Análise crítica do Aquecimento Global

  • 3,492 views
Uploaded on

A palestra aborda os aspectos altamente questionáveis do Aquecimento Global, evidenciando os erros conceituais cometidos pelo IPCC, fazendo uma visão crítica a respeito do tema

A palestra aborda os aspectos altamente questionáveis do Aquecimento Global, evidenciando os erros conceituais cometidos pelo IPCC, fazendo uma visão crítica a respeito do tema

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
3,492
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
100
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Uma rápida análise sobre o Aquecimento Global
      ANTONIO CARLOS MARTINHO JUNIOR, Ph.D. Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares – Ipen Universidade de São Paulo
  • 2. Histórico
    • Anos 60 – cientistas encontram 'anomalias' na temperatura e desenvolvem a tese do Aquecimento Global;
    • 3. Anos 70 – início dos confrontos entre ambientalistas e as indústrias;
    • 4. Anos 80 – início da fiscalização das indústrias pelos governos por meio da criação de órgãos oficiais;
    • 5. Anos 90 – Protocolo de Kyoto. Diminuição de 5,2% das emissões de CO 2 em relação aos níveis de 1992.
  • 6. Uma verdade inconveniente
  • 7. Ápice
    • 2007 – Al Gore e o IPCC ganham o Prêmio Nobel da Paz;
    • 8. 2009 – Conferência de Copenhague (COP 15)
  • 9. Contudo...
    • Não há o menor consenso científico sobre o assunto;
    • 10. Métodos de pesquisa amplamente questionáveis;
    • 11. Cientistas manipulam os dados deliberadamente;
    • 12. Diversos erros são encobertos pelo IPCC;
  • 13. Como calcular uma média
    • NOTAS:
      • Pedro: 5,0 5,0 5,0 5,0 = 5,0
      • 14. Paulo: 6,0 3,0 7,0 4,0 = 5,0
      • 15. Mariana: 1,5 6,5 8,0 4,0 = 5,0
      • 16. Fabíola: 9,0 2,0 0,5 8,5 = 5,0
    • Média somente tem validade se acompanhada de seu desvio padrão. Ex:
      • Fabíola: 5,0 ± 3,79
  • 17. Temperatura média da Terra + 15 ºC - 50 ºC - 50 ºC + 50 ºC
  • 18. Ao professor, com carinho
  • 19. Período Medieval Quente
  • 20. O que não é apresentado...
    • Mais de 60% do efeito estufa natural -> vapor d'água na atmosfera;
    • 21. Emissões naturais de CO 2 = 200 bilhões de toneladas/ano;
    • 22. Emissões antrópicas = 6 bilhões/ano
      • (3% do total)
    • Kyoto -> reduzir 5,4% dos 3%
    • 23. Década de 60 – 14.000 termômetros espalhados pelos mundo
    • 24. Hoje – pouco mais de 2.000 termômetros
  • 25. O que não é questionado 1998 – forte El niño Anos 30
  • 26. A contribuição do Sol
  • 27. Causas do Aquecimento Natural
    • Maior atividade solar (cíclico – 11 anos de aumento / 90 anos de queda);
    • 28. Diminuição da refletividade do planeta (atividades vulcânicas não significantes no período)
  • 29. Alguns erros do IPCC
    • Temperaturas registradas por meio indireto (cerne de árvores - dendrocronologia ), a partir de 2000;
      • a) 71% do planeta é formado por lagoas, mares e oceanos
      • 30. b) não registra as temperaturas noturnas
    • Até 2020, 50% do território holandês estaria submerso
    • 31. Bases de medição de temperaturas estão majoritariamente em centros urbanos;
  • 32. Alguns erros do IPCC
    • Bases localizadas na Sibéria foram desativadas depois da queda da União Soviética;
    • 33. Himalaia desapareceria até 2035;
      • O erro de cálculo foi detectado previamete, mas não foi corrigido propositalmente
  • 34. Consequências absurdas
    • Desaparecimento da Floresta Amazônica
  • 35. Então, por quê?
    • Diminuição da disponibilidade de combustíveis fósseis;
    • 36. Reduzir o crescimento econômico de países emergentes;
    • 37. Promover novos investimentos para evitar uma grande crise econômica;
    • 38. Criar uma 'Nova Ordem Mundial'.