• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Cobaltoterapia apresentacao
 

Cobaltoterapia apresentacao

on

  • 2,108 views

Seminário sobre terapia com Cobalto.

Seminário sobre terapia com Cobalto.
Seminário apresentado na disciplina de Dosimetria ministrada para o curso de Física Médico da USP campus de Ribeirão Preto.

Statistics

Views

Total Views
2,108
Views on SlideShare
2,108
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
8
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Cobaltoterapia apresentacao Cobaltoterapia apresentacao Presentation Transcript

    • Grupo 8Cobaltoterapia Antonio Carlos da Silva Senra Filho Lucas Delbem Albino Flávio Magalhães Biló
    • Contexto histórico ~ 1951 muitas máquinas de teleterapia usavam o Radium como elemento fonte de radiação. Com o tempo de uso das unidades, o custo do Radium aumentou (U$ 20/mg), e as máquinas usavam cerca de 10 g de Radium. 1951 duas fontes de Co – 60 foram produzidas no Canadá. Uma para um reator nuclear e outra disponível para uso clínico para terapia. Em primeira formação foi formado uma fonte (pequena) a uma grande distância do paciente para simular uma máquina de raio – X de alta energia. A partir da década de 50 a produção de Co – 60 e a fabricação de unidades com este radioisótopo foi expandida em várias técnicas radioterápicas.
    • Decaimento Beta O decaimento beta é usualmente representado segundo o esquema: 60 60 0 27Co 28 Ni 1 energia A atividade A(t) de uma fonte é a taxa com que os núcleos radioativos decae m, ou seja, a razão do número de desintegrações nucleares dN num inter valo de tempo dt. A(t) = dN(t)/dt Substituindo a expressão para N(t) e fazendo a derivada obtém-se: A = A0 e­λt onde A0 = λ N0 é a atividade da fonte no instante t = 0.
    • Cobalto - 60 Criado artificialmente em reatores nucleares. Meia-Vida : 5,27 anos T(1/2) = ln2 / λ Emissor de raios gamma. (estado excitado do Ni) Energia média: 1,25 MeV Dois fotons: 1,33 MeV eoutro de 1,17 MeV Taxa de dose: 50 – 300 cGy/minPara um campo 10x10 cm,profundidade de 5cm.
    • Mapa de Decaimento
    • Cobalto - 60
    • Interações em relação a energia
    • Efeitos
    • Arranjo de fontes Câmara preenchida de chumbo Próximo ao centro é colocada a fonte radioativa. Cápsulas do tipo da figura ao lado. A fonte é colocada sob o material pesado móvel que pode ser relacionado em 180°. Pode-se gerar campos de ra-diação retangulares 4x4 cm e35x35 cm. Atividade: 3000 a 12000 Ci
    • Arranjo de fontes Para campos complexos (varia para cada paciente), temos colimadores individuais.
    • Cabeçote
    • Efeitos
    • Efeitos
    • Efeitos
    • PenumbraEfeito criado a partir de espalhamento inelástico do fóton com as placas colimadoras.Contribui para a contaminação de elétrons sobre a região irradiada. (caso indesejado)Etr ~ 0,99 MeV para fótons de 1,25 MeV.
    • Espectro
    • Dose Build up
    • Dose Build up
    • Variação da dose vs profundidade
    • Distribuição de Isodoses • As cartas de isodose são função da forma e da área do campo de irradiação, da distância foco-superfície e da qualidade da radiação.
    • Correção de Isodoses
    • Porcentagem de Dose profunda(PDP) Relação percentual da Dose numa profundidade em relação a dose máxima A percentagem de dose profunda decresce com o aumento da profundidade devido à atenuação sofrida pela radiação e com o inverso do quadrado da distância, com exceção da região de build-up.
    • Técnicas de tratamento Fracionamento  Campo Direto  Campos Paralelos e opostos  Campos Y ou T  Quatro campos +, X (próstata , colo de útero)
    • Bibliografia Johns Attix Nist.gov