Roedores
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Roedores

on

  • 1,272 views

Este material faz parte do Curso Técnico de Vigilância em Saúde 2012 - Escola Politécnica Joaquim Venâncio/FIOCRUZ ´/módulo 6

Este material faz parte do Curso Técnico de Vigilância em Saúde 2012 - Escola Politécnica Joaquim Venâncio/FIOCRUZ ´/módulo 6

Statistics

Views

Total Views
1,272
Views on SlideShare
1,272
Embed Views
0

Actions

Likes
2
Downloads
52
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Roedores Roedores Presentation Transcript

  • ANIMAIS SINANTRÓPICOS E ECTOPARASITOSES Curso Técnico de Vigilância em Saúde Setembro /2012
  • ROEDORES Rattus rattusMus muscullus Rattus norvegicus
  • I-Introdução:→Os roedores são responsáveis por agravos à saúde humana ,tendoimportante papel no ciclo evolutivo de pelo menos 30 enfermidades e entreelas as Leptospiroses.Também estão envolvidos em acidentes com fiaçãoelétrica é prejuízos econômicos na agricultura.→Os roedores pertencem a ordem Rodentia ( do Latim,”roer” ).→Sua principal característica é a presença de dentes incisivos proeminentesque crescem continuamente.II- Principais Espécies Urbanas de Interesse à Saúde Pública:1-Mus muscullus
  • →Muito comum em áreas urbanas e muito próximo ao ser humano(hábitosdomiciliares).→Porte pequeno,pesando entre 10 a 21 g.→Cauda afilada.→Não possui membranas interdigitais nas patas.→Orelhas proeminentes em relação à cabeça.→Abriga-se e procria em móveis , dispensas→Espécie onívora.→ Apresentam neofilia, isto é, exploram com curiosidade todas asnovidades do ambiente.→ Formam pequenos grupos familiares ou casais.→ Vive em média 12 meses.→Atingem maturidade Sexual entre 42 a 45 dias de idade.→ Período de gestação em média de 19 a 21 dias.→ De cada ninhada nascem 3 a 8 filhotes (5 a 6 ninhadas/ano).→Raio de ação é pequeno: cerca de 3m.
  • 2) Rattus rattus-→Também conhecido como rato de telhado ou rato preto.→ De tamanho menor que Rattus norvegicus, chegando a pesar 300g.→ Corpo esguio.→Orelhas e olhos grandes em relação à cabeça.→ Cauda afilada, maior do que o corpo.
  • →Atinge a maturidade sexual entre 60 a 75 dias de idade.→ Período de gestação entre 20 a 22 dias.→Ninhadas de 7 a 12 filhotes, 4 a 8 ninhadas/ano.→Organiza-se em colônias.→Habitam lugares altos, como telhados, sótãos, onde constroem seus ninhos.→ Onívoro.→ Raio de ação maior que as ratazanas.→Grande habilidade em caminhar sobre fios, galhos de arvores, escalar semdificuldades superfícies verticais.→ Adaptou-se perfeitamente aos centros urbanos formados por edifícios,sobrados, cortiços, etc., locais onde encontra facilmente alimento e condiçõesde abrigo.
  • 3) Rattus norvegicus→De grande porte, podendo chegar até 600g.→ Vive em colônias, que, dependendo de condições favoráveis, podem conterum grande número de indivíduos.→ Abriga-se preferencialmente abaixo do solo, por isto cava tocas e formatúneis.→É frequente abrigar-se em galerias de esgoto ou pluviais, margens decórregos, caixas subterrâneas de telefone.→ Perfeitos nadadores, devido À presença de membranas interdigitais.
  • → Neofóbico.→Olhos e orelhas pequenos em relação à cabeça.→ Cauda grossa e revestida por pelos.→ Atinge maturidade sexual entre os 60 a 90 dias de idade.→ Gestação de 22 a 24 dias, com ninhadas de 7 a 12 filhotes e 8 a 12 ninhadas/ ano.→Agrupam-se em colônias, com divisões hierárquicas (dominados e dominantes).→ Raio de ação relativamente curto: 50m.→ Possui hábitos noturnos, procurando afastar-se de locais muito movimentados.→Quando há um índice de infestação, podem ser visto ao dia.→São onívoras.
  • → É a espécie mais favorecida pelo ambiente humano degradado por ocupações clandestinas, desenvolvimento de favelas, e locais sem infraestrutura de saneamento.→ Responsáveis por surtos de leptospiroses, casos de mordeduras e infecções causadas por alimentos contaminados por fezes e urina.III – Sinais da Presença de Roedores: →Fezes (cíbalas)→Urina.→Trilhas.→Marcas de gordura.→Roeduras.→Ninhos/Ninheiras.→Observação virtual = em grande infestação, ratos podem ser visualizados ao dia.
  • Ambientes Urbanos em Degradação Propícos à Proliferação de Ratos
  • IV – Medidas de Controle e Prevenção:1) Tornar o Ambiente Impróprio Para a Sobrevivência do Roedor:→ Eliminar fontes de alimento e água.→ Proteger ou eliminar fontes de água: Fossos, valas, poças estagnadas e etc.→Armazenar alimentos de forma adequado e protegida (recipientes hermeticamente fechados).→Acondicionar o lixo em sacos plásticos e dentro de recipientes tampados e colocados em locais altos, próximo à hora da coleta2) Impedimento ao Acesso:→ Fechar todos os orifícios em paredes externas com argamassa, eliminar aberturas, frestas maiores que 0,5cm.→ Instalar dispositivos de auto fechamento nas portas mais utilizadas.→ Proteger vãos próximos ás janelas com telas, rondinhos de borracha ou chapa galvanizada
  • 3) Controle Através de Armadilhas:- Dependendo do porte do roedor podem-se usar armadilhas como a “armadilha cola” ou as ratoeiras.* Inconvenientes: As armadilhas muitas vezes não matam o roedor, sendo necessária a eliminação após a captura.4) Controle Químico:* Atualmente existem para comercialização, raticidas com diversos princípios ativos, mas que atuam como anticoagulantes.* Existem raticidas nas formas de apresentação:→Bloco Parafinado→ Pó de Contato; →Granulado. * Cada forma de apresentação deve ser utilizada conforme a espécie de rato e o ambiente onde vive.
  • 5) Educação em Saúde: Como já mencionamos anteriormente, o controle de animais Sinantrópicos é uma responsabilidade de todos. As campanhas educativas ministradas sistematicamente são preciosas ferramentas a serem utilizadas em conjunto com qualquer método de controle.
  • CURSO TÉCNICO DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE MÓDULO 6 - SETEMBRO 2012 LUCIANA ASSUMPÇÃO BORGES DE OLIVEIRA CRMV RJ 3567