Mini curso operações com mercadorias e controle de estoques

3,056 views
2,717 views

Published on

0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
3,056
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
36
Actions
Shares
0
Downloads
112
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Mini curso operações com mercadorias e controle de estoques

  1. 1. Bem-vindo a todos ao Mini Curso Operações com Mercadorias e Controle de Estoques 1Antonio Virgilho
  2. 2. 1 Introdução São os objetos negociados pelas empresas comerciais. 2 Métodos e sistemas para registro das operações com mercadorias 2.1 Conceito Existem dois métodos e dois sistemas: Métodos a) Método da Conta Mista – Consiste na adoção de uma só conta para o registro de todas as operações envolvendo mercadorias. b) Método da Conta Desdobrada – Consiste na adoção de várias contas para o registro das operações envolvendo mercadorias (Estoque de Mercadorias, Compra de Mercadorias e Venda de Mercadorias – Compras/Vendas Anuladas, Abatimentos sobre Compras/Vendas, Fretes e Seguros sobre Compras, Descontos Incondicionais Obtidos/Concedidos, ICMS/Vendas, PIS e COFINS/Faturamento) . 2Antonio Virgilho
  3. 3. Sistemas Sistema de Inventário Periódico – as empresas passam a elaborar o inventário físico das mercadorias existentes em estoque somente no final de um período. Sistema de Inventário Permanente – consiste em controlar permanentemente o estoque de mercadorias efetuando as respectivas anotações a cada compra, venda ou devolução. A combinação entre os dois métodos e os dois sistemas resulta em três maneiras diferentes: Conta Mista com Inventário Periódico; Conta Desdobrada com Inventário Periódico; e Conta Desdobrada com Inventário Permanente. 3Antonio Virgilho
  4. 4. 3 Fatos que alteram os valores das compras 3.1 Devolução de Compras ou Compras Anuladas A conta Compras Anuladas pode receber outras intitulações como: Compras Canceladas ou Devoluções de compras. 3.2 Abatimentos sobre Compras Se as mercadorias não correspondem ao pedido ou não atendem as expectativas, a empresa poderá devolver parte ou o total do lote, ou ganhar do fornecedor um abatimento sobre o preço da compra. 3.3 Fretes e Seguros sobre Compras Pela característica dessa metodologia, não cabe a contabilização dos gastos com fretes e seguros sobre compras em conta distinta. 4 Antonio Virgilho
  5. 5. 4 Fatos que alteram o valor da venda 4.1 Vendas Anuladas ou Devoluções de Vendas 4.2 Abatimentos sobre Vendas 4.3 Descontos Incondicionais Concedidos 4.4 Outras informações importantes Descontos Comerciais – ocorrem no momento da compra ou da venda e são destacados na NF. Descontos Financeiros – ocorrem no momento da liquidação de uma dívida ou do recebimento de um direito. 5Antonio Virgilho
  6. 6. 5 Impostos e contribuições incidentes sobre compras e vendas de mercadorias São: ICMS, IPI, ISS, PIS e Cofins sobre Faturamento. 5.1 Impostos ICMS - Imposto sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias e sobre Prestações de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação. IPI – Imposto sobre Produtos Industrializados ISS – Imposto dobre Serviços de Qualquer Natureza 6Antonio Virgilho
  7. 7. 5.2 Contribuições Incidentes sobre Vendas PIS/PASEP e COFINS sobre faturamento – São duas modalidades de tributos que as empresas em geral devem recolher mensalmente ao Governo Federal. 6 Resultado da Conta Mercadorias 6.1 Introdução É o resultado bruto do exercício de uma empresa comercial. Existem três maneiras: 6.2 Conta Mista com Inventário Periódico Maneira mais simples de contabilizar operações com mercadorias. 7Antonio Virgilho
  8. 8. Para apurar precisamos de dois valores: Saldo da conta Mercadoria; e Valor do estoque final. Tendo em mãos esses dois valores, poderemos apurar o Resultado da Conta Mercadorias extracontábil e contabilmente. 6.3 Conta Desdobrada com inventário Periódico Você deverá dominar o uso de fórmulas do CMV e RCM CMV = EI + CM – EF RCM = VM –CVM 8Antonio Virgilho
  9. 9. 6.4 Fórmulas influenciadas pelos fatos que alteram os valores de compras e vendas CMV = EI+(CM+FSC-CA-AC-DIO) – EF RCM = (V-VA-AV-DIC-ICMS-PIS-Cofins)-CMV 6.5 Conta Desdobrada com Inventário Permanente Extracontabilmente, bastará aplicar a fórmula do RCM, pois o CVM, nesse caso, já é conhecido. Contabilmente, bastará adotar os mesmos procedimentos apresentados na Conta Desdobrada com Inventário Periódico, porém somente relativos ao RCM. 9Antonio Virgilho
  10. 10. 7 Critérios de avaliação de estoques 7.1 Introdução Os critérios mais conhecidos para avaliação de estoques são: 7.2 Critério do Custo (ou Preço) Específico Consiste em atribuir a cada unidade do estoque o preço efetivamente pago por ela. 7.3 PEPS Por este critério, atribui-se aos estoques os custos mais recentes. 7.4 UEPS Por este critério, atribui-se aos estoques mais antigos. 10Antonio Virgilho
  11. 11. 7 Critérios de avaliação de estoques 7.1 Introdução Os critérios mais conhecidos para avaliação de estoques são: 7.2 Critério do Custo (ou Preço) Específico Consiste em atribuir a cada unidade do estoque o preço efetivamente pago por ela. 7.3 PEPS Por este critério, atribui-se aos estoques os custos mais recentes. 7.4 UEPS Por este critério, atribui-se aos estoques mais antigos. 11Antonio Virgilho
  12. 12. 7.8 Qual dos critérios deve ser utilizado? O mais indicado é o do Custo Médio Ponderado Móvel, uma vez que, por atualizar os custos a cada nova compra, espelha maior realidade nos custos das mercadorias vendidas, no lucro e no estoque final. 7.9 Critério do Custo ou Mercado (dos dois, o mais baixo) No final de cada exercício social, as empresas deverão levantar dois estoques para avaliá-los: custo de aquisição ou de produção e valor de mercado. A Lei estabelece dois critérios para se chegar ao valor de mercado: Preço de reposição – para matérias-primas; Preço líquido de realização – para os bens destinados a venda. 12Antonio Virgilho
  13. 13. 8 Divergências entre o estoque físico e o contábil Essas divergências podem decorrer de simples erro nos registros contábeis, de perdas ou de quebras, ou ainda de furtos e desfalques. 9 Quebras ou perdas de estoque Os estoques estão sujeitos a perdas ou quebras que podem variar em função da natureza do bem e da atividade desenvolvida pela empresa. 13Antonio Virgilho

×