Métodos contraceptivos(barreiras)

8,846 views
8,658 views

Published on

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
8,846
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
73
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Métodos contraceptivos(barreiras)

  1. 1. ÁreadeProjecto<br />Métodos contraceptivos(barreiras) <br />Trabalho elaborado por:<br />Domingos nº5<br />Fábio nº<br />Rui nº16<br />Sérgio nº20<br />
  2. 2. Métodos Barreiras<br />Os métodos de barreira impõem um obstáculo físico para dificultar ou impedir o movimento dos espermatozóides em direcção ao trato reprodutivo feminino.<br />São denominados métodos de barreira aqueles que evitam a gravidez através do impedimento da ascensão dos espermatozóides ao útero. São métodos que colocam obstáculos mecânicos ou químicos à penetração dos espermatozóides no canal cervical.Actualmente, com a crescente incidência das doenças sexualmente transmissíveis (DST), em particular a AIDS, houve uma revalorização do uso dos métodos de barreira (preservativos). Eles são pouco difundidos em nosso meio, devido à influência sócio culturais. O sucesso de seu emprego depende da motivação, da aceitação e da confiança para usá-lo.<br />O método de barreira mais popular é o preservativo masculino.<br />
  3. 3. Preservativo masculino<br />O que é?<br />É um fino invólucro de borracha (látex) com o qual se envolve o pénis antes do acto sexual.<br />O preservativo é descartável o que significa que deve ser utilizado uma só vez.<br />Para que serve?<br />Impede o lançamento de espermatozóides para a vagina e protege contra doenças sexualmente transmissíveis.<br />É dos métodos mais eficazes na contracepção e o único que pode ser utilizado na prevenção de infecções sexualmente transmissíveis. <br />
  4. 4. Preservativo feminino<br />O que é?<br />É um método relativamente novo de contracepção. Este é feito de um tubo de borracha fina, mas tem um anel em cada extremidade. Um destes anéis é fechado e inserido na vagina, de modo a tapar o colo do útero, como se fosse um diafragma.A outra extremidade é aberta e ajusta-se em volta da abertura da vagina e da vulva.<br />Para que serve?<br />O preservativo feminino protege as mulheres das doenças sexualmente<br />transmissíveis.<br />Evita a entrada dos espermatozóides no útero.<br />É ainda eficaz na protecção contra as doenças sexualmente transmissíveis.<br />Este método não está ainda a ser comercializado em Portugal.<br />
  5. 5. Preservativo feminino<br />Vantagens:<br />- Protege contra as Doenças Sexualmente Transmissíveis, inclusive a Sida;<br />- Não é necessário receita médica;- Pode ser inserido em qualquer altura e em qualquer local;- Medicamente seguro, sem efeitos secundários;- Permite que as mulheres tenham o controlo.- Previne de doenças do colo do útero;- Não faz mal à saúde;- É mais resistente que o preservativo masculino;- Pode ser utilizado com lubrificante;- Não afecta a amamentação;- Não interfere com o coito (pode ser inserido até oito horas antes).<br />Desvantagens: <br />- Diminui a sensação vaginal;- Necessita de ser planeado com antecedência;- Pode ser difícil de inserir;- Custo alto (o seu preço é o triplo do preservativo masculino) e mais difícil deadquirir que os preservativos masculinos;- Pode fazer barulhos durante o acto sexual;- Demora-se algum tempo para adquirir a prática de o colocar;- A eficácia anticoncepcional depende da determinação de seguir as <br />
  6. 6. Dispositivo intra-uterino<br />O que é?<br />É um aparelho metálico ou de plástico que é inserido no útero por um médico especialista, sendo eficaz durante cerca de 3 a 5 anos.<br />Para que serve?<br />O seu mecanismo de acção depende da interferência com a migração dos espermatozóides, com o transporte do óvulo e com a fertilização. Ele impede o processo de nidação, onde o óvulo se fixa no endométrio. Pode estimular ainda uma reacção inflamatória no útero, que também é contraceptiva. Pode ter diversos formatos, e alguns dispositivos libertam hormonas para aumentar sua eficácia, logo que possa excluir uma gravidez. É eficaz durante 3 a 5 anos (variável). Deve ser sempre vigiado pelo médico e embora não seja comum, pode ser aplicado a mulheres que nunca tenham tido filhos. É um método muito seguro, mas pode ter alguns efeitos secundários, pois pode agravar as dores menstruais, provocar períodos menstruais muito abundantes e pode, por vezes, facilitar o aparecimento de infecções intra-uterinas, pelo que se deve usar sempre o preservativo.<br />Não é aconselhado a adolescentes, pois existe o risco de provocar infecções que podem conduzir à esterilidade.<br />
  7. 7. Diafragma<br />O que é?<br />O diafragma é um pequeno anel flexível recoberto por uma película de borracha ou silicone que é colocado pela mulher dentro da vagina até cinco horas antes da relação sexual.<br />Para que serve?<br />Impede que os espermatozóides entrem no útero.<br />É pouco contra as doenças sexualmente transmissíveis.<br />Ultimamente, é pouco utilizado. Só poderá ser retirado cerca de seis horas após a relação sexual.<br />
  8. 8. Conclusão: <br />Adoramos fazer este trabalho porque ficamos a saber mais sobre métodos para que servem e para aplicar quando formos maiores.<br />Foi uma forma divertida para percebermos mais sobre este assuntos.<br />
  9. 9. Fim<br />

×