode-se furar para a utilização. O custo pormourão é em torno de R$ 1,40 - (dólar com cotação de U$ 1,00 equivale a R$ 3,00) Repelente contra Pernilongos, Borrachudos e Mosquito da dengueProtocolo:1/2 litro de álcool;1 pacote de cravo da Índia(10 gr);1 vidro de óleo de neném (100ml)Deixe o cravo curtindo no álcool uns 4 dias agitando, cedo e de tarde; Depois coloque o óleo corporal (podeser de amêndoa, camomila, erva-doce, aloe vera). Passe só uma gota no braço e nas pernas e o mosquitofoge do cômodo. O cravo espanta formigas da cozinha e dos eletrônicos, espanta as pulgas dos animais. Orepelente evita que o mosquito sugue o sangue, assim, ele não consegue maturar os ovos e atrapalha apostura, vai diminuindo a proliferação. A comunidade toda tem de usar, como num mutirão. Receita de Feijão Azedo para Curar Sarna.Protocolo:Depois de Ferver o feijão (sem temperar). Tire uma porção do feijão (já cozido) e coloque em um pote deplástico com tampa. Deixe em algum lugar para azedar. Depois que estiver bem azedo. Calce uma luvaplástica em uma das mãos. Macere a porção antes de passar. Passe no animal contaminado, duas vezes aodia. Não é tóxico. Pois o animal pode lamber. Fazer a aplicação até quando perceber que os pelos estiveremcrescendo.www.arboreo.net