Your SlideShare is downloading. ×
Semi projecto
Semi projecto
Semi projecto
Semi projecto
Semi projecto
Semi projecto
Semi projecto
Semi projecto
Semi projecto
Semi projecto
Semi projecto
Semi projecto
Semi projecto
Semi projecto
Semi projecto
Semi projecto
Semi projecto
Semi projecto
Semi projecto
Semi projecto
Semi projecto
Semi projecto
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Semi projecto

767

Published on

Published in: Technology, Design
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
767
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Escola Secundária com 3ºCiclo do E.B. Dr. Joaquim de Carvalho
    Área de Projecto – 2010/2011
    Pirataria Informática
    Semi-projecto
  • 2. Índice
    Introdução
    1) O que é a pirataria informática?
    Tipos de pirataria informática.
    Porque fazem as pessoas downloads ilegais?
    De que forma pode esta prática criar problemas às empresas e indústrias que desenvolvem os produtos?
    Aspectos positivos dos downloads ilegais.
    Aspectos negativos dos downloads ilegais
    2) Divulgar a existência de alternativas gratuitas às pagas capazes de oferecer desempenho semelhante (neste caso software).
    3) Comparar a qualidade assegurada nas duas formas de obter os produtos (piratas ou originais).
    4) Alertar para todas as consequências da pirataria informática
    5) Panfleto sobre o tema
    6) Conclusão
    7) Bibliografia
  • 3. Introdução
    Entrámos para este segundo período com a noção da exigência que o projecto impunha e sabíamos que iria ser um período fundamentalmente de promoção do projecto. No entanto, não foi fácil organizarmo-nos de modo a cumprir todas as tarefas planeadas no cronograma e sentimos alguma dificuldade nesse aspecto.
    Com o nosso projecto, não pretendemos que as pessoas deixem de fazer downloads ilegais, nem tão pouco pretendemos julgá-las por isso, o nosso trabalho é de as consciencializar para as consequências do seu acto, não só as pessoais como todas as consequências reais da prática da pirataria informática, nomeadamente para as empresas e pessoas que desenvolvem os produtos originais.
    Iremos dar as duas versões desta “guerra” judicial que afirma-se hoje em dia como um dos problemas principais da actualidade e aprofundar o assunto, daremos a conhecer toda a teoria sobre a questão, como os vários tipos de pirataria que existem ou os aspectos positivos desta problemática, visto que muito se fala dos aspectos negativos, mas pouco se conhece do que positivo tem a pirataria informática.
  • 4. O QUE É A PIRATARIA INFORMÁTICA?
    A pirataria é a acção pela qual um produto (Softwares, CDs, livros, bens de consumo de uma maneira geral e, especialmente, os bens duráveis) sofre uma cópia sem respeitar os direitos de criação, em sua grande maioria tendo por objectivo a venda.
    No mundo, em 2006, a pirataria movimentou US$ 516 bilhões, 60% a mais que a indústria de drogas. No Brasil, essa prática tem efeitos ainda mais devastadores. A pirataria interfere nos empregos da indústria, sendo responsável por uma contínua demissão de funcionários e pela perda de 600.000 empregos que deixam de ser criados ao ano.
  • 5. TIPOS DE PIRATARIA INFORMÁTICA
    Falsificação – Neste modelo de pirataria o Software, a sua embalagem, manual de instruções e/ou acessórios são copiados de forma a mascará-lo, tornando-o uma imitação fiel e que se possa passar pelo produto original despercebidamente. Geralmente, trata-se de uma cópia mais cara do que um produto meramente pirateado e é um processo mais sofisticado, que acontece com menor frequência no mundo da pirataria.
    CD-R Pirata – É o tipo de pirataria mais praticado no mundo. O produto pirata é aquele que é encontrado em feiras, tratando-se de uma versão mal acabada da original, geralmente sem embalagem, manual de instruções ou qualquer acessório que o acompanha, como um selo de garantia ou certificado de originalidade. Softwares piratas são, geralmente, vendidos com uma fotocópia da embalagem ou com o nome escrito à mão no CD-R. Trata-se da duplicação ilegal com o objectivo de obter lucro e geralmente o seu preço é muito inferior ao da versão original.
  • 6. TIPOS DE PIRATARIA INFORMÁTICA
    Assistência Técnica – É um ponto que deve ser visto com muito cuidado, o de serviços prestados pelas assistências técnicas, uma vez que o próprio técnico pode instalar Softwares piratas sem o conhecimento do cliente. Para evitar que tal facto suceda é necessário estar atento às recomendações de empresas e pessoas que prestam esses serviços e certificar que se trata de uma assistência confiável e certificada pelas grandes empresas de Software.
    Pré-instalação não autorizada – Nesta forma de pirataria o consumidor compra uma máquina com Software pirata instalado, sem dar conta de que não se trata da versão original. Por se tratar de um computador já pronto para funcionamento, em que geralmente o usuário não acompanhou o processo de instalação, a ocorrência dessa prática acontece sem que o usuário se aperceba. Essa prática pode ser evitada se o consumidor procurar o COA – Certificate of Authenticity (Certificado de Autenticidade), que nada mais é do que um selo que atesta que o Software Microsoft instalado naquele computador é original.
  • 7. TIPOS DE PIRATARIA INFORMÁTICA
    Pirataria pela Internet - Quando cópias não autorizadas são instaladas no computador via Internet. Este tipo de prática acontece maioritariamente com os downloads ilegais.
  • 8. PORQUE FAZEM AS PESSOAS DOWNLOADS ILEGAIS?
    • Elevados preços dos produtos (DVD’s, cd’s, software, jogos)
    • 9. Facilidade de acesso aos produtos
    • 10. Vontade de ter visibilidade (hackers)
    • 11. Forma de ter a garantia da boa funcionalidade de um produto antes de o comprar
  • Aspectos positivos dos downloads ilegais
    • Progresso e modernização dos produtos
    • 12. Progresso da tecnologia
    • 13. Forma de difundir o trabalho dos artistas/criadores
    • 14. Publicidade gratuita para as empresas e artistas criadores dos produtos
    • 15. Maior acesso aos produtos
  • Aspectos negativos dos downloads ilegais
    • Obtenção gratuita do produto feito por uma empresa que suportou os seus custos
    • 16. Obtenção gratuita do trabalho de um artista, fazendo assim com que o artista e a respectiva editora não sejam recompensados pelo trabalho realizado
    • 17. Violação dos direitos de autor
    • 18. Pena de prisão que pode ir até ao 3 anos
    • 19. Fecho de editoras e empresas criadoras de software
    • 20. Paragem ao progresso económico
    • 21. Pior qualidade dos produtos pirateados em relação aos originais (na maioria dos casos)
  • Aspectos negativos dos downloads ilegais
    Pirataria informática arruína cada vez mais negócios
    Expresso
    Pirataria informática provocou perdas de 174 milhões em Portugal
    A taxa de pirataria de software em Portugal subiu para 54% em 2009 e a indústria perdeu com 174 milhões de euros devido a esta prática ilegal
    Visão
    Roubo Virtual leva hacker à prisão
    Um hacker britânico está a ser julgado pelo roubo de mais de 400 mil milhões de fichas de poker virtuais
    Sol
    Esquema de pirataria informática desviou 70 milhões de dólares nos EUA
    FBI anunciou a descoberta de um esquema de pirataria informática e a detenção de 39 pessoas envolvidas na operação que desviou 70 milhões de dólares
    Jornal de Negócios
  • 22. Divulgar a existência de alternativas gratuitas às pagas capazes de oferecer desempenho semelhante
  • 23. Comparar a qualidade assegurada nas duas formas de obter os produtos (piratas ou originais)
  • 24. Alertar para todas as consequências da pirataria informática
    De acordo com a nossa pesquisa, descobrimos que: Os números de pirataria por região são:- 71% no Leste Europeu ;-63% na América Latina ;-53% na Ásia ;-36% no Oeste da Europa ;
    O Top 3 dos países que mais pirateiam:-92% na China ;-91% na Ucrânia ;-88% na Indonésia
    O Top dos países que menos pirateiam:- 24% na Nova Zelândia ;- 26% na Dinamarca .
  • Panfleto sobre o tema
  • 27. Conclusão
    Sendo este um dos maiores e principais temas da actualidade, muito se tem falado e opinado sobre o tema. As duas versões sobre a pirataria são bastante claras: é um crime e deve ser punida com prisão ou é uma forma de progresso das novas tecnologias. Uma coisa é certa, a pirataria resulta do aparecimento das novas tecnologias.
    Chegou a altura de debater seriamente este tema, pois o crime relacionado com ela cada vez mais está a aumentar.
    A maioria dos países não tem legislação clara sobre o assunto. Não poderíamos começar por aí?
  • 28. Conclusão
    Muitas questões se levantam sobre o assunto: será que quem faz downloads ilegais merece o corte da internet? Será que essas pessoas contribuem para uma melhoria do software que pirateiam ou apenas causam prejuízos à empresa lesada? Será que se deve aumentar a pena de prisão para quem for apanhado a piratear ou apenas a quem vende o produto pirateado? Será que se deve dar trabalho aos hackers ou deixá-los continuar a invadir o nosso espaço privado? Será que a arte merece ser paga?
  • 29. Curiosidades
    As 5 medidas que a ASSOFT defende para combater a pirataria informática
    1. Introduzir e reforçar na educação pública a consciência do valor da Propriedade Intelectual, bem como a percepção dos riscos inerentes à utilização de software sem licença;2. Proceder a uma modernização legislativa a nível dos Direitos de Autor nos diversos países, criando uma linha coerente em todos eles com os princípios defendidos pelo WIPO – Organização Mundial de Propriedade Intelectual, e introduzindo medidas que permitam uma maior protecção e enquadramento legal específico contra os crimes de pirataria digital e on-line;3. Criar mecanismos de execução mais fortes, como os que são requeridos pela Organização de Comércio Mundial (WTO) e pelo Acordo de Propriedade Intelectual (TRIPS), e que inclui medidas anti-pirataria duras;4. Alocar recursos governamentais significativos ao problema, incluindo unidades nacionais, cooperação com unidades internacionais; e5. Conduzir e implementar políticas de administração de software, exigindo que o sector público só use software legal.
  • 30. Curiosidades
    Robert Mueller, director do FBI disse sobre a pirataria informática:
    “Nenhum país, nenhuma empresa, nem nenhuma agência conseguirá parar o crime informático.”
    Coppola: "Quem diz que a arte tem de ser paga?"
    Francis Ford Coppola, um dos realizadores mais bem sucedidos na história do cinema, revelou numa entrevista que aqueles que fazem downloads estão certos. Talvez os artistas não devam ser pagos.
    "No passado, há 200 anos, se fosses um compositor a única forma de ganhares dinheiro era viajar com a orquestra e seres o responsável, porque então serias pago como músico. Não havia gravações. Não havia direitos de autor. Então eu digo, 'tentem desligar a ideia de cinema com a ideia de ganhar a vida e dinheiro'. Porque existem maneiras de contornar isso.
  • 31. Bibliografia
    http://www.microsoft.com/brasil/antipirataria/how_types.mspx
    https://partner.microsoft.com/brasil/licensing/40029356
    http://jpr.icicom.up.pt/2006/05/reportagem_pirataria.html
    http://aeiou.visao.pt/pirataria-informatica-provocou-perdas-de-174-milhoes-em-portugal=f559520
    http://www.tvi24.iol.pt/tecnologia/tvi24-pirataria-tecnologia-progresso-internet-difusao/1158882-4069.html
    http://www.jornaldenegocios.pt/home.php?template=SHOWNEWS_V2&id=446609
    http://pt.wikipedia.org/wiki/P2P
    http://searchnetworking.techtarget.com/sDefinition/0,,sid7_gci212769,00.html
    http://www.ionline.pt/conteudo/31518-pirataria-na-internet-portugal-vai-poder-cortar-acesso-quem-for-apanhado-piratear
    http://partidopiratapt.eu/
    http://sscratch.blogspot.com/2004/11/msica-e-pirataria-informtica-crime-ou.html
    http://www.publico.pt/Media/fazer-downloads-ilegais-merece-cortar-acesso-a-internet_1376909
    http://www.youtube.com/watch?v=Fw-MFeR8Frw
    http://www.youtube.com/watch?v=H1VRyPKzEwI
  • 32. Bibliografia
    http://www.ionline.pt/conteudo/18942-kevin-mitnick-fui-tratado-como-o-hannibal-lecter-da-pirataria-informatica
    http://www.computerworld.com.pt/2010/05/28/pirataria-informatica/
    http://www.piwini.com/noticias/sociedade/2010/09/aperta-o-cerco-a-pirataria-informatica-na-europa
    http://sol.sapo.pt/inicio/Tecnologia/Interior.aspx?content_id=10931
    http://sol.sapo.pt/pesquisa/default.aspx?search=hacker
    http://aeiou.expresso.pt/coppola-quem-diz-que-a-arte-tem-de-ser-paga=f629302
    http://www.assoft.pt/
    http://ap-dip.blogspot.com/
    http://andreovieira.wordpress.com/2010/05/22/dez-alternativas-gratis-para-softwares-pagos/
    http://pt.wikipedia.org/wiki/Warezhttp://
    aeiou.visao.pt/informatica-empresa-do-porto-ajuda-a-combater-pirataria=f579584
    http://aeiou.expresso.pt/pirataria-informatica-arruina-cada-vez-mais-negocios-video=f592062
    http://www.ionline.pt/conteudo/18970-movimento--anti-pirataria-informatica-sem-dados-downloads-ilegais
  • 33. Trabalho realizado por:
    Gonçalo Madeira nº14
    João Gonçalo Pinto nº17
    Vitor Andrade nº28

×