Jornal 11 13 (1)
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Like this? Share it with your network

Share
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
449
On Slideshare
449
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
0
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Dominicano Informativo Mensal da Paróquia São Domingos Mococa / SP - Ano XI Nº 110 Novembro de 2013 EM TUDO DAI GRAÇAS A DEUS!
  • 2. Dominicano 2 NOVEMBRO: UM MÊS MARCADO POR GRANDES ACONTECIMENTOS Palavra do Pároco Caríssimos irmãos, o mês de novembro é marcado por alguns acontecimentos importantes para a nossa vida de fé. Começamos o mês fazendo memória da festa de todos os santos. Não podemos esquecer que a vocação primeira do cristão é a santidade. Por isso, alcançá-la deverá ser nosso objetivo. Mas, é preciso ser santo para santificar. Ser santo para atrair mais homens e mulheres para o Senhor, pois Ele é a razão e origem da santidade. Se quisermos um mundo melhor é preciso que tenhamos mais santos. E o interessante da santidade é que ela deve ser manifestada aqui entre nós. Pois, ser santo no céu, do que valeria? A santidade faz sentido entre nós e para nós. Não poderia deixar de recordar que também celebramos a memória dos nossos entes queridos que, por graça e misericórdia de Deus já estão na vida eterna. Finados, não deve ser uma data triste. Mas uma data para se recordar. Lembrar-se dos parentes falecidos, dos amigos, recordar e fazer memória da nossa história nos entes que já passaram por nós, deve nos engrandecer e nos encher de esperança. Andar pelo cemitério é muito bom. Cada sepultura tem uma ou várias histórias, que devem ser recordadas. Além do mais olhar para trás e ver que tivemos um passado, que nos apontou para o hoje, e que devemos apontar para o futuro. Afinal, um dia faremos a mesma experiência de passarmos pela morte. Seria interessante, no dia de finados fazermos uma reflexão voltada para a morte e para a vida eterna. No que mais acreditamos, na morte, como fim último ou na ressurreição e na vida eterna? Onde coloco a minha fé em relação à morte e a vida eterna? Neste mês também, na terceira quinta feira do mês, celebramos o dia nacional de ação de graças. Um dia oportuno para agradecer a Deus por tudo o que temos. Esse dia nasceu nos Estados Unidos, após um grande tempo de muita seca, onde depois de muita abundância de chuvas e fertilidade da terra, os americanos, agradeceram a Deus pela riqueza das colheitas e dos frutos oferecidos pela terra. Também nós adotamos essa celebração, com a intenção de agradecer por tudo o que Deus nos concedeu, por graça ou por esforço do nosso trabalho. Aqui gostaria de recordar que Josué e o povo de Israel ao entrarem na terra prometida de Caná da Galiléia, colheram os primeiros frutos, chamados de primícias, voltaram ao monte e entregaram aos pés de Moisés, para que fossem feitas as ofertas de gratidão a Deus, pela promessa cumprida. Agora também devemos ter a mesma atitude, oferecer aos pés do sacerdote, as primícias, sejam elas; alimentos, dinheiro ou outras coisas, para que ele, o sacerdote, ofereça essas primícias ao Senhor, como gratidão por tudo que Deus concedeu a nós neste ano. E por último temos no final do mês a solenidade de Cristo Rei, onde encerramos mais um tempo litúrgico. Aqui seria bom refletir, a partir de uma retrospectiva de fé: “Se Cristo é nosso Rei, nós somos seus súditos. Se somos súditos, somos ou não obedientes ao nosso Rei?” Vejam que a obediência aqui está voltada à sua Palavra e à sua Igreja. E juntamente com nosso Papa Francisco, faremos o encerramento deste ano especial, chamado Ano da Fé. Meus caros fiéis será que apenas bastaria agradecer pelo ano da fé? É preciso acreditar que, o ano da fé, abre-nos para uma nova perspectiva de vida. Acreditar que agora é preciso por em prática, por toda a vida, a fé que recebemos da Igreja, que alimentamos durante todo um ano, que devemos professar e ensinar com nossas vidas. Que Deus o proteja, e nos abra para um tempo novo. Tempo do Advento, tempo de esperar aquele que há de vir glorioso para ser o Senhor das nossas vidas. Saudações em Cristo Jesus. Minha benção a você. O Dominicano Informativo Pe. Helio Ricardo Martinatti Sugestões para: euripedessilverio@hotmail.com Secretaria Paroquial: 3665-5508 Equipe Responsável Antonio Eurípedes Silvério Fábio e Fabrícia dos Santos Hélio Francisco dos Santos Lucília Valentim Silvério Matheus Valentim Silvério Padre Hélio Ricardo Martinatti Silvana Maria dos Santos www.paroquiasaodomingos.org.br Impressão: Gráfica Mococa Palavra do Pároco..........................................................Pág 02 Cristo Na Ressurreição dos Mortos e na Vida Eterna......Pág 03 Dia 01/12 Tem Início o Tempo do Advento.................Pág 03 Santos dos Dias de Hoje................................................Pág 04 X Assembleia do Conselho Mundial de Igrejas..........Pág 04 Festa de Cristo Rei..........................................................Pág 05 Dia de Finados “Celebração da Vida Eterna“............Pág 05 Bendizei Sempre ao Senhor.................................................Pág 03 24 de Novembro, Encerramento do Ano da Fé..........Pág 03 Terço do Comércio..........................................................Pág 03 Aniversariantes Dizimistas............................................Pág 07 Oração a Nossa Senhora das Graças.........................Pág 07 Aconteceu........................................................................Pág 08
  • 3. 3 CREIO NA RESSURREIÇÃO DOS MORTOS E NA VIDA ETERNA... Dominicano Paixão de Cristo e aqueles que morreram depois que receberam batismo, estão e estarão no céu. Meus caros fiéis, o catecismo da igreja católica é uma riqueza incomensurável. Todos deveriam fazer uma leitura dele, pois assim o próprio catecismo seria uma escola de formação cristã em nossa vida, em nosso lar e em nossa comunidade. Procure, dentro das suas possibilidades, trocar uma novela, ou até mesmo um filme, por uma hora de leitura do catecismo, assim fortalecerá sua fé e se tornará um grande conhecedor dos mistérios salvíficos de Deus para com você. Pe. Helio Ricardo Martinati Fonte: Catecismo da Igreja Católica, parágrafos 988 ao 1029. O catecismo da Igreja católica nos diz que: A ressurreição dos mortos foi revelada por Deus a seu povo progressivamente. A esperança na ressurreição corporal dos mortos foi-se impondo como uma consequência intrínseca da fé em um Deus criador do homem inteiro, alma e corpo. Segundo o livro de Macabeus, o segundo livro diz: “O Rei do mundo nos fará ressurgir para uma vida eterna, a nós que morremos por suas leis (2Mc 7,9). É desejável passar para a outra vida pelas mãos dos homens, tendo da parte de Deus as esperanças de ser um dia ressuscitado por ele (2Mc 7,14). O que é ressuscitar? Segundo o catecismo, na morte, que é a separação da alma do corpo, o corpo do homem cai na corrupção, ou seja torna-se pó, ao passo que sua alma vai ao encontro com Deus, ficando a espera de ser revestida de um corpo novo incorruptível. Deus na sua onipotência nos restituirá definitivamente a vida incorruptível aos nossos corpos, unido-os às nossas almas, pela ressurreição de Jesus. Quem ressuscitará? Todos os homens que morreram e fizeram o bem sairão para a ressurreição de vida, e os que tiverem praticado o mal, para a ressurreição de julgamento (Jo 5,29). De que maneira ressuscitarão? Cristo ressuscitou com o seu próprio corpo. “vede minhas mãos e mês pés. Sou eu”. (Lc 24,39), mas não voltou a uma vida terrestre. Da mesma forma, Nele, todos ressuscitarão com seu próprio corpo, que tem agora, porém, este corpo será transfigurado em corpo de glória (Fl 3,21), em corpo espiritual (1Cor 15,44). Quando ressuscitaremos? Definitvamente “no último dia”, no fim do mundo. Com efeito, a ressurreição dos mortos está, intimamente, associada à parusia de Cristo (segunda vinda). Há um texto no catecismo da Igreja católica que explica muito bem, sobre o céu, e diz que aqueles homens de fé que morreram antes da Rua Matheus Dário Andreoli 225 Jardim José Justi, Mococa - SP , CEP13734-476 - (19) 3665-6304 DIA 01/12 TEM INÍCIO O TEMPO DO ADVENTO A palavra Advento vem do latim “adventus” que significa chegada, vinda. É o tempo de preparação para a solenidade do nascimento de Jesus Cristo, que se inicia no dia 30 de novembro e termina em 24 de dezembro. Esse tempo litúrgico forma o Ciclo do Natal, que se encerra com a festa do Batismo de Jesus. Iniciamos o tempo da expectativa: Advento! Jesus recorda com palavras de encorajamento: Vigiai! Quem está em sono profundo não percebe o hoje em que vive. Estar acordado e pronto torna-se motivo para um dupla atitude: manter-se acordado, na espera da vinda do Senhor. Tal espera exige empenho. O Senhor virá! É a alegre notícia do Evangelho. O Advento é tempo de oração da Igreja, que ora e suplica para que Cristo seja conhecido entre todos os povos, seja sinal de esperança e sinal de salvação para todos num mundo marcado por guerras, violências, divisões, incredulidades, soberba, autosuficiência. O Advento é um tempo de espiritualidade que deve nos comprometer na tarefa pela construção de “novos céus e novas terras”. Boa caminhada no Advento! Fábio e Fabricia Equipe de “O Dominicano” loja1: Rua Barão de Monte Santo, 1326 Centro – Mococa-SP fone: (19) 3656-0133 loja2: .Praça Princesa Isabel, 30 Jardim Rigobelo – Mococa-SP fone: (19) 3656-0602 Site: www.seivaflora.com.br
  • 4. Dominicano SER SANTO NOS DIAS ATUAIS A santidade é feita de instantes, é feita do agora, se em você neste momento não há atitude pecaminosa, você está em um momento de santidade. Mas você precisa estar atento ao seu coração, vigiar sobre si mesmo para não sair desta graça. Não negligencie a felicidade que Deus lhe concede, e felicidade é santidade: não estou falando desta felicidade passageira. A nossa visão está projetada para fora, muitas vezes, para o outro, para o que o outro pensa de nós, e não lembramos o que Deus pensa de nós. O que você vive hoje é santidade? São Paulo fala a Timóteo para que este tenha cuidado com o jeito dele de viver, de agir, de sentir. Digo a você: Vigie a si mesmo! Cuide-se! Quantas vezes, você não é feliz por causa do outro? E quantas vezes somos empecilhos para a felicidade do outro porque faltou vigilância. Precisamos nos cuidar para não nos tornarmos pessoas insuportáveis. Santidade é concreto, é do jeito que nos tratamos quando acaba a pregação, quando estamos na fila. É muito fácil nos fechar no sofrimento e nos indispor na transformação que Deus quer fazer conosco. Deixe de ser enjoado, seja santo, os altares já estão prontos, só faltam os santos. Uma das coisas mais bonitas é a gentileza, às vezes, um sorriso, às vezes, é em oferecer algo a uma pessoa, é um ato de santidade. A gentileza faz a diferença, mas às vezes perdemos oportunidade que temos de ser gentis e esquecemos que neste momento Deus nos quer santos, e esperamos grandes momentos para ser santos. 4 Cada vez eu me convenço mais de que o ateísmo no mundo é pelo cristianismo mal vivido por nós, Nada pode nos garantir a santidade se o nosso coração não estiver disposto a vivê-la. Fique atento como você está passando os seus dias, tire a raiva, o rancor da sua vida! Magoe-se menos, seja mais leve. Dê uma chance a Deus, pois Ele lhe oferece o altar, suba ao altar, não para aparecer, mas é para ser feliz. E ser feliz não é barulho, mas é ser santo. É preciso educar nossos filhos na santidade, ensinando-os a serem honestos, gentis, dando-lhes caráter. Existe uma história de homem que com seu filho de sete anos foi pagar a passagem e o cobrador disse que ele (filho) não precisava pagar, pois dava para ele enganar a todos pelo seu tamanho pequeno, mas o pai responder que todos poderiam pensar que ele tinha menos idade, mas ele sabia a idade que tinha, e pagou a passagem do menino. Isso é santidade. Maria de Lourdes dos Reis da Silva (Lurdinha) Paróquia São Domingos X ASSEMBLEIA DO CONSELHO MUNDIAL DE IGREJAS Está prevista para os dias 30 de outubro a 8 de novembro de 2013, a X Assembleia do Conselho Mundial de Igrejas/CMI, em Busan, na Coreia. A Assembleia também é oportunidade única para que a comunidade de igrejas se reúna para orar e celebrar. O tema da Assembleia é “Deus da vida, conduzenos à justiça e à paz”. Trata-se não somente de um slogan para o evento, mas de possibilidade para enfocar o tema teologicamente e para estabelecer ações programáticas para antes, durante e depois da Assembleia. O papa Francisco manifesta o desejo que a Assembleia ajude a consolidar o compromisso de todos os seguidores de Cristo na intensificação da oração e colaboração a serviço do Evangelho e do bem integral da família. “Que se apoie a missão da família como um pilar fundamental da sociedade, que se assegure educação integral aos jovens e que seja garantido a todos o livre exercício da liberdade religiosa”, disse o Papa.
  • 5. 5 Dominicano FESTA DE CRISTO REI A Festa de Cristo Rei é uma das festas mais importantes no calendário litúrgico. Celebramos o Cristo, Rei do universo. O seu Reino é um Reino da verdade e da vida, da santidade e da graça, da justiça, do amor e da paz. Esta festa foi estabelecida pelo Papa Pio XI em 11 de março 1925 para motivar os católicos a reconhecer em público, que o líder da Igreja é Cristo Rei. Encerramos o ano litúrgico com esta festa que salienta a importância de Cristo como centro da história universal. É o alfa e o omega, o princípio e o fim. Cristo reina nas pessoas com a mensagem de amor, justiça e serviço. O Reino de Cristo é eterno e universal, quer dizer, para sempre e para todos os homens. Celebramos para lembrar que Cristo pode começar a reinar em nossos corações no momento em que nós permitimos isto a Ele. O Reino de Deus pode, deste mod,o fazer-se presente em nossa vida. Desta forma estabelecemos o Reino de Cristo de agora em diante em nossa sociedade, em nossos lares, nos nossos ambientes de trabalho, nas nossas vidas. DIA DE FINADOS - CELEBRAÇÃO DA VIDA ETERNA O Dia de Finados é o dia da celebração da vida eterna das pessoas queridas que já faleceram. É o Dia do Amor, porque amar é sentir que o outro não morrerá nunca. É celebrar essa vida eterna que não vai terminar nunca. Pois, a vida cristã é viver em comunhão íntima com Deus, agora e para sempre. Desde o século 1º, os cristãos rezam pelos falecidos; costumavam visitar os túmulos dos mártires nas catacumbas para rezar pelos que morreram sem martírio. Desde o século XIII, esse dia anual por todos os mortos é comemorado no dia 2 de novembro, porque no dia 1º de novembro é a festa de “Todos os Santos”. O Dia de Todos os Santos celebra todos os que morreram em estado de graça e não foram canonizados. O Dia de Todos os Mortos celebra todos os que morreram e não são lembrados na oração. O Dia de Finados não é um dia triste ou de luto. Pelo contrário, é um dia de saudosa recordação, confortados que somos pela fé e pela esperança na vida eterna. “Irmãos, não queremos que ignoreis o que se refere aos mortos, para não ficardes tristes como os outros que não têm esperança. Se cremos que Jesus morreu e ressuscitou, cremos também que Deus levará com Jesus os que nele morreram” (1 Ts, 4,13-14). Para milhões de católicos espalhados pelo mundo o Dia de Finados é o dia da celebração da vida eterna das pessoas queridas que já faleceram. Enquanto o Dia de Todos os Santos (1º de novembro) celebra todos os que morreram em estado de graça e não foram canonizados, o Dia de Finados celebra todos os que morreram e não são lembrados na oração do Dia de Todos os Santos. ...Para os católicos, dizer que quando uma pessoa morre tudo acabou não é verdade. Os católicos creem que o testemunho de vida daquele que morreu fica como luz acesa no coração de quem continua a peregrinação. Para tanto, eles acendem velas no Dia de Finados, buscando celebrar e perpetuar a luz do falecido. No Dia de Finados, também conhecido como Dia dos Mortos, as pessoas vão aos cemitérios levar flores, acender velas e rezar pelos seus entes queridos que já faleceram. Muitos também mandam rezar missas em nome dos seus falecidos. Apesar do significado de celebrar a vida eterna em outro plano, o Dia de Finados não deixa de ter um tom melancólico, afinal, muitos voltam a sentir a dor da perda de seus entes queridos e a saudade com a distância. No Catecismo da Igreja Católica, n. 995, lemos: “ser testemunha de Cristo é ser ‘testemunha da sua ressurreição’ (At 1,22), ‘ter comido e bebido com Ele após sua ressurreição dentre os mortos’ (At 10,41). A esperança cristã na ressurreição está toda marcada pelos encontros com o Cristo ressuscitado. Ressuscitaremos como Ele, com Ele e por Ele”. Neste Dia de Finados rezemos pelos nossos falecidos. Rezar pelos mortos é um gesto de caridade e de esperança em nossa ressurreição. Que a paz de nosso Senhor Jesus Cristo esteja contigo e com os seus! Dom Vilson Dias de Oliveira, DC Bispo Diocesano de Limeira, SP
  • 6. 6 Dominicano BENDIZEI SEMPRE AO SENHOR A gratidão é um dos mais nobres sentimentos cultivados ao longo da história da humanidade. Talvez por isso esteja sempre presente nos princípios básicos que norteiam a maioria das religiões. Neste mês de novembro comemoramos o Dia Nacional de Ação de Graças, uma tradição importada dos Estados Unidos que se transformou, no Brasil, em uma grande festa de gratidão e louvor a Deus. Todos nós, em algum momento da vida, passamos pela experiência de sentirmo-nos gratos a alguém ou a alguma coisa. Nestas ocasiões, agradecemos pelo dom da vida, ou pelo alimento recebido, ou por uma vitória alcançada ou por uma doença superada. Instintivamente, elevamos nosso pensamento a um Ser Superior e dizemos com emoção: “Graças a Deus!” Mas, se desejamos ser gratos, devemos reconhecer que existe realmente alguma coisa especial em tudo que recebemos: nossa religião, nosso emprego, nossa família, nossa casa, nossos amigos, enfim tudo que o Senhor nos tem oferecido. Deus é a origem de tudo de bom que possuímos e, quando há gratidão, todas as coisas boas se multiplicam. Sejamos honestos. Temos sido gratos a Deus, independentemente das circunstâncias? Quantas e quais foram as razões pela quais deveríamos ter sido gratos ao Senhor? Como poderemos retribuir por tudo que Ele nos tem proporcionado? A forma mais simples de agradecer é através de uma oração sincera, que brote de um coração que assume que deve bendizer ao Senhor, porque Ele é bom, e através de atitudes que demonstrem que procuramos agir segundo os ensinamentos deixados por Seu Divino Filho Jesus. Neste momento de Ação de Graças, vamos aproveitar para deixar nossos corações repletos de sentimentos grandiosos de gratidão. Pelo pão, pelo ar, pela vida! Pela beleza do céu e do mar; pelo perfume das flores; pelos pais que se dedicam a seus filhos e pelos filhos que se preocupam com seus pais. Pela chuva e pelo vento. Pelos nossos olhos, que podem assistir a um pôr do sol; pelos nossos ouvidos, que se alegram com o sorriso de uma criança; pelas nossas vozes, que podem gritar pelos injustiçados. Pelas nossas mãos, que acariciam nossos entes queridos; pelos nossos pés, que podem correr e dançar; pelos nossos cérebros, que nos permitem pensar, aprender, transformar e construir. Por tudo isso, e por muito mais, temos pouco a pedir e tanto a agradecer! Obrigado, Senhor! Ana Maria Zeferino 24 DE NOVEMBRO DE 2013 ENCERRAMENTO DO ANO DA FÉ No dia 24 de novembro estaremos concluindo o “Ano da Fé” aberto pelo Papa Bento XVI em 11 de outubro, que teve o objetivo de reacender a fé no povo católico. A CNBB deixou algumas orientações para que esses últimos meses do Ano da Fé sejam bem vividos. Destaca três ações: conhecer, viver e transmitir a fé. “É um compromisso que fica para cada um de nós cristãos mesmo terminando o Ano da Fé, que nos serve apenas de uma motivação para que possamos viver esses compromissos que são parte integrante de toda a nossa vida cristã” explica Dom Wilson. O Ano da fé termina, mas para cada cristão continua o compromisso de responder diariamente ao Senhor Jesus que convida a ser seus discípulos, envia ao mundo para anunciar o Evangelho e para dar testemunho com a vida a alegria da fé. TERÇO DO COMÉRCIO A equipe do terço do comercio comunica que já está realizando o terço para todo comercio de Mococa, podendo ser agendado com qualquer membro da equipe. O terço é realizado no comercio ou na empresa que desejarem realizar este momento de oração nas suas dependências. Toda comunidade é convidada a participar desta equipe, para realizar esse trabalho de fé e amor.
  • 7. 7 Dominicano PARABÉNS AOS ANIVERSARIANTES DIZIMISTAS DE NOVEMBRO 01 ANTONIO CARLOS SANTOS FIRMINO 01 JORGE DOS SANTOS GOMES SOARES 01 MARIANA GRANITO 02 MARIA APARECIDA VIANA DE ALMEIDA 03 KELLEN REGINA BRAZ M. DE PAULA RAGA 03 MICHELE CRISTINA PEREIRA PAZOTTI 05 CELIO JAQUES 05 MARIA MARGARIDA DE SOUZA S. NOGUEIRA 05 MILDA EUGENIA DANIEL DOS SANTOS 07 ADELIA DE SOUZA CATOZI 07 BENEDITO CAMPIOTO 08 JOSE CARLOS MORAES 08 JOSE FRANCISCO DA SILVA 08 MARIA DO CARMO JUSTINO DA SILVA 08 MARIA SILVIA TROVO 09 ANDRESA MARIA DA SILVA 09 ANTENOR JOSE CALEGARI 09 MIKE AUGUSTO AFONSO DA SILVA 10 JOAO CARLOS DE MELO 10 MARIA ELENA LUZ EDUARDO 10 PATRICIA ROCHA 11 MIGUEL MARTINS TOSCANO 11 PAULA RITA GONÇALVES 11 SONIA MARIA DE PAULA SILVA 12 ELAINE CRISTINA GOMES DOS SANTOS 13 DIEGO JOSE REZENDE 13 VALDIR DE PAULA GARCIA 14 PATRICIA ISABEL VALERIO OLIVEIRA 14 PAULO HENRIQUE VIANA 15 GILMAR RODRIGUES 15 VERA LUCIA M. GREGHI 16 LUIZ CARLOS LOPES 17 AIRSON HENRIQUE DE MORAES 17 MARIA APARECIDA LOURENÇO PIZETTE 17 RONALDO LUIZ DE PAULA 17 VIVIANE R. R. PASCHOALINO 18 TATIANE JACYNTHO MARCELINO 19 SOLANGE APARECIDA INACIO DE OLIVEIRA 20 MARIA GILDA LOURENCINI DA SILVA 22 APARECIDA PENTEADO NATALINO 22 CECILIA RAIMUNDA ROCHA 22 MARIA CELIA MARQUES Dr. Hélio Francisco dos Santos Cirurgião Dentista Dr. André Ferreira Moraes Cirurgião Dentista Rua Cel. José Pereira Lima, 941 Tel: 19 - 3665 2248 22 MARIA GEORGINA ALCANTARA QUILICE 22 MICHELE CRISTINA DE OLIVERA 23 MANOELA APARECIDA DA SILVA DEMARCHI 23 THIAGO BOSCO ROCHA 24 ADILSON DE JESUS ZEFERINO 24 RONI WAGNER MADALENO 25 ANA MARIA FERREIRA DA SILVA 25 ELZA DOS SANTOS JOSE 25 ROSA CECÍLIA DA SILVA LEÃO 25 SERGIO SARRAF 26 AFONSINA MARIA DA SILVA 26 JOSE ROBERTO GONÇALVES 26 MARCIA DONIZETI MACHADO MASSARO 26 MARIA TEREZA PAZOTI PERES 27 JOSE CARLOS FELIX 28 ANA MARIA PIANTINO MASSARO 29 ANA ROSA PEREIRA LEMOS 30 APARECIDA BENEDITA M.VARISE 30 JULIANA ZANETTI CAMPIOTTO 30 MARIA APARECIDA ULIAN 30 NEUZA APARECIDA IZIDORI DE ALMEIDA ORAÇÃO A NOSSA SENHORA DAS GRAÇAS Nossa Senhora das Graças, medianeira entre os homens e vosso Divino Filho Nosso Senhor Jesus Cristo, ouvi propícia a prece que vos faço. Auxiliai-me, Senhora, socorrei-me na aflição. Pelo Sangue derramado na cruz de Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso amantíssimo Filho, peço-vos, Senhora, a graça de... (pedir a graça). Fostes escolhida pelo vosso Divino Filho para nossa advogada e protetora. Desde que subistes ao céu, jamais cessastes de operar milagres e de atender às orações dos que recorrem a vós, Nossa Senhora das Graças. Maria Santíssima possuís um inesgotável tesouro de graças. Tenho fé, Senhora, que não me faltareis com o vosso auxílio e que, apesar dos meus pecados, me concedereis a graça que, cheio de confiança em vós, vos rogo. Assim seja! (Rezar 3 Aves Marias).
  • 8. Aconteceu CELEBRAÇÃO DE NOSSA SRA. APARECIDA E DIA DAS CRIANÇAS TRIDUO DE SÃO LUCAS 1ª EUCARISTIA – PARÓQUIA SÃO DOMINGOS TRIDUO DE SÃO LUCAS CRISMANDOS – PARÓQUIA SÃO DOMINGOS CELEBRAÇÃO DO DIA DAS CRIANÇAS