• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Folder B-Society Brasil
 

Folder B-Society Brasil

on

  • 933 views

Folder B-Society Brasil

Folder B-Society Brasil

Statistics

Views

Total Views
933
Views on SlideShare
841
Embed Views
92

Actions

Likes
0
Downloads
1
Comments
0

9 Embeds 92

http://www.b-societybrasil.com.br 60
http://bsociety.com.br 6
http://www.sociedadeb.com.br 5
http://b-societybrasil.web949.uni5.net 5
http://b-societybrasil.com.br 4
http://sociedadeb.com.br 4
http://www.bsociety.com.br 4
http://bsociety.web693.uni5.net 3
http://sociedadeb.web909.uni5.net 1
More...

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Folder B-Society Brasil Folder B-Society Brasil Document Transcript

    • E se você pudesse mudar a sua vida por uma hora?
    • 2 Nossa missão começa com um B A B-Society foi fundada no dia 27 de dezembro de 2006 e agora tem membros em 50 países. Estamos trabalhando para criar uma sociedade flexível, que possa apoiar diferentes tipos de famílias, diferentes tipos de trabalho e diferentes ritmos individuais. Você pode ler mais sobre nossa missão abaixo. B para Biologia Cronobiologia é o estudo dos relógios internos dos seres humanos – nossos ritmos circadianos. Esses ritmos diários são determina- dos geneticamente e se referem aos horários do dia ou da noite, quando cada ser humano prefere estar acordado ou dormindo. Eles também se relacionam com os melhores momentos du- rante os quais podemos alcançar o nosso desempenho máximo. A divisão dos ritmos circadianos compreende uma variedade de cronotipos que inclui as pessoas com tendências de serem cronotipos matutinos (Pessoas-A / que acordam mais cedo e com desempenho máximo nesse período), e se estende para incluir as pessoas que são cronotipos vespertinos (Pessoas-B / que acordam mais tarde e com desempenho máximo após o período tradicional). A B-Society está trabalhando para uma sociedade que pode reconhecer e apoiar estes diferentes ritmos circadianos. Nas estruturas atuais da sociedade, aqueles que são cronotipos vespertinos e dão o seu melhor desempenho no final do dia, as Sociedade 9h às 17h
    • 3 E se você pudesse mudar a sua vida por uma hora? pessoas-B, não são apoiados para atingir seu pleno potencial para o bem coletivo da sociedade como um todo e, adicionalmente, podem sofrer uma diminuição no seu bem-estar pessoal. B para pessoas-B Escolas e locais de trabalho suportam, primariamente, pessoas que acordam cedo. Por razões históricas, a cultura dominante é a cultura da manhã, mesmo que pesquisas mostrem que este número de indivíduos é menor. Por que fazer a escola começar às 8 da manhã, e por que é sempre necessário oferecer uma explica- ção e um pedido de desculpas ao chegar no trabalho após as 9h? Simplesmente porque há muito pouca aceitação social de pes- soas-B que se levantam mais tarde, oferecem seu melhor desem- penho no final do dia e, portanto, preferem começar a trabalhar um pouco mais tarde de manhã. A B-Society está trabalhando por horários diferenciados na escola, o que pode apoiar os diferentes ritmos circadianos dos alunos, e estamos trabalhando por um ambiente de trabalho flexível, onde uma variedade de horários de trabalho sejam aceitos socialmente. Isto implica na necessidade de uma mudança cultural. Camilla Kring, PhD Fundadora e Presidente
    • 4 NOVOS HORÁRIOS NA ESCOLA 80% de todos os jovens com idade entre 10 e 20 são cronotipos vespertinos (Pessoas-B), cujo pico de desempenho normalmente ocorre nas primeiras horas da tarde ou à noite. Apesar deste fato, o ditames de hábitos históricos e culturais determinam que é necessário para todos começarem a escola, todas as manhãs, às 8 horas. Isto tudo, em detrimento da melhor produtividade, bem como de uma qualidade de vida global, tanto individualmente como coletivamente. Quanto tempo isso pode durar? Nós real- mente queremos que isso continue? Nossos ritmos circadianos mudam durante nossa vida. O gráfico abaixo ilustra o fato de que mais homens do que mulheres são cronotipos vespertinos. O hábito inflexível de definir o horário escolar muito cedo pode, portanto, ser uma das razões pelas quais muitos jovens não obtém uma educação na Dinamarca e em outros lugares do mundo.
    • 5 Apenas pense se você pudesse mudar seu horário na escola por uma hora! Um estudo da Universidade de Kentucky, em Lexington, mostra que movendo o horário da escola por apenas uma hora, o contin- gente de alunos recebendo pelo menos 8 horas de sono todas as noites aumentou de 37,5 para 50%. Além disso, os alunos apre- sentaram níveis mais elevados de motivação, melhor capacidade de concentração e obtiveram melhores notas. Um estudo alemão realizado por Christoph Randler, da Univer- sidade de Heidelberg, comparou o ritmo circadiano dos alunos com suas notas na escola. Os resultados são ao mesmo tempo informativos e desconcertantes. Cronotipos vespertinos alcançam resultados mais baixos nos exames porque os exames são muitas vezes colocados antes do meio dia. Muitos jovens, portanto, ob- tém resultados que são mais baixos do que o seu nível potencial 3:00 3:30 4:00 4:30 5:00 5:30 6:00 10 20 30 40 50 60 70 80 N = 85,000 Cronotipo(horalocal,MSF) Tarde Cedo Resultado original: Roenneberg et al, CurrBiol, 2004Idade (anos)
    • 6 de realização, simplesmente porque os adolescentes são predomi- nantemente cronotipos vespertinos. Estudos têm mostrado que a maioria dos alunos obtém melhores notas ao participar de exames que ocorrem no período da tarde do que ao participar de exames que ocorrem antes do meio dia. Um estudo norueguês realizado por Bjørn Bjorvatn mostra que, começando aulas 9h30, às segundas-feiras, os alunos dormiram uma hora a mais na noite de domingo, o que resultou em melhor desempenho e tempo de reação. Além disso, um estudo realizado pelo turco Senol Besoluk mostrou que o tempo de ensino e exames tem um grande impacto no desempenho dos alunos. Há um potencial inexplorado em deixar os adolescentes obterem sono suficiente, de acordo com as necessidades biológicas do seu ritmo circadiano natural. Horários flexíveis Na Dinamarca, a Escola Vorbasse introduziu horários flexíveis para os alunos do sétimo, oitavo e nono período. Os alunos podem optar por trabalhar em equipes entre 8h e 10h da manhã ou entre 14 e 16h. Desta forma, os alunos podem ser ensinados durante os horários que melhor combinam com o seus ritmos circadianos. Após a implementação de horários de aprendizagem flexíveis e diferenciados, a Escola Vorbasse obteve resultados mensuráveis. A nota média subiu de 6.1 para 6.7 e os alunos estão mais aten- tos e motivados quando recebem treinamento. No Egaa Ungdomshoejskole o superintendente Ulla Fisker mudou o horário da reunião das 8h30 para 10h. Isto resultou em estu- dantes mais acordados e alertas, ou seja, eles são estudantes mais “prontos para o aprendizado”.
    • 7 Na escola Frederiksberg Ny Skole horários flexíveis são introduzi- dos a partir do primeiro ano da escola. Os alunos têm a possibili- dade de serem ensinados nos horários que melhor combinam com os seus diferentes ritmos circadianos. As crianças que acordam cedo podem obter educação intensiva no período da manhã, entre 8h e 9h, enquanto que para as crianças que acordam tarde são oferecidos um ensino de forma mais intensa entre 13h e 14h. A partir da 7 ª série, faz sentido para diferenciar ainda mais, de modo que aqueles que preferem acordar mais cedo podem obter educação intensiva entre 8h e 10h da manhã e os demais podem ser ensinados de forma mais intensa entre 14h e 16h. Horários flexíveis também devem ser oferecidos em escolas secundárias, universidades e outras instituições educacionais. Como mudar os horários na escola Fale com o diretor. Os horários nas escolas são muitas vezes con- trolados por normas municipais – mas é possível obter dispensa. Coloque ritmos circadianos na agenda de uma reunião de pais. A B-Society está feliz em apoiá-lo com material. A B-Society fez um questionário que pode ajudar a mapear, com relação aos alunos, vários tipos de famílias, preferências de trabalho e ritmos circadianos. Várias pesquisas de ritmos circa- dianos têm mostrado que metade de uma classe pré-escolar é de matutinos e a outra metade é de vespertinos. Ao realizar uma pesquisa você poderá obter dados que justificam a necessidade de horários flexíveis na escola. Entre em contato com a B-Society e solicite o questionário: info@b-samfundet.dk
    • 8 Por que três em cada quatro pessoas na Dinamarca começam a trabalhar às 8h da manhã e vão para casa às 16h? Isto só resulta em congestionamentos, hora do rush, tráfego intenso, manhãs estressadas e uma produtividade baixa. Uma pesquisa realizada pela A4 Ugebrevet mostra que 40% dos entrevistados acham que suas horas de trabalho são um obstá- culo para eles viverem plenamente o seu potencial. Basta pensar sobre os potenciais benefícios se as horas de trabalho forem as ideais para os funcionários. Isto não só aumenta a produtividade, mas também melhora a qualidade de vida nas empresas e nas comunidades. O crescimento é nas melhores horas de trabalho Em 1919, depois de muitos anos de luta, os sindicatos e as orga- CRIE SALAS PARA ”A” e ”B” E AUMENTE A PRODUTIVIDADE NO LOCAL DE TRABALHO
    • 9 nizações de empregadores criaram a seguinte divisão do tempo: oito horas de trabalho, oito horas de tempo livre e oito horas de sono. O modelo 8-8-8 e os acordos coletivos de trabalho, onde todos tiveram similares horas de trabalho, um local fixo de trabalho e um ritmo fixo circadiano, foi um ajuste bastante bom em termos de otimização para o trabalho industrial repetitivo. O modelo foi projetado para a sociedade industrial, onde o trabalhador estava vendendo os movimentos do corpo na esteira. Nesta sociedade, 80% do valor de uma empresa eram de valores materiais. O valor era obtido a partir de máquinas e edifícios. Hoje, 80% do valor de uma empresa são os valores imateriais (Standard & Poors). Isso significa que o valor das empresas de hoje tem de ser encontrado em conhecimento, redes, marcas, relacionamento com clientes, processos, etc. A maior parte deste trabalho pode ser feito de forma independente do tempo e do espaço. Isso significa que o valor real criado pelos trabalhadores de hoje é altamente dependente das condições de suas vidas pes- soais – ou seja, o valor criado deriva mais da qualidade de como eles vivem do que na hora de trabalho fixo e lugares. Para estar no escritório às 8h, funcionando abaixo do ideal, tanto mental- mente quanto fisicamente, simplesmente porque você não tem apoio ou permissão para produzir o seu máximo desempenho real através da realização em harmonia com o seu ritmo circadiano, é um desperdício de recursos humanos e organizacionais. Ao apoiar o trabalho flexível em outras horas do dia, a produtividade nas empresas pode ser aumentada como os empregados estão autorizados a trabalhar de acordo com seu próprio ritmo. O maior potencial de crescimento está agora na implementação de horários de trabalho flexíveis e otimizados, aqueles que irão apoiar os dife- rentes ritmos circadianos.
    • 10 Adaptar o horário de trabalho aos ritmos circadianos O primeiro passo para uma vida de trabalho mais flexível é aceitar que todos nós temos necessidades e desejos diferentes e dese- jamos os melhores horários e locais de trabalho. As horas de tra- balho devem caber nos vários ritmos circadianos do ser humano. Nós podemos fazer o possível para os que acordam cedo comecem a trabalhar às 7h da manhã e os que acordam tarde para começa- rem às 10h. Isso poderia aumentar a produtividade nas empresas, aumentar a qualidade de vida e diminuir afastamentos e estresse. Quando são suas melhores horas de trabalho? Você pode mudar suas horas de trabalho por uma hora? Às vezes, apenas meia hora pode fazer a diferença. Suas possibilidades para mudar suas horas de trabalho dependem da cultura e das regras do seu trabalho. Como é a cultura em seu local de trabalho? Existe uma aceitação social e de respeito pelas diferentes horas de trabalho em seu local de trabalho? Alguns locais de trabalho têm uma cultura muito forte de comparação, o que resulta em cada um sendo induzido a trabal- har da mesma maneira e, ao mesmo tempo, no mesmo espaço de trabalho. Muitas vezes, os vestígios da cultura de trabalho indu- strial encontram-se na forma de colegas a falar um para o outro. Existe um tom sarcástico em seu local de trabalho sobre horários flexíveis? Você recebe comentários de seus colegas, se você deixar o local de trabalho às 14:30? É possível mudar a cultura de trabalho, mas isso leva tempo. Você está convidado a contactar a B-Society, se você quiser saber mais sobre este processo. Nós damos várias palestras sobre como aumentar a produtividade e qualidade de vida dos funcionários no local de trabalho, incorporando os diferentes ritmos circadianos ao planejar os horários de trabalho e ambientes.
    • 11 Por que um cronotipo vespertino (pessoa-B) levanta-se às 5h30 da manhã? A sociedade, que dita o trabalho de manhã cedo até de tarde, está produzindo resultados negativos na saúde das pessoas com este cronotipo. Estas pessoas funcionam otimamente como quem acorda tarde, então eles geralmente consomem mais es- tímulos revigorantes, como café e açúcar do que os que acordam cedo para se encaixar no tempo definido de trabalho. Além disso, observa-se que os que preferem acordar mais tarde, com idades entre 31 e 40 anos, têm um risco maior de desenvolverem pertur- bações de depressão. Há uma estreita correlação entre o ritmo circadiano e bem-estar. Ao considerar diferentes ritmos circadianos, tipos de famílias e for- mas de trabalho, teremos uma vida melhor a cada dia, uma melhor aprendizagem, melhor saúde, melhor qualidade de vida e produ- tividade, juntamente com uma melhor infra-estrutura, quando não usaremos todas as estradas ao mesmo tempo, todos os dias. ESCOLAS E LOCAIS DE TRABALHO FLEXÍVEIS = MELHOR SAÚDE
    • www.b-society.org www.b-societybrasil.com.br Conteúdo de autoria de Camilla Kring, Fundadora e Presidente da B-Society, em uma tradução livre realizada por Alex Anunciato.